Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 25 de Maio 2017
Por Maria Helena


A (nota)mentos
Que anda a fazer esta gente?!


Por dentro dos dias – Barreiro
Os vampiros da democracia


COLUNISTAS
Shane
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


SEGURANÇA - ALGUNS ASPECTOS
Por José Caria
Montijo


Quem está a seguir?
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A respeito das reformas
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Barreiro - Freguesia de Santo António da Charneca
Luís Gobern Lopes candidato do Bloco de Esquerda


Encontro Concelhio do Barreiro da CDU
Recuperar para o Barreiro seu papel de importante polo industrial e de transportes


Barreiro - Apresentação dos candidatos às Juntas de Freguesia do Partido Socialista
«É na rua que se sente o maior desejo de mudança e esta é


Barreiro - Candidato do BE à União de Freguesias de Verderena, Santo André e Alto do Seixalinho
MANUEL FLORES SABINO


Barreiro - Pedido de classificação do antigo «Posto Médico da CUF»
Nuno Magalhães quer saber quais as razões do indeferimento do pedido


Encontro concelhio da CDU Moita
Objectivo para as próximas eleições autárquicas reforço da CDU


Nos concelhos de Almada, Seixal e Barreiro
PAN cria «Órgão plurimunicipal» dos três concelhos


AS EMPRESAS
Barreiro - Empresa LBC Tanquipor SA
Recebe «Menção Honrosa do Prémio Bombeiro de Mérito 2016»


Palmela - Trabalhadores do Parque Industrial Volkswagen Autoeuropa (ORTs)
Alertam para «degradação das boas relações sociais e da paz social qu


DESPORTO
Setúbal - Atletas Tiago Romão e Inês Marques do União Futebol Comércio e Indústria
Qualificados para a seleção nacional de corrida de trail.


Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal
Jogos do Futuro da Região de Setúbal decorrem a 2, 3 e 4 de ju


Setúbal - «A cidade e o concelho agradecem-vos»
Homenagem aos que contribuíram para o sucesso da Cidade Europeia do Desporto 2016


Velejadores do Clube de Vela do Barreiro
Apuram-se para o Mundial e Europeus da classe 420


Trata-se de um «momento marcante no desporto da região» de Setúbal
. Cerimónia de Abertura no Barreiro, dia 2
Jogos do Futuro da Região


Associação de Futebol de Setúbal
Saúda Grupo Desportivo Fabril do Barreiro pela subida à Liga Sport Zone


Barreiro - «Conseguimos encher o pavilhão nos três dias»
Município homenageia basquetebol do GDESSA


Barreiro - Memorial Mestre Joaquim Barata
Filipa Maia 70Kg classificou-se em 1º lugar.


GDESSA Barreiro campeã nacional
Regista o seu segundo título para a história


Barreiro - FC Barreirense sagrou-se campeã distrital de Setúbal
Garantiu subida aos Campeonatos Nacionais de Sub-17.


Forum Barreiro Run 2017 dia 18 de junho
Com inscrições já abertas


PERSONALIDADES
Barreiro - Na partida de António Cabós Gonçalves
Amigos despediram-se com aplausos


Barreiro - Mário Durval, Médico de Saúde Pública
Novo Delegado de Saúde Regional de Lisboa e Vale do Tejo


AS ESCOLAS
Moita - A única escola profissional do país a ser visitada pelos peritos
«Education 2030» - OCDE


Desporto Escolar da Península de Setúbal na Praia Norte - Barreiro
Jogos de Praia e Beach Athletics


Escola Superior de Ciências Empresariais do Politécnico de Setúbal
Boguslawa Sardinha reeleita para segundo mandato


Barreiro - Sobreiro é plantado na Escola Básica nº 2 do Lavradio
A árvore foi batizada pelas crianças de «Elísio»


Barreiro - «AESArtes» fora do Agrupamento
Mostras de trabalhos dos alunos realizados nas diversas disciplinas e projetos


REPORTAGEM
Barreiro - Conferência Internacional sobre Ambiente
«A educação ambiental deve fazer parte do dia-a-dia na preparação para o futuro»


António Valdemar no Rotary Clube do Barreiro
«Barreiro tem o privilégio de fazer parte dos factores de modernização do início do século XX»


Bloco de Esquerda quer «construir um Barreiro pela positiva»
«É pela solidariedade e pela fraternidade que nós mudamos isto»


Barreiro – Contactos com empresas do Parque das Rebelas
Parceria da UFASSAV com Centro de Emprego quer contribuir para mitigar desemprego


Barreiro - «Aqui há Gato» levado a cena pelo TESFAL
Aqui há teatro...de forma hilariante vivemos os sentimentos humanos


Emanuel Góis apresenta primeiro livro de contos
«Contos que vos conto» a «sensação da realidade da escrita»


Barreiro – Concursos de Poesia e Desenho
«Ajudar a dizer aos alunos o que foi o 25 de Abril»


Barreiro - «CA» cria um novo conceito de empresa
Unir vontades para prestar serviços de qualidade
. Um consórcio de serviços


Barreiro - A «Excepção e a Regra» com encenação de Rui Quintas
Sem dúvida imaginação, inteligência e arte viva!>


Barreiro – Uma Escola com carisma
Secundária de Casquilhos recebe 8º encontro de antigos alunos


MOLDURA
Setúbal – Operação de fiscalização de animais de companhia
Nos concelhos de Alcochete, Barreiro, Moita e Montijo
. Foram fiscalizados 43


Concurso da Vaca Frísia no Pavilhão Municipal de Exposições na Moita
Retomar certame prende-se importância económica da atividade agropecuária


Encontro das Cidades dos Afetos no Barreiro
Conta com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa


Celebridades vão desfilar no Barreiro
Juntam-se pela Reciclagem num desfile ecológico


Barreiro - Paróquia de Palhais/Santo António
Visita Mesquita Central de Lisboa


Meses particularmente intensos para os lados do Barreiro
Animação em Maio, Junho e Julho de vários dos espaços mais emblemáticos


Barreiro - Rizumik (Tiago Grade) artista internacionalmente reconhecido
WORKSHOP DE IMPROVISAÇÃO VOCAL E CONCERTO


Barreiro - Na SIRB «OS Penicheiros»
Aliarte apresenta a comédia «Quando ela...é ele»


Celebridades juntam-se pela Reciclagem, no Barreiro!
Eco Fashion a 27 de maio


Aviso meteorológico de nível «amarelo» no distrito de Setúbal
Ocorrência de condições meteorológicas adversas entre hoje e a madrugada de amanh


Vereador do PSD na Câmara Municipal do Barreiro
Ações de prevenção contra incêndios na Mata da Machada estão no terreno


S.ENERGIA – Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita e Montijo
«Dez anos de S.ENERGIA»


BARREIRO - Aplicação «Mata da Machada» para telemóvel
Acesso a informações sobre a Reserva Natural Local


AUTARQUIAS
Moita - Aniversário de elevação a vila da Baixa da Banheira
Apresentação do livro «A Vila da Baixa da Banheira» de José Brito de Apolónia


Barreiro - No Dia B 16 000 mãos
Encheram a cidade e revitalizaram o conceito de participação


OPINIÃO
Quem abraça os homens grandes?
Por André Pinotes Batista
Barreiro


Uma verdadeira estratégia turística para o Barreiro
Por André Brás dos Santos
Barreiro


Comportamentos Desviantes
Por Maria José Santos
Barreiro


O PESO SOCIAL DE UMA OSTOMIA - QUEM MANDA DECIDE SOBRE O QUE NUNCA SENTIU
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


Ensino Superior e Superioridade do Ensino
Tiago Sousa Santos
Barreiro


ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS A 1 DE OUTUBRO
- participar, uma oportunidade e um dever cívico
Por Carlos Pires
Barreiro


O Poder das Palavras
Por Carina Sapateiro
Montijo


ASSOCIATIVISMO
Dia do Movimento Associativo do Barreiro
Cerimónia de Atribuição de Medalhas de Bons Serviços e Dedicação


ENCONTRO DE COLECTIVIDADES DO CONCELHO DO BARREIRO
Analisa Sustentabilidade, Comunicação e Plataforma Associativa


BARREIRO - LUSO FUTEBOL CLUBE
Assembleia Geral analisa Relatório e Contas de 2016
. Eleição dos Corpos Gerentes 2017 a 2019


Barreiro - Direção do Futebol Clube Barreirense
Vai renunciar ao seu mandato com efeitos a partir de 1 de junho


AcroSFAL - Barreiro
COMPRA DE EQUIPAMENTO E MAILLOT DE GINÁSTICA ACROBÁTICA


Barreiro - Ecobrown 2017 na Mata da Machada
Dia dedicado à extinção de espécies invasoras na flora local


LIVROS
Moita - Na Biblioteca do Vale da Amoreira
Bruno Vieira Amaral apresenta novo romance


POSTAIS
Na Quinta da Mina o «Dia B» trouxe centenas de pessoas para a rua>
Um exemplo da acção que traduz o «conceito que a cidade é nossa»


Barreiro uma terra muito progressista com um nível de participação muito elevado
Sublinhou Sofia Martins no programa «Sociedade Civil»


Barreiro - Candidatura de aquisição de 60 autocarros
Há condições para que se concretize a sua aprovação


Mural de «Smile» no centro da cidade do Barreiro
Recorda os dias que os barreirenses saudaram a chegada da Liberdade


Alunos da Escola Secundária de Santo André – Barreiro
Pintura de mural alusivo aos 80 anos de Abastecimento Público de Água


Barreiro - Inaugurada no Espaço Memória
Exposição ‘80 anos do abastecimento público de água"


Era um vaso de barro
Por Ana Isabel
Barreiro


ARTES
NO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOGRAFIA DO DISTRITO DE SETÚBAL
Exposição Temporária VIEIRA DA SILVA - GRAVURAS


Barreiro - Exposição de Escultura de Pedro Miranda da Silva
TENTATIONES


Barreiro - Uma excelente peça do Projéctor
«O Solário» onde a ficção e o real são memória


Teatro Ensaio Barreiro
«Com os fantasmas não se brinca» de Mário Castrim


EUROPA
Comité das Regiões Europeu e o Parlamento Europeu
Criar alianças políticas para reaproximar a União Europiea dos cidadãos


cultura rostos.pt - o seu diário digital

Barreiro - Não condenar a memória patrimonial à terrível degradação «alzheimeriana»
Há que definir uma estratégia de Centro Histórico Ferroviário

Barreiro - Não condenar a memória patrimonial à terrível degradação «alzheimeriana» <br />
Há que definir uma estratégia de Centro Histórico FerroviárioO Património Ferroviário do Barreiro, muito mais vasto e rico que tudo o que está musealizado até hoje, terá que ser equacionado estrategicamente como um grande Centro Histórico, com várias valências interligadas, recuperadas e/ou reabilitadas as que estão (quase…) abandonadas, mantendo vivas e a funcionar as que mexem, nomeadamente a Linha do Sado que começa e acaba no Barreiro.

A MEMÓRIA FERROVIÁRIA TAMBÉM TEM FUTURO

I. O PASSADO, O PRESENTE, QUE FUTURO?

Em mais de 150 anos de funcionamento dos comboios no Barreiro (desde 1859!) e das suas “magníficas” oficinas ferroviárias, registam-se acontecimentos/episódios que no passado (e no presente!) lesaram e lesam o património ferroviário.

a) Nos anos 60 do século XX, foi destruída por barcos ao serviço da Siderurgia de António Champalimaud, a ponte ferroviária Barreiro/Seixal que nunca foi reposta, com a interrupção intempestiva do ramal respectivo.

b) Apesar de terem sido retirados do Barreiro muitos materiais de valor museológico inestimável, nunca foi criado o Núcleo Museológico Ferroviário, nem mesmo quando da criação da Fundação do Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento.

c) Na recente electrificação da via foi abandonada a estação ferro-fluvial do Bareiro-Mar (Miguel Pais em 1884), gastando-se centenas de milhares de euros para ser construído um apeadeiro a 50 metros! A velha estação, uma peça patrimonial inestimável, ex-líbris do Barreiro ferroviário, está em rápida degradação, tendo sido retiradas as chapas da cobertura por alegada razão de segurança.

d) As Oficinas Ferroviárias “excepcionais” (1859), “catedral do diesel”, estão a ser gradualmente abandonadas, perdendo-se centenas de postos de trabalho. Estão em risco de degradação e de encerramento, até porque o acesso não foi electrificado.

e) Material circulante único e histórico (máquinas, carruagens e outros), está a ser abatido, vendido para sucata ou para outros fins não patrimoniais.

f) O Bairro Ferroviário do “Palácio do Coimbra”, foi colocado à venda pela CP para ser urbanizado, após ter exercido o “direito capeão” sobre terrenos de servidão ferroviária. A Companhia de Caminhos de Ferro Portugueses recuou na intenção por não haver compradores, mas estão a ser permitidos abusos por novos adquirentes das velhas casas, alvo de descaracterização.

g) O “Palácio do Coimbra”, a última residência senhorial que nos resta do século XIX, ligada à história da construção da Linha do Sul e Sueste pelos “Brasileiros”, foi votada ao abandono, mau grado a recente operação de maquilhagem da fachada, porque o telhado está a cair!

h) A Avenida de Sapadores dos Caminhos de Ferro, melhor seria Avenida dos Ferroviários do Sul e Sueste, com o seu histórico Cais da Cortiça, sendo uma varanda privilegiada para o “esplendor” de Alburrica, está em ruína avançada e progressiva.

i) A Casa dos Ferroviários, propriedade dos trabalhadores ferroviários, onde funcionou sucessivamente o Sindicato Livre, desde 1922, o Sindicato Corporativo, desde 1935 e o Sindicato de Abril a partir de 1974, foi destruída e completamente descaracterizada numa nova construção modernista, com uma fachada incompreensível!

II. UMA ESTRATÉGIA PARA A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO

Mas então pode-se preservar todo o vastíssimo património ferroviário do Barreiro?
Claro que não! Não é disso que se trata!
O país tem recursos limitados, as empresas ligadas às ferrovias tem investimentos prioritários, a Autarquia tem um vasto leque de preocupações e recursos escassos.
Para não condenar a memória patrimonial à terrível degradação “alzheimeriana”, é necessário estabelecer uma estratégia que defina princípios orientadores e linhas de actuação claras, inequívocas e etápicas:

A – A melhor forma de não perder a memória é mantê-la viva!

A1) Manter e reforçar o funcionamento das Oficinas Ferroviárias, electrificando o troço de acesso.
A2) Manter os comboios a funcionar dentro da cidade, reforçando as suas potencialidades para o futuro, quando o petróleo acabar!

B – Uma boa forma de preservar o património construído, mantendo-o longe de ambições imediatistas e/ou da gula de interesses económicos especulativos, é conseguir a sua classificação patrimonial, seja de interesse local, regional ou nacional.
Aguardamos há três anos a classificação pendente na Direcção Geral do Património, de :
B1) Estação Ferro-Fluvial do Barreiro-Mar, primeira estação multimodal no país.
B2) Oficinas Ferroviárias, que foram a primeira e mais antiga estação no seu estilo em Portugal (1861).
B3) Rotunda e Cocheira das Máquinas.
B4) Bairro Ferroviário.
B5) Material Circulante primordial (pedido adicionado em 2016).

C – É fundamental clarificar os conceitos de Centro Histórico, Núcleo Museológico e Espaço ou Sítio Museológico, que não são a mesma coisa, na situação concreta da vastíssima herança patrimonial ferroviária do Barreiro.
A mesma questão se coloca aliás para o património operário- industrial químico!
A riqueza do património arqueológico e histórico (ferroviário, químico-industrial ou moageiro) não pode ser confinado a um espaço/armazém de memórias, como acontece com o incorrectamente chamado “Museu Industrial” da Baía do Tejo (ex-Quimiparque).
No caso vertente o objecto final não pode ser meter umas quantas máquinas e carruagens num espaço fechado para contemplação saudosista!

D – Por isso há que definir uma estratégia de Centro Histórico Ferroviário, com vários pólos de referência, valências e/ou espaços ou sítios museológicos, interligados por um Programa de Acção Integrado, Etápico e Priorizado.
Na primeira linha estão as já referidas: Estação, Oficinas, Rotunda, Bairro e Material Circulante.
Numa segunda linha de prioridades estarão:
- O Palácio do Coimbra.
- Avenida dos Caminhos de Ferro e Cais da Cortiça.
- Doca Seca e Cais de Apoio à Pesca.
- Oficinas da Manutenção e das Carruagens.
- Fachada do Sindicato/Casa dos Ferroviários.

E – A experiência de participação cívica de organizações associativas, no equacionamento, na proposta/sugestão e na participação prática da preservação do património, deve ser acarinhada e incentivada. As acções em curso devem ser apoiadas:

E1) Espaço L, projecto de reabilitação da antiga Estação do Lavradio, pelo MCSPFB e ABPMF, com protocolo com a REFER.
E2) Antiga Escola Reis (de Conde Ferreira) (1870) pela RUMO e associadas, com protocolo com a CMB.
E3) Antigas instalações dos Bombeiros do Sul Sueste (1883), animação/ recuperação pela ADAO, com protocolo com a CP.
E4) Projecto conjunto CMB/ Associações – APAI, APAC. ABPMF e MCSPFB, para a organização/animação de um espaço museológico, de preferência nas ex-Oficinas de Manutenção.

III) UM PROJECTO COM PARTICIPAÇÃO CÍVICA: A MEMÓRIA TEM FUTURO

No processo de definição de estratégias para o Património, devem ser ouvidos todos os que se interessam e podem dar contributos, mas também a população em geral e em particular aqueles que trabalharam (e ainda trabalham!...) e deram o seu esforço e inteligência para que os comboios cumprissem o seu desígnio que de resto não está esgotado.
A ABPMF e o MCSPFB, irão participar no próximo Fórum das ONG do Património – 2017, a realizar em 10/4/2017, na Fundação Calouste Gulbenkian, com uma intervenção sobre : “A Preservação do Património Histórico Industrial e Ferroviário no Barreiro”.

Afirma-se nos objectivos programáticos do Fórum : “Identificar os principais problemas e desafios que se colocam às ONG do Património, de modo a polarizá-las em torno de objectivos comuns, bem definidos. Detetar formas de juntar esforços para uma mais eficaz defesa do PCC e de referenciar com esta finalidade, soluções para a rentabilização dos investimentos, para a sua recuperação e manutenção, incluindo o acesso a fundos comunitários”.

Com a nossa participação, da APAI – Associação Portuguesa da Arqueologia Industrial, APAC – Associação do Amigos dos Caminhos de Ferro, estão a ser promovidas pela Câmara Municipal do Barreiro, reuniões com vista à constituição de um Núcleo Museológico Ferroviário no Barreiro, com o apoio do Museu Nacional Ferroviário.

O Património Ferroviário do Barreiro, muito mais vasto e rico que tudo o que está musealizado até hoje, terá que ser equacionado estrategicamente como um grande Centro Histórico, com várias valências interligadas, recuperadas e/ou reabilitadas as que estão (quase…) abandonadas, mantendo vivas e a funcionar as que mexem, nomeadamente a Linha do Sado que começa e acaba no Barreiro.

Colocar exemplares do material circulante primordial (que não deve sair mais do Barreiro!) num espaço museológico confinado para ser recuperado, visitável e circulável, é uma pequena etapa do imenso trabalho necessário para o futuro sustentável de preservação da memória ferroviária de 166 anos no Barreiro.

A nossa participação será sempre de disponibilidade activa e voluntária, defendendo os princípios enunciados, porque não queremos meter os comboios no museu nem acabar com eles no Barreiro.

Defender e preservar a memória não é saudosismo! Tal será quando se pretende arrumar a memória entre quatro paredes, para a contemplação da grandiloquência dos contributos messiânicos.

A memória não só tem futuro como será um contributo importante para a perspectiva de dinamizar a curto/médio prazo o turismo vocacionado, fautor de sustentação económica e potenciador da classificação do Barreiro de Património Nacional de Arqueologia Industrial.

Barreiro, 28/3/2017
Associação Barreiro – Património Memória e Futuro
Movimento Cívico de Salvaguarda do Património Ferroviário do Barreiro

29.03.2017 - 01:05
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND