Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 19 de Outubro 2017
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Kira – um artista com o Barreiro escrito no seu sangue


Rosto da Semana – Barreiro
Augusto Sousa – um exemplo do fazer cidadania


Por dentro dos dias - Barreiro
“Felizmente há luar”!


Inferências - Barreiro
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal


COLUNISTAS
Vigiar e intervir antes de ser tarde demais!
Por Nuno Banza
Barreiro


Coerências
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


AUTARQUIAS e CONTABILIDADE DE CUSTOS
por José Caria
Montijo


Sobre maiorias e nem tanto
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Notas soltas
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Baixa da Banheira, uma questão de memória
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BASTIDORES
Almada - Europa Social debatida na Costa de Caparica
Seminário internacional reúne dezenas de sindicalistas de vários países da Europa


Social-democratas na reunião da Assembleia Distrital de Setúbal
Analisam Fogos florestais e constrangimentos da Soflusa


Eduardo Cabrita do Barreiro
Vai ser o novo Ministro da Administação Interna


PSD Barreiro
Retira propaganda eleitoral


Continuar a intervir pelas aspirações dos trabalhadores e do povo do Barreiro
Resultados eleitorais verificados não reduzem a determinação do P


CDU vence as eleições autárquicas em todas as autarquias do Concelho da Moita
Merecendo uma vez mais a confiança do povo do nosso concelho


Situação da EMEF no Barreiro
PCP questionou Governo


Bloco de Esquerda nas Autárquicas no Concelho da Moita
Aumentou número de votos em todos os órgãos autárquicos e autarcas eleitos


Concelhia do Barreiro do Bloco de Esquerda
«Subiu a votação quer em número de votos, quer em termos percentuais»


Construir um melhor Barreiro em conjunto com todos quantos queiram colaborar neste objetivo.
Move-nos a ambição de dar futuro à terra que amamo


Com a vitória do PS o distrito de Setúbal
Ganhou condições para afirmar-se como um distrito moderno e cosmopolita


CDU é a força mais votada na Região de Setúbal
sublinha a Organização Regional de Setúbal do PCP


CDS Barreiro apela ao entendimento no futuro executivo camarário
De forma à obtenção de uma solução estável e promotora do crescimento


ENTREVISTA
Dois jovens de Huelva para o Barreiro
«Nós nos enamorámos pelo Barreiro»



AS EMPRESAS
Palmela - Porto de Setúbal já exporta novo modelo da Volkswagen
1800 T – ROC tiveram primeiro embarque


DESPORTO
Barreiro - Jornada Campeonato Nacional Veteranos Badminton
Cidade do Barreiro no mapa do Badminton Nacional.


Moita - 1º Passeio de BTT CRI/abreOLHOS
Inscrições estão abertas


Um regresso de equipas do Barreiro a competições internacionais
GDESSA nas competições europeias de clubes


A 1ª Regata de Remo de Mar no Barreiro no Clube Naval Barreirense
4ª Etapa do Circuito Nacional de Remo de Mar - Fundação do Desporto - 2017


Clube de Vela do Barreiro
Maria Tavares termina no 4º lugar da geral (3º feminino) no Nacional de Iniciados


PERSONALIDADES
Barreiro – Faleceu Amândio Vicente
Sócio de Mérito da SFAL


»Regina Janeiro - Aprendi tanto que o Barreiro tinha para me ensinar»
Esta Terra também me marcou e passou a fazer parte da minha vida


AS ESCOLAS
Barreiro - Um ano de intensa atividade formativa em diversos países europeus
Atividades em países com vasta experiência em ensino bilingue


MagicBit, start-up de jogos digitais foi criada por dois diplomados do Politécnico de Setúbal
Incubadora de negócios IPStartUp lança primeira


IPS divulga oferta formativa e incubadora de negócios no Alegro Setúbal
Mostra de Oportunidades de Emprego decorre entre 20 e 21 de outubro


Na Escola Superior de Educação de Setúbal
Orquestra Académica Metropolitana em concerto no IPS


Barreiro - Duas turmas do 2º ano da Escola Básica Telha Nova 1 colocaram a ‘mão na massa’
«Cozinhar a Brincar» na Escola


Barreiro - «A Escola Somos Todos Nós 2017/18»
Subordinada ao tema «Os Nossos Moinhos»


Semana dedicada ao empreendedorismo no Politécnico de Setúbal
Turismo e novas tecnologias debatidos na 12.ª Business Week


Divulgação dos recursos educativos disponibilizados pelo Município da Moita
Quinzena da Educação marca arranque do ano letivo no concelho


REPORTAGEM
«Obrigado, por tudo o que fez pelo Barreiro»
palavras do Chefe do Estado Maior da Armada.


Doação do Espólio de Augusto Valegas
Honrado por ser um dos meus últimos actos com Presidente da CM do Barreiro


Barreiro - No ano dos 150 anos da velhinha lavradiense
O «Hino da SFAL» tocado por três bandas foi vivido com muita emoção


Barreiro - Concurso de Fotografia
António Mendes Rosa foi o vencedor
. Premiados Filipe Cardeira e Joaquina Coelho Bernardo


MOLDURA
Encontro Nacional de Unidades de Saúde Pública da Península de Setúbal
Poster da Palmela Desporto foi vencedor


Em Setúbal apreendidas 2326 doses de Cocaína e 342 doses de Heroína
No Seixal detido individuo pelo crime de violência doméstica


Em Palmela
Apreensão de armas


No Grupo Desportivo «O Independente» em Setúbal
Juntos pelo Autismo - Concerto Solidário


Utentes dos Serviços Públicos do Barreiro em reunião com administração do grupo Transtejo
Próximas semanas melhorias ao nível da limpeza dos na


Barreiro - ADAO – Associação Desenvolvimento Artes e Ofícios
Apresentação do Projeto «Love Music»


Barreiro - OUT.RA - Associação Cultural
Retorna com uma das verdadeiras lendas vivas do jazz mundial


Barreiro - Salão de Arte Postal
Promover uma cultura para a paz


Barreiro Rocks
Dias 3 e 4 de novembro


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe
Fado enCante – Mestre António Chainho & Monda


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita
Concerto com João Pedro Pais


Barreiro, Moita, Montijo, Seixal
OesteSustentável – Inscrições abertas para a competição interescolar
«Ventos de Poupança 2: Energia +


AUTARQUIAS
Barreiro - União de Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
Tomada de Posse


Moita - União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Tomada de Posse dos Órgãos Autárquicos


Moita
Instalação dos Novos Órgãos Autárquicos


Montijo - Tomada de Posse dos Titulares dos Órgãos Autárquicos
Dia 20 de outubro no Salão Nobre dos Paços do Concelho.


No AMAC – Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Vai decorrer a tomada de posse do novo executivo Municipal


OPINIÃO
D. Manuel Martins fez-me «nascer de novo».
Por Eugénio Fonseca
Setúbal


Sobre o processo Autoeuropa Volkswagen
O antes e o agora, falta o depois!
Por Fernando Sequeira
Palmela


DIREITOS GARANTIDOS E NÃO TEMPORÁRIOS
Por Francisco Oliveira
Barreiro


ACÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL E O OSTOMIZADO, INTERNACIONALIZAR O NOSSO CONHECIMENTO
Potr Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita / Barreiro - NO Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira
Isabel Angelino apresenta «Cante P’ra NÓS» a 21 de outubro


Barreiro – Na SFAL Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense
Noite de Fados dia 28 de Outubro


Barreiro - Marcha Solidária da Associação de Mulheres com Patologia Mamária
Vai «pintar» o Barreiro de verde no dia 22 de Outubro


POSTAIS
Barreiro – Ardeu autocarro dos TCB
Estava parado e sem passageiros


Barreiro - Um abraço a Augusto Sousa na hora da despedida
Porque a vida é sempre...uma aprendizagem em todo o tempo que vivemos


Barreiro - Associação Vem Vencer
A nova carrinha já está ao serviço da comunidade


«Aqui na margem sul - no Barreiro - encontrei um grande Mestre»
Salientou Sei Miguel na abertura do segundo espectáculo do OUT.FEST


ARTES
Igreja de Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
Concerto de Canto e Órgão


TAS - Teatro Animação de Setúbal
«A Noite dos Poetas»


AGENDA
FORUM BARREIRO
Castello Lopes Cinemas
Programação Semanal


No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
AMAC Júnior


EUROPA
Rede Europeia de Cidades do Vinho
Vai promover o Dia Europeu do Enoturismo


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - Barreiro
O novo ciclo de Poder Local está empobrecido

Inferências - Barreiro<br />
O novo ciclo de Poder Local está empobrecido<br />
A factura da campanha eleitoral de certeza que vai ser cobrada, tudo o que era criticado como mau, agora, com um novo poder politico tem mesmo que MUDAR.

Os eleitores vão exigir isso, os eleitores merecem que as perspectivas de MUDANÇA sejam afirmadas na vida prática e no seu quotidiano.

Findou a Campanha Eleitoral Autárquica, que foi antecedida por um período de pré-campanha, e, nesse dia, escrevi a minha primeira reflexão, antes do acto eleitoral, e, na qual começava por referir que tinha uma sensação de vazio.
Senti muita parra e pouca uva…

De facto, no decorrer da pré-campanha e campanha, durante largos meses, registei que alguns estavam interessados em potenciar os «descontentamentos» que existiam e, certamente, vão continuar a existir, porque não há cidades perfeitas.
E, a «vox populi» está sempre disponível e aberta plenamente para falar mal das autarquias, o poder politico de proximidade, e dos políticos, seja qual for a cor politica.

Estimulava-se as criticas a qualquer situação de lixo na via pública, geravam-se ondas que tudo o que fossem acontecimentos, que passassem a ser importantes para fomentar «percepções ideológicas» da vida local.

O estado de degradação do Barreiro Velho. O estado de abandono da Estação do Barreiro Mar. A situação do comércio local. Os grafitis nas paredes. A iluminação dos espaço públicos.
O objectivo era gerar uma avaliação quanto mais negativa melhor da vida quotidiana.

Depois, era a fuga dos jovens da cidade, porque não eram criadas condições de atractividade.
O aumento de desemprego. A perda de população. Aliás, tudo situações para as quais se apontava o dedo como sendo responsabilidade da autarquia, ignorando-se intencionalmente, que esta era uma realidade do país.

Depois, lá vinha a teoria dos quarenta anos de poder comunista, como um dos grandes males do estado do concelho.
Nem sequer estou a querer afirmar que a força politica que tem sido poder não tenha, e certamente tem, algumas responsabilidades, mas há situações que superam as responsabilidades do Poder Local e vão continuar a superar as responsabilidades do Poder Local. Esse é o drama.

A campanha eleitoral foi marcada por um verdadeiro
«bulling politico», estimulando ódios, gerando bodes expiatórios e criando uma imagem negativa do concelho.
Por diversas vezes, em conversas pessoais, alertei para esta realidade porque, após as eleições, o clima que foi criado, certamente, não ficava enterrado e seria uma «cultura» instalada na vida quotidiana.
A factura da campanha eleitoral de certeza que vai ser cobrada, tudo o que era criticado como mau, agora, com um novo poder politico tem mesmo que MUDAR. Os eleitores vão exigir isso, os eleitores merecem que as perspectivas de MUDANÇA sejam afirmadas na vida prática e no seu quotidiano.

Os cidadãos que, são todos os cidadãos, os que votaram e os que não votaram, vão estar, de certeza, na primeira linha a exigir que nunca mais existam contentores a abarrotar de lixo, que os papeis na rua acabem, que os cães deixem de usar a via pública, que as ervas não cresçam nos passeios, tanta coisa…
Poderão dizer que «Roma e Pavia, não se faz num dia», mas quatro anos de mandato serão um tempo credível para testar as mudanças.

Os registo políticos da pré-campanha e campanha foram - o Barreiro é uma terra sem vida, onde os jovens não conseguem viver, uma terra de velhos, onde não há emprego, uma terra marcada pelo «marasmo», «abandono», «incompetência», falta de segurança, lixo nas ruas, Barreiro Velho degradado, etc. E não estou a apontar o dedo a nenhuma força politica em particular, este foi o fio condutor de quem se opunha ao poder instalado.
Temas que em nada contribuíram para valorizar a cidade, ou o concelho.
E, por outro lado, o poder dominante, por vezes, não olhava para situações reais e cultivava que este era o melhor dos mundos.
Tendo razão numa coisa esta é uma terra linda e com muita vida, e, isto, na verdade, não se cansou de afirmar. Só que o outro lado, soube muito bem explorara as fragilidades.

No fechar da campanha ainda surgiu a «guerrilha» da agitação dos papões, do querem calar, da falta de liberdade na vida da cidade, que nasceu da entrada telefónica, pela casa dentro das pessoas – sendo ou não legal - foi uma coisa de lamentar, que gerou uma dinâmica absurda de “ódio social” e de “guerrilha comunitária”.
Há coisas que se dizem e fazem podem ser esquecidas, mas há coisas que se fazem e dizem, que ficam como marca da forma de estar e fazer politica.

É por tudo isto que a minha primeira reflexão foi pensar o novo ciclo autárquico, independentemente de quem vencesse seria marcado por tudo o que se disse neste período pré-eleitoral e eleitoral.
O novo ciclo eleitoral está empobrecido porque tem esta génese de conflitualidade. Acho que o diálogo entre forças politicas vai ser difícil…
Pode, até, ser que comece tendo por base o “enterrar o machado de guerra”, mas o que está dito, está dito, e, na vida há uma coisa que todos temos é memória. Ignoramos, mas não esquecemos.
E, acima de tudo, os eleitores reivindicativos, exigentes, a quem foi estimulada esta forma de pensar e estar, certamente vão continuar a ser exigentes, mesmo dando um tempo de «estado de graça», cá estarão a olhar o quotidiano, e, de facto, das duas uma: ou concluem que os políticos são todos iguais, ou, a vida demonstra que há diferenças, e isso, quer queiram, quer não…é na prática, coisa que o marketing não resolve.
Os primeiros sinais já se escutam nas redes sociais. E o tempo, esse, será o grande juíz!
Para bem do Barreiro seria bom que a dita «mudança» fosse uma realidade, real, sem visões ou ambições!

António Sousa Pereira

06.10.2017 - 19:23
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Vitor Durão
comentario: É normal que qualquer campanha eleitoral tenha uma certa conflitualidade verbal e procure os pontos frágeis da governação local. As fragilidades que menciona no artigo são reais. O estado a que chegou o Barreiro é grave. Talvez das situações mais graves da AML, particularmente o Barreiro antigo. Mais do que procurar culpas, que em grande parte são conjunturais e independentes do poder local, há que resolver situações. A questão do lixo urbano parece ser de um nível muito diferente da questão da grande necessidade de investimento e da captação de novas empresas. Mas ambas são fulcrais. Será que alguém acredita que investidores e empresários queiram pôr o seu dinheiro numa cidade cheia de lixo por todo o lado, que só demonstra desmazelo? Será que alguém pode acreditar no poder local dessa cidade quando esta não cumpre os mínimos de exigência da vida urbana?

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

PUB. - ANUNCIO

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND