Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 22 de Março 2017
Por Maria Helena


A(nota) mentos - Barreiro
Vivemos numa democracia pluralista


Por dentro dos dias – Barreiro
Um escola que valoriza a cultura de «protecção civil»


Barreiro - Notas do meu blogue
Sorrir…sorrir..sorrir.. .


BARREIRO - A(nota)mentos
Que se passa com o serviço publico nos barcos no Tejo?


COLUNISTAS
MINHOCAS
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MARÇO JUVENTUDE
Por José Caria
Montijo


Acordo Ortográfico
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Aviões e navios
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Mário Soares, um Presidente Ambientalista!
Por Nuno Banza
Barreiro


OH PAI NATAL...VAI MAS É DAR BANHO ÀS RENAS !!!
Por Kira
Barreiro


Tratam-nos da saúde
Por Nuno Cavaco
Moita


BASTIDORES
Deputados do PCP no Parlamento Europeu na região de Setúbal
«Produção, Emprego, Soberania – Libertar Portugal da submissão ao euro»


Moita - Luis Chula candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara
Eurídice Pereira para presidência da Assembleia Municipal


Incêndio na SAPEC em Setúbal
Bloco de Esquerda exige resposta imediata na prevenção e segurança


Bruno Vitorino assume que esta é uma candidatura para «mudar o Barreiro»
Uma «terra mais segura e com regras, uma terra limpa e recuperada e um


Problemas da ligação fluvial entre Barreiro e Lisboa
Nuno Magalhães quer saber o que está o Governo a fazer para resolver


Conversa Ecologista no Barreiro
STOP ao CETA - Acordo Económico e Comercial Global entre a UE e o Canadá


Barreiro - Bruno Vitorino diz que eventual encerramento
do balcão da CGD no Lavradio irá prejudicar a população


Partido Socialista do Barreiro aprovou por vastíssima maioria
Os candidatos a vereadores na Câmara Municipal do Barreiro


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
Barreiro - Francisco Pacheco, atleta amador do Grupo Desportivo «O Independente»
Um campeão nacional que vive o atletismo com prazer


Terminal de Contentores do Barreiro
Até ao fim do ano o concurso vai ser lançado


O novo «Pastel Aldegalega» do Montijo
Apresentou-se na BTL 2017


Barreiro - Projecto de experimentação musical
Sentir a «felicidade extrema, no momento de tocar»


ENTREVISTA
Barreiro - Uma viagem pela obra de André Letria
A Foxy e Meg continuam presentes na memória de pais e filhos


Frederico Rosa, candidato do Partido Socialista à Presidência da CMB
Barreiro tem que ter na área Metropolitana de Lisboa um posicionamento de


AS EMPRESAS
Ligação fluvial Barreiro – Terreiro do Paço
Devido a Greve não são garantidos os serviços
. Dia 23 de Março


Baía do Tejo e Municípios de Almada, Barreiro, Seixal e Lisboa juntos em Cannes
Lisbon South Bay em destaque no MIPIM


App inovadora criada por empresa do Barreiro
Nomeada para a fase final dos prémios FUNDACOM Miami 2017


DESPORTO
BARREIRO - 5 Velejadores do Clube de Vela apuram-se para o Nacional
4ª Prova Apuramento Regional – Optimist juvenis no Seixal


Rosto do Ano 2016 na área «DESPORTO»
Grupo Desportivo da ESSA – uma clube de referência nacional


Barreiro - Clube Naval Barreirense
Campeonato Nacional e Open de Portugal Remo Indoor 2017


AS ESCOLAS
Alunos das Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário do Concelho do Barreiro
Participaram no Concurso de Poesia


Concelho da Moita com galardão «Quinas de Ouro»
Prémio Escolar - Grupo Desportivo da Escola Básica D. João I


Iniciativa do Projeto Europeu «EPP» em Setúbal
Reúne profissionais da área da educação de vários países


Barreiro - Jardins de Infância do Agrupamento Augusto Cabrita
Recolhem garrafas de água solidários com bombeiros


Barreiro - Rosto do Ano 2016 na área «Ensino»
António José Ferreira – um homem que ensinou a liberdade de pensar


Barreiro - Décima edição da LAN ESAC 2017
Prevêem-se mais de 300 participantes


REPORTAGEM
Moita - «Olha aquela sou eu!»
A indústria têxtil em Alhos Vedros versus «a luta das mulheres pela sua emancipação»


Ao longo de 150 km a Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo
Envolve mais de 1000 pessoas da logística a cavaleiros


«No Barreiro nós defendemos que o modelo de gestão da água deve ser municipal»
afirmou Carlos Humberto, na abertura das Jornadas de Engenharia Civ


Barreiro - A «Excepção e a Regra» com encenação de Rui Quintas
Sem dúvida imaginação, inteligência e arte viva!>


Será um «museu vivo» do património do rio do concelho da Moita
Em maio já existirá o novo ancoradouro no cais


Barreiro – Uma Escola com carisma
Secundária de Casquilhos recebe 8º encontro de antigos alunos


Barreiro, Moita e Alcochete em marcha de protesto
«Queremos mais pessoal no nosso Hospital»


Moita - Construção da nova Unidade de Saúde da Baixa da Banheira
Obra vai estar concluída em 2018


Barreiro – TCB no dia do 60º aniversário
Inaugurou TCBikes serviço inovador em Portugal


Banda Municipal do Barreiro e Grupo Coral TAB
Vão gravar «Hino da SFAL» para assinalar os 150 anos


MOLDURA
Reunião Interplataformas Supraconcelhias da Península de Setúbal e do Alentejo Litoral
Parcerias são o motor da coesão social


Barreiro - 1ª Gala Solidária - Unidos pelo Rancho
Uma gala que promete muita animação musica, dança e folclore


No Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro
Conferência «Matar o casal conjugal – Fazer nascer o casal parental: a guarda compartilhada»


Barreiro - Seminário «Serviços Públicos de Saúde – Uma visão Geral / Serviço Público de Saúde em Cuba»
Assinala 13º Aniversário Associação Clín


No Centro Hospitalar Barreiro Montijo iniciativa inédita na península de Setúbal
I Evento de Indoor Cycling de Apoio à Doença Oncológica


Barreiro - Petição on-line
Na Defesa do Posto Médico da CUF


AUTARQUIAS
Barreiro - Sofia Martins, como membro da Assembleia Intermunicipal da AIA
«Só pública a água é de todos»


Barreiro - Projeto de requalificação do espaço central da Rotunda 25 de Abril
Eleitos visitam a Freguesia do Lavradio


No Espaço Memória - Barreiro
Exposição ‘80 anos do abastecimento público de água’


Barreiro - VI edição do Dia B
Mega ação de voluntariado urbano já está em preparação


Abastecimento de água no Barreiro caso de estudo do Projeto IMPROVER
A par do troço da Autoestrada A31 em França e Região de Oresund na Dinamar


União das Freguesias de Barreiro e Lavradio
Um banco público têm de servir interesses públicos!


OPINIÃO
A URGÊNCIA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE
Por Ricardo Rosado
Barreiro


Rotunda do Lavradio – A real obra de arte
Por João Naia da Silva
Barreiro


A difícil arte de conquistar o eleitor
Por Alcídio Tores
Montijo


ASSISTENTE SOCIAL DESEMPREGADO
DIMINUIU O EMPREGO, VERDADE VERDADINHA!
Por Vitor B Munhão
Barreiro


De «Os Betes» ao «Perspectiva»
Por Vítor Ferrão
Barreiro


Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Campanha de solidariedade
«Telha Feliz 2017»


Barreiro - Associação de Solidariedade Social Creche e Jardim de Infância «Os Reguilas»
Assembleia Geral analisa Relatório de Contas de 2016


AMPM - Associação de Mulheres com Patologia Mamária - Barreiro
Assembleia Geral analisa Relatório e Contas de 2016


Barreiro - Jardim de Infância D. Pedro V
Assembleia Geral debate Relatório e Contas de Gerência do ano 2016


Barreiro – Rosto do Ano 2016 na área «Associativismo»
Grupo Dramático e Recreativo «Os Leças» - acreditar no fazer associativismo


Eleições no Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Faustino Mestre vai apresentar candidatura


CULTURA
Dia Nacional dos Moinhos no Barreiro
Moinho Nascente de Alburrica aberto para visitas


Barreiro associa-se às comemorações
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios


Barreiro - Rosto do Ano 2016 na área «Cultura»
500 anos Foral de Coina – uma viagem nas memórias do território


«As Máquinas de Mós Pré e Proto Industriais do Barreiro: localização, arquitecturas e tipologias»
Conferência com Jorge Custódio


POSTAIS
Barreiro - Embarcações da SOFLUSA paradas afectam qualidade do serviço
Bruno Vitorino considera necessária intervenção do governo


Embarcações da SOFLUSA paradas afectam qualidade do serviço
Bruno Vitorino considera necessária intervenção do governo


Pista do aeroporto do Montijo estende-se ao Barreiro
Rui Lopo em reunião pública refere que autarquia desconhece


Moita – 10 ª Feira Medieval de Alhos Vedros
Tema «As gentes da outra banda»


Palmela – Mercado Caramelo no Pinhal Novo
Promove a Sopa Caramela aliando animação e história


Município da Moita aposta na investigação da história local
Assina protocolo para preservar acervo do antigo sindicato da indústria corticeira


Era um vaso de barro
Por Ana Isabel
Barreiro


Moita - Embarcações tradicionais do Tejo
São necessários locais de atracagem em Lisboa


ARTES
Teatro Ensaio Barreiro
«Com os fantasmas não se brinca» de Mário Castrim


Barreiro dedica o mês de março ao TEATRO
Companhias locais e nacionais apresentam espetáculos


AGENDA
Até 1 de abril 15ena da Juventude do Barreiro
Sempre para todos os gostos


EUROPA
Lisboa e Vale do Tejo
a região da capital de Portugal é competitiva?


reportagem rostos.pt - o seu diário digital

«Os campaniços» deram vida ao Alentejo no Barreiro
Uma peça marcada de autenticidade e pelo rigor plástico

«Os campaniços» deram vida ao Alentejo no Barreiro<br>
Uma peça marcada de autenticidade e pelo rigor plástico<br>
João Ferrador, encenador natural do Barreiro, desenvolve a sua actividade profissional em Lisboa.
Hoje, com alguma emoção, com a presença dos seus pais na plateia, apresentou um trabalho por si encenado, a peça “Os campaniços”, de Luís Miguel Ricardo e João Paulo, levada a cena pelo Grupo «Oficinas de teatro da Penha de França».
O espectáculo contou com a participação do Grupo Coral Alentejano «Os Amigos do Barreiro».

O Grupo «Oficinas de teatro da Penha de França» levou a cena no dia 9 de Dezembro, na SFAL – Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense, a peça “Os campaniços” de Luís Miguel Ricardo e João Paulo, com Direcção de actores e concepção cénica de João Ferrador.
O espectáculo contou com a brilhante participação do Grupo coral alentejano “ Os amigos do Barreiro”.

Neste espectáculo a preocupação do encenador é recriar o ambiente do Alentejo. O cenário é marcado por fardos de palha que dão a cor, o cheiro e o ambiente da ruralidade alentejana.
Os actores interpretam os seus papeis com o ritmo e a linguagem característica do povo alentejano.
Não se trata de uma sátira aos costumes alentejanos mas, apenas, de um conjunto de quadros que procuram com ironia, com versatilidade, proporcionar um encontro com as formas de ser e estar de uma cultura muito própria e dos seus choques com as «modernices», como foi a ida à discoteca a Beja.
Uma peça marcada de autenticidade e pelo rigor plástico.
Há momentos hilariantes. A peça decorre com muito ritmo, sendo no palco que tudo decorre, até a mudança de figurino dos personagens.
Uma história em que o actor assume, por diversas vezes, o lugar de actor e narrador, com beleza expressiva.
Penso que alguns actores, por vezes, pela necessidade de recorrer ao sotaque alentejano, acabam em, algumas situações, por ter uma dicção rápida que faz perder a alguns espectadores o sentido discursivo. Mas no geral as interpretações são positivas.

A presença do Grupo Coral Alentejano «Os Amigos do Barreiro»no espectáculo foi muito agradável. Este foi um exemplo de como é possível a partilha de saberes e experiências e como, na verdade, um grupo com vida própria pode ser enquadrado num espectáculo, pelo que sabemos, quase sem qualquer ensaio, acrescentando-lhe mais valia e dando mais valia ao próprio cante alentejano.

Fazendo uma actuação de forma muito digna e sóbria, e, naturalmente, proporcionando uma forma diferente e criativa de se escutar o cante alentejano.
Aliás, este é um pormenor que permite lançar o desafio a muitas autarquias do Alentejo para que convidem o Grupo «Oficinas de teatro da Penha de França» e, desta forma, sem grandes custos, podem proporcionar aos seus grupos corais locais uma experiência muito própria e inovadora de divulgação do cante alentejano, enquadrada num espectáculo agradável e divertido.
Os jovens do grupo «Oficinas de teatro da Penha de França» mereciam este convite e João Ferrador, o encenador, sentiria que este espectáculo era divulgado e acarinhado na região da sua origem.

No espectáculo houve um momento, por causas técnicas, que faltou a luz nos projectores, mas, na verdade, o espectáculo continuou, escutando-se o cante alentejano, ali, como um som que brotava da escuridão do fundo de uma mina, ou numa noite escura como o breu na planície alentejana.
Se a cena fosse intencional, até, diga-se , que passava perfeitamente, pois aqueles sons que se escutavam na escuridão sentiam-se como um hino do Alentejo evocando os seus mineiros, ou a resistência de uma noite escura que marcou este país.

Foi um espectáculo agradável, divertido, com uma sala composta de um público que, em certas situações, parecia que estava a recordar estórias e memórias.

João Ferrador certamente viveu, neste dia, uma experiência única da sua vida de homem do teatro – um reencontro com a sua terra e, em simultâneo a experiência de promover a interdisciplinaridade do cante com o teatro, assim como o intercâmbio com um Grupo Coral que viveu a sua participação de forma muito nobre.
Parabéns!

António Sousa Pereira

Sinopse de “Os campaniços”

Debaixo de uma soalheira tremenda Zé Aranha e Joaquim Zorro discutem os pormenores para a concretização da ideia editorial, proveniente do âmago criativo do primeiro.
Joaquim oferece resistência ao projecto, acha que vai ser uma carrada de fezes e avisa Zé para se desmaginar disso.
Mas a amizade por Zé e a característica inocência levam-no a aceitar o desafio e depressa arranjam gente que lhes escreva um livro de contos alentejanos, a que viriam a chamar “Heróis à moda do Alentejo”.
Pelas mãos dos dois entramos em “Os campaniços”, um dos contos da obra, e passamos para uma ambiência alentejana marcadamente rural, o moço que só arranjou namorada aos trinta anos, o grande balho do Monte da Carocha, local considerado por Zefo Dias como o melhor para arranjar uma magana, o pedido de casamento a Cipriana Calabaita nas margens do barranco e o atraso do noivo por ter caído da motorizada. As bandas filarmónicas que grande parte das vezes acabam às barqueiradas, a descoberta da discoteca em Beja e muitas outras odisseias alentejanas bem humoradas.
“Levas com uma tarranada nas ventas que até andas de arrecuas!”

João ferrador

Ficha técnica e artística
“Os campaniços”

Oficinas de teatro da Penha de França

Autor: Luís Miguel Ricardo e João Paulo
Direcção de actores e concepção cénica: João Ferrador
Musica: Daniel Tavares
Operação de som: João Pedro Dantas
Figurinos: Rita Matos e Ana Paula Avelar
Interpretação: Alexandre Donário, Ana Paula Avelar, Daniel Tavares, Filipa Noronha, Filipe Barbosa, João Canário, João Eleutério, Luísa Poço, Maria Catarina Felgueiras, Paula Correia de Oliveira e Ruben Milheiras.

10.12.2012 - 0:34
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


SAPO NOTÍCIAS - BARREIRO


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CÂMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


MEMBRO DA

AIND