Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 21 de Fevereiro 2017
Por Maria Helena


Barreiro - Por dentro dos dias>
Se um dia, eu for a Barcelona…


Notas do meu blogue
Será que existem cidades perfeitas?>
Barreiro


«O Barreiro tem neurónios» - Tertúlia Rostos
João Lourenço «Embriologista Clínico»


A(nota)mento - Barreiro e Associativismo
«A importância de ligarmo-nos ao outro e colocarmo-nos no lugar do outro»


Inferências
Deve, ou não, o concelho do Barreiro decidir sobre o seu território?


COLUNISTAS
O reino dos céus e a mostarda
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Acordo Ortográfico
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Mayflower
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


PROTEÇÃO NA PARENTALIDADE
Por José Caria
Montijo


Aviões e navios
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Luísa de Jesus – A ultima mulher enforcada em Portugal
Por João Naia da Silva
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Antigo Posto Médico da CUF no Barreiro
CDS pede ao Governo a preservação


Desparecimento de ossadas no Cemitério do Pinhal do Forno na Moita
PS solidário com famílias lesadas exige respostas cabais sobre o sucedido


Possível construção do Aeroporto do Montijo
Partido Socialista manifesta perplexidade pela posição dos autarcas da CDU


Direitos de parentalidade no Hospital de Setúbal
O Estado deveria dar o exemplo e respeitar na íntegra os direitos de maternidade


Criação da Polícia Municipal no Barreiro
«Ajudaria a tornar o Barreiro uma cidade com regras e mais seguro»
. garante Bruno Vitorino


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
«Rosto do Ano 2016» na área da Solidariedade Social
«Associação Mellitus Criança»
Viver para as nossas crianças, para que as nossas cri


Barreiro - António José Fialho, Juiz de Direito
«Justiça nem sempre se faz com a rapidez que seria desejável»


ENTREVISTA
Montijo - Estudante da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Carina Sapateiro lança o seu primeiro romance «A Luz da Princesa»


Toni da Silva Vieira, artista plástico do Barreiro
Há 12 anos a viver com «nuestros hermanos»
«Viemos à procura de outras culturas»


AS EMPRESAS
Barreiro - Seixal - Almada - Lisbon South Bay e Liverpool
Partilham visões sobre o desenvolvimento e regeneração de frentes ribeirinhas


Palmela - Comissão de trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa
Fernando Sequeira novo coordenador


DESPORTO
Torneio de Carnaval de Palmela
Seleções distritais de Basquetebol sub 14 e sub 16


Passeio Informal no Barreiro em BTT
Percurso com cerca de 30Km pelas estradas e caminhos do Concelho


Duatlo BTT «Cidade do Barreiro» na Mata da Machada
Prova pontuável para a Taça de Portugal PORTerra


Velejadores do Clube de Vela do Barreiro com boas prestações
3ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis


Barreiro - Clube Naval Barreirense
Campeonato Nacional e Open de Portugal Remo Indoor 2017


Atletas de patinagem artística do GD Fabril do Barreiro
As primeiras barreirenses a alcançar nível 5 de Patinagem Livre


PERSONALIDADES
Barreiro - David Varela defensor acérrimo da causa pública
Voto de Pesar aprovado por unanimidade na reunião pública da Câmara Municipal


Rosto do Ano 2016 – na área «Memória»
José Caro Proença – tinha o Barreiro e a sua história no coração


AS ESCOLAS
Barreiro recebe encontro de professores da europa
Erasmus Plus - Make Every Step Count


Sala de aula «Worklab Future» da Escola Mendonça Furtado no Barreiro
Merece prémio e referência internacional


Barreiro - Décima edição da LAN ESAC 2017
Prevêem-se mais de 300 participantes


Tema «80 anos de Abastecimento Público de Água, no Barreiro»
Desfile de Carnaval das Escolas 2017 na rua a 24 de fevereiro


Festival de Tunas no Barreiro
«A FRAGATA» dia 18 de março


REPORTAGEM
Barreiro - Diamantino Valente «Profissional do Ano» 2016
Um homem que vive a cultivar amizades


Banda Municipal do Barreiro e Grupo Coral TAB
Vão gravar «Hino da SFAL» para assinalar os 150 anos


Marcelo Moniz, vereador eleito pelo PS considera
Bruno Vitorino é o «Donald Trump do Barreiro»
. Por apresentar proposta de Videovigilân


Proposta do PSD de criação de Policia Municipal no Barreiro
Classificada pelo PS de «eleitoralista, populista e demagógica»


«É necessário um Plano Estratégico para o Hospital do Barreiro»
Acção de protesto no próximo dia 4 de Março


Frederico Rosa candidato do PS Barreiro
«PS não pode ambicionar a ter uma candidatura, tem que preparar uma presidência»


António Jaime Martins na posse da Delegação dos Advogados do Barreiro
Os actuais «custos judiciais são exorbitantes»


MOLDURA
Convento Madre de Deus da Verderena - Barreiro
Mostra «Brinquedos Carnavalescos»


Bombeiros do Sul e Sueste do Barreiro integrou o dispositivo
No combate ao incêndio industrial na SAPEC em Setúbal


Conselho Local de Ação Social do Barreiro
Jornada de Reflexão e Debate


Marcha em defesa do Centro Hospitalar Barreiro / Montijo
Jornada de luta «Todos ao Hospital»


Barreiro - Petição on-line
Na Defesa do Posto Médico da CUF


Barreiro - Rosto do Ano 2016 – Área do Ambiente
Clube «Os Amigos do Ambiente» - Ecoescolas Álvaro Velho – um olhar sobre a Barra-a-Barra



AUTARQUIAS
Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente no Barreiro
Comemorações 60º Aniversário dos TCB



Barreiro- União de Freguesias Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
«Semana Associativa» promove relações de proximidade


Barreiro - Rosto do Ano 2016 – Área «Autarca»
Carlos Moreira – vencer o desafio de uma «mega junta»


Moita - Aprovado protocolo para construção da nova Unidade de Saúde da Baixa da Banheira
Vai ser construída num terreno na Zona Sul


Barreiro - Iniciativa dirigida a toda a população
Atividade Portuária em Debate


Reunião Assembleia Municipal do Barreiro
ADJUDICAÇÃO DE EMPRÉSTIMO de € 900.000,00 PARA INTERVENÇÃO DE REGENERAÇÃO URBANA


OPINIÃO
GOVERNOS DESPREOCUPADOS COM A OSTOMIA
A REGRESSÃO SOCIAL DA COMUNIDADE OSTOMIZADA
Por Vítor Bento Munhão
Barreiro


De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro


BEM PREGA FREI TOMÀS… FAÇAM O QUE DIZ E NÂO O QUE FAZ
Por Filomena Ventura
Moita


A vantagem de quem conhece melhor a realidade
Por Alcídio Torres
Montijo


Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro


«Quem me dera que o Concelho do Barreiro pudesse decidir sobre o seu território…»
Por João Pintassilgo
Barreiro


Baixa da Banheira, a Saúde da Sua População I
Por José Manuel Lopes Fernandes
Moita


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Na Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Debate «Morte Medicamente Assistida - Deve ser despenalizada?»


GDR «Os Leças» assinalam 91 anos de vida
«Se não fosse o movimento associativo hoje não seria Presidente da CMB»


Associação Angolana Residentes a Sul do Tejo – Barreiro
Margarida da Conceição Teixeira recebeu a medalha de mérito


Delegação da Moita da Ordem dos Advogados
Cerimónia de Tomada de Posse
. Inaugração das Novas instalações


Eleições no Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Faustino Mestre vai apresentar candidatura


CULTURA
Moita - «Percursos Sonoros» candidatura de Ana Rita Ribeiro Correia
Projecto da segunda edição do Programa Municipal Património 2016


Barreiro - Quinto centenário da atribuição do Foral de Coina
Lançado o livro «Foral de Coina – 1516» da autoria de José Manuel Vargas


POSTAIS
Barreiro - Vandalismo e destruição da coisa pública
Fogo destrói contentores de recolha de resíduos para reciclagem


Alcochete - População do Samouco não tem médico de família
Centro de Saúde de Passil continua fechado


Barreiro - Nick Nicotine, artista barreirense
Tocou o tema «Morena» com Tiago Bettencourt


Barreiro – Santo António da Charneca
Isabel Ferreira candidata à Presidência da Junta de Freguesia


ARTES
KIRA - Artista plástico do Barreiro
Exposição «Temáticas» no Hospital da Luz em Lisboa


AGENDA
Camerata Musical do Barreiro no AMAC
Concerto de Primavera


CONTOS
Um final feliz (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


EUROPA
Semana Europeia das Startups
Reúne empreendedores em 40 países incluindo Portugal


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro

Mário Soares, um Presidente Ambientalista!<br />
Por Nuno Banza<br />
BarreiroE quando o país real mostrou ao Dr. Soares os rios e ribeiros inundados em esgoto bruto e de cheiro nauseabundo, ou as lixeiras a céu aberto nas traseiras das encostas dos arrabaldes das vilas e cidades, o Dr. Soares não ficou indiferente!

Muitas histórias se contarão a partir de hoje sobre as caraterísticas políticas do Dr. Mário Soares, que para alguns serão sempre defeitos e para outros, qualidades! Lutas políticas, decisões económicas e geoestratégicas, nacionais, europeias, lusófonas e internacionais! Haverá certamente escolhas para todos os gostos.
Dessas lutas, haverá muito quem possa (e deva…) escrever com propriedade, tantos foram os co-protagonistas desses episódios que com ele ajudaram a escrever a história recente de Portugal, onde eu simplesmente não estou incluído.
Porém, ainda que hoje a linha editorial das notícias que nos chegam diariamente, inclua em permanência algumas novas sobre ambiente, sustentabilidade, alterações climáticas e emissões de gases com efeito de estufa, a verdade é que nem sempre foi assim!

Nos já idos anos 90 do século passado, ao tempo em que os ambientalistas eram conhecidos por serem uns putos mal-educados e contestatários do desenvolvimento, e o recentemente criado Ministério do Ambiente era rotulado como o Ministério do Não, tantas eram as recusas em deixar destruir o que restava de espécies e habitats por esse país fora e que empatavam o progresso, o Dr. Mário Soares exercia o seu segundo mandato como Presidente da República. E eu que não me achava assim tão mal-educado, era um dos putos que colaborava ativamente no movimento ambientalista, à altura, na Associação ALMARGEM, no Algarve.

Numa decisão até então inédita na área do ambiente, o Dr. Mário Soares inicia em 1994 uma presidência aberta – uma inovação não mais abandonada pelos seus sucessores – dedicada precisamente ao ambiente!
Conhecido que ficou como o presidente mais viajado de sempre – já se percebeu que o Dr. Marcelo ficará conhecido por um outro feito, o de acrescentar a palavra “Marselfie” ao nosso léxico, já que no fim do mandato dificilmente haverá um português que não tenha tirado uma “Marselfie” – tal predileção do Dr. Mário Soares pelas viagens teve seguimento não apenas fora de portas, mas também no país real!
E quando o país real mostrou ao Dr. Soares os rios e ribeiros inundados em esgoto bruto e de cheiro nauseabundo, ou as lixeiras a céu aberto nas traseiras das encostas dos arrabaldes das vilas e cidades, o Dr. Soares não ficou indiferente!

Fez-se acompanhar de Governantes, deu muito trabalho de escrita aos assessores políticos que se desdobravam em missivas com pedidos de esclarecimento e mensagens ao Governo e ouviu de forma atenta e consequente muitos gritos de medo e desespero, dos muitos que penavam diariamente com o lado negro que os arautos do desenvolvimento teimavam em esconder e, quando não o conseguiam, explicavam como os custos inevitáveis do progresso e da garantia de emprego!
Deu-se o curioso caso de ter tido a oportunidade de acompanhar a visita que o Dr. Mário Soares fez questão de incluir nessa presidência aberta de 1994, ao Parque Natural da Ria Formosa, mais precisamente às ilhas-barreira da Culatra e do Farol (que sendo fisicamente a mesma formação geológica, um perímetro militar separava em dois núcleos distintos).

Nessa visita, foram muitos os depoimentos de habitantes a relatar o desespero de sentirem o estalar das suas casas, aquando da realização da periódica e imemorial atividade militar de rebentamento das munições obsoletas, incluída nas atividades de formação que todos os anos eram realizadas ao largo da ilha, usualmente em pleno mês de agosto! A esta descrição acompanhada da demonstração de paredes, tetos e telhados repletos de fissuras, em que algumas comportavam a entrada da mão humana, juntaram-se as descrições dos pescadores que tentavam ilustrar diga-se, com muito mais dificuldade, o deserto em que se transformavam as águas, nas quais não se pescava um só peixe nas semanas seguintes a tais rebentamentos! Tudo isto arrancava do semblante já carregado do Dr. Soares, uma reação de espanto e descrença que não o deixaria ficar indiferente!
Sem o frenesim dos diretos “online” e redes sociais que hoje nos dão conta ao minuto, do que pensam os políticos, quase mesmo antes de os próprios terem tempo de elaborar sobre algumas ideias que partilham – só isso explica algumas partilhas verdadeiramente épicas – passaram-se muitos meses até que se ouvisse de novo falar sobre este episódio que tinha visivelmente perturbado o Presidente da República!

Perigosamente mais cedo que o habitual, um alarme soa estrondosamente no Parque Natural da Ria Formosa! A atividade de rebentamento de munições obsoletas que tinha indisposto o Dr. Mário Soares, e sobre a qual se veio a saber que tinha dado nota vincada às instâncias militares responsáveis, tinha sido antecipada. Em vez de se realizar em agosto, em plena época balnear, estava agora prevista para se realizar em junho, na mais sensível época de nidificação das muitas aves que ocupavam o espaço deserto entre o Farol e os Hangares, e que em junho, teriam nos ninhos os seus juvenis ainda demasiado jovens e pouco desenvolvidos para poderem empreender qualquer reação de fuga e defesa! Era uma decisão estranha, sobretudo porque parecia dar cumprimento a uma vontade, mas que protegia aqueles que menos precisavam, os veraneantes, ao mesmo tempo que impunha de novo o sofrimento das populações, a que o Presidente não havia ficado indiferente!

Esgotados que estavam os canais diplomáticos e administrativos entre a hierarquia do Parque Natural, do Instituto que o tutelava e os responsáveis políticos que haviam recebido dos militares a resposta que tal alteração ia ao encontro duma vontade expressa pelo Sr. Presidente da República, subsistiu a indignação de alguns funcionários mais bem informados, que à revelia da sua estrutura de comando, deixariam verter o assunto para a comunicação social.

Sucedem-se as perguntas dos jornalistas aos ambientalistas, tendo na altura respondido que simplesmente não acreditava que esta decisão tivesse origem numa vontade do Dr. Mário Soares, duvidando mesmo que tal fosse sequer do seu conhecimento, tão presente que tinha ficado na minha memoria a sua indignação face aos testemunhos das populações do Farol e da Culatra.
Com data de início marcada para o último dia do mês de junho de 1995, o exercício militar de rebentamento das munições ao largo do Farol e Culatra, mobilizou um conjunto de voluntários da Associação ALMARGEM, que alinhavaram um comunicado de imprensa e pintaram uma faixa de protesto para contestar no local, bem cedo, aquilo que nos parecia ser uma decisão inaceitável, mas que a mim particularmente me indignava!

A manhã rompeu silenciosa na ilha e o correr do dia não trouxe a confirmação da realização dos rebentamentos! A faixa estrategicamente colocada na vedação do perímetro militar não resistiu à primeira passagem do Zebro da patrulha de militares, mas nós mantivemos as nossas posições até perto da hora do almoço! Numa chamada telefónica de um café da ilha para um jornalista conhecido, somos informados que os militares negavam o exercício e que da Presidência da República não falavam sobre o assunto. As noticias da hora de almoço davam conta do protesto, mas as primeiras declarações dos responsáveis eram evasivas e contraditórias. Desmobilizámos e voltámos à sede da Associação.

Num ato de atrevimento próprio da juventude, decidimos telefonar para o contacto que tínhamos da Presidência da República, que nos havia sido deixado no ano anterior aquando da realização da presidência aberta para o ambiente que havíamos acompanhado. O assessor responsável pela área do ambiente, que amavelmente nos atendeu o telefone, à nossa expressão efusiva de indignação e perplexidade, respondeu de forma simpática e firme que o Sr. Presidente tinha tomado boa nota do problema que tinha constatado no local e que tinha transmitido a quem de direito que tais ocorrências eram inaceitáveis. Pelo que estava certo que tal não voltaria a ocorrer. Agradecemos e ficámos expectantes!

As notícias do jornal da noite eram já claras e firmes, os militares transmitiram a decisão de que não mais voltariam a realizar rebentamentos de munições obsoletas, qualquer que fosse a altura do ano! Nem em junho, nem em agosto!
Nunca falei com o Dr. Mário Soares! Nem sobre este nem sobre nenhum outro assunto! Pedalei mais tarde ao seu lado numa sua passagem por uma ação da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta!
Mas guardo dele esta boa memória e acredito que foi, de facto, um político que colocou o ambiente nas suas prioridades! Portugal ganhou com isso! Eu pelo menos, devo-lhe um obrigado!

Nuno Banza

08.01.2017 - 00:38
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Marco Candeias
comentario: A destacar a intervenção do Dr. Mário Soares nas questões ambientais, há, entre outras, a destacar a atribuição do prémio ambiente pela QUERCUS (penso que o título era este), num jantar comemorativo, no qual tive o prazer de participar no já inexistente restaurante O Beco, em Setúbal, que contou com a presença do próprio Dr. Mário Soares, como um dos homenageados.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND