Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Março 2017
Por Maria Helena


A(nota) mentos - Barreiro
Vivemos numa democracia pluralista


Por dentro dos dias – Barreiro
Um escola que valoriza a cultura de «protecção civil»


Barreiro - Notas do meu blogue
Sorrir…sorrir..sorrir.. .


BARREIRO - A(nota)mentos
Que se passa com o serviço publico nos barcos no Tejo?


COLUNISTAS
MINHOCAS
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MARÇO JUVENTUDE
Por José Caria
Montijo


Acordo Ortográfico
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Aviões e navios
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Deputados do PCP no Parlamento Europeu na região de Setúbal
«Produção, Emprego, Soberania – Libertar Portugal da submissão ao euro»


Moita - Luis Chula candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara
Eurídice Pereira para presidência da Assembleia Municipal


Incêndio na SAPEC em Setúbal
Bloco de Esquerda exige resposta imediata na prevenção e segurança


Bruno Vitorino assume que esta é uma candidatura para «mudar o Barreiro»
Uma «terra mais segura e com regras, uma terra limpa e recuperada e um


Problemas da ligação fluvial entre Barreiro e Lisboa
Nuno Magalhães quer saber o que está o Governo a fazer para resolver


Conversa Ecologista no Barreiro
STOP ao CETA - Acordo Económico e Comercial Global entre a UE e o Canadá


Barreiro - Bruno Vitorino diz que eventual encerramento
do balcão da CGD no Lavradio irá prejudicar a população


Partido Socialista do Barreiro aprovou por vastíssima maioria
Os candidatos a vereadores na Câmara Municipal do Barreiro


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
Barreiro - Francisco Pacheco, atleta amador do Grupo Desportivo «O Independente»
Um campeão nacional que vive o atletismo com prazer


Terminal de Contentores do Barreiro
Até ao fim do ano o concurso vai ser lançado


O novo «Pastel Aldegalega» do Montijo
Apresentou-se na BTL 2017


Barreiro - Projecto de experimentação musical
Sentir a «felicidade extrema, no momento de tocar»


ENTREVISTA
Barreiro - Uma viagem pela obra de André Letria
A Foxy e Meg continuam presentes na memória de pais e filhos


Frederico Rosa, candidato do Partido Socialista à Presidência da CMB
Barreiro tem que ter na área Metropolitana de Lisboa um posicionamento de


AS EMPRESAS
Ligação fluvial Barreiro – Terreiro do Paço
Devido a Greve não são garantidos os serviços
. Dia 23 de Março


Baía do Tejo e Municípios de Almada, Barreiro, Seixal e Lisboa juntos em Cannes
Lisbon South Bay em destaque no MIPIM


App inovadora criada por empresa do Barreiro
Nomeada para a fase final dos prémios FUNDACOM Miami 2017


DESPORTO
BARREIRO - 5 Velejadores do Clube de Vela apuram-se para o Nacional
4ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis no Seixal


Rosto do Ano 2016 na área «DESPORTO»
Grupo Desportivo da ESSA – uma clube de referência nacional


Barreiro - Clube Naval Barreirense
Campeonato Nacional e Open de Portugal Remo Indoor 2017


AS ESCOLAS
Alunos das Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho do Barreiro
Participaram no Concurso de Poesia


Concelho da Moita com galardão «Quinas de Ouro»
Prémio Escolar - Grupo Desportivo da Escola Básica D. João I


Iniciativa do Projeto Europeu «EPP» em Setúbal
Reúne profissionais da área da educação de vários países


Barreiro - Jardins de Infância do Agrupamento Augusto Cabrita
Recolhem garrafas de água solidários com bombeiros


Barreiro - Rosto do Ano 2016 na área «Ensino»
António José Ferreira – um homem que ensinou a liberdade de pensar


Barreiro - Décima edição da LAN ESAC 2017
Prevêem-se mais de 300 participantes


REPORTAGEM
Moita - «Olha aquela sou eu!»
A indústria têxtil em Alhos Vedros versus «a luta das mulheres pela sua emancipação»


Ao longo de 150 km a Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo
Envolve mais de 1000 pessoas da logística a cavaleiros


«No Barreiro nós defendemos que o modelo de gestão da água deve ser municipal»
afirmou Carlos Humberto, na abertura das Jornadas de Engenharia Civ


Barreiro - A «Excepção e a Regra» com encenação de Rui Quintas
Sem dúvida imaginação, inteligência e arte viva!>


Será um «museu vivo» do património do rio do concelho da Moita
Em maio já existirá o novo ancoradouro no cais


Barreiro – Uma Escola com carisma
Secundária de Casquilhos recebe 8º encontro de antigos alunos


Barreiro, Moita e Alcochete em marcha de protesto
«Queremos mais pessoal no nosso Hospital»


Moita - Construção da nova Unidade de Saúde da Baixa da Banheira
Obra vai estar concluída em 2018


Barreiro – TCB no dia do 60º aniversário
Inaugurou TCBikes serviço inovador em Portugal


Banda Municipal do Barreiro e Grupo Coral TAB
Vão gravar «Hino da SFAL» para assinalar os 150 anos


MOLDURA
Reunião Interplataformas Supraconcelhias da Península de Setúbal e do Alentejo Litoral
Parcerias são o motor da coesão social


Barreiro - 1ª Gala Solidária - Unidos pelo Rancho
Uma gala que promete muita animação musica, dança e folclore


No Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro
Conferência «Matar o casal conjugal – Fazer nascer o casal parental: a guarda compartilhada»


Barreiro - Seminário «Serviços Públicos de Saúde – Uma visão Geral / Serviço Público de Saúde em Cuba»
Assinala 13º Aniversário Associação Clín


No Centro Hospitalar Barreiro Montijo iniciativa inédita na península de Setúbal
I Evento de Indoor Cycling de Apoio à Doença Oncológica


Barreiro - Petição on-line
Na Defesa do Posto Médico da CUF


AUTARQUIAS
Barreiro - Sofia Martins, como membro da Assembleia Intermunicipal da AIA
«Só pública a água é de todos»


Barreiro - Projeto de requalificação do espaço central da Rotunda 25 de Abril
Eleitos visitam a Freguesia do Lavradio


No Espaço Memória - Barreiro
Exposição ‘80 anos do abastecimento público de água’


Barreiro - VI edição do Dia B
Mega ação de voluntariado urbano já está em preparação


Abastecimento de água no Barreiro caso de estudo do Projeto IMPROVER
A par do troço da Autoestrada A31 em França e Região de Oresund na Dinamar


União das Freguesias de Barreiro e Lavradio
Um banco público têm de servir interesses públicos!


OPINIÃO
A URGÊNCIA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE
Por Ricardo Rosado
Barreiro


Rotunda do Lavradio – A real obra de arte
Por João Naia da Silva
Barreiro


A difícil arte de conquistar o eleitor
Por Alcídio Tores
Montijo


ASSISTENTE SOCIAL DESEMPREGADO
DIMINUIU O EMPREGO, VERDADE VERDADINHA!
Por Vitor B Munhão
Barreiro


De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro


Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Campanha de solidariedade
«Telha Feliz 2017»


Barreiro - Associação de Solidariedade Social Creche e Jardim de Infância «Os Reguilas»
Assembleia Geral analisa Relatório de Contas de 2016


AMPM - Associação de Mulheres com Patologia Mamária - Barreiro
Assembleia Geral analisa Relatório e Contas de 2016


Barreiro - Jardim de Infância D. Pedro V
Assembleia Geral debate Relatório e Contas de Gerência do ano 2016


Barreiro – Rosto do Ano 2016 na área «Associativismo»
Grupo Dramático e Recreativo «Os Leças» - acreditar no fazer associativismo


Eleições no Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Faustino Mestre vai apresentar candidatura


CULTURA
Dia Nacional dos Moinhos no Barreiro
Moinho Nascente de Alburrica aberto para visitas


Barreiro associa-se às comemorações
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios


Barreiro - Rosto do Ano 2016 na área «Cultura»
500 anos Foral de Coina – uma viagem nas memórias do território


«As Máquinas de Mós Pré e Proto Industriais do Barreiro: localização, arquitecturas e tipologias»
Conferência com Jorge Custódio


POSTAIS
Barreiro - Embarcações da SOFLUSA paradas afectam qualidade do serviço
Bruno Vitorino considera necessária intervenção do governo


Embarcações da SOFLUSA paradas afectam qualidade do serviço
Bruno Vitorino considera necessária intervenção do governo


Pista do aeroporto do Montijo estende-se ao Barreiro
Rui Lopo em reunião pública refere que autarquia desconhece


Moita – 10 ª Feira Medieval de Alhos Vedros
Tema «As gentes da outra banda»


Palmela – Mercado Caramelo no Pinhal Novo
Promove a Sopa Caramela aliando animação e história


Município da Moita aposta na investigação da história local
Assina protocolo para preservar acervo do antigo sindicato da indústria corticeira


Era um vaso de barro
Por Ana Isabel
Barreiro


Moita - Embarcações tradicionais do Tejo
São necessários locais de atracagem em Lisboa


ARTES
Teatro Ensaio Barreiro
«Com os fantasmas não se brinca» de Mário Castrim


Barreiro dedica o mês de março ao TEATRO
Companhias locais e nacionais apresentam espetáculos


AGENDA
Até 1 de abril 15ena da Juventude do Barreiro
Sempre para todos os gostos


EUROPA
Lisboa e Vale do Tejo
a região da capital de Portugal é competitiva?


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

MARÇO JUVENTUDE
Por José Caria
Montijo

MARÇO JUVENTUDE<br />
Por José Caria<br />
MontijoMarço é, pela sua história e acima de tudo pela sua prática, o mês da juventude e da sua luta. A juventude é um dos alvos privilegiados da ofensiva social, económica e acima de tudo ideológica e são grandes os desafios que estão colocados aos jovens e às suas organizações.

A 28 de Março de 1947 centenas de jovens participaram num acampamento em Bela Mandil, no Algarve, organizado pelo Movimento de Unidade Democrática Juvenil (MUD Juvenil). Aquelas centenas de jovens tiveram a ousadia de se juntarem em plena noite fascista, num momento de luta e simultaneamente de convívio, para exigirem liberdade e democracia para Portugal. Uma ousadia que foi forte e violentamente reprimida pelas forças repressivas do regime fascista, terminando com centenas de detenções e prisões.

A partir desse dia, por iniciativa própria e com as próprias características da juventude, a partir da sua ousadia e coragem, o movimento juvenil decretou o seu dia nacional.

Assinalam-se, em 2017, 70 anos do 28 de Março, dia Nacional da Juventude.

Segundo o Eurostat, em 2013, a taxa de desemprego jovem atingia um valor recorde de 28,5%, um aumento de 0,8 pontos percentuais face ao ano anterior, e de 15,2 pontos percentuais face ao ano inicial da atual crise, 2008.

Em 2012, segundo a mesma fonte, 60% dos/das jovens portugueses/as entre os 25 e os 29 anos de idade ainda vivia com os pais, a sexta taxa mais elevada entre os 28 Estados-membro da União Europeia. Portugal está ainda entre aqueles onde há mais jovens a viver em situações de carência extrema.

De acordo com o relatório de estatísticas do emprego do terceiro trimestre de 2014 do Instituto Nacional de Estatística (INE), no final de 2013, 69.3% dos jovens com idades compreendidas entre os 15 e 24 anos estavam a estudar, 21.7% estavam empregados e 14.1% correspondiam ao grupo daqueles que não estavam nem empregados, nem a estudar (Torres & Lima, 2014). Estes indicadores sucedem a um declínio do emprego jovem em Portugal de 29%, no período entre 2007 e 2012. A diminuição do emprego jovem tem inúmeras ramificações, entre as quais pontua a sobrecarga causada sobre os orçamentos familiares, visto que 90% dos jovens portugueses nesta faixa etária que não têm emprego ou que não estudam vive com pelo menos um adulto, um indicador de dependência em que o nosso país ocupa o primeiro lugar entre os países membros da OCDE (Carcillo et al., 2015).

39% das jovens até aos 35 anos têm contratos não permanentes e 63% se considerarmos as jovens trabalhadoras com menos de 25 anos.

As mulheres trabalhadoras ganham, em média, menos 17,5% que os seus companheiros de trabalho, apesar de terem habilitações mais elevadas.

São também a maioria dos trabalhadores com salário mínimo nacional (17,5% das mulheres trabalhadoras ganham o salário mínimo nacional face a 9,4% dos homens).

No 1° semestre de 2016 havia 2 milhões e 289 mil jovens em Portugal com idade entre os 15 e os 34 anos, correspondendo a 22% da população total. O número de jovens entre os 25 e os 34 anos era ligeiramente superior ao dos menores de 25 anos.

A tendência é de queda da população jovem desde pelo menos o final da década de 90. Ao mesmo tempo, a população total aumentou devido ao crescimento da população com 35 e mais anos, pelo que o peso dos jovens dos 15 aos 34 anos no total também diminuiu (era 30% em 1998).

Há várias causas a apontar. Desde logo a queda da natalidade que desde os anos 80 tem levado a menos nascimentos. Essa tendência é visível na diminuição do número de crianças (menores de 15 anos) e de jovens entre os 15 e os 24 anos (que neste momento são pouco mais de 1 milhão e 100 mil, quando eram 1 milhão e 540 mil em 1998).

A juventude, com características e composição heterogénea e em constante mutação, com criatividade, alegria e confiança e incorporando valores de solidariedade, entrega, capacidade de organização e participação, luta pela resolução dos seus problemas concretos e pela concretização dos seus sonhos e aspirações.

O movimento juvenil é composto por várias expressões e formas de organização da juventude. Por todo o país, a juventude organiza-se também em associações, colectividades ou em grupos informais, onde desenvolvem iniciativas em torno das mais diversas áreas da cultura, do desporto e de lazer, entre muitas outras, num património rico intimamente ligado à realidade do nosso país.

Movimento juvenil,movimento estudantil do Ensino Básico e Secundário,movimento estudantil do Ensino Superior , movimento dos estudantes do Ensino Profissional,movimento dos jovens trabalhadores ,associativismo juvenil de base local,organizações de juventude dos partidos, são algumas das formas,entre outras,em que se vai estruturando a luta dos Jovens.

País fora, nas empresas e locais de trabalho e nas ruas, os jovens trabalhadores lutam pelo direito ao trabalho com direitos, contra a exploração e o desemprego, pela estabilidade e contra a precariedade no trabalho, pelo aumento salarial, contra a emigração forçada e pelo direito a ser feliz no seu país.

A vida de centenas de milhares de jovens é , em 2017 , marcada pela instabilidade, insegurança e más condições de vida. É marcada pelo desemprego, pela precariedade, pelo abandono e insucesso escolares, pela falta de cuidados médicos.

A precariedade – que atinge cerca de 40% dos jovens entre os 15 e os 30 – inibe o exercício dos direitos, tanto na sua vertente individual como coletiva. Efetivamente, tratando-se a precariedade de “uma vivência subjetiva, traduz-se na impotência e no medo. E a incorporação do medo, por sua vez, dá lugar à aceitação ou resignação, isto é, à auto-negação da luta pelos direitos”. Não raras vezes, esta franja de trabalhadores não exerce os direitos e garantias que decorrem do seu contrato individual de trabalho, dos instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho aplicáveis, ou até da própria lei, porque, por um lado, desconhecem-nos ou porque, mesmo tendo conhecimento, a atipicidade da relação de trabalho estabelecida, ou melhor, a duração determinada do seu vínculo, impede-os de os usufruírem de uma forma plena, por receio de represálias,mormente a cessação do contrato de trabalho.

A política de juventude é transversal às políticas do ensino, do trabalho, da saúde, de combate à toxicodependência, da segurança social, da cultura, do desporto, a todas as áreas da vida.

Têem sido registados alguns avanços, nomeadamente: o aumento do abono de família para crianças e jovens; a gratuitidade dos manuais escolares do 1° ano do 1° ciclo e o fim dos exames dos 4° e 6° anos do ensino básico; a recuperação dos 4 feriados roubados; o aumento do salário mínimo nacional; o fim dos cortes salariais e a reposição das 35 horas para os trabalhadores em funções públicas; o apoio extraordinário a desempregados de longa duração; a eliminação faseada da sobretaxa do IRS; a reversão de processos de privatização ou concessão das empresas públicas de transportes de Lisboa e do Porto, entre outros exemplos.

A par do desemprego, a precariedade é um dos maiores flagelos que atingem a juventude, um expediente do capital para fazer baixar as condições de trabalho e manter um exército de mão-de-obra disponível e vulnerável.

Março é, pela sua história e acima de tudo pela sua prática, o mês da juventude e da sua luta. A juventude é um dos alvos privilegiados da ofensiva social, económica e acima de tudo ideológica e são grandes os desafios que estão colocados aos jovens e às suas organizações.

A luta pelo acesso à educação pública, gratuita e de qualidade; contra a precariedade e pelo emprego com direitos e pelo direito a viver e trabalhar no seu próprio país, constituem tarefas que em grande medida estão nas mãos da juventude. Essa luta tem um momento alto em Março, mas é uma luta de todos os meses e de todos os dias.

A luta contra o desemprego juvenil, os baixos salários e a discriminação de que os jovens são alvo, a desregulação dos horários e da vida e o combate às inúmeras expressões da precariedade são exigências, reivindicações e desafios que se colocam no actual momento à juventude.

Mais financiamento; obras nas escolas e fim das aulas em contentores; mais professores e funcionários; reposição do passe escolar; contra as turmas superlotadas; privatização das cantinas, bares e papelarias; não aos elevados custos de frequência do ensino estas são ainda algumas das reivindicações.

A dignidade das pessoas tem que ser o valor central de uma sociedade decente. As pessoas são o primeiro e o mais importante ativo do país .

José Caria

09.03.2017 - 12:38
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND