Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 15 de Agosto 2018
Por Maria Helena


Inferências - Barreiro
O regresso da BARRIND – ficção ou realidade?


Rosto da Semana – Barreiro
Pescadores do Tejo - que vivem a paixão do mar


Barreiro - «Ao fim de quarenta anos conseguiste»
José Geraldes – «sou pescador desde que nasci»


Por dentro dos dias – Barreiro
Vivemos ainda, nos dias de hoje, no «fundo da gaveta»


Por dentro dos dias – Barreiro
Histórias e estórias dos lugares e das pessoas


Por dentro dos Dias - Barreiro
A Liberdade é o motor da história.


Por dentro dos dias – Barreiro
Opiniões que se formam…e deformam!


A (nota) mentos - Barreiro / Moita
Os políticos, os autarcas e a comunicação regional


COLUNISTAS
Prioridades e importância
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


A menina do chapelinho vermelho (conto)
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Si, cariño!
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


MUNICÍPIOS: DESCENTRALIZAÇÃO E FINANÇAS LOCAIS
Por José Caria
Montijo


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Deputados Comunistas de Setúbal na Assembleia da República
Denunciaram problemas e apresentaram propostas para desenvolvimento económico e soc


Federação Distrital de Setúbal da Juventude Socialista
«CDU coloca obstáculos à instituição dos Conselhos Municipais de Juventude»


Integração do serviço ferroviário Lisboa / Setúbal na CP
PCP entregou projecto na Assembleia da República
. Pelo fim da PPP com a FERTAG


Reduções de horários na Linha do Sado precocupa JP Barreiro
Prejudica ligações para os concelhos da Moita, Palmela ou Setúbal


Setúbal - Proibição do acesso automóvel às praias da Arrábida
Deputados do PSD exigem mais explicações


Fertagus é uma mais-valia para a região de Setúbal
PSD acusa PS, PCP e BE de quererem matar um dos melhores serviços de transportes da região


ENTREVISTA
Moita - Nuno Cavaco, freguesia da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Balneários e relvado no campo do UDCB avançam sem apoio do Poder Central


José Figueiredo, Bombeiros Voluntários do Barreiro
«A minha maior alegria é estar a comandar este corpo de bombeiros»


Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência»


AS EMPRESAS
Festas da Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
TCB alteração provisória de percursos
. Carreira 14, 15, 18, 149 e 150


Barreiro - Policiamento a bordo dos autocarros
Entre os dias 10 e 19 de agosto
. Festas do Barreiro


Na Quinta da Margueira em Almada
1º Fórum Empresarial da AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal


DESPORTO
Moita - Canoagem na Praia Fluvial do Rosário
Incentivar a prática desportiva ao ar livre
. Em agosto


Inês Gonçalves do Barreiro no estágio da seleção nacional de Futsal
Em preparação para os mundiais universitários


Campeonato Europeu de Juniores 420 - Sesimbra
Clube de Vela do Barreiro coloca 2 tripulações nos 20 primeiros Grupo Ouro


PERSONALIDADES
Rão Kiao e Teresa Salgueiro no Barreiro
Presentes nos 50 anos de sacerdócio do Padre Rodrigo


AS ESCOLAS
Estudantes do IP Setúbal premiados pela Academia Europeia de Inovação
Projetos PROCO e SmartCap entre as melhores ideias de negócio de 2018


Setúbal - Acordo de dupla titulação permite conclusão da licenciatura na China
Acupuntura junta IPS e Universidade de Medicina Tradicional Chin


Alunos do secundário e profissional passam uma semana no Politécnico de Setúbal
IPStartUp Week desafia 50 jovens a vivenciar o ensino superior


REPORTAGEM
Colocar o Barreiro no mapa da formação náutica
19 barreirenses receberam Certificado de Pescador


Ministro do Ambiente anunciou no Barreiro
Plano Nacional sobre Alterações Climáticas em discussão pública em Agosto e Setembro


Sistema led em toda a iluminação pública do concelho do Barreiro
Actualmente o encargo anual com a iluminação pública são 850 mil euros


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


MOLDURA
Nas Festas do Barreiro
Hoje Big Band Escola de Jazz do Barreiro no Palco das Marés


Festas do Barreiro 2018
Hoje pelas 18 horas Procissão Solene em Honra de Nª Srª do Rosário


Moita - Sarilhos Pequenos vai estar em festa
A tradicional Festa em Honra de Nossa Sr.ª da Graça


Aeroporto complementar na Base Aérea nº6 do Montijo
Plataforma Cívica exige divulgação integral do Estudo de Impacto Ambiental


Músico finlandês Jimi Tenor no Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
OUT.FEST 2018 novos artistas confirmados


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
NaturBRR – II Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro


AUTARQUIAS
Montijo celebra hoje 33.º aniversário da elevação a cidade
Entrega da Medalha de Ouro à Cooperativa de Pegões e concerto de Camané.


Biblioteca Municipal do Barreiro encontra-se encerrada ao público
Por motivo de obras de melhoramentos do edifício


Entrega de donativos às corporações de bombeiros voluntários do Barreiro
Receita do Serviço de Recolha de Óleos Alimentares Usados – OAU!


Novo Tribunal de Sesimbra
Câmara Municipal entregou projetos ao Instituto de Gestão Financeira e de Equipamentos de Justiça


OPINIÃO
O sol e os cuidados a ter para aproveitar ao máximo o Verão...
Por Cristiana Borrego e Inês Caxaria
Barreiro


Setúbal não é Lisboa
Por João Pedro Louro
Setúbal


Fazer a diferença
Hélder Leal Rodrigues
Barreiro


Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro / Moita - ADAR . Associação dos Diabéticos Arco Ribeirinho
Cessou a atividade por decisão da Assembleia Geral Extraordinária


Rotary Club do Barreiro
A ginginha durante as Festas do Barreiro no Moinho do JIm


Barreiro - »Os Reguilas» Creche e Jardim de Infância
Após 43 anos de história anunciada extinção da instituição


Barreiro - Futebol Clube Barreirense
Concurso para a cessão de exploração do café e salão de bilhares da Sede do Clube


CULTURA
Barreiro - Apelo à doação ou empréstimo de espólio para exposição
Memorial aos Combatentes - 100 Anos - 1ª Grande Guerra


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


POSTAIS
BARREIRO foi muito importante na construção naval e reparação
Estaleiro do mestre Francisco Ferreira marcou desenvolvimento desta terra


BARREIRO - Tower of Song
Quando a criatividade une gerações


Unidade de Depósito e transformação de bivalves no Barreiro
Concurso Público ficou deserto.


Phil Mendrix tinha muitos fans e amigos no Barreiro
Morreu o maior e mais carismático guitarrista português de Rock


Crónicas do Algarve
Acerca dos Rebuçados Peitorais do Dr. Bayard e do Meu Avô Carlos
Por Henrique Bonança


Trazer a festa para a rua – «é tudo isto que é o Barreiro»
Um momento recreativo de lazer e cultural


»Uma viagem pelo Barreiro - 1957 - 2017 / TCB 60 anos» de Bruno Vieira Amaral
Câmara aprovou preço de venda ao público


«Trazer a banda desenhada em português ao Barreiro»
Exposição de Banda Desenhada e Ilustração em Setembro


Barreiro - Carta de uma neta com o coração em lágrimas
Ao homem que matou a minha avó


AGENDA
Exposição Barreiro Ilustra BD
A partir de 1 de setembro no AMAC


Barreiro - Com encenação de Diogo Infante
Teatro «O Deus da Carnificina» no AMAC


Gisela João em Concerto no AMAC no Barreiro
Bilhetes à venda


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Acabar com a fome que afeta 8 % da população europeia»


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


reportagem rostos.pt - o seu diário digital

«Resistência e de luto da família ferroviária» no Barreiro
Roubos sucessivos aos trabalhadores «nem o Salazar foi tão longe»

«Resistência e de luto da família ferroviária» no Barreiro<br>
Roubos sucessivos aos trabalhadores «nem o Salazar foi tão longe». Foi feita a ocupação simbólica da Linha do Sado impedindo a saída do comboio das 17h25

Foram algumas centenas de trabalhadores ferroviarios, Reformados e famílias que marcaram presença na concentração realizada no Barreiro, uma jornada de luta integrada na acção realizada em diversos pontos do país de “LUTO FERROVIÁRIO.

Rui Martins, do Sindicato dos Maquinistas, criticou as politicas do Governo que fazem roubos sucessivos aos trabalhadores – “nem o Salazar foi tão longe” – sublinhou a propósito do ataque às concessões – “que é aquilo que os ferroviários têm de mais sagrado”.

As organizações dos Trabalhadores, com a participação da maioria dos sindicatos e Cts do sector ferroviário, realizaram hoje, em diversos pontos do país, uma acção de “RESISTÊNCIA E LUTO DA FAMÍLIA FERROVIÁRIA”.
No Barreiro a concentração teve lugar na Estação Ferroviária do Barreiro, onde foi distribuído a todos os participantes e população um autocolante de “LUTO FERROVIÁRIO” e distribuídos documentos.
No local estiveram presentes representantes do Partido Ecologista «Os Verdes», o Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto e vereadores, o Presidente da Junta de Freguesia do Pinhal Novo, que expressaram solidariedade aos trabalhadores ferroviários.
Após as intervenções os manifestantes decidiram efectuar a ocupação simbólica da Linha do Sado, impedindo a saída do comboio das 17h25.

Resistência é a palavra chave

José Encarnação, da Comissão de Trabalhadores da CP, sublinhou que este é “um dia de luto” em protesto contra as politicas de “cancelamento da ferrovia em Portugal”, politicas de “destruição do serviço ferroviário público”, de luto em defesa dos direitos dos utentes ferroviários.
Recordou que o Governo tem apostado no encerramento dos serviços e está a contribuir para que existam em Portugal – “piores condições de oferta de transportes”.
José Encarnação salientou que, no momento actual – “resistência é a palavra chave” pelas defesa dos serviços públicos e dos direitos dos trabalhadores, alguns conquistados antes do 25 de Abril e que agora são retirados.

Querem retira direito com mais de 100 anos

Frederico Tavares, da Inter-Reformados,afirmou que este é um tempo de “resistência e luta”, recordando outras lutas do passado travadas pelos trabalhadores ferroviários, nomeadamente a luta das «braçadeiras pretas» nos ano 70.
Frederico Tavares salientou que o Governo “rouba os trabalhadores e reformados” e agora “quer roubas as concessões”um direito dos trabalhadores ferroviários “com mais de 100 anos.
Refira-se que, trata-se do direito dos trabalhadores ferroviários terem acesso gratuito a viagens.
Sublinhou que para impedir esta decisão do Governo é importante que se desenvolva a “luta na rua” e também “no plano jurídico”, estando em curso a apresentação de um providência cautelar, que, refira-se os custos serão suportados pelo contributo voluntário de todos os ferroviários.

Este Governo é um perigo

“Este Governo é um perigo”faz “terrorismo de Estado” – sublinhou Frederico Tavares, reforçando a necessidade de ser constituído um Governo de Esquerda.
Apelou à mobilização para a Manifestação Nacional agendada para o dia 9 de Março, em Lisboa, e no próximo dia 16 de Fevereiro, em Setúbal.

Nem o Salazar foi tão longe

Rui Martins, do Sindicato dos Maquinistas, criticou as politicas do Governo que fazem roubos sucessivos aos trabalhadores – “nem o Salazar foi tão longe” – sublinhou a propósito do ataque às concessões – “que é aquilo que os ferroviários têm de mais sagrado”.
“É preciso fazer tudo sindicalmente e juridicamente para combater estas politicas” – referiu Rui Martins.

Não podemos deixar de estar unidos.

O dirigente Fulgêncio, do Sindicato nacional dos Ferroviários, salientou que “é muito importante estarmos todos juntos nisto”, recordando que há situações de diferenças na história, mas, nos dias de hoje, perante os ataques aos direitos dos trabalhadores – “não podemos deixar de estar unidos”.

Contra as actuais medidas de redução e congelamento dos salários e pensões

Recorde-se que esta iniciativa realizada no Barreiro, de acordo com comunicado distribuído – “insere-se na luta contra as actuais medidas de redução e congelamento dos salários e pensões desde 2010; a redução do pagamento do valor do trabalho extraordinário, trabalho em dia de descanso semanal e dia feriado; o congelamento das progressões profissionais o que no total significa já uma redução salarial equivalente no mínimo a 3 salários mensais num ano, violando assim as expectativas dos trabalhadores e os Acordos de Empresa livremente assinados entre empresas e estruturas sindicais.

Governo quer destruir todos os direitos contratuais

“E num quadro de preparação das empresas do sector ferroviário para processos de privatização, o governo quer destruir todos os direitos contratuais, em particular o direito ao transporte ferroviário de trabalhadores e familiares, existente há mais de 100 anos e que se insere nas diversas componentes de remuneração do trabalho, fruto de processos negociais decorrentes do direito constitucional à negociação colectiva nas empresas.” – é referido.

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10151017017157681.409409.374205877680&type=3

BREVES
REGISTOS



15.2.2013 - 0:55
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Mauricio Arrais
comentario: A Lei 144º do Orçamento de Estado para 2013 é inconstitucional.Viola o Regulamento Geral do Pessoal,ainda em vigor.Os ferroviarios durante mais de 100 anos,descontaram as concessões nos seus vencimentos.As concessões ate estavam previstas para viajar no estrangeiro.Se as concessões não estivessem descontadas nos vencimentos,os ferroviarios teriam que pagar a CP ,rendas de casa,fardamento,viagens,transporte de mobilia de uma estação para outra,em casos de promoção,ou transferencia,pagar renda de terra para cultivar,pagar consultas da familia ao medico,transporte quando falecia,pagar a agencia funeraria,etç.Nem o Antonio que não morria de amores pelos ferroviarios ,retirou as concessões,nem as do Estado.A avó dele é que não devia ter nascido!Levei a tribunal duas vezes o diretor Alfredo Carcia,ficaram-me a dever 874 horas extraordinarias como chefe de comboio..Mauricio Arrais Abrantes.
nome: Mauricio Arrais
comentario: Frederico Tavares;:As linhas do Sul e Sueste eram Patimonio do Estado,e quando recrutou ferroviarios,foram equiparados aos do exercito,menos no vencimento,por causa das concessões inerentes á sua função.Em 1927 a CP tomou conta das linhas,continuando em vigor o Regulamento Geral do Pessoal,que tinha sido elaborado pelo Estado.A Lei 144ª do Orçamento de Estado não pode anular a clausula das viagens,para ferroviarios e Estado.Se as concessões para ferroviarios e Estado, não fossem regulamentares,Salazar em 50 anos tinha anulado o Regulamento na sua totalidade.A minha caderneta militar tem 2º sargento miliciano,quando fui promovido a fator de 2ª classe..Mais a caderneta tem no final seis folhasEXERCITO PORTUGUÊS,REQUISIÇÃO DE TRANSPORTE.Esta requisição só pode ser utilizada em caso de mobilização extraordinaria.Tanto em comboio como camionete.Os ferroviarios que paguem bilhete devem pedir na bilheteira o livro de reclamações,indicando o nº do bilhete comboio,procedencia e destino,o preço.do bilhete.e o numero do titulo de transporte,que foi considerado nulo abusivamente.Peço o reembolso de x euros cobrados abusivamemte na estação x..A morada e assinado.
nome: Mauricio Arrais
comentario: Snr. Carlos Humberto: Alem das concessões,a CP ou Refer não devem abandonar as boas odicinas porque vão fazer falta,quando os comboios de mercadorias todos em dupla tração começarem a circular de Sines e Setubal para a Europa via Portalegre,Marvão ,Madrid.Até a Sorefame devia construir vagons modernos para maior tonelagem.As linhas do Alentejo com poucos comboios a circular,e com bom perfil são ideais para os mercadorias para a Europa.Todas as carruagens da CP no futuro devem ser de dois pisos á prova de incendio.O tgv ou FOGUETE LUSITANO deve circular pelas boas linhas por Entroncamento ,Abrantes,Marvão para Madrid carruagens de dois pisos,em bitola 1m668 das mais seguras no Mundo.Em tempo de crise é urgente os comboios começarem a circular para a Europa,pela melhor fronteira de Marvão.As carruagens e vagons devem ser construidos em Portugal,nada de importações.Ex chefe de estação e de comboios na estrela em Évora.Mauricio Arrais.Abrantes.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND