Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 15 de Agosto 2018
Por Maria Helena


Inferências - Barreiro
O regresso da BARRIND – ficção ou realidade?


Rosto da Semana – Barreiro
Pescadores do Tejo - que vivem a paixão do mar


Barreiro - «Ao fim de quarenta anos conseguiste»
José Geraldes – «sou pescador desde que nasci»


Por dentro dos dias – Barreiro
Vivemos ainda, nos dias de hoje, no «fundo da gaveta»


Por dentro dos dias – Barreiro
Histórias e estórias dos lugares e das pessoas


Por dentro dos Dias - Barreiro
A Liberdade é o motor da história.


Por dentro dos dias – Barreiro
Opiniões que se formam…e deformam!


A (nota) mentos - Barreiro / Moita
Os políticos, os autarcas e a comunicação regional


COLUNISTAS
Prioridades e importância
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


A menina do chapelinho vermelho (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Si, cariño!
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MUNICÍPIOS: DESCENTRALIZAÇÃO E FINANÇAS LOCAIS
Por José Caria
Montijo


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Deputados Comunistas de Setúbal na Assembleia da República
Denunciaram problemas e apresentaram propostas para desenvolvimento económico e soc


Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista
«CDU coloca obstáculos à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude»


Integração do serviço ferroviário Lisboa / Setúbal na CP
PCP entregou projecto na Assembleia da República
. Pelo fim da PPP com a FERTAG


Reduções de horários na Linha do Sado precocupa JP Barreiro
Prejudica ligações para os concelhos da Moita, Palmela ou Setúbal


Setúbal - Proibição do acesso automóvel às praias da Arrábida
Deputados do PSD exigem mais explicações


Fertagus é uma mais-valia para a região de Setúbal
PSD acusa PS, PCP e BE de quererem matar um dos melhores serviços de transportes da região


ENTREVISTA
Moita - Nuno Cavaco, freguesia da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Balneários e relvado no campo do UDCB avançam sem apoio do Poder Central


José Figueiredo, Bombeiros Voluntários do Barreiro
«A minha maior alegria é estar a comandar este corpo de bombeiros»


Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência»


AS EMPRESAS
Festas da Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
TCB alteração provisória de percursos
. Carreira 14, 15, 18, 149 e 150


Barreiro - Policiamento a bordo dos autocarros
Entre os dias 10 e 19 de agosto
. Festas do Barreiro


Na Quinta da Margueira em Almada
1º Fórum Empresarial da AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal


DESPORTO
Moita - Canoagem na Praia Fluvial do Rosário
Incentivar a prática desportiva ao ar livre
. Em agosto


Inês Gonçalves do Barreiro no estágio da seleção nacional de Futsal
Em preparação para os mundiais universitários


Campeonato Europeu de Juniores 420 - Sesimbra
Clube de Vela do Barreiro coloca 2 tripulações nos 20 primeiros Grupo Ouro


PERSONALIDADES
Rão Kiao e Teresa Salgueiro no Barreiro
Presentes nos 50 anos de sacerdócio do Padre Rodrigo


AS ESCOLAS
Estudantes do IP Setúbal premiados pela Academia Europeia de Inovação
Projetos PROCO e SmartCap entre as melhores ideias de negócio de 2018


Setúbal - Acordo de dupla titulação permite conclusão da licenciatura na China
Acupuntura junta IPS e Universidade de Medicina Tradicional Chin


Alunos do secundário e profissional passam uma semana no Politécnico de Setúbal
IPStartUp Week desafia 50 jovens a vivenciar o ensino superior


REPORTAGEM
Colocar o Barreiro no mapa da formação náutica
19 barreirenses receberam Certificado de Pescador


Ministro do Ambiente anunciou no Barreiro
Plano Nacional sobre Alterações Climáticas em discussão pública em Agosto e Setembro


Sistema led em toda a iluminação pública do concelho do Barreiro
Actualmente o encargo anual com a iluminação pública são 850 mil euros


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


MOLDURA
Festas do Barreiro 2018
Hoje pelas 18 horas Procissão Solene em Honra de Nª Srª do Rosário


Moita - Sarilhos Pequenos vai estar em festa
A tradicional Festa em Honra de Nossa Sr.ª da Graça


Aeroporto complementar na Base Aérea nº6 do Montijo
Plataforma Cívica exige divulgação integral do Estudo de Impacto Ambiental


Músico finlandês Jimi Tenor no Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
OUT.FEST 2018 novos artistas confirmados


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
NaturBRR – II Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro


AUTARQUIAS
Montijo celebra hoje 33.º aniversário da elevação a cidade
Entrega da Medalha de Ouro à Cooperativa de Pegões e concerto de Camané.


Biblioteca Municipal do Barreiro encontra-se encerrada ao público
Por motivo de obras de melhoramentos do edifício


Entrega de donativos às corporações de bombeiros voluntários do Barreiro
Receita do Serviço de Recolha de Óleos Alimentares Usados – OAU!


Novo Tribunal de Sesimbra
Câmara Municipal entregou projetos ao Instituto de Gestão Financeira e de Equipamentos de Justiça


OPINIÃO
O sol e os cuidados a ter para aproveitar ao máximo o Verão...
Por Cristiana Borrego e Inês Caxaria
Barreiro


Setúbal não é Lisboa
Por João Pedro Louro
Setúbal


Fazer a diferença
Hélder Leal Rodrigues
Barreiro


Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro / Moita - ADAR . Associação dos Diabéticos Arco Ribeirinho
Cessou a atividade por decisão da Assembleia Geral Extraordinária


Rotary Club do Barreiro
A ginginha durante as Festas do Barreiro no Moinho do JIm


Barreiro - »Os Reguilas» Creche e Jardim de Infância
Após 43 anos de história anunciada extinção da instituição


Barreiro - Futebol Clube Barreirense
Concurso para a cessão de exploração do café e salão de bilhares da Sede do Clube


CULTURA
Barreiro - Apelo à doação ou empréstimo de espólio para exposição
Memorial aos Combatentes - 100 Anos - 1ª Grande Guerra


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


POSTAIS
BARREIRO foi muito importante na construção naval e reparação
Estaleiro do mestre Francisco Ferreira marcou desenvolvimento desta terra


BARREIRO - Tower of Song
Quando a criatividade une gerações


Unidade de Depósito e transformação de bivalves no Barreiro
Concurso Público ficou deserto.


Phil Mendrix tinha muitos fans e amigos no Barreiro
Morreu o maior e mais carismático guitarrista português de Rock


Crónicas do Algarve
Acerca dos Rebuçados Peitorais do Dr. Bayard e do Meu Avô Carlos
Por Henrique Bonança


Trazer a festa para a rua – «é tudo isto que é o Barreiro»
Um momento recreativo de lazer e cultural


»Uma viagem pelo Barreiro - 1957 - 2017 / TCB 60 anos» de Bruno Vieira Amaral
Câmara aprovou preço de venda ao público


«Trazer a banda desenhada em português ao Barreiro»
Exposição de Banda Desenhada e Ilustração em Setembro


Barreiro - Carta de uma neta com o coração em lágrimas
Ao homem que matou a minha avó


AGENDA
Exposição Barreiro Ilustra BD
A partir de 1 de setembro no AMAC


Barreiro - Com encenação de Diogo Infante
Teatro «O Deus da Carnificina» no AMAC


Gisela João em Concerto no AMAC no Barreiro
Bilhetes à venda


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Acabar com a fome que afeta 8 % da população europeia»


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


entrevista rostos.pt - o seu diário digital

Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência»

Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro<br>
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência». Instituição conta com 350 trabalhadores e presta serviço a mais de 650 utentes

. Cozinha Central confecciona 1.200 refeições por dia

“Gostava que as pessoas conhecessem a instituição. Estou disponível para conversar com as pessoas, para mostrar o espaço e percebam o que se faz, por dentro daquele portão verde, que por vezes as pessoas passam com muita indiferença e nem percebem o que se faz aqui dentro.”, salienta a Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, numa entrevista ao jornal «Rostos».

Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, vive o seu quotidiano por dentro da vida daquela que é a mais antiga instituição do concelho do Barreiro.
A Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, nas suas diversas valências conta com 350 trabalhadores e presta serviço a mais de 650 utentes, entre os internos, centro de dia, apoio domiciliário, creche e apoio social.
Sara Oliveira, numa visita que nos proporcionou às instalações permitiu-nos conhecer os diversos Lares, nos dias de hoje denominados – ERPIS – Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas.

Similar a um Hospital de Retaguarda

O Lar Nª Srª do Rosário destina-se a apoiar pessoas muito dependentes do ponto de vista fisico – “é muito similar a um Hospital de Retaguarda” – funciona 24 horas por dia. Tem serviços de enfermagem, médico e fisioterapia.
Aqui presta-se serviço a 78 utentes.

Dar todas as condições de saúde aos utentes

O Lar de S. José, destina-se a idosos, com um perfil diferente. Mas hoje, refere cerca de 60% dos utentes têm um grau de dependência muito semelhante aos do Lar de Nª Srª do Rosário.
“Nós procuramos dar todas as condições de saúde aos utentes. A Segurança Social não prevê o apoio de saúde que nós estamos a dar. Fazemos isso com algum esforço financeiro”, refere Sara Oliveira.
É garantida a presença de um médico 3 vezes por semana e 12 horas por dia de apoio de enfermagem.
Aqui presta-se apoio a 84 utentes.

Os idosos passam o dia connosco

Outro serviço é o Centro de Dia, ligado ao Lar de S. José, com capacidade para 25 utentes, é um serviço que tem vindo a reduzir a procura, no entanto, sublinha a Provedora, nos últimos meses voltou a registar-se de novo a procura deste apoio.
“Vamos a casa de manhã buscar os idosos, passam o dia connosco e regressam à noite”, sublinha.

Dar resposta aos mais carenciados

A Comunidade de Inserção é outra das estruturas que funciona na Santa Casa da Misericórdia cuja finalidade é dar apoio aos mais carenciados, ao nível da alimentação, tratamento de roupas e higiene pessoal.
Este é um serviço que dá apoio aos sem abrigo e a pessoas que vivem em condições precárias.
Temos acordo para prestar apoio a cerca de 60 utentes, mas o número de pessoas é muito mais elevado, sublinha Sara Oliveira.
Ainda dentro desta comunidade funciona a Cantina Social, que começou por dar 100 refeições diárias.
“Sabemos que o governo tem como intenção acabar com estas cantinas sociais e propõe outro tipo de apoio ao nível de alimentação com fornecimento de géneros. Há muitas pessoas que não têm condições para confeccionar. Neste momento estamos com 50 utentes. Mas damos mais refeições que estas que estão protocoladas”, refere a Provedora.

Apoio domiciliários durante toda a semana

O Apoio Domiciliário garante apoio a 80 utentes, temos capacidade para 100 utentes.
Os utentes escolhem os serviços que têm necessidade, uns higiene pessoal, outros higiene das instalações e refeições.
Este é um serviço garantido durante os sete dias da semana.

Cozinha Central confecciona 1.200 refeições

Para garantir estes serviços funciona a Cozinha Central que confecciona 1.200 refeições por dia, para todos os lares, Creche, CAT, Apoio domiciliário.
São um total de 650 utentes diários.
Igualmente de referir o funcionamento da Lavandaria Central, que dá respostas internas e respostas sociais.
Para dar conforto e apoio quer aos utentes, quer aos visitantes, funciona um Bar.
As visitas têm um horário alargado, de duas horas para os lares das 16h00 às 18h00 e das 14h00 às 19h00, na Unidade de Cuidados Continuados.

Cuidados Continuados apoio a 70 utentes

A UCCI Provedor Júlio Freire – Unidade de Cuidados Continuados, presta apoio a 70 utentes, dando resposta a duas vertentes – de longa duração ( 40 utentes) e média duração ( 30 utentes).
A média duração é mais vocacionada para a reabilitação. Uns utentes estão até 90 dias, com fisioterapia diária, terapeutas da fala e ocupacionais.
A longa duração é para períodos de seis meses – “mas infelizmente pela falta de resposta social que há, acabam por ficar muito mais tempo”, sublinha Sara Oliveira.
A Provedora salienta a importância da Farmácia Central, que dá resposta á Unidade de Cuidados Continuados e serve a comunidade de Inserção.

Condições renovadas e de modernidade.

O Lar de Nª Srª das Misericórdias, é um lar de idosos, com características idênticas ao Lar de S. José, presta apoio a 25 utentes, sendo 4 camas reservadas para a Segurança Social.
Um Lar que nasceu nas novas instalações, com condições renovadas e de modernidade.
Sara Oliveira, sublinha que um dos objectivos próximos será a renovação dos lares que funcionam há mais tempo, de forma a melhorar as suas condições.

Uma sala multi-sensorial

A Sala Snozelen, é uma sala multi-sensorial, que permite trabalhar as situações de AVC’s, Alzheimer e dá resposta a outras situações. “Tenho um protocolo com a Escola de Santo António de forma a permitir a utilização da sala pelos alunos com necessidades educativas especiais”, refere Sara Oliveira.
“Esta é uma sala que queremos abrir para a população do Barreiro”, acrescenta.
Esta sala surgiu em sequência da candidatura a um projecto do BPI. Foi um projecto vencedor, tendo sido atribuído à Santa Casa da Misericórdia do Barreiro – o Prémio Inovação, pelas características especificas de abordagem de terapêuticas da fala, devido à existência de auscultadores de transdução óssea.

Creche em Palhais

Para além dos Lares e serviços que funcionam nas instalações centrais, na Rua Miguel Bombarda, a Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, mantém a Creche Rainha D. Leonor, em Palhais, que tem capacidade para 83 utentes, mas serve 66 utentes, dos 0 aos 3 anos.

Apoio a mães solteiras e crianças

E, também o CAT – Centro de Atendimento Temporário, no Largo de Santa Cruz, que tem duas valências.
O «Palhacinho», que dá apoio a meninos que são retirados às famílias, garantindo prestação de serviço a 15 utentes.
O «Beira Tejo», que dá apoio a mães solteiras, prestando serviço a 5 utentes.
“Normalmente está sempre ocupado. O apoio às crianças é sempre uma necessidade urgente”, refere Sara Oliveira.

Esta é a minha primeira casa

“Há muitos anos comecei, por coisas do destino, a viver todos os dias esta instituição. Foi no ano 2000, quando o meu marido foi aqui internado, por doença de Alzheimer.
Isso fez que começasse a viver diariamente esta instituição, ligando-me ao meu familiar e ao seu dia a dia”, sublinha Sara Oliveira.
Em 2005, a convite de Júlio Freire, integrou os Órgão Sociais – “foi aí que abracei esta causa”.
Sara Oliveira, recorda que a sua profissão é Professora de Português, no Agrupamento de Escolas de Santo António e que ao abrigo da mobilidade estatutária está a tempo inteiro na Santa Casa da Misericórdia do Barreiro – “porque aqui, os Corpos Sociais são voluntários e não auferem vencimentos”.
“Esta é a minha primeira casa, venho para aqui todos os dias de manhã e não sei quando regresso a casa. É o horário de santo, ou seja é quando Deus quiser. Ser Provedor não é o penacho que é importante. A minha forma de estar aqui é diariamente com toda a gente, arregaçar as mangas, ajudar os que precisam, seja em que circunstância for, é sobretudo amar o outro. Porque se nós não gostarmos do que fazemos, isso é sempre muito complicado. Vir para aqui, diariamente, dar conforto, dar carinho, dar alento aos que mais precisam, acho que é, de facto, a missão de qualquer pessoa numa instituição como esta”, refere.

Muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência

Sara Oliveira, recorda situações que marcam a sua vivência na instituição.
“Há situações marcantes, mas nós aprendemos a ultrapassar, porque o sofrimento é sempre muito difícil, ver que as pessoas sofrem e sentirmos a impotência que nada podermos fazer, sentimos que a única coisa possível é proporcionar o melhor”, sublinha.
Refere que o que mais faz sofrer é, para além do sofrimento dos idosos, é o sofrimento dos que menos têm – “gosto de estar aqui e chegar ao fim do dia e sentir que consegui ver alguém um pouco mais feliz”.

Todos os dias temos mais um desafio

A Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro sublinha que a maior alegria que sentiu foi ter conseguido inaugurar a Unidade de Cuidados Continuados e o protocolo para abrir o Lar da Nª Srª das Misericórdias.
“Nesta luta constante, para abrir estas duas valências não posso deixar de agradecer ao Presidente da União das Misericórdias, Manuel de Lemos, que tem sido um ombro amigo para a instituição”, sublinha.
“Neste momento sinto a instituição numa ebulição constante. Todos os dias temos mais um desafio.
Estamos com a reabilitação do Lar de S. José, que foi inaugurado em 1993, nunca sofreu qualquer remodelação, é o que estamos a requalificar para dar mais qualidade de vida aos nossos utentes”, salienta.

Barreiro carece de um Hospital de Alzheimer

O sonho de Sara Oliveira é fazer nascer este projecto no espaço onde, actualmente, funcionam os serviços administrativos da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, os chamados pavilhões – ou antiga Câmara de pau.

Depois de ter sido feita a cedência daquele equipamento por acordo de comodato, pela Câmara Municipal do Barreiro, na presidência de Carlos Humberto, a fase que se previa seguidamente era a entrega daquele espaço à Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, por permuta com a cedência de um terreno no Vale do Trabuco para a Câmara Municipal do Barreiro.
O assunto estava a decorrer, existiam conversações que vão continuar com o actual executivo municipal.

“O Barreiro carece de um Hospital de Alzheimer, que dê resposta de conforto e qualidade a esta epidemia do século”, sublinha Sara Oliveira.

Estou disponível para conversar

“Gostava que as pessoas conhecessem a instituição. Estou disponível para conversar com as pessoas, para mostrar o espaço e percebam o que se faz, por dentro daquele portão verde, que por vezes as pessoas passam com muita indiferença e nem percebem o que se faz aqui dentro.”, salienta a finalizar a Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro

S.P.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10155427352667681

25.07.2018 - 00:11
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND