Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 15 de Agosto 2018
Por Maria Helena


Inferências - Barreiro
O regresso da BARRIND – ficção ou realidade?


Rosto da Semana – Barreiro
Pescadores do Tejo - que vivem a paixão do mar


Barreiro - «Ao fim de quarenta anos conseguiste»
José Geraldes – «sou pescador desde que nasci»


Por dentro dos dias – Barreiro
Vivemos ainda, nos dias de hoje, no «fundo da gaveta»


Por dentro dos dias – Barreiro
Histórias e estórias dos lugares e das pessoas


Por dentro dos Dias - Barreiro
A Liberdade é o motor da história.


Por dentro dos dias – Barreiro
Opiniões que se formam…e deformam!


A (nota) mentos - Barreiro / Moita
Os políticos, os autarcas e a comunicação regional


COLUNISTAS
Prioridades e importância
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


A menina do chapelinho vermelho (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Si, cariño!
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MUNICÍPIOS: DESCENTRALIZAÇÃO E FINANÇAS LOCAIS
Por José Caria
Montijo


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Deputados Comunistas de Setúbal na Assembleia da República
Denunciaram problemas e apresentaram propostas para desenvolvimento económico e soc


Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista
«CDU coloca obstáculos à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude»


Integração do serviço ferroviário Lisboa / Setúbal na CP
PCP entregou projecto na Assembleia da República
. Pelo fim da PPP com a FERTAG


Reduções de horários na Linha do Sado precocupa JP Barreiro
Prejudica ligações para os concelhos da Moita, Palmela ou Setúbal


Setúbal - Proibição do acesso automóvel às praias da Arrábida
Deputados do PSD exigem mais explicações


Fertagus é uma mais-valia para a região de Setúbal
PSD acusa PS, PCP e BE de quererem matar um dos melhores serviços de transportes da região


ENTREVISTA
Moita - Nuno Cavaco, freguesia da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Balneários e relvado no campo do UDCB avançam sem apoio do Poder Central


José Figueiredo, Bombeiros Voluntários do Barreiro
«A minha maior alegria é estar a comandar este corpo de bombeiros»


Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência»


AS EMPRESAS
Festas da Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
TCB alteração provisória de percursos
. Carreira 14, 15, 18, 149 e 150


Barreiro - Policiamento a bordo dos autocarros
Entre os dias 10 e 19 de agosto
. Festas do Barreiro


Na Quinta da Margueira em Almada
1º Fórum Empresarial da AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal


DESPORTO
Moita - Canoagem na Praia Fluvial do Rosário
Incentivar a prática desportiva ao ar livre
. Em agosto


Inês Gonçalves do Barreiro no estágio da seleção nacional de Futsal
Em preparação para os mundiais universitários


Campeonato Europeu de Juniores 420 - Sesimbra
Clube de Vela do Barreiro coloca 2 tripulações nos 20 primeiros Grupo Ouro


PERSONALIDADES
Rão Kiao e Teresa Salgueiro no Barreiro
Presentes nos 50 anos de sacerdócio do Padre Rodrigo


AS ESCOLAS
Estudantes do IP Setúbal premiados pela Academia Europeia de Inovação
Projetos PROCO e SmartCap entre as melhores ideias de negócio de 2018


Setúbal - Acordo de dupla titulação permite conclusão da licenciatura na China
Acupuntura junta IPS e Universidade de Medicina Tradicional Chin


Alunos do secundário e profissional passam uma semana no Politécnico de Setúbal
IPStartUp Week desafia 50 jovens a vivenciar o ensino superior


REPORTAGEM
Colocar o Barreiro no mapa da formação náutica
19 barreirenses receberam Certificado de Pescador


Ministro do Ambiente anunciou no Barreiro
Plano Nacional sobre Alterações Climáticas em discussão pública em Agosto e Setembro


Sistema led em toda a iluminação pública do concelho do Barreiro
Actualmente o encargo anual com a iluminação pública são 850 mil euros


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


MOLDURA
Nas Festas do Barreiro
Hoje Big Band Escola de Jazz do Barreiro no Palco das Marés


Festas do Barreiro 2018
Hoje pelas 18 horas Procissão Solene em Honra de Nª Srª do Rosário


Moita - Sarilhos Pequenos vai estar em festa
A tradicional Festa em Honra de Nossa Sr.ª da Graça


Aeroporto complementar na Base Aérea nº6 do Montijo
Plataforma Cívica exige divulgação integral do Estudo de Impacto Ambiental


Músico finlandês Jimi Tenor no Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
OUT.FEST 2018 novos artistas confirmados


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
NaturBRR – II Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro


AUTARQUIAS
Montijo celebra hoje 33.º aniversário da elevação a cidade
Entrega da Medalha de Ouro à Cooperativa de Pegões e concerto de Camané.


Biblioteca Municipal do Barreiro encontra-se encerrada ao público
Por motivo de obras de melhoramentos do edifício


Entrega de donativos às corporações de bombeiros voluntários do Barreiro
Receita do Serviço de Recolha de Óleos Alimentares Usados – OAU!


Novo Tribunal de Sesimbra
Câmara Municipal entregou projetos ao Instituto de Gestão Financeira e de Equipamentos de Justiça


OPINIÃO
O sol e os cuidados a ter para aproveitar ao máximo o Verão...
Por Cristiana Borrego e Inês Caxaria
Barreiro


Setúbal não é Lisboa
Por João Pedro Louro
Setúbal


Fazer a diferença
Hélder Leal Rodrigues
Barreiro


Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro / Moita - ADAR . Associação dos Diabéticos Arco Ribeirinho
Cessou a atividade por decisão da Assembleia Geral Extraordinária


Rotary Club do Barreiro
A ginginha durante as Festas do Barreiro no Moinho do JIm


Barreiro - »Os Reguilas» Creche e Jardim de Infância
Após 43 anos de história anunciada extinção da instituição


Barreiro - Futebol Clube Barreirense
Concurso para a cessão de exploração do café e salão de bilhares da Sede do Clube


CULTURA
Barreiro - Apelo à doação ou empréstimo de espólio para exposição
Memorial aos Combatentes - 100 Anos - 1ª Grande Guerra


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


POSTAIS
BARREIRO foi muito importante na construção naval e reparação
Estaleiro do mestre Francisco Ferreira marcou desenvolvimento desta terra


BARREIRO - Tower of Song
Quando a criatividade une gerações


Unidade de Depósito e transformação de bivalves no Barreiro
Concurso Público ficou deserto.


Phil Mendrix tinha muitos fans e amigos no Barreiro
Morreu o maior e mais carismático guitarrista português de Rock


Crónicas do Algarve
Acerca dos Rebuçados Peitorais do Dr. Bayard e do Meu Avô Carlos
Por Henrique Bonança


Trazer a festa para a rua – «é tudo isto que é o Barreiro»
Um momento recreativo de lazer e cultural


»Uma viagem pelo Barreiro - 1957 - 2017 / TCB 60 anos» de Bruno Vieira Amaral
Câmara aprovou preço de venda ao público


«Trazer a banda desenhada em português ao Barreiro»
Exposição de Banda Desenhada e Ilustração em Setembro


Barreiro - Carta de uma neta com o coração em lágrimas
Ao homem que matou a minha avó


AGENDA
Exposição Barreiro Ilustra BD
A partir de 1 de setembro no AMAC


Barreiro - Com encenação de Diogo Infante
Teatro «O Deus da Carnificina» no AMAC


Gisela João em Concerto no AMAC no Barreiro
Bilhetes à venda


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Acabar com a fome que afeta 8 % da população europeia»


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


colunistas rostos.pt - o seu diário digital

Prestígio e desprestígio
Por Nuno Santa Clara
Barreiro

Prestígio e desprestígio<br />
Por Nuno Santa Clara<br />
BarreiroO prestígio pode estar ligado a um indivíduo ou a uma instituição (alguém ou algo), sendo que carece de reconhecimento público para que tenha efeito.
Ora, o fenómeno do reconhecimento público é muito complexo. Com as técnicas atuais de comunicação de massa, passou a ser uma mercadoria – como disse um publicitário, vende-se um presidente como se vende um sabonete.

Qualquer instituição que se preza tem a preocupação do seu prestígio. E como se pode atingir esse desiderato?
Numa definição tirada dos dicionários, prestígio é a “influência, importância decorrente de algo ou alguém tido como admirável”; segundo outro, é “uma avaliação que normalmente descreve reputação”. Mas a origem latina da palavra é praestigium, de prae (pré) e stringere (apertar) [os olhos], referindo-se ao efeito provocado nos espetadores por um ilusionista, como agora se diz.

Pela simples comparação destes conceitos se vê a diferença entre o significado atual, ligado à influência, à importância e à reputação, e a origem latina, ligada às artes de circo, com o objetivo de iludir os incautos.
Contradição? Talvez, mas há aqui como uma sabedoria subliminar, ligando os dois conceitos, o atual e o latino. Não porque eles se confundam, mas porque na prática há quem recorra a truques variados para obter o tal prestígio.
O prestígio pode estar ligado a um indivíduo ou a uma instituição (alguém ou algo), sendo que carece de reconhecimento público para que tenha efeito.

Ora, o fenómeno do reconhecimento público é muito complexo. Com as técnicas atuais de comunicação de massa, passou a ser uma mercadoria – como disse um publicitário, vende-se um presidente como se vende um sabonete.
Nada de novo, exceto na escala. Decerto que hoje se leva menos tempo a levar uma notícia a todo o Mundo do que a espalhar um mexerico numa das nossas remotas aldeias. Mas, insisto, é uma questão de tempo e espaço – o fundo é o mesmo.
Desde sempre, associar um comportamento a um grupo social, a uma profissão ou a qualquer outro agregado é uma coisa tão constante que pode ser considerado como norma.

Por exemplo, se um padre faz algo de impróprio, o comentário mais ouvido é que “os padres são todos assim”. Deste modo, os padres tanto são todos mulherengos, como todos pedófilos, como ainda todos gananciosos – todos e não alguns, ainda que algumas acusações sejam contraditória.
Os militares são quadrados, violentos e incompetentes e até corruptos, mesmo quando se trata de um reduzido número devidamente identificado e responsabilizado.

E assim os médicos são desleixados, os funcionários públicos preguiçosos e absentistas, os polícias abusadores, os motoristas assassinos, os peões idiotas, e por aí fora até ao limite de todas as profissões, associações e atividades.
Claro que isto tem uma vantagem: facilita o raciocínio (?) uma vez que nos permite arrumar tudo e todos por gavetas. Fenómeno global: quando um japonês louco matou e comeu a namorada às postas foi preciso explicar quase a todo o Mundo que os japoneses não eram canibais. Pessoalmente, tive dificuldade, quando residia em França, em explicar que não era pedreiro, nem a minha consorte mulher-a-dias.

Coisa estranha: estamos naquilo que se pode chamar a “civilização do indivíduo”, em que os laços sociais se atenuaram e em que a solidariedade, base de toda a nossa civilização, se encontra ameaçada, apesar de todas as campanhas em sentido contrário. Mas o nosso subconsciente não renunciou ao coletivo, reagindo a uma ameaça através de uma reação instintiva de agrupamento – “nosso” e “deles”. Recordando o filósofo e sociólogo Émile Durkheim, existem duas espécies de solidariedade: por semelhança e por divisão de trabalho (ambas levando à segurança coletiva). Assim, a defesa contra o elemento perturbador passa por uma identificação coletiva, desencadeando um mecanismo de defesa que a mera ameaça individual não garantiria.

Ora, a coletivização da culpa (ainda que como política deliberada, como já se viu e voltará a ver) tem com resultado a diluição da culpa individual, pervertendo, quer o fundamento do nosso ordenamento jurídico, assente na responsabilidade pessoal, quer mesmo o fundamento religioso, ao diminuir a livre escolha entre o Bem e o Mal, atributos do Homem, segundo a religião cristã.

É corrente e recorrente assistir a movimentos de apoio, mais ou menos organizados, em defesa de alguém preso nas malhas da Lei. Haverá decerto um lado de solidariedade com o indivíduo; mas o que mais transparece é a defesa do grupo, ainda que tal por vezes não transpareça. Defender o clube, a profissão, ou o partido político, pode parecer uma boa causa: o problema está em distinguir entre essa solidariedade de grupo e o apagamento da culpa individual. E é por vezes difícil distinguir entre as boas intenções e as manobras de retaguarda, congeminadas para ganhar na praça pública o que não pode ser ganho em tribunal.

E aqui regressamos às raízes latinas do prestígio. Orquestrar uma campanha para desvirtuar um processo judicial cai precisamente no praestigium, a arte de iludir as audiências. Mas que daí advenha prestígio, parece duvidoso.
Nenhuma profissão, ou grupo social, está ao abrigo de prevaricadores, por mais venerável e considerada que seja. Sabiam-no bem os nossos antigos sábios de aldeia, quando criaram o provérbio “no melhor pano cai a nódoa”. Os mais solenes juramentos de fidelidade não garantem que não venha a haver desvios ou traições – a História está cheia desses casos.

A defesa das instituições não pode passar pela ocultação ou, como se costuma dizer, por “varrer para debaixo do tapete”. Que o diga a Igreja Católica, com o problema da pedofilia. Passa por assumir e por responsabilizar alguém que destoa do conjunto, por atos ou omissões ao arrepio do seu estatuto e contra a Lei. De outro modo, lá temos a tal reação coletiva, branqueadora de uns, conspurcadora do coletivo.

Ao assumir o mau comportamento de alguns dos seus elementos, uma instituição não sai diminuída. Pelo contrário, sai prestigiada: nela não cabe alguém que não merece fazer parte, ou que, para continuar pertencer-lhe, tem que assumir as suas responsabilidades. Nas Forças Armadas assistimos a alguns desses casos, e não parece ter havido dúvida sobre o caminho a seguir – e só quem tenha um “raciocínio por gavetas”, ou use de reserva mental, pode tirar outras conclusões.

Assim se obtém um prestígio duradouro, porque assente em critério de exigência que, regressando às definições acima transcritas, fundamenta a “influência, importância decorrente de algo ou alguém tido como admirável” e “uma avaliação que normalmente descreve reputação”.
De outra forma, torna-se difícil distinguir entre prestígio e desprestígio…

Nuno Santa Clara

04.02.2018 - 17:42
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND