Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Junho 2018
Por Maria Helena


Rosto da Semana – Barreiro
Sara Ferreira – palavra dada é palavra honrada


A(nota)mento - Barreiro
Evocação do cidadão Alcino Monteiro


Por dentro dos dias – Barreiro
Liberdade rima com Dignidade


Inferências
Barreiro a necessidade de pensar em conjunto
– a fábrica e a cidade!


COLUNISTAS
A Leste Nada de Novo
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Estou chateado!
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


MONTIJO - AGIR NO PRESENTE,PREPARAR FUTURO
Por José Caria


BASTIDORES
Nuno Magalhães deputado do CDS-PP eleito pelo círculo de Setúbal
Visitou os postos da GNR na Trafaria em Almada e em Paio Pires no Seixal


Moita - O edifício tem de estar à altura do serviço que nele se presta
PS RECLAMA DIGNIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA DO VALE DE AMOREIRA


Moita - Pavilhão Desportivo da Escola Secundária da Baixa da Banheira
Verdes Exigem a Construção


ENTREVISTA
Barreiro - Naciolinda Silvestre, Presidente da União de Freguesias de Palhais e Coina
«Uma freguesia que dá qualidade de vida a quem cá está»


Barreiro - Isabel Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca
«Não quero que a minha freguesia seja uma freguesia peri


AS EMPRESAS
Serviço de Praias TCB 2018 - Transportes Colectivos do Barreiro
Início dia 30 de Junho


Novas fardas dos funcionários dos Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentação de Livro dos TCB


DESPORTO
Hoje SÁBADO 23 de junho no Barreiro
Carismática prova Forum Barreiro Night Run


Passeio Informal do Barreiro no dia 24 de junho
Dirigido ao público em geral


Torneio de Minibasquete do GDESSA - Barreiro
150 meninas encheram Pavilhão Municipal


Associação de Basquetebol de Setúbal organiza no Barreiro
Torneio Distrital de 1x1 e lance livre de sub14 masculinos e femininos


Barreiro - Ginastas da Associação Trampolins Fabriltramp
Ana Renata Paulino e Raquel Solposto em 3º. lugar nacional


Moita - Ginastas do GAC da Baixa da Banheira
Campeãs Nacionais em Trampolim Individual.


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu Maria Teresa Oliveira
Mãe do Presidente do Conselho Geral do Grupo Desportivo Fabril


Barreiro - Faleceu Lucília Santos
Da equipa fundadora do jornal «Público» adjunta da direcção


AS ESCOLAS
Setúbal - Colocar os estudantes em contacto com o seu futuro contexto profissional
Escola Superior de Saúde apresenta projetos de intervenção c


Conselho Municipal de Educação do Barreiro
Toma posse para o quadriénio 2018-2021


Setúbal - Diplomata quis conhecer ensino da tecnologia e projetos de cooperação
IPS recebeu visita da embaixadora da Finlândia em Portugal

Barreiro - Escola Profissional Bento Jesus Caraça
Aula com a Fotografa Vera Marmelo.


REPORTAGEM
Barreiro - Conversa à Mesa com Marta Baeta um encontro com sabores do Quénia
Uma favela onde residem cerca de 2 milhões de pessoas


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


Moita - Festas Populares da Baixa da Banheira em honra de São José Operário
«Seremos visitados por cerca de 30 mil pessoas»


Barreiro – Coral TAB e Russkii Klub
Uma noite com ritmo e a perfeição da «simbiose» entre as vozes e a dança


Barreiro - Um dia não é suficiente para visitar e ver todas as obras da 9ª Colectiva de Artes
Mais de 120 obras dos alunos de Casquilhos


Barreiro - Por fim às indignas condições de trabalho
Esta não devia ser uma preocupação do século XXI


Gala do Movimento Associativo do Barreiro
Vai assinalar as comemorações do Dia do Associativismo em 2019


Centro de Formação de Professores Barreiro – Moita
Vai ter professor destacado para desenvolver o trabalho da autonomia curricular


«Os Mistérios do Sexo» pelo Teatro de Ensaio do Barreiro
Como através do sorriso é possível pensar o mundo e a vida


Barreiro - «Jogo de Massacre» uma peça que é ArteViva
Um espectáculo onde a morte afirma-se com um grito à vida.


MOLDURA
Concerto com Miguel Gameiro no Barreiro
Espetáculo «MARIA» dedicado à figura da mulher


Na Baixa da Banheira - Moita
Desfile de Marchas Populares


Cais da Moita vai ser palco para cerimónia do Dia da Marinha do Tejo
Comunidade das zonas ribeirinhas que tiveram papel relevante na defesa do


Encontro com Energia na Baixa da Banheira - Moita
COMO GERIR E POUPAR ENERGIA?


Passeio de Bicicletas Antigas do Barreiro
Inscrições gratuitas.


Barreiro - 20º Concurso de Gastronomia Ribeirinha
Tendo como base produtos originários ou característicos dos rios Tejo e Coina


No Largo do Mercado Municipal 1º de Maio - Barreiro
Mundial de Futebol 2018 em Ecrã gigante


Barreiro - Mata da Machada vai voltar a estar protegida por jovens voluntários
Colaboração de cerca de 50 jovens na deteção precoce de eventuai


AUTARQUIAS
Hoje reunião da Assembleia Municipal em Coina
Informação do Presidente da Câmara sobre actividade e situação financeira


Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentam Livro e novas fardas em dia simbólico para os TCB



Barreiro - Novo Balcão Único na Rua Teresa Borges
Obra de adaptação inicia a 25 de junho


BARREIRO - CONDICIONAMENTO / CORTE DE TRÂNSITO
Na Avenida do Bocage a partir de 21 de Junho


Câmara Municipal do Barreiro assina protocolo com escolas
Atribuição dois manuais escolares a todos os alunos que estudam e residem no Concelho


ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO MUNICIPIO DO BARREIRO
Um dos temas da reunião da Assembleia Municipal em Coina


Transportes Colectivos do Barreiro
Alteração de Horários
. Período de Férias Escolares


OPINIÃO
Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


A evolução tecnológica e o risco das fake news
Por Carlos Aguiar
Barreiro


Aproximadamente 22% da população portuguesa sofre de Rinite Alérgica.
Por Cândida Bizarro, Inês Ribeiro e Maria Inês Silva
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita - Sessão Pública na Baixa da Banheira
Sobre o estado de degradação da saúde pública na Baixa da Banheira


Moita - 47ª Feira do Livro de Alhos Vedros
No Largo do Coreto de 28 de Junho a 1 de Julho


Moita - Ginásio Atlético Clube da baixa da Banheira
Comemorações do 80º Aniversário


CULTURA
Ministro da cultura visita a exposição da Ephemera no Barreiro
«O que faz falta é agitar a Malta» no parque empresarial da Baía do Tejo


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


LIVROS
«Histórias do Advento» de Susana Talete do Barreiro
Da escrita diária sobre a realidade..ao mundo da fantasia partilhada


POSTAIS
«Uma viagem pelo Barreiro – TCB 60 anos - 1957 -2017» de Bruno Vieira Amaral
Um livro para sentir e pensar o concelho de ontem, de hoje e do fu


Instalação de Posto de Gás Natural nos Transportes Colectivos do Barreiro
Proposta aprovada por unanimidade


Barreiro - Aprovada por unanimidade proposta de aquisição
de 60 autocarros a gás natural comprimido para os TCB


Imortalizar património do Barreiro com fotografias de qualidade
Exposição «Lugares com história-Barreiro»


Barreiro – Reconstrução do Moinho Pequeno arrancou como ‘vem de trás’
Avança estudo para praia interior na Caldeira do Moinho Grande


Moita – Festas Multiculturais do Vale da Amoreira
Música, Dança. Gastronomia, Exposições, Artesanato e Animações Culturais


AGENDA
Barreiro - Alburrica Acontece
Voo de Balão Cativo


EUROPA
Orçamento da União Europeia
Comissão Europeia propõe investir 9,2 mil milhões de EUR no primeiro programa digital de sempre


Comissão Europeia publica relatório
sobre a aplicação da Carta dos Direitos Fundamentais na União Europeia em 2017


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - Barreiro
O novo ciclo de Poder Local está empobrecido

Inferências - Barreiro<br />
O novo ciclo de Poder Local está empobrecido<br />
A factura da campanha eleitoral de certeza que vai ser cobrada, tudo o que era criticado como mau, agora, com um novo poder politico tem mesmo que MUDAR.

Os eleitores vão exigir isso, os eleitores merecem que as perspectivas de MUDANÇA sejam afirmadas na vida prática e no seu quotidiano.

Findou a Campanha Eleitoral Autárquica, que foi antecedida por um período de pré-campanha, e, nesse dia, escrevi a minha primeira reflexão, antes do acto eleitoral, e, na qual começava por referir que tinha uma sensação de vazio.
Senti muita parra e pouca uva…

De facto, no decorrer da pré-campanha e campanha, durante largos meses, registei que alguns estavam interessados em potenciar os «descontentamentos» que existiam e, certamente, vão continuar a existir, porque não há cidades perfeitas.
E, a «vox populi» está sempre disponível e aberta plenamente para falar mal das autarquias, o poder politico de proximidade, e dos políticos, seja qual for a cor politica.

Estimulava-se as criticas a qualquer situação de lixo na via pública, geravam-se ondas que tudo o que fossem acontecimentos, que passassem a ser importantes para fomentar «percepções ideológicas» da vida local.

O estado de degradação do Barreiro Velho. O estado de abandono da Estação do Barreiro Mar. A situação do comércio local. Os grafitis nas paredes. A iluminação dos espaço públicos.
O objectivo era gerar uma avaliação quanto mais negativa melhor da vida quotidiana.

Depois, era a fuga dos jovens da cidade, porque não eram criadas condições de atractividade.
O aumento de desemprego. A perda de população. Aliás, tudo situações para as quais se apontava o dedo como sendo responsabilidade da autarquia, ignorando-se intencionalmente, que esta era uma realidade do país.

Depois, lá vinha a teoria dos quarenta anos de poder comunista, como um dos grandes males do estado do concelho.
Nem sequer estou a querer afirmar que a força politica que tem sido poder não tenha, e certamente tem, algumas responsabilidades, mas há situações que superam as responsabilidades do Poder Local e vão continuar a superar as responsabilidades do Poder Local. Esse é o drama.

A campanha eleitoral foi marcada por um verdadeiro
«bulling politico», estimulando ódios, gerando bodes expiatórios e criando uma imagem negativa do concelho.
Por diversas vezes, em conversas pessoais, alertei para esta realidade porque, após as eleições, o clima que foi criado, certamente, não ficava enterrado e seria uma «cultura» instalada na vida quotidiana.
A factura da campanha eleitoral de certeza que vai ser cobrada, tudo o que era criticado como mau, agora, com um novo poder politico tem mesmo que MUDAR. Os eleitores vão exigir isso, os eleitores merecem que as perspectivas de MUDANÇA sejam afirmadas na vida prática e no seu quotidiano.

Os cidadãos que, são todos os cidadãos, os que votaram e os que não votaram, vão estar, de certeza, na primeira linha a exigir que nunca mais existam contentores a abarrotar de lixo, que os papeis na rua acabem, que os cães deixem de usar a via pública, que as ervas não cresçam nos passeios, tanta coisa…
Poderão dizer que «Roma e Pavia, não se faz num dia», mas quatro anos de mandato serão um tempo credível para testar as mudanças.

Os registo políticos da pré-campanha e campanha foram - o Barreiro é uma terra sem vida, onde os jovens não conseguem viver, uma terra de velhos, onde não há emprego, uma terra marcada pelo «marasmo», «abandono», «incompetência», falta de segurança, lixo nas ruas, Barreiro Velho degradado, etc. E não estou a apontar o dedo a nenhuma força politica em particular, este foi o fio condutor de quem se opunha ao poder instalado.
Temas que em nada contribuíram para valorizar a cidade, ou o concelho.
E, por outro lado, o poder dominante, por vezes, não olhava para situações reais e cultivava que este era o melhor dos mundos.
Tendo razão numa coisa esta é uma terra linda e com muita vida, e, isto, na verdade, não se cansou de afirmar. Só que o outro lado, soube muito bem explorara as fragilidades.

No fechar da campanha ainda surgiu a «guerrilha» da agitação dos papões, do querem calar, da falta de liberdade na vida da cidade, que nasceu da entrada telefónica, pela casa dentro das pessoas – sendo ou não legal - foi uma coisa de lamentar, que gerou uma dinâmica absurda de “ódio social” e de “guerrilha comunitária”.
Há coisas que se dizem e fazem podem ser esquecidas, mas há coisas que se fazem e dizem, que ficam como marca da forma de estar e fazer politica.

É por tudo isto que a minha primeira reflexão foi pensar o novo ciclo autárquico, independentemente de quem vencesse seria marcado por tudo o que se disse neste período pré-eleitoral e eleitoral.
O novo ciclo eleitoral está empobrecido porque tem esta génese de conflitualidade. Acho que o diálogo entre forças politicas vai ser difícil…
Pode, até, ser que comece tendo por base o “enterrar o machado de guerra”, mas o que está dito, está dito, e, na vida há uma coisa que todos temos é memória. Ignoramos, mas não esquecemos.
E, acima de tudo, os eleitores reivindicativos, exigentes, a quem foi estimulada esta forma de pensar e estar, certamente vão continuar a ser exigentes, mesmo dando um tempo de «estado de graça», cá estarão a olhar o quotidiano, e, de facto, das duas uma: ou concluem que os políticos são todos iguais, ou, a vida demonstra que há diferenças, e isso, quer queiram, quer não…é na prática, coisa que o marketing não resolve.
Os primeiros sinais já se escutam nas redes sociais. E o tempo, esse, será o grande juíz!
Para bem do Barreiro seria bom que a dita «mudança» fosse uma realidade, real, sem visões ou ambições!

António Sousa Pereira

06.10.2017 - 19:23
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: Vitor Durão
comentario: É normal que qualquer campanha eleitoral tenha uma certa conflitualidade verbal e procure os pontos frágeis da governação local. As fragilidades que menciona no artigo são reais. O estado a que chegou o Barreiro é grave. Talvez das situações mais graves da AML, particularmente o Barreiro antigo. Mais do que procurar culpas, que em grande parte são conjunturais e independentes do poder local, há que resolver situações. A questão do lixo urbano parece ser de um nível muito diferente da questão da grande necessidade de investimento e da captação de novas empresas. Mas ambas são fulcrais. Será que alguém acredita que investidores e empresários queiram pôr o seu dinheiro numa cidade cheia de lixo por todo o lado, que só demonstra desmazelo? Será que alguém pode acreditar no poder local dessa cidade quando esta não cumpre os mínimos de exigência da vida urbana?

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND