Conta Loios

inferências

Rosto da Semana – Barreiro
Paulo Freixinho – porque a vida faz-se a «xurdir»

Rosto da Semana – Barreiro<br />
Paulo Freixinho – porque a vida faz-se a «xurdir»A palavra «xurdir» entrou no léxico de muitos portugueses.
Uma palavra que foi «promovida» e colocada na opinião pública pela dedicação e entrega do «barreirense» Paulo Freixinho.

Paulo Freixinho, 45 anos, natural de Lisboa, veio viver para o Barreiro aos 3 anos de idade, por isso afirmou numa entrevista ao jornal «Rostos» – “Sou do Barreiro do coração”.
Casado, com dois filhos – a Inês de 19 anos e a Mariana de 13 anos.
Exerceu a sua primeira actividade profissional como Desenhador Gráfico, em Lisboa, hoje, dedica-se a produzir passatempos, com o mundo da internet, trabalha em casa, na Baixa da Banheira, concelho da Moita, onde actualmente reside.
"Este é o meu dilema, não sou de Lisboa, não sou da Baixa da Banheira, sou do Barreiro é aí que está o meu coração”, salientou.

Paulo Freixinho é um nome conhecido no mundo das «palavras cruzadas» e passatempos, foi por sua iniciativa que no âmbito do «Dia B» foi realizado, no Barreiro, um mural para assinalar o centenário da publicação pela primeira vez de palavras num órgão de comunicação social, efeméride que foi assinalada no dia 21 de Dezembro de 2013.

Paulo Freixinho foi um homem que, descobrimos, através do seu «xurdir» e, aqui e agora, distinguimos como o Rosto da Semana.

S.P.

11.01.2015 - 17:10

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.