Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 28 de Março 2017
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Há mais Barreiro para além do «Lisbon South Bay»


Por dentro dos dias – Barreiro
Obrigado, Regina Janeiro!


A(nota) mentos - Barreiro
Vivemos numa democracia pluralista


Barreiro - Notas do meu blogue
Sorrir…sorrir..sorrir.. .


BARREIRO - A(nota)mentos
Que se passa com o serviço publico nos barcos no Tejo?


COLUNISTAS
A respeito das reformas
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


MINHOCAS
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MARÇO JUVENTUDE
Por José Caria
Montijo


Acordo Ortográfico
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Aviões e navios
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Ligações entre Barreiro, Montijo, Seixal , Almada e Lisboa
Parlamentares socialistas eleitos por Setúbal preocupados com a situação do transpo


Candidato do CDS à presidência da Câmara Municipal do Barreiro
Jorge Miguel Teixeira «acredita num Barreiro diferente»


Obras Avançam no IC1 entre Alcácer e Grândola
Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista saúda o avanço das obras de requalificação


Deputados socialistas eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal
Pedem esclarecimentos sobre processo de encerramento de balcões da CGD


Montijo - Bloco de Esquerda manifesta solidariedade com a população de Canha
NÃO AO FECHO DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS


Barreiro - Deputado do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino
Considera «absurdas» as razões invocadas pelos sindicatos para a realização d


Deputados do PCP no Parlamento Europeu na região de Setúbal
«Produção, Emprego, Soberania – Libertar Portugal da submissão ao euro»


Moita - Luis Chula candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara
Eurídice Pereira para presidência da Assembleia Municipal


Bruno Vitorino assume que esta é uma candidatura para «mudar o Barreiro»
Uma «terra mais segura e com regras, uma terra limpa e recuperada e um


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
Barreiro - Francisco Pacheco, atleta amador do Grupo Desportivo «O Independente»
Um campeão nacional que vive o atletismo com prazer


Terminal de Contentores do Barreiro
Até ao fim do ano o concurso vai ser lançado


O novo «Pastel Aldegalega» do Montijo
Apresentou-se na BTL 2017


Barreiro - Projecto de experimentação musical
Sentir a «felicidade extrema, no momento de tocar»


ENTREVISTA
Barreiro - Uma viagem pela obra de André Letria
A Foxy e Meg continuam presentes na memória de pais e filhos


Frederico Rosa, candidato do Partido Socialista à Presidência da CMB
Barreiro tem que ter na área Metropolitana de Lisboa um posicionamento de


AS EMPRESAS
Baía do Tejo e Municípios de Almada, Barreiro, Seixal e Lisboa juntos em Cannes
Lisbon South Bay em destaque no MIPIM


App inovadora criada por empresa do Barreiro
Nomeada para a fase final dos prémios FUNDACOM Miami 2017


DESPORTO
«Corrida para o Futuro» na Mata da Machada - Barreiro
Inscrições decorrem até ao dia 14 de Abril


BARREIRO - 5 Velejadores do Clube de Vela apuram-se para o Nacional
4ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis no Seixal


Rosto do Ano 2016 na área «DESPORTO»
Grupo Desportivo da ESSA – uma clube de referência nacional


Barreiro - Clube Naval Barreirense
Campeonato Nacional e Open de Portugal Remo Indoor 2017


AS ESCOLAS
Politécnico de Setúbal promove Conferência Internacional
Educação, Cidadania e Globalização


Agrupamento de Escolas de Casquilhos - Barreiro
Exposição alusiva a Amadeo de Souza Cardoso


Secretário de Estado das Autarquias Locais nas IV Jornadas de Engenharia Civil no Barreiro
Gestão e utilização sustentável da água em debate na


Alunos das Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho do Barreiro
Participaram no Concurso de Poesia


Concelho da Moita com galardão «Quinas de Ouro»
Prémio Escolar - Grupo Desportivo da Escola Básica D. João I


Iniciativa do Projeto Europeu «EPP» em Setúbal
Reúne profissionais da área da educação de vários países


Barreiro - Rosto do Ano 2016 na área «Ensino»
António José Ferreira – um homem que ensinou a liberdade de pensar


Barreiro - Décima edição da LAN ESAC 2017
Prevêem-se mais de 300 participantes


REPORTAGEM
Torneio de Frontball da Vila da Moita
Objectivo cada ano ter mais participantes e inserir um torneio no Circuito Mundial


Moita - «Olha aquela sou eu!»
A indústria têxtil em Alhos Vedros versus «a luta das mulheres pela sua emancipação»


Ao longo de 150 km a Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo
Envolve mais de 1000 pessoas da logística a cavaleiros


«No Barreiro nós defendemos que o modelo de gestão da água deve ser municipal»
afirmou Carlos Humberto, na abertura das Jornadas de Engenharia Civ


Barreiro - A «Excepção e a Regra» com encenação de Rui Quintas
Sem dúvida imaginação, inteligência e arte viva!>


Será um «museu vivo» do património do rio do concelho da Moita
Em maio já existirá o novo ancoradouro no cais


Barreiro – Uma Escola com carisma
Secundária de Casquilhos recebe 8º encontro de antigos alunos


Moita - Construção da nova Unidade de Saúde da Baixa da Banheira
Obra vai estar concluída em 2018


Barreiro – TCB no dia do 60º aniversário
Inaugurou TCBikes serviço inovador em Portugal


Banda Municipal do Barreiro e Grupo Coral TAB
Vão gravar «Hino da SFAL» para assinalar os 150 anos


MOLDURA
Barreiro - Open Call Música
Sound Art @ Reservatório do Alto da Paiva, Barreiro


Nas comemorações do 25 de Abril no Barreiro
Concerto na noite de 24 de Abril com Pedro Abrunhosa


Barreiro - 1ª Gala Solidária - Unidos pelo Rancho
Uma gala que promete muita animação musica, dança e folclore


No Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro
Conferência «Matar o casal conjugal – Fazer nascer o casal parental: a guarda compartilhada»


No Centro Hospitalar Barreiro Montijo iniciativa inédita na península de Setúbal
I Evento de Indoor Cycling de Apoio à Doença Oncológica


AUTARQUIAS
Opção de um terminal na Base Aérea no Montijo não é a solução mais adequada
Pela construção do Novo Aeroporto de Lisboa no Campo de Tiro


Barreiro - Com recurso a fundos comunitários do programa Portugal 2020
Regeneração do núcleo central do Alto do Seixalinho


No Espaço Memória - Barreiro
Exposição ‘80 anos do abastecimento público de água’


Abastecimento de água no Barreiro caso de estudo do Projeto IMPROVER
A par do troço da Autoestrada A31 em França e Região de Oresund na Dinamar


União das Freguesias de Barreiro e Lavradio
Um banco público têm de servir interesses públicos!


OPINIÃO
A URGÊNCIA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE
Por Ricardo Rosado
Barreiro


Rotunda do Lavradio – A real obra de arte
Por João Naia da Silva
Barreiro


A difícil arte de conquistar o eleitor
Por Alcídio Tores
Montijo


ASSISTENTE SOCIAL DESEMPREGADO
DIMINUIU O EMPREGO, VERDADE VERDADINHA!
Por Vitor B Munhão
Barreiro


De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro


Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Campanha de solidariedade
«Telha Feliz 2017»


Barreiro - Associação de Solidariedade Social Creche e Jardim de Infância «Os Reguilas»
Assembleia Geral analisa Relatório de Contas de 2016


Barreiro - Jardim de Infância D. Pedro V
Assembleia Geral debate Relatório e Contas de Gerência do ano 2016


Eleições no Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Faustino Mestre vai apresentar candidatura


CULTURA
Dia Nacional dos Moinhos no Barreiro
Moinho Nascente de Alburrica aberto para visitas


Barreiro associa-se às comemorações
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios


POSTAIS
Barreiro aposta no marketing territorial
Foi realizado Contrato com empresa de referência nacional


Workshop sobre o Barreiro no Instituto Superior Técnico
Palestra para professores de duas universidades dos EUA e Bélgica


Anabela Pedroso, Secretária de Estado da Justiça no Barreiro
Assistiu na Oficina de Teatro Mário Pereira ao novo espectáculo do TEB


Barreiro - FRATER – Associação Clínica no seu 13º aniversário
Atribui Distinção «Cidadania e solidariedade» a João Nuno Feijão


Barreiro - Prémio Francisco 2017
Distingue Álvaro Carlos Marques


Barreiro - Manifestantes nas ruas de bandeiras negras
«Não ao encerramento do Balcão da Caixa Geral de Depósitos no Lavradio»


Moita – Carvalho Rodrigues sublinha compromisso permanente
com o Povo de Arrais, Artífices e Proprietários das Embarcações típicas do Tejo


Barreiro - Embarcações da SOFLUSA paradas afectam qualidade do serviço
Bruno Vitorino considera necessária intervenção do governo


Pista do aeroporto do Montijo estende-se ao Barreiro
Rui Lopo em reunião pública refere que autarquia desconhece


Moita – 10 ª Feira Medieval de Alhos Vedros
Tema «As gentes da outra banda»


Palmela – Mercado Caramelo no Pinhal Novo
Promove a Sopa Caramela aliando animação e história


Era um vaso de barro
Por Ana Isabel
Barreiro


ARTES
Barreiro - Uma excelente peça do Projéctor
«O Solário» onde a ficção e o real são memória


Teatro Ensaio Barreiro
«Com os fantasmas não se brinca» de Mário Castrim


Barreiro dedica o mês de março ao TEATRO
Companhias locais e nacionais apresentam espetáculos


AGENDA
Até 1 de abril 15ena da Juventude do Barreiro
Sempre para todos os gostos


EUROPA
Lisboa e Vale do Tejo
a região da capital de Portugal é competitiva?


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro

Mário Soares, um Presidente Ambientalista!<br />
Por Nuno Banza<br />
BarreiroE quando o país real mostrou ao Dr. Soares os rios e ribeiros inundados em esgoto bruto e de cheiro nauseabundo, ou as lixeiras a céu aberto nas traseiras das encostas dos arrabaldes das vilas e cidades, o Dr. Soares não ficou indiferente!

Muitas histórias se contarão a partir de hoje sobre as caraterísticas políticas do Dr. Mário Soares, que para alguns serão sempre defeitos e para outros, qualidades! Lutas políticas, decisões económicas e geoestratégicas, nacionais, europeias, lusófonas e internacionais! Haverá certamente escolhas para todos os gostos.
Dessas lutas, haverá muito quem possa (e deva…) escrever com propriedade, tantos foram os co-protagonistas desses episódios que com ele ajudaram a escrever a história recente de Portugal, onde eu simplesmente não estou incluído.
Porém, ainda que hoje a linha editorial das notícias que nos chegam diariamente, inclua em permanência algumas novas sobre ambiente, sustentabilidade, alterações climáticas e emissões de gases com efeito de estufa, a verdade é que nem sempre foi assim!

Nos já idos anos 90 do século passado, ao tempo em que os ambientalistas eram conhecidos por serem uns putos mal-educados e contestatários do desenvolvimento, e o recentemente criado Ministério do Ambiente era rotulado como o Ministério do Não, tantas eram as recusas em deixar destruir o que restava de espécies e habitats por esse país fora e que empatavam o progresso, o Dr. Mário Soares exercia o seu segundo mandato como Presidente da República. E eu que não me achava assim tão mal-educado, era um dos putos que colaborava ativamente no movimento ambientalista, à altura, na Associação ALMARGEM, no Algarve.

Numa decisão até então inédita na área do ambiente, o Dr. Mário Soares inicia em 1994 uma presidência aberta – uma inovação não mais abandonada pelos seus sucessores – dedicada precisamente ao ambiente!
Conhecido que ficou como o presidente mais viajado de sempre – já se percebeu que o Dr. Marcelo ficará conhecido por um outro feito, o de acrescentar a palavra “Marselfie” ao nosso léxico, já que no fim do mandato dificilmente haverá um português que não tenha tirado uma “Marselfie” – tal predileção do Dr. Mário Soares pelas viagens teve seguimento não apenas fora de portas, mas também no país real!
E quando o país real mostrou ao Dr. Soares os rios e ribeiros inundados em esgoto bruto e de cheiro nauseabundo, ou as lixeiras a céu aberto nas traseiras das encostas dos arrabaldes das vilas e cidades, o Dr. Soares não ficou indiferente!

Fez-se acompanhar de Governantes, deu muito trabalho de escrita aos assessores políticos que se desdobravam em missivas com pedidos de esclarecimento e mensagens ao Governo e ouviu de forma atenta e consequente muitos gritos de medo e desespero, dos muitos que penavam diariamente com o lado negro que os arautos do desenvolvimento teimavam em esconder e, quando não o conseguiam, explicavam como os custos inevitáveis do progresso e da garantia de emprego!
Deu-se o curioso caso de ter tido a oportunidade de acompanhar a visita que o Dr. Mário Soares fez questão de incluir nessa presidência aberta de 1994, ao Parque Natural da Ria Formosa, mais precisamente às ilhas-barreira da Culatra e do Farol (que sendo fisicamente a mesma formação geológica, um perímetro militar separava em dois núcleos distintos).

Nessa visita, foram muitos os depoimentos de habitantes a relatar o desespero de sentirem o estalar das suas casas, aquando da realização da periódica e imemorial atividade militar de rebentamento das munições obsoletas, incluída nas atividades de formação que todos os anos eram realizadas ao largo da ilha, usualmente em pleno mês de agosto! A esta descrição acompanhada da demonstração de paredes, tetos e telhados repletos de fissuras, em que algumas comportavam a entrada da mão humana, juntaram-se as descrições dos pescadores que tentavam ilustrar diga-se, com muito mais dificuldade, o deserto em que se transformavam as águas, nas quais não se pescava um só peixe nas semanas seguintes a tais rebentamentos! Tudo isto arrancava do semblante já carregado do Dr. Soares, uma reação de espanto e descrença que não o deixaria ficar indiferente!
Sem o frenesim dos diretos “online” e redes sociais que hoje nos dão conta ao minuto, do que pensam os políticos, quase mesmo antes de os próprios terem tempo de elaborar sobre algumas ideias que partilham – só isso explica algumas partilhas verdadeiramente épicas – passaram-se muitos meses até que se ouvisse de novo falar sobre este episódio que tinha visivelmente perturbado o Presidente da República!

Perigosamente mais cedo que o habitual, um alarme soa estrondosamente no Parque Natural da Ria Formosa! A atividade de rebentamento de munições obsoletas que tinha indisposto o Dr. Mário Soares, e sobre a qual se veio a saber que tinha dado nota vincada às instâncias militares responsáveis, tinha sido antecipada. Em vez de se realizar em agosto, em plena época balnear, estava agora prevista para se realizar em junho, na mais sensível época de nidificação das muitas aves que ocupavam o espaço deserto entre o Farol e os Hangares, e que em junho, teriam nos ninhos os seus juvenis ainda demasiado jovens e pouco desenvolvidos para poderem empreender qualquer reação de fuga e defesa! Era uma decisão estranha, sobretudo porque parecia dar cumprimento a uma vontade, mas que protegia aqueles que menos precisavam, os veraneantes, ao mesmo tempo que impunha de novo o sofrimento das populações, a que o Presidente não havia ficado indiferente!

Esgotados que estavam os canais diplomáticos e administrativos entre a hierarquia do Parque Natural, do Instituto que o tutelava e os responsáveis políticos que haviam recebido dos militares a resposta que tal alteração ia ao encontro duma vontade expressa pelo Sr. Presidente da República, subsistiu a indignação de alguns funcionários mais bem informados, que à revelia da sua estrutura de comando, deixariam verter o assunto para a comunicação social.

Sucedem-se as perguntas dos jornalistas aos ambientalistas, tendo na altura respondido que simplesmente não acreditava que esta decisão tivesse origem numa vontade do Dr. Mário Soares, duvidando mesmo que tal fosse sequer do seu conhecimento, tão presente que tinha ficado na minha memoria a sua indignação face aos testemunhos das populações do Farol e da Culatra.
Com data de início marcada para o último dia do mês de junho de 1995, o exercício militar de rebentamento das munições ao largo do Farol e Culatra, mobilizou um conjunto de voluntários da Associação ALMARGEM, que alinhavaram um comunicado de imprensa e pintaram uma faixa de protesto para contestar no local, bem cedo, aquilo que nos parecia ser uma decisão inaceitável, mas que a mim particularmente me indignava!

A manhã rompeu silenciosa na ilha e o correr do dia não trouxe a confirmação da realização dos rebentamentos! A faixa estrategicamente colocada na vedação do perímetro militar não resistiu à primeira passagem do Zebro da patrulha de militares, mas nós mantivemos as nossas posições até perto da hora do almoço! Numa chamada telefónica de um café da ilha para um jornalista conhecido, somos informados que os militares negavam o exercício e que da Presidência da República não falavam sobre o assunto. As noticias da hora de almoço davam conta do protesto, mas as primeiras declarações dos responsáveis eram evasivas e contraditórias. Desmobilizámos e voltámos à sede da Associação.

Num ato de atrevimento próprio da juventude, decidimos telefonar para o contacto que tínhamos da Presidência da República, que nos havia sido deixado no ano anterior aquando da realização da presidência aberta para o ambiente que havíamos acompanhado. O assessor responsável pela área do ambiente, que amavelmente nos atendeu o telefone, à nossa expressão efusiva de indignação e perplexidade, respondeu de forma simpática e firme que o Sr. Presidente tinha tomado boa nota do problema que tinha constatado no local e que tinha transmitido a quem de direito que tais ocorrências eram inaceitáveis. Pelo que estava certo que tal não voltaria a ocorrer. Agradecemos e ficámos expectantes!

As notícias do jornal da noite eram já claras e firmes, os militares transmitiram a decisão de que não mais voltariam a realizar rebentamentos de munições obsoletas, qualquer que fosse a altura do ano! Nem em junho, nem em agosto!
Nunca falei com o Dr. Mário Soares! Nem sobre este nem sobre nenhum outro assunto! Pedalei mais tarde ao seu lado numa sua passagem por uma ação da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta!
Mas guardo dele esta boa memória e acredito que foi, de facto, um político que colocou o ambiente nas suas prioridades! Portugal ganhou com isso! Eu pelo menos, devo-lhe um obrigado!

Nuno Banza

08.01.2017 - 00:38
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Marco Candeias
comentario: A destacar a intervenção do Dr. Mário Soares nas questões ambientais, há, entre outras, a destacar a atribuição do prémio ambiente pela QUERCUS (penso que o título era este), num jantar comemorativo, no qual tive o prazer de participar no já inexistente restaurante O Beco, em Setúbal, que contou com a presença do próprio Dr. Mário Soares, como um dos homenageados.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND