Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 21 de Fevereiro 2017
Por Maria Helena


Barreiro - Por dentro dos dias>
Se um dia, eu for a Barcelona…


Notas do meu blogue
Será que existem cidades perfeitas?>
Barreiro


«O Barreiro tem neurónios» - Tertúlia Rostos
João Lourenço «Embriologista Clínico»


A(nota)mento - Barreiro e Associativismo
«A importância de ligarmo-nos ao outro e colocarmo-nos no lugar do outro»


Inferências
Deve, ou não, o concelho do Barreiro decidir sobre o seu território?


COLUNISTAS
O reino dos céus e a mostarda
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Acordo Ortográfico
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Mayflower
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


PROTEÇÃO NA PARENTALIDADE
Por José Caria
Montijo


Aviões e navios
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Luísa de Jesus – A ultima mulher enforcada em Portugal
Por João Naia da Silva
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Antigo Posto Médico da CUF no Barreiro
CDS pede ao Governo a preservação


Desparecimento de ossadas no Cemitério do Pinhal do Forno na Moita
PS solidário com famílias lesadas exige respostas cabais sobre o sucedido


Possível construção do Aeroporto do Montijo
Partido Socialista manifesta perplexidade pela posição dos autarcas da CDU


Direitos de parentalidade no Hospital de Setúbal
O Estado deveria dar o exemplo e respeitar na íntegra os direitos de maternidade


Criação da Polícia Municipal no Barreiro
«Ajudaria a tornar o Barreiro uma cidade com regras e mais seguro»
. garante Bruno Vitorino


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
«Rosto do Ano 2016» na área da Solidariedade Social
«Associação Mellitus Criança»
Viver para as nossas crianças, para que as nossas cri


Barreiro - António José Fialho, Juiz de Direito
«Justiça nem sempre se faz com a rapidez que seria desejável»


ENTREVISTA
Montijo - Estudante da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Carina Sapateiro lança o seu primeiro romance «A Luz da Princesa»


Toni da Silva Vieira, artista plástico do Barreiro
Há 12 anos a viver com «nuestros hermanos»
«Viemos à procura de outras culturas»


AS EMPRESAS
Barreiro - Seixal - Almada - Lisbon South Bay e Liverpool
Partilham visões sobre o desenvolvimento e regeneração de frentes ribeirinhas


Palmela - Comissão de trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa
Fernando Sequeira novo coordenador


DESPORTO
Torneio de Carnaval de Palmela
Seleções distritais de Basquetebol sub 14 e sub 16


Passeio Informal no Barreiro em BTT
Percurso com cerca de 30Km pelas estradas e caminhos do Concelho


Duatlo BTT «Cidade do Barreiro» na Mata da Machada
Prova pontuável para a Taça de Portugal PORTerra


Velejadores do Clube de Vela do Barreiro com boas prestações
3ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis


Barreiro - Clube Naval Barreirense
Campeonato Nacional e Open de Portugal Remo Indoor 2017


Atletas de patinagem artística do GD Fabril do Barreiro
As primeiras barreirenses a alcançar nível 5 de Patinagem Livre


PERSONALIDADES
Barreiro - David Varela defensor acérrimo da causa pública
Voto de Pesar aprovado por unanimidade na reunião pública da Câmara Municipal


Rosto do Ano 2016 – na área «Memória»
José Caro Proença – tinha o Barreiro e a sua história no coração


AS ESCOLAS
Barreiro recebe encontro de professores da europa
Erasmus Plus - Make Every Step Count


Sala de aula «Worklab Future» da Escola Mendonça Furtado no Barreiro
Merece prémio e referência internacional


Barreiro - Décima edição da LAN ESAC 2017
Prevêem-se mais de 300 participantes


Tema «80 anos de Abastecimento Público de Água, no Barreiro»
Desfile de Carnaval das Escolas 2017 na rua a 24 de fevereiro


Festival de Tunas no Barreiro
«A FRAGATA» dia 18 de março


REPORTAGEM
Barreiro - Diamantino Valente «Profissional do Ano» 2016
Um homem que vive a cultivar amizades


Banda Municipal do Barreiro e Grupo Coral TAB
Vão gravar «Hino da SFAL» para assinalar os 150 anos


Marcelo Moniz, vereador eleito pelo PS considera
Bruno Vitorino é o «Donald Trump do Barreiro»
. Por apresentar proposta de Videovigilân


Proposta do PSD de criação de Policia Municipal no Barreiro
Classificada pelo PS de «eleitoralista, populista e demagógica»


«É necessário um Plano Estratégico para o Hospital do Barreiro»
Acção de protesto no próximo dia 4 de Março


Frederico Rosa candidato do PS Barreiro
«PS não pode ambicionar a ter uma candidatura, tem que preparar uma presidência»


António Jaime Martins na posse da Delegação dos Advogados do Barreiro
Os actuais «custos judiciais são exorbitantes»


MOLDURA
Convento Madre de Deus da Verderena - Barreiro
Mostra «Brinquedos Carnavalescos»


Bombeiros do Sul e Sueste do Barreiro integrou o dispositivo
No combate ao incêndio industrial na SAPEC em Setúbal


Conselho Local de Ação Social do Barreiro
Jornada de Reflexão e Debate


Marcha em defesa do Centro Hospitalar Barreiro / Montijo
Jornada de luta «Todos ao Hospital»


Barreiro - Petição on-line
Na Defesa do Posto Médico da CUF


Barreiro - Rosto do Ano 2016 – Área do Ambiente
Clube «Os Amigos do Ambiente» - Ecoescolas Álvaro Velho – um olhar sobre a Barra-a-Barra



AUTARQUIAS
Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente no Barreiro
Comemorações 60º Aniversário dos TCB



Barreiro- União de Freguesias Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
«Semana Associativa» promove relações de proximidade


Barreiro - Rosto do Ano 2016 – Área «Autarca»
Carlos Moreira – vencer o desafio de uma «mega junta»


Moita - Aprovado protocolo para construção da nova Unidade de Saúde da Baixa da Banheira
Vai ser construída num terreno na Zona Sul


Barreiro - Iniciativa dirigida a toda a população
Atividade Portuária em Debate


Reunião Assembleia Municipal do Barreiro
ADJUDICAÇÃO DE EMPRÉSTIMO de € 900.000,00 PARA INTERVENÇÃO DE REGENERAÇÃO URBANA


OPINIÃO
GOVERNOS DESPREOCUPADOS COM A OSTOMIA
A REGRESSÃO SOCIAL DA COMUNIDADE OSTOMIZADA
Por Vítor Bento Munhão
Barreiro


De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro


BEM PREGA FREI TOMÀS… FAÇAM O QUE DIZ E NÂO O QUE FAZ
Por Filomena Ventura
Moita


A vantagem de quem conhece melhor a realidade
Por Alcídio Torres
Montijo


Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro


«Quem me dera que o Concelho do Barreiro pudesse decidir sobre o seu território…»
Por João Pintassilgo
Barreiro


Baixa da Banheira, a Saúde da Sua População I
Por José Manuel Lopes Fernandes
Moita


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Na Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Debate «Morte Medicamente Assistida - Deve ser despenalizada?»


GDR «Os Leças» assinalam 91 anos de vida
«Se não fosse o movimento associativo hoje não seria Presidente da CMB»


Associação Angolana Residentes a Sul do Tejo – Barreiro
Margarida da Conceição Teixeira recebeu a medalha de mérito


Delegação da Moita da Ordem dos Advogados
Cerimónia de Tomada de Posse
. Inaugração das Novas instalações


Eleições no Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Faustino Mestre vai apresentar candidatura


CULTURA
Moita - «Percursos Sonoros» candidatura de Ana Rita Ribeiro Correia
Projecto da segunda edição do Programa Municipal Património 2016


Barreiro - Quinto centenário da atribuição do Foral de Coina
Lançado o livro «Foral de Coina – 1516» da autoria de José Manuel Vargas


POSTAIS
Barreiro - Vandalismo e destruição da coisa pública
Fogo destrói contentores de recolha de resíduos para reciclagem


Alcochete - População do Samouco não tem médico de família
Centro de Saúde de Passil continua fechado


Barreiro - Nick Nicotine, artista barreirense
Tocou o tema «Morena» com Tiago Bettencourt


Barreiro – Santo António da Charneca
Isabel Ferreira candidata à Presidência da Junta de Freguesia


ARTES
KIRA - Artista plástico do Barreiro
Exposição «Temáticas» no Hospital da Luz em Lisboa


AGENDA
Camerata Musical do Barreiro no AMAC
Concerto de Primavera


CONTOS
Um final feliz (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


EUROPA
Semana Europeia das Startups
Reúne empreendedores em 40 países incluindo Portugal


opinião rostos.pt - o seu diário digital

De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro

De «Os Betes» ao «Perspectiva»<br />
Por Vítor Ferrão<br />
Barreiro. La Fora a Cidade" e "Os Homens da Minha Terra" poemas de José Beiramar

O Perspectiva foi o primeiro grupo português a fazer deslocar uma unidade de exteriores da RTP chefiada pelo apresentador Eládio Clímaco para gravar um extracto do concerto onde pela primeira vez tocamos em directo o “La Fora a Cidade” .

Hoje passados 40 anos é com satisfação e orgulho que reparo que o Perspectiva continua a ser recordado por imensa gente e não só no Barreiro.

Caros amigos sou Victor Ferrão, musico, baterista e entre outros fui fundador do grupo “Perspectiva”. Estando entretido a navegar por noticias antigas deparei com uma noticia do dia 6 de novembro de 2010 do vosso jornal a qual me chamou a atenção em parte pela razão do desabafo do Luis Miguel e por outra parte pela ignorância mostrada pelo Daniel (penso que neto do Agostinho Loureiro). É grato passados tantos anos ver como o Perspectiva segue nas memorias de tanta gente. infelizmente algumas bastante desvirtuadas, por isso sinto-me com a obrigação de dar a conhecer a verdadeira história do Perspectiva.

Esta história teve inicio no ano de 1962 quando eu juntamente com o Agostinho Loureiro, o Carlos Bravo, o Jorge Colaço e o Orlando Nunes formamos o primeiro grupo de rock do Barreiro a que demos o nome de "Os Betes". Este grupo manteve-se actuando por todo o pais até 1966, a partir daí mudou o nome para Step Five passando a integrar os seguintes elementos: Agostinho Loureiro viola baixo, Victor Ferrão bateria Orlando Nunes vocalista, José da Vinha guitarra ritmo e Gualter Vieira guitarra solo, este grupo compos 4 temas originais em inglês, estes temas foram gravados em fita magnética e transmitidos pela emissora Rádio Renascença. Pouco tempo depois o grupo dissolveu-se ao serem os seus elementos mobilizados para a guerra no Ultramar.

Em 1970 esperando pelo Orlando Nunes, eu e o Agostinho Loureiro juntamente com o Carlos Bravo, o Carlos Silva e o José Popi, formamos um grupo a que demos o nome de "Esquema".este grupo durou cerca de um ano tendo feito variadíssimas actuações.

Em 1972, eu o Agostinho Loureiro, e o Orlando Nunes, convidamos o Carlos Viana e o Victor Santinho e formamos o grupo "Plexus", o qual foi apresentado na Sociedade "Os Penicheiros" num espectáculo em que também actuaram como convidados o Jorge Palma e os Ferro e Fogo. O Plexus teve como colaboradores em vozes o Rui Belo Ferreira e em Artes gráficas o António Vieira da Silva (Tóni).Por motivos estritamente comerciais tive que mudar o nome ao grupo tendo no final do ano de 1973 passado a chamar-se "grupo Perspectiva".

Em 1974, com a saída do Orlando Nunes, este foi substituído pelo Júlio Lourenço. tendo também entrado para o grupo o António pinheiro da Silva, como guitarrista e flautista.

Começamos aqui a compor musicas em português, sendo o primeiro tema o "La Fora a Cidade". O autor deste poema assim como "Os Homens da Minha Terra" foi o Poeta José Beiramar, sendo coautores das musicas o Tó Pinheiro, O José Popi, O Carlos Viana E o José Manuel Pereira que tinha entrado para o grupo juntamente com o Luis Miguel da Luz, Entretanto já se tinha dado a saída do Carlos Viana.

Passou então o "Perspectiva"a ter a formação definitiva e que viria a gravar o primeiro single, composta por: Tó Pinheiro da Silva guitarra solo e flauta, José Pereira guitarra ritmo, Luis Miguel Luz guitarra baixo, Victor Ferrão bateria, Victor Real vocalista.

Este disco teve a colaboração como musico convidado tocando teclas do Carlos Viana.

Por esta altura era o "Perspectiva" um dos grupos fortes no panorama musical nacional actuando por todo o país. Seguidamente começámos a preparar o segundo single "Rei Posto Rei Morto e "o Oitavo Sorriso", entretanto já estava no grupo o Firmino Pascual como percussionista. Também já estávamos a elaborar a obra de longa duração intitulada "A Quinta Parte do Mundo", esta obra era composta por 6 temas: "O Norte", "O Sul" "O Este", "O Oeste", "A Primeira Flôr" e "A Quinta Parte do Mundo". Nesta obra teve especial participação do José Beiramar, o António Cabós e a Carla Marina Santos. Gravamos então o segundo single e infelizmente nunca gravamos a obra de longa duração porque segundo a nossa discográfica Imavox os custos de produção eram enormes e o baixo nível de vendas dos grupos portugueses nessa época não dava para rentabilizar os custos de produção. Informo que o nosso primeiro single após esgotar a primeira edição levou à saída de uma segunda edição.

Em todo este percurso entre "Os Betes e o "Perspectiva" existiram acontecimentos que merece a pena realçar.

Em 1964 " Num concurso de Musica Rock realizado no Cinema Ginásio da Cuf no Barreiro onde participaram os grupos Os Jets de Lisboa, Os Claves de Lisboa, Os G B 4 de Setubal, Os Caveiras do Montijo e Os Betes do Barreiro, estes tocaram um tema intitulado "Vamos Dançar Amor" com letra de Victor Ferrão e musica de Agostinho Loureiro, este foi um dos primeiros temas originais cantado em português por um grupo de rock em Portugal.

Mais tarde o Perspectiva foi o primeiro grupo português a fazer deslocar uma unidade de exteriores da RTP chefiada pelo apresentador Eládio Clímaco para gravar um extracto do concerto onde pela primeira vez tocamos em directo o “La Fora a Cidade” o qual foi transmitido no dia seguinte nos noticiários. Também foi o Perspectiva o primeiro grupo em Portugal a gravar um single em «estériofonia», foi também o primeiro grupo em Portugal a participar num concerto acompanhado por uma orquestra tocando os seus temas originais, ocorreu nas ruinas do Convento do Carmo em Lisboa juntamente com a Orquestra da Rádio Difusão Portuguesa, concerto dirigido pelo maestro Tavares Belo estava-mos no ano de 1977.

A minha saída do Perspectiva deu-se no principio de 1978, tendo sido substituído pelo Raul Rosa ex baterista dos Tantra.

Hoje passados 40 anos é com satisfação e orgulho que reparo que o Perspectiva continua a ser recordado por imensa gente e não só no Barreiro.

Contudo é com bastante pesar que tenho assistido a diversas publicações que deixam no esquecimento os elementos fundadores do grupo que não chegaram a gravar, quando foram eles juntamente comigo que começámos por projectar o Perspectiva ao nível mais alto daquilo que então se fazia no rock português.

Sou ciente que após a minha saída do grupo e com o regresso do Carlos Viana, a entrada definitiva do Firmino e do Raul Rosa o grupo melhorou em termos qualitativos, só foi pena que aparte bastantes grandes actuações que fizeram, não tenham sabido dar continuidade ao trabalho que vinha da retaguarda, tendo o grupo indo-se definhando, não só por falta de criatividade, como também pela sucessiva troca de elementos que levou a uma falta de sentido de grupo e consequentemente á lógica saturação que arrastaria o grupo para a sua extinção no final de 1979.

Em 1982 tentei reagrupar o Perspectiva, aderiram á idea o Carlos Viana, o Victor Real, e convidamos para o novo projecto o Eduardo Quaresma como guitarra solo e o José João Alves como viola baixo. Apresentamos o novo Perspectiva na Sociedade Os Franceses no Barreiro, iniciou este concerto o grupo T N T da Baixa da Banheira liderados pelo guitarrista e vocalista Ricardo Landu, o Perspectiva na sua actuação interpretou os temas antigos e novos temas originais.

Passado pouco tempo organizamos um novo concerto no pavilhão desportivo da Quimigal no Barreiro, também actuaram juntamente com o Perspectiva a Banda Atlantida liderada por Lena D´Água. Após este concerto, por divergências de opinião do rumo que o grupo deveria seguir demos por terminado o nosso trabalho, sendo definitivamente o fim do Perspectiva.

Aproveito para recordar os elementos que com a sua dedicação e entusiasmo colaboraram connosco nos trabalhos de som, iluminação e transportes, foram eles: O Fernando Silva técnico de som (infelizmente já falecido), o Luis Aranha, o Adriano Real, o Guilherme Cruz, o Pires, o Helder Picanço todos eles técnicos de iluminação e efeitos especiais, o Manel da carrinha para transportes, para todos eles o meu agradecimento e a minha sincera amizade.

Não posso finalizar esta minha exposição sem uma menção especial para com todas as colectividades que connosco colaboraram: Grupo Desportivo Operário do Barreiro onde começaram a ensaiar “Os Betes”, Club 22 de Novembro onde ensaiou o “Step Five”, Sporting Clube Lavradiense onde ensaiou o “Esquema, Sociedade de Instrução e Recreio Barreirense “Os Penicheiros” onde ensaiou e se apresentou o “Perspectiva”, a Sociedade Recreativa do Alto da Paiva, o Ginásio Atlético Clube Banheirense, Sociedade o Chinquilho da Baixa da Banheira onde também ensaiou o Perspectiva, o Futebol Clube Barreirense que nos cedeu o ginásio para a apresentação ao público do disco “La Fora a Cidade”, ao Grupo Desportivo da Quimigal que nos cederam o ginásio para o concerto do novo Perspectiva e finalmente à Sociedade Democrática União Barreirense “Os Franceses onde também ensaiamos e que durante 3 anos consecutivos nos cederam o seu salão para realizarmos o “Festival de Outono”, sendo as receitas dos mesmos destinada ´”À Casa dos Rapazes do Barreiro”.

Para terminar gostaria que esta minha exposição evitasse futuramente a publicação de opiniões e noticias faltas de credibilidade, por vezes têndenciosas e por pessoas que sem nenhum conhecimento em relação ao que foi o Perspectiva tomam a liberdade de as publicar.

Tenho o orgulho e a convicção de manifestar que o Perspectiva merece ser tratado com o máximo respeito pois estou certo que todos os músicos que por ele passaram deram sempre o seu melhor, e posso afirmar que o Perspectiva sem nunca ter sido influenciado por nenhuma ideologia sempre teve por bandeira a defesa e a critica consciente ao meio social em que vivíamos.

Deixo aqui o meu muito obrigado a todos os músicos , colaboradores e amigos que me acompanharam nesta viagem, e também aos nossos seguidor e amigos, fãns, pois sem eles, sem o seu carinho, nunca teríamos atingido aquilo que atingimos.

Deixo aqui também a minha imensa mágoa pela ausência entre nós de três grandes amigos, três excelentes músicos e vocalistas que foram: o Jorge Colaço, o Orlando Nunes e o Victor Real, sempre estarão presentes na minha memória e no meu coração. Em breve vos darei da minha parte novidades musicais.

Até sempre.
Vítor Ferrão

Foro - Os Betes 1962

15.02.2017 - 21:38
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND