Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 19 de Fevereiro 2018
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Discussão politica no Barreiro ao nível de quem discute um «jogo de futebol»


A(nota)mentos - Barreiro
Entre a culpa, a azia e a falta de civismo


Inferências
O Barreiro tem que sair do gueto


Barreiro –Por dentro dos dias
Construtores de solidariedade


Barreiro / Moita - Associativismo e Comunicação
Valorizar as dinâmicas de comunicação na vida associatva


COLUNISTAS
Armas e mãos
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


«Me Too», Assédio e oportunismo
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Ano Europeu do Património Cultural 2018
Por José Caria
Montijo


Interesses há muitos, o nacional é que é só um!
Falamos de aeroportos e não de chapéus …
Por Nuno Cavaco
Moita


Disco virado. E a música?
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Desculpem lá!
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Vigiar e intervir antes de ser tarde demais!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Bruno Vitorino considera que resultado obtido pela lista que encabeçou
É «um sinal da importância que o distrito de Setúbal tem na vida interna


Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista
Posição política sobre o flagelo da Mutilação Genital Feminina


Programas de incentivo e apoio a criação de emprego próprio
«Algo que nunca foi feito no Barreiro» afirma Bruno Vitorino


Nova Direção Política do Partido Socialista da Moita tomou posse
Fizemos história ao retirar a maioria absoluta ao PCP na Câmaara


Os próximos anos serão muito bons para Partido Socialista
na medida em que serão bons para o Barreiro


JSD Barreiro conseguiu que a Câmara Municipal instalasse
Equipamento de Street Workout na cidade


CDS Barreiro representado nos novos órgãos distritais de Setúbal
No concelho Jorge Miguel Teixeira reconduzido na liderança


Moita - Reforçar a presença do PS na Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Objectivo dos novos Órgãos do Partido Socialista


AS EMPRESAS
Barreiro - Baía do Tejo em Moscovo
Conferência na ProdExpo 2018 e assinatura de três protocolos e um memorando de entendimento


DESPORTO
Barreirense conquista Taça Cidade do Barreiro
GD Fabril - 1 - FC Barreirense - 2
. Receita de 1800 euros para CATICA


Passeio Informal no Barreiro em BTT
Passeio com cerca de 30Km de baixa dificuldade física e técnica


Na SIRB «Os Penicheiros» - Barreiro
JVC Wrestling Academy comemora seu primeiro aniversário


Velejadores do Clube de Vela no pódio em Sesimbra
3 velejadores nos 5 primeiros lugares na 3ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis


Torneios de Xadrez do Barreiro
20º Circuito de 25 fevereiro a 17 de junho


Clube Naval Barreirense - Barreiro
Presença positiva no Campeonato Nacional de Remo Indoor


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu D. Ivone Madeira
Fã nº 1 de Herman José


Barreiro - Faleceu Armando dos Santos Nina
Sócio n º 1 do Clube Naval Barreirense


AS ESCOLAS
Setúbal - Multinacional formou mais de 35 mil portugueses no primeiro ano do «Ateliê Digital»
Google reconhece papel pioneiro do IPS na melhor


Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo António «Marca a Diferença»
Este é o lema do Projeto Educativo do nosso Agrupamento


REPORTAGEM
Barreiro - GDR «Os Leças» comemora 92 anos de vida
Com os olhos postos num terreno onde quer construir futuro


Clube de Fotógrafos do Barreiro quatro anos a viver uma «paixão comum»
CMB vai fotografar o património industrial do Barreiro


Barreiro – Intercultural, da solidariedade e da inclusão
Despertar os mais novos para a solidariedade


Rotary Club do Barreiro
Carlos Humberto distinguido como «Sócio Honorário»


Dia Mundial da Luta Contra o Cancro» no Barreiro
«Não se deve tomar medicamentos pelo Drº Google»


«O Barreiro são as pessoas e sem as pessoas nada se faz»
Movimento Associativo torna-nos únicos


António Proença «Profissional do Ano» do Rotary Club da Moita
«Os casos de sucesso constroem-se»


Investimento de 1,5 milhões de euros permite que fique concluída
Ligação da rede de saneamento da Baía do Tejo à ETAR Barreiro/ Moita


Protecção Civil no Distrito de Setúbal
Foi um tempo marcante no meu percurso profissional


Barreiro - Um musical para todas as idades
Um convite a mergulhar por dentro da imaginação


MOLDURA
No Fórum Cultural de Alcochete
IX Encontro Nacional de Escolas de Danças Sevilhanas


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
PROMOVE AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO SOBRE PREVENÇÃO RODOVIÁRIA


Barreiro recebe a sessão «Tu e a Europa»
integrado na iniciativa «Diálogo Estruturado»


Paróquia de Santa Maria no Barreiro
Lança campanha «Lava a tua alma»


Mega Construções de Legos na Moita
Moita Fan Events for Lego Lovers


AUTARQUIAS
Contactar de perto com a realidade empresarial existente no concelho da Moita
«Semana Participativa» em empresas


Barreiro - Trânsito condicionado na Av. JJ Fernandes
No cruzamento com a Rua Carvalho Araújo no Lavradio


Governo clarifica finalmente posição sobre Setúbal
Câmara Municipal não está obrigada à aplicação de taxas máximas de IMI


Barreiro - Poda e abate de árvores nas escolas do Concelho
Trabalho em curso prevê a intervenção em 12 escolas


Barreiro - Duas novas viaturas de recolha de resíduos sólidos urbanos indiferenciados
Melhorar a capacidade de resposta


Barreiro - Conselho Municipal da Juventude
Novos membros tomaram posse


Barreiro - CDU lamenta que esforço feito para capacitar os serviços
Não seja acompanhado pelo actual executivo


OPINIÃO
Investimento Chinês em Portugal e o Futuro
Por Emanuel Martins
Montijo


O coxear da esquerda
Alcídio Torres
Montijo


Rankings - TAPAR O SOL COM A PENEIRA
Por Manuela Espadinha
Barreiro


OSTOMIA E A IRRIGAÇÃO NA PRIMEIRA PESSOA
Por Francisco Oliveira
Barreiro


ALERTA AOS PAIS!
Por Clara Soares
Bareiro


ASSOCIATIVISMO
Na Baixa da Banheira - Moita
Conselho Regional dos Escuteiros Adultos da Região de Setúbal


Banda Municipal do Barreiro
Novos corpos gerentes para o biénio 2018/2019


Escuteiros adultos da região de Setúbal
Reflorestam a Serra do Alvão


Barreiro - Associação Desenvolvimento Artes e Oficios
No dia 7 de Abril vai acontecer OPEN DAY 8.0.


LIVROS
Fernando Sobral escritor do Barreiro
Romance «Ela Cantava Fados» editado na Polónia


Barreiro - Kalaf Epalanga na ADAO
Apresenta o livro «TAMBÉM OS BRANCOS SABEM DANÇAR»


POSTAIS
Barreiro - Hugo Cunha completaria hoje 41 anos
Foi homenageado na abertura da 5ª edição da Taça Cidade do Barreiro


Barreiro - Proposta de protocolo com empresa espanhola SUPERA e Galitos
Retirada da ordem de trabalhos da reunião de Câmara


Tiago Mealha defende que Estação do Barreiro Mar
Pode transformar-se no «ponto de ligação a Lisboa»


Barreiro - Um projecto para as familias
Criar uma das maiores áreas de fitness no concelho
. Fitnesse da última geração


ARTES
Barreiro - «O Inspector» de Gogol encenado por Jorge Cardoso
Sentir no teatro o pulsar da vida...porque a vida é uma gaiola!


AGENDA
No Barreiro, cidade que o viu nascer
Concerto de Fado com José Manuel Barreto


EUROPA
Comissão apresenta ideias para uma União Europeia mais eficiente
Uma Europa que cumpre as suas promessas


opinião rostos.pt - o seu diário digital

Sobre os incêndios florestais e incendiários
Por Rui Lopo
Barreiro

Sobre os incêndios florestais e incendiários<br />
Por Rui Lopo<br />
BarreiroA verdade é que no “mapa” das alterações climáticas muitas das zonas que arderam nesta fase critica de incêndios florestais estava identificada como zona de risco e de potencial aumento deste fenómeno, sendo informação conhecida técnica e politicamente!

Interesso-me pela natureza desde pequenino, de forma mais consciente desde o início da adolescência, e com opinião politica (entenda-se que não necessariamente partidária) desde os meus 16 anos.
O meu passatempo de observar aves, que em tempos idos foi muito mais do que isso, levaram-me a conhecer praticamente todo o país, alguns locais com muito detalhe e portanto, as nossas serras, os nossos bosques e florestas.
Esta prática e esta atenção sobre os nossos espaços naturais, faz com que não me recorde de nenhum ano em que não me revoltasse sobre o Portugal que invariavelmente arde ano após ano, à vista de todos.

Não acordei agora, não me indigno apenas em 2017. Fi-lo, entre outras, quando uma parte significativa de locais do médio tejo arderam em 2003 de Niza a Proença a Nova, passando por Vila Velha de Rodão, ou em 2005 em parte do Vale do Zêzere na serra da Estrela, ou ainda a serra da arrábida em 2004. E antes disso muitas outras vezes.
Estamos perante uma catástrofe nacional que obrigaria a lucidez, análise critica, firmeza e convicção.
Infelizmente estamos a observar um inaceitável aproveitamento politico e não apenas dos que estão no parlamento, mas de toda a sociedade que assume cada vez mais uma radicalização de posições perigosa e preocupante, em que se critica de forma leviana, só “porque sim” ou só porque a proposta ou a opção vem do outro partido politico.

Assistimos também a uma versão preocupante dos que mediaticamente são “bonzinhos” e que não criticam ou até procuram ser consensuais mas que se fazem rodear de uma horda de opinadores públicos (locais e nacionais), verdadeiramente incendiária, que “bate em tudo quanto mexe”, abrindo portas à tal radicalização de posições, aos ódios, aos boatos e maledicência. Passa-se uma má imagem da politica e de quem a pratica, um caminho perigosamente complexo que me preocupa de sobremaneira.
Pessoalmente não me revejo e afasta-me.
Não podemos “enfiar a cabeça na areia”. O que temos, é e foi da responsabilidade do nosso voto, das escolhas que fazemos, dos caminhos que percorremos como sociedade.

A titulo de exemplo, recordo que em 2001 foi extinta a fundação para a prevenção e segurança, inicialmente criada com o objetivo de trabalhar os conteúdos de prevenção /sensibilização contra os incêndios florestais e posteriormente alargada a questões de segurança rodoviária, e cuja responsabilidade da sua criação foi do então secretário de estado Armando Vara, fundação extinta porque foi dado a conhecer a utilização de verbas para ações que de prevenção já tinham muito pouco, concretizadas muitas vezes em autarquias com finalidades eleitorais.
Ou, sabemos mesmo (?) todos que alguns daqueles municípios – governados por diferentes forças politicas - rodeados de floresta por todos os lados não tinham planos de prevenção aprovados? Não se entenda com isto que estou a responsabilizar os autarcas, é mesmo só para refletirmos se agimos e pensamos com toda a informação necessária.

A verdade é que no “mapa” das alterações climáticas muitas das zonas que arderam nesta fase critica de incêndios florestais estava identificada como zona de risco e de potencial aumento deste fenómeno, sendo informação conhecida técnica e politicamente!
Mas a motivação deste meu texto surge da declaração ao país do Presidente da República na sequência dos malogrados incêndios florestais de Outubro de 2017, sobre a qual procurei guardar a necessária distancia higiénica para que a emoção não se sobreponha na reflexão, particularmente quando é afirmado que “(…) Portugueses houve que não viram os poderes públicos como garante de segurança e confiança (…)”.

Gostava que todos refletíssemos sobre esta frase e a sua aplicabilidade em tantas matérias da nossa sociedade, no apoio social, na nossa justiça, na qualidade ambiental, ou no serviço nacional de saúde (SNS), sublinho este último porque é mais fácil de entender o que quero dizer: porque quando admitimos que existem doentes que não podem ser tratados dentro de um determinado intervalo de tempo, estaremos a conferir-lhes segurança e confiança nos poderes públicos? No mesmo registo, quando o governo de Passos Coelho opta por diminuir os recursos financeiros do SNS (para além ou não dos limites da troika entenda-se) sabia que estava a aumentar a taxa de mortalidade, sendo provável que por essa medida tenham sucumbido mais portugueses por mês no que no total do inaceitável verão / outono de 2017…

Reflitamos sobre o que nos dizem e como dizem, e até, porque dizem. Apuremos sempre as responsabilidades, responsabilizemos os responsáveis, culpemos os culpados com o bom senso que estas coisas obrigam, porque não há ingénuos nem atos únicos. O mais importante de tudo: tomarmos medidas para transformar a realidade no curto, médio e longo prazo. Esta e outras realidades.
Ou então como diz o/a poeta “vão sem mim que eu vou la ter”.

24.10.2017 - 20:25
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND