Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 16 de Julho 2018
Por Maria Helena


Rosto da Semana
Clube de Vela do Barreiro uma presença na Europa


A(nota) mentos
Em primeiro lugar o Barreiro


Inferências - É bom ver a sociedade civil a agir e mexer-se
Península de Setúbal não pode continuar a ser prejudicada pelos fundos comunitários.


Por dentro dos dias - Barreiro
O meu «Kompensan» é fazer cidade e cidadania


Por dentro dos dias – Barreiro>
O associativismo não é uma ideologia


Por dentro dos dias – Barreiro
Porta do Tempo – Um Pórtico feito de memórias que fazem a cidade que somos


A(nota)mentos
Barreiro –uma terra feita de muita gente vinda de muitos lados


COLUNISTAS
A menina do chapelinho vermelho (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Textos decetivos – 2
Cada vez mais descartáveis
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Si, cariño!
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MUNICÍPIOS: DESCENTRALIZAÇÃO E FINANÇAS LOCAIS
Por José Caria
Montijo


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Vaga de peixes mortos em Alcochete
CDS questiona ministro do Ambiente


Deputados do PSD do distrito de Setúbal exigem resposta
para práticas ilegais relacionadas com a apanha de bivalves no Tejo


Barreiro - Proposta de reestruturação para os serviços camarários
Mereceu os votos contra da CDU e a abstenção do PSD


Vereador do PSD na Câmara Municipal do Barreiro
Acusa maioria PS de ter uma «atitude passiva» na defesa dos interesses do concelho


ENTREVISTA
Barreiro - Naciolinda Silvestre, Presidente da União de Freguesias de Palhais e Coina
«Uma freguesia que dá qualidade de vida a quem cá está»


Barreiro - Isabel Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca
«Não quero que a minha freguesia seja uma freguesia peri


AS EMPRESAS
Palmela - Trabalhadores do Parque Industrial VW Autoeuropa
Preocupados com horários e agravamento das condições de trabalho


Serviço de Praias TCB 2018 - Transportes Colectivos do Barreiro
Início dia 30 de Junho


DESPORTO
«Patinar ao Luar» em Setúbal
Espetáculo de patinagem artística


Seleção Nacional de Sub18 Venceu a Irlanda 90-64
Diogo Janeiro Peixe do Barreiro marcou 18 pts


Campeonato Europeu de Juniores 420 - Sesimbra
Clube de Vela do Barreiro coloca 2 tripulações nos 20 primeiros Grupo Ouro


Ferroviários do Barreiro sagrou-se Vice-Campeão Nacional de Rápidas
Sérgio Rocha campeão nacional


Barreiro - Equipa do GDR «OS LEÇAS»
Conquista 2º lugar na Taça de Portugal de Trampolins


Barreiro - Ginastas da Associação Trampolins Fabriltramp
Ana Renata Paulino e Raquel Solposto em 3º. lugar nacional


PERSONALIDADES
«O Barreiro tem no seu ADN a multiculturalidade»
Homenagem à Avó Juliana, a contadora de histórias


AS ESCOLAS
Coimbra - Estudo europeu revela
que a população idosa portuguesa é pouco saudável


Moita - Um ano rico no desenvolvimento de competências
dos jovens do curso Técnico de Restaurante-Bar


No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Encontro Nacional de PAPs - PAPTice)


REPORTAGEM
Barreiro uma terra de todos e para todos
Promover a multiculturalidade, combater a xenofobia e o racismo


Sistema led em toda a iluminação pública do concelho do Barreiro
Actualmente o encargo anual com a iluminação pública são 850 mil euros


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


Barreiro – Coral TAB e Russkii Klub
Uma noite com ritmo e a perfeição da «simbiose» entre as vozes e a dança


Barreiro - Um dia não é suficiente para visitar e ver todas as obras da 9ª Colectiva de Artes
Mais de 120 obras dos alunos de Casquilhos


MOLDURA
Palmela - Um homem e uma mulher percorrem o mundo a dançar
«Carripana» nas «Noites de Verão» em Pinhal Novo


Setúbal - Exposição comemorativa dos seus 65 anos de atividade
Maria José Amado na Casa da Cultura


Casos de Policia em Almada - Seixal - Setúbal
No Barreiro detidos por condução sem habilitação legal para o efeito.


No Palco das Marés - Festas do Barreiro
Quim Barreiros a abrir no dia 10 de Agosto


Barreiro - Um ponto de ENCONTROS inesperados
Feira da Mala - Mercado de 2ª mão de artes e antiguidades


No Museu do Trabalho em Setúbal
Oportuna apresentação do «Diário da Contra-Revolução»


Easy Talk e Fabril do Barreiro
Juntam-se para ensinar e divertir os mais novos


Barreiro - 5ª Edição do Mês da Fotografia 2018
Estão abertas inscrições para Concurso de Fotografia


OUT.FEST - Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
Datas e primeiros nomes confirmados para a 15ª edição


S.ENERGIA regressa a Agência Regional de Energia
para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete


Rede viária florestal na Mata da Machada - Barreiro
Operação de beneficiação em curso


AUTARQUIAS
João Pedro Matos Fernandes, Ministro do Ambiente no Barreiro
Assinatura dos Contratos relativos à «Adaptação do Território às Alterações Climát


Moita - Piscinas do Parque José Afonso na Baixa da Banheira
De portas abertas até setembro


Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques no Montijo
Cerimónia de conclusão da Intervenção de Reabilitação da EN4


Na Baixa da Banheira criação de Zona 30 na Rua 1º de Maio
Câmara da Moita vai lançar concurso público


Moita Debate sobre projeto do novo Aeroporto de Lisboa na BA6 no Montijo
«Ainda é tempo de travar esta opção desastrosa» afirma presidente da A


OPINIÃO
Fazer a diferença
Hélder Leal Rodrigues
Barreiro


Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


Aproximadamente 22% da população portuguesa sofre de Rinite Alérgica.
Por Cândida Bizarro, Inês Ribeiro e Maria Inês Silva
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Tertúlia na padaria da dona Conceição
Dedicada ao tema «(Não) Estamos Sós»
. Combater o isolamento e a solidão


Evento solidário a favor do CATICA contou com 100 jogadores
Foi a maior recolha de alimentos de uma equipa de airsoft no concelho do Barreiro


Moita - No Centro dos Reformados e Idosos da Baixa da Banheira
Festa de final de ano da sua Creche «os Netinhos»


Barreiro - Futebol Clube Barreirense
Assembleia Geral aprecia orçamento e plano de atividades


Associação Serviços Sociais e Culturais dos Trabalhadores das Autarquias do Barreiro
I Encontro de Pesca


No Clube Dramático Instrução e Recreio 31 de Janeiro «Os Celtas» - Barreiro
Noite Africana- CRIVA


CULTURA
Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


POSTAIS
Barreiro - Carta de uma neta com o coração em lágrimas
Ao homem que matou a minha avó


Crónicas do Algarve
Acerca da casa da avó-velha, da dona Olívia e da pastelaria Império
Por Henrique Bonança


Banda Municipal tocou pela primeira vez a «Marcha do Barreiro»
Içar do «Mastro» anuncia as Festas 2018


Rumo do Barreiro coordena Núcleo de Setúbal «Incorpora»
Potenciar «uma rede colaborativa de 2ª geração na Península»


Plataforma para o Desenvolvimento da Península de Setúbal
Há uma crise na economia agravada pela perda do acesso aos fundos comunitários
afir


Crónicas do Algarve
Acerca de Ir à Praia e de Barquilhos
Por Henrique Bonança


Barreiro - EXPOSIÇÃO «O QUE FAZ FALTA É AGITAR A MALTA»
Gratidão para com todos os que lutaram e lutam pelos direitos do cidadão


Moita - Associação Zero vai apresentar queixa na União Europeia
Exige Avaliação Ambiental Estratégica para Aeroporto na BA6 Montijo


ARTES
Moita - Acolher residências artísticas, oficinas e ateliês relacionados com as artes visuais
Espaço FAVO novo equipamento cultural


AGENDA
Moita - Uma nova vida aos locais mais frequentados nas noites de verão
«Cultura em Movimento» pelo concelho


Cinema City Setúbal estreia Mamma Mia! Here we go again
O filme conta com um elenco de topo


EUROPA
Orçamento da União Europeia
Comissão Europeia propõe investir 9,2 mil milhões de EUR no primeiro programa digital de sempre


Comissão Europeia publica relatório
sobre a aplicação da Carta dos Direitos Fundamentais na União Europeia em 2017


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Por dentro dos dias – Barreiro
Uma Rede social pode ser um instrumento de relação humana positiva

Por dentro dos dias – Barreiro<br>
Uma Rede social pode ser um instrumento de relação humana positivaDepois desta experiência…fiquei com esta certeza que, afinal, cada um encontra nas redes sociais o espelho da sua forma de estar na vida. Há quem cultive o ódio. Há quem cultive o amor. Cada um cultiva o que sente, são opções.

Por mim, continuarei a sorrir... sempre!

Ao longo da minha vida, por três vezes, estive alguns dias hospitalizado. Esses dias ficaram sempre como uma marca e referência na forma de olhar e sentir os dias.

A primeira vez, devia ter os meus dez ou onze anos, na minha terra natal, estive cerca de 10 dias internado no Hospital Marquês de Pombal, era uma sala com cerca de uns quinze doentes, de diversas idades e eu, naqueles dias fui o mascote. É verdade, como fui lá parar.
Quando havia a Feira de Vila Real, no mês de Outubro, chegavam os carroceis, pistas de automóveis, então, a malta da Rua da Espanha e Rua Estreita, juntava-se para ajudar a montar os carroceis e pistas de automóveis. Este trabalho voluntário dava direito a que, durante os dias da feira, pudéssemos fruir de viagens gratuitas, saltar e subir para o carrocel em movimento. Uma festa dentro da feira. Uma vivência única.

No final de um dia de montagem do carrocel, estava todo sujo de óleo e para evitar que a minha avó se zangasse comigo, fui para a fábrica do Parodi, onde ela trabalhava para me lavar. O porteiro, cujo nome não recordo, ao ver-me todo sujo, disse-me que não me deixava entrar – “a tua avó vai ver com estás”.

Então, num momento que ele foi para a “casinha da guarda” resolvi pisgar-me por uma entrada lateral, uma zona onde descarregavam o carvão para as caldeiras de cozer o atum.
Só que, ao entrar e saltar, a placa de madeira de entrada estava em vão e lá dei uma cambalhota e torci o pé. Pronto estava o caldo entornado. Lá fui para ao Hospital e por lá fiquei internado.
As visitas só as tinha ao fim-de-semana, a minha avó, que recorde.
E, todas as noites, ou quase todas as noites, escutava, pelas 23 horas, aquele choro e clamor, quando a minha avó vinha do serão da fábrica e passava junto ao hospital, com a minha irmã Josefa.
Mal chegava, ali, pela zona do Café das «Janelas Verde», passando frente ao Hospital e até à zona da «Escola das Moças», lá escutava na distância, aproximando-se e distanciando-se aquele choro e clamor: “Eu quero o meu mano! Eu quero o meu mano”.
Ainda escuto, como se fosse hoje esse som a rasgar a minha memória. Uma ternura.

Depois, a segunda vez que estive internado, foi nos anos 80, no Hospital do Barreiro, fui transportado pelos bombeiros, em sequência de um incêndio na cozinha da minha residência, então, na Rua Grão Vasco.
Tudo muito rápido e controlado, mas o suficiente para ficar queimado nas pernas e ter que ser internado durante mais de dez dias.
Desses dias recordo as imensas visitas, dezenas de amigos que durante aquelas horas se deslocavam a dar-me um abraço ou um beijo. E amigos que trabalhavam no Hospital que, ao longo do dia, ali, se deslocavam para brincar e trazer um sorriso e abraço de amizade.

Este ano, no mês passado, estive sete dias no Hospital do Barreiro, dois dias nas Urgências e cinco dias em Medicina B.
As visitas eram exclusivas para a família, era uma alegria sentir chegar aquela hora, ao fim da tarde, e receber o carinho das minhas filhotas Rita, Marta, e o Neves, assim como pela hora de almoço, aquele carinho da minha Lurdes.
Sentir a presença de alguns amigos, trabalhadores do Hospital que com a sua presença davam-me alento e traziam-me uma palavra amiga e noticias do mundo lá fora e ali tão perto. Foi muito bom o carinho de Ana Teresa Xavier, ou a presença de Fátima Lourenço, Paulina Santos, assim como a Milena, a Paula Ortiz, ou outras presenças amigas que na hora da visita por ali passaram a dar-me um abraço e o apoio solidário, como Humberto Candeias ou Sofia Martins. E outros amigos que davam energia e conforto.

Mas, decidi escrever este texto, acima de tudo por uma razão, para agradecer o carinho, as muitas palavras de amizade que recebi através do facebook.
Algumas mensagens tocaram forte, tão forte que as lágrimas soltaram-se e brindaram o meu coração.
Nestes dias senti, afinal, como uma rede social, pode ser um instrumento de relação humana pela positiva, de estimulo, de solidariedade, afinal, são as nossas visitas hospitalares que tornam reais os tempos e os amigos virtuais.
Depois, aquelas mensagens que recebi de amigos mais próximos, aquelas mensagens privadas, marcadas de carinho – um registo especial daquela companhia diária da Gisa - seja com uma foto de uma árvore na Avenida da Praia ou um poema, ou uma palavra escrita por dentro dos nervos. Gestos que tocavam por dentro do silêncio e, digo-vos, todos os gestos que nos tocam por dentro do silêncio, ficam inscritos nas memórias do tempo que vivemos.

Reconheço que partilhar, certos momentos das nossas angústias e situações, não se trata de mais nada, apenas isso, o desejo de abrirmos os braços e recebermos uma energia partilhada, a força que precisamos para enfrentar os desafios e superar as nossas debilidades. Conforta.
Obrigado a todos que me deram um abraço e acreditem, só quando vivemos certas situações é que compreendemos que há razões que a razão não compreende e só se explicam pela emoção, essa energia que toca os nervos e faz sentir que a vida é mais que o material – há o sentimento que move e faz rasgar as penumbras dos dias.
Sei que as redes sociais, nem sempre são isto, ou são isto, mas, tudo depende que quem as usa, como as usa e o que pretende ao usar, por mim, uso e continuarei a usar como um espaço de partilha dos dias, de encontros e desencontros, porque acredito que a vida partilhada é mais viva e cheia de amor.
Depois desta experiência…fiquei com esta certeza que, afinal, cada um encontra nas redes sociais o espelho da sua forma de estar na vida. Há quem cultive o ódio. Há quem cultive o amor. Cada um cultiva o que sente, são opções.
Por mim, continuarei a sorrir... sempre!
Obrigado!

António Sousa Pereira

Foto - Adalgisa Martins

03.12.2017 - 18:31
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND