Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Junho 2018
Por Maria Helena


Rosto da Semana – Barreiro
Sara Ferreira – palavra dada é palavra honrada


A(nota)mento - Barreiro
Evocação do cidadão Alcino Monteiro


Por dentro dos dias – Barreiro
Liberdade rima com Dignidade


Inferências
Barreiro a necessidade de pensar em conjunto
– a fábrica e a cidade!


COLUNISTAS
A Leste Nada de Novo
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Estou chateado!
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


MONTIJO - AGIR NO PRESENTE,PREPARAR FUTURO
Por José Caria


BASTIDORES
Nuno Magalhães deputado do CDS-PP eleito pelo círculo de Setúbal
Visitou os postos da GNR na Trafaria em Almada e em Paio Pires no Seixal


Moita - O edifício tem de estar à altura do serviço que nele se presta
PS RECLAMA DIGNIFICAÇÃO DA BIBLIOTECA DO VALE DE AMOREIRA


Moita - Pavilhão Desportivo da Escola Secundária da Baixa da Banheira
Verdes Exigem a Construção


ENTREVISTA
Barreiro - Naciolinda Silvestre, Presidente da União de Freguesias de Palhais e Coina
«Uma freguesia que dá qualidade de vida a quem cá está»


Barreiro - Isabel Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca
«Não quero que a minha freguesia seja uma freguesia peri


AS EMPRESAS
Serviço de Praias TCB 2018 - Transportes Colectivos do Barreiro
Início dia 30 de Junho


Novas fardas dos funcionários dos Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentação de Livro dos TCB


DESPORTO
Hoje SÁBADO 23 de junho no Barreiro
Carismática prova Forum Barreiro Night Run


Passeio Informal do Barreiro no dia 24 de junho
Dirigido ao público em geral


Torneio de Minibasquete do GDESSA - Barreiro
150 meninas encheram Pavilhão Municipal


Associação de Basquetebol de Setúbal organiza no Barreiro
Torneio Distrital de 1x1 e lance livre de sub14 masculinos e femininos


Barreiro - Ginastas da Associação Trampolins Fabriltramp
Ana Renata Paulino e Raquel Solposto em 3º. lugar nacional


Moita - Ginastas do GAC da Baixa da Banheira
Campeãs Nacionais em Trampolim Individual.


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu Maria Teresa Oliveira
Mãe do Presidente do Conselho Geral do Grupo Desportivo Fabril


Barreiro - Faleceu Lucília Santos
Da equipa fundadora do jornal «Público» adjunta da direcção


AS ESCOLAS
Setúbal - Colocar os estudantes em contacto com o seu futuro contexto profissional
Escola Superior de Saúde apresenta projetos de intervenção c


Conselho Municipal de Educação do Barreiro
Toma posse para o quadriénio 2018-2021


Setúbal - Diplomata quis conhecer ensino da tecnologia e projetos de cooperação
IPS recebeu visita da embaixadora da Finlândia em Portugal

Barreiro - Escola Profissional Bento Jesus Caraça
Aula com a Fotografa Vera Marmelo.


REPORTAGEM
Barreiro - Conversa à Mesa com Marta Baeta um encontro com sabores do Quénia
Uma favela onde residem cerca de 2 milhões de pessoas


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


Moita - Festas Populares da Baixa da Banheira em honra de São José Operário
«Seremos visitados por cerca de 30 mil pessoas»


Barreiro – Coral TAB e Russkii Klub
Uma noite com ritmo e a perfeição da «simbiose» entre as vozes e a dança


Barreiro - Um dia não é suficiente para visitar e ver todas as obras da 9ª Colectiva de Artes
Mais de 120 obras dos alunos de Casquilhos


Barreiro - Por fim às indignas condições de trabalho
Esta não devia ser uma preocupação do século XXI


Gala do Movimento Associativo do Barreiro
Vai assinalar as comemorações do Dia do Associativismo em 2019


Centro de Formação de Professores Barreiro – Moita
Vai ter professor destacado para desenvolver o trabalho da autonomia curricular


«Os Mistérios do Sexo» pelo Teatro de Ensaio do Barreiro
Como através do sorriso é possível pensar o mundo e a vida


Barreiro - «Jogo de Massacre» uma peça que é ArteViva
Um espectáculo onde a morte afirma-se com um grito à vida.


MOLDURA
Concerto com Miguel Gameiro no Barreiro
Espetáculo «MARIA» dedicado à figura da mulher


Na Baixa da Banheira - Moita
Desfile de Marchas Populares


Cais da Moita vai ser palco para cerimónia do Dia da Marinha do Tejo
Comunidade das zonas ribeirinhas que tiveram papel relevante na defesa do


Encontro com Energia na Baixa da Banheira - Moita
COMO GERIR E POUPAR ENERGIA?


Passeio de Bicicletas Antigas do Barreiro
Inscrições gratuitas.


Barreiro - 20º Concurso de Gastronomia Ribeirinha
Tendo como base produtos originários ou característicos dos rios Tejo e Coina


No Largo do Mercado Municipal 1º de Maio - Barreiro
Mundial de Futebol 2018 em Ecrã gigante


Barreiro - Mata da Machada vai voltar a estar protegida por jovens voluntários
Colaboração de cerca de 50 jovens na deteção precoce de eventuai


AUTARQUIAS
Hoje reunião da Assembleia Municipal em Coina
Informação do Presidente da Câmara sobre actividade e situação financeira


Transportes Colectivos do Barreiro
Apresentam Livro e novas fardas em dia simbólico para os TCB



Barreiro - Novo Balcão Único na Rua Teresa Borges
Obra de adaptação inicia a 25 de junho


BARREIRO - CONDICIONAMENTO / CORTE DE TRÂNSITO
Na Avenida do Bocage a partir de 21 de Junho


Câmara Municipal do Barreiro assina protocolo com escolas
Atribuição dois manuais escolares a todos os alunos que estudam e residem no Concelho


ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO MUNICIPIO DO BARREIRO
Um dos temas da reunião da Assembleia Municipal em Coina


Transportes Colectivos do Barreiro
Alteração de Horários
. Período de Férias Escolares


OPINIÃO
Vamos ocultar a nossa história?
Por Luís Murilhas
Barreiro


Gerir o medo
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


A evolução tecnológica e o risco das fake news
Por Carlos Aguiar
Barreiro


Aproximadamente 22% da população portuguesa sofre de Rinite Alérgica.
Por Cândida Bizarro, Inês Ribeiro e Maria Inês Silva
Barreiro


PATRIMÓNIO INDUSTRIAL COMO GERADOR DE CONHECIMENTO
Por Leal da Silva
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita - Sessão Pública na Baixa da Banheira
Sobre o estado de degradação da saúde pública na Baixa da Banheira


Moita - 47ª Feira do Livro de Alhos Vedros
No Largo do Coreto de 28 de Junho a 1 de Julho


Moita - Ginásio Atlético Clube da baixa da Banheira
Comemorações do 80º Aniversário


CULTURA
Ministro da cultura visita a exposição da Ephemera no Barreiro
«O que faz falta é agitar a Malta» no parque empresarial da Baía do Tejo


Associação Barreiro – Património,Memória e Futuro considera um crime
Câmara Municipal arrasou o Moinho Pequeno


LIVROS
«Histórias do Advento» de Susana Talete do Barreiro
Da escrita diária sobre a realidade..ao mundo da fantasia partilhada


POSTAIS
«Uma viagem pelo Barreiro – TCB 60 anos - 1957 -2017» de Bruno Vieira Amaral
Um livro para sentir e pensar o concelho de ontem, de hoje e do fu


Instalação de Posto de Gás Natural nos Transportes Colectivos do Barreiro
Proposta aprovada por unanimidade


Barreiro - Aprovada por unanimidade proposta de aquisição
de 60 autocarros a gás natural comprimido para os TCB


Imortalizar património do Barreiro com fotografias de qualidade
Exposição «Lugares com história-Barreiro»


Barreiro – Reconstrução do Moinho Pequeno arrancou como ‘vem de trás’
Avança estudo para praia interior na Caldeira do Moinho Grande


Moita – Festas Multiculturais do Vale da Amoreira
Música, Dança. Gastronomia, Exposições, Artesanato e Animações Culturais


AGENDA
Barreiro - Alburrica Acontece
Voo de Balão Cativo


EUROPA
Orçamento da União Europeia
Comissão Europeia propõe investir 9,2 mil milhões de EUR no primeiro programa digital de sempre


Comissão Europeia publica relatório
sobre a aplicação da Carta dos Direitos Fundamentais na União Europeia em 2017


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - Barreiro
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal

Inferências -  Barreiro<br>
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal<br>
As recentes eleições autárquicas fizeram emergir essa realidade sociológica, desta vez, contribuindo para que, em diversos concelhos, inesperadamente, o PS conquistasse o Poder Local, com maiorias relativas, e noutros casos, retirasse as maiorias absolutas.

O fenómeno principal, na minha opinião, que se registou no Distrito de Setúbal, nas últimas eleições autárquicas foi a afirmação clara do «bloco central». Esta uma realidade existente, que, ao longo dos anos, emergia nos sucessivos resultados eleitorais, registando-se de forma regular o que sempre defini como «círculo pendular» - com o PS a ser a maior força politica nas eleições legislativas e o PCP/CDU a conquistar o Poder Local, com maiorias absolutas e um domínio total na região.

PCP/CDU continua a ser a força política na região

As recentes eleições autárquicas fizeram emergir essa realidade sociológica, desta vez, contribuindo para que, em diversos concelhos, inesperadamente, o PS conquistasse o Poder Local, com maiorias relativas, e noutros casos, retirasse as maiorias absolutas.
Estas autárquicas abriram espaço para que o «bloco central» na região possa ser uma nova realidade politica, porque vai obrigar o PCP/CDU a descer do seu pedestal das maiorias absolutas e ser, na verdade, obrigado a agir com nova estratégia.
Uma coisa é certa o PCP/CDU continua a ser a força politica na região com mais votos e com maior influência no território, no entanto, agora já tem o PS, ali, ao sprint, a dar luta directa, o que vai significar a necessidade do PCP/CDU reconhecer que o mundo mudou. Chegou um novo eleitorado, aquele nascido um pouco antes do 25 de Abril, ou mesmo depois do 25 de Abril, com outra visão do mundo, e, muitos deles sentiram na pele os efeitos das politicas da troika, e viveram de perto dramas sociais, que não querem voltar a conhecer, e, diga-se, estes não foram os dramas das bandeiras negras, dos anos 80, que contaram com protestos e, até, com a voz do falecido «Bispo Vermelho», D. Manuel Martins.
Esta nova realidade politica pode ser um dado positivo para a região, ao introduzir uma nova força politica a ter voz e campo de decisão politica sobre a vida das comunidades e na definição de estratégias de futuro.

Península de Setúbal uma área de expansão da AML

Não esqueço as palavras do Primeiro-Ministro António Costa, na sua primeira visita oficial ao Barreiro, onde reconheceu que este tem sido um distrito penalizado, ao longo de décadas, por ausência de grandes investimentos com base em fundos comunitários.
A região carece de um governo que olhe para esta região e contribua para resolver problemas estruturantes, essenciais ao desenvolvimento, sendo um deles o problema das acessibilidades, a resolução das carências ao nível de transportes fluviais, a mobilidade interurbana com a ampliação do Metro Sul do Tejo, a ligação rodoviária, por ponte, entre o Barreiro e Seixal, essenciais para cativar empresas e estimular o tecido económico, criando emprego e colocando, sem dúvidas, a Península de Setúbal como uma área de expansão e de referência na Área Metropolitana de Lisboa.

Consolidação do «Bloco Central» na região

Estas recentes eleições autárquicas ao consolidar o «Bloco Central» na região podem ser uma oportunidade, por um lado se o PCP/CDU não deixar de ser a força politica que sempre acreditou e lutou pela valorização da região, isto, tem que ser entendido, acima de conflitualidades partidárias, por outro lado, o PS, como força emergente, tem a responsabilidade politica de ser o motor de uma nova forma de fazer e estar na politica, deixando para trás as marcas do PREC.

Geringonça a força da região

Ficam aqui só estes números para reflexão – as forças politicas da geringonça obtiveram na região 251.296 votos, as força politicas da troika obtiveram 44.239 votos.
Uma região com o coração politico a pulsar à esquerda, que sentiu, ao longo de décadas, mais que uma vez os efeitos da fome, do desemprego e perda da esperança – da desindustrialização, passando pelos apertos do cinto, e as políticas de austeridade.

PCP/CDU perdeu as eleições

Tinha dúvidas e sempre considerei que o PCP/CDU seria a força politica vencedora no concelho do Barreiro. O trabalho realizado, as propostas reais que estão no terreno e que nos próximos anos serão concretizadas – por exemplo a renovação total da frota dos TCB – permitiam pensar num trabalho positivo.
Mas, como várias vezes, disse, duas coisas, nestas eleições eram novidade e, essas, deixavam em aberto algumas expectativas – por um lado o que eu definia, como «conflito de gerações», por outro o efeito do processo gerigonça.
Nunca decorreram eleições autárquicas com estes dois fenómenos políticos associados.
Por outro lado, também, existia o «caldo cultural» que foi gerado nos últimos anos, que foi atiçado nas redes sociais, de criar uma imagem negativa do concelho, partindo da ideia que as potencialidades do Barreiro, nunca foram potenciadas.
Estes fenómenos deixavam-me expectante e levavam-me a acreditar na vitória da CDU, até, porque não sentia o PS a afirmar-se como força politica alternativa.
O PS tinha, sem dúvida, um objectivo politico que acreditava e, seria, muito bom, para a sua estratégia de médio e longo prazo, que era retirar a maioria absoluta à CDU.
Inesperadamente, pela conjugação de diversos factos, os acima referidos, conquistou a presidência, não só na Câmara, mas, até nas freguesias, em todos os órgãos com maioria relativa.
O PCP/CDU perdeu as eleições, nas votações para a Câmara Municipal do Barreiro onde, refira-se, obteve menos votos que alcançou na Assembleia Municipal do Barreiro, e, no conjunto das votações nas freguesias, igualmente, obteve menor votação.
O PCP/CDU teve também, na verdade, excesso de confiança e não mediu com atenção as capacidades do adversário, nem ligou, ou não quis ligar, ao trabalho que foi feito de «formiguinha» durante cerca de três anos, com a «Plataforma 2830», e, com a ligação à vida local. Eram sempre os mesmos, mas estavam lá, na rua, nas caminhadas e nas redes sociais.
O PCP/CDU esqueceu aquilo que fez, durante cerca de um ano, quando recuperou a CMB a Emídio Xavier.

Os desafios de cumprir promessas

O PS agora tem pela frente diversos desafios. Cumprir as promessas. Nos próximos anos, até, vai beneficiar de um conjunto de projectos, que vai herdar do PCP/CDU, que estão em marcha que, no geral ser amplamente valorizadores da ligação da cidade ao rio, da resolução do problema das AUGI’s, do melhoramento do Parque escolar, da renovação total da frota de autocarros dos TCB, da renovação de instalações municipais.

PS a vitória surpresa

Frederico Rosa, eleito presidente da Câmara Municipal do Barreiro, conheço-o, conversei com ele várias vezes, considero amigo, mas, tinha as minhas dúvidas e continuo a ter, sobre o seu conhecimento sobre a máquina autárquica e as suas complexidades.
Sei que tem capacidades e até muita vontade de lutar por um Barreiro diferente, mas, vai defrontar-se, nos próximos anos com imensas dificuldades, pelos recursos da autarquia e pelas promessas eleitorais. As facturas vão ser cobradas.
Mas, o povo decidiu é ele, o novo líder do concelho. Há muita expectativa.
A maioria relativa vai obrigar a ter muita flexibilidade negocial e, nisso, pelo que conheço é perito.
Quer os que votaram, quer os que não votaram no Partido Socialista estão expectantes. Muitos colocam a pergunta se o PS veio para estar, como aconteceu anteriormente, quatro anos e depois, a autarquia voltar de novo à CDU.
Há muitos cenários pela frente, um deles será o resultado das próximas eleições legislativas. Vai contar muito.
Por outro lado, este PS, de hoje, não é o PS de há quatro anos, e, embora tenha nas mãos para gerir um «caldo cultural» onde ergueu a sua conquista, agora, mais que pensar os erros cometidos, terá que pensar futuro.

Plataforma 2830 morreu

Uma coisa é certa, também, a dita «Plataforma 2830» que esteve na génese do lançamento de Frederico Rosa, é uma das vitimas deste processo eleitoral – morreu – quando se assumiu como uma entidade, total e plenamente ao serviço da candidatura socialista. Agora quanto muito poderá transformar-se num grupo de estudos do PS Barreiro.
Como se costuma dizer é nos tempos de luta que os grandes líderes se afirmam, e, Frederico Rosa tem pela frente esse grande desafio de demonstrar que vai fazer a diferença e vai ser o protagonista de um Barreiro, que não esquecendo a sua história, vai escrever uma nova fase. Todos esperam que seja o melhor, pelo Barreiro e para bem do Barreiro.
Primeira tarefa, de facto, unir os barreirenses e limpar a imagem negativa da cidade.

PSD volta assumir o papel de charneira

Vai contar com Bruno Vitorino, um politico local experiente, que sempre aceitou pelouro e não é agora que vai recusar, até, porque tem nas suas mãos o papel de «charneira», que para a oposição PCP/CDU, quer para a força vencedora PS.
Ele apresentou um programa eleitoral e, certamente, vai querer, perante o seu eleitorado, demonstrar que o que prometeu é para cumprir, algumas coisas que o PS, na anterior gestão votou contra ao lado do PCP/CDU.
Bruno Vitorino viu reforçada a sua votação, o que lhe dá mais força e autoridade politica. Elegeu, por exemplo, mais um deputado na Assembleia Municipal do Barreiro.
Aliás, o vereador social democrata, um estratega e um dos melhores políticos do Barreiro, tem uma agenda politica no concelho, tem bandeiras e tem trabalho que todos reconhecem, se nas últimas eleições alguns eleitores do PSD, até votaram CDU, nestas foram muitos que regressaram ao PSD, passando por cima do PS, e, apostaram em dar força a Bruno Vitorino e evitar que o PSD perde-se o seu lugar no município.
O Bruno Vitorino é também um vencedor no concelho do Barreiro e um vencedor que vai ser, muitas vezes, decisivo nas opções e estratégias.

BE o fruto de uma hibernação de quatro anos

O Bloco de Esquerda reforçou a sua votação no concelho do Barreiro. A possibilidade de eleger vereador mais uma vez foi adiada, talvez, pela sua fraca campanha eleitoral, e, certamente, por ter cometido o erro de estar hibernado durante quase quatro anos.
Manteve os dois deputados na Assembleia Municipal do Barreiro.
Um erro que tem vindo a cometer participa nos actos eleitorais e depois a sua acção politica local é nula e sem consistência.

PAN a surpresa que pode fazer diferença

O PAN foi uma surpresa ao nível local. Uma força politica sem qualquer trabalho realizado no concelho, que nunca tinha concorrido ´no Barreiro, alcança uma votação que lhe permitiu eleger um deputado na Assembleia Municipal.
Um voto que pode, muitas vezes, ser decisivo nas deliberações da Assembleia Municipal, onde o PS elegeu 11 deputados, o PCP/CDU elegeu 10, PSD conta com 3 deputados, o BE com dois deputados.
É uma força politica que pode contribuir para uma nova dinâmica dos trabalhos da AMB, por ser nova e desligada das forças do sistema.

CDS/PP tudo como dantes

O CDS/PP não saiu da base eleitoral que sempre mantém na vida local, uma expressão do eleitorado entre os 500 eleitores nas autárquicas e na ordem dos 1000 nas legislativas.
Apresentou-se com alguma garra juvenil, mas, naturalmente, sofre dos mesmos efeitos, de só surgir para a vida politica nas eleições autárquicas.

PCTP/MRPP voltou às origens

O PCTP/MRPP que nas últimas eleições elegeu um deputado municipal, que marcou pela ausência ao longo de quase todo o mandato, perdeu votos e ficou-se por aquela votação que, afinal, sempre alcançou ao longo de sucessivas eleições.

PNR a presença do partido anti-sistema

Por fim referir o PNR, força politica que pela primeira vez concorreu ao nível autárquico no concelho do Barreiro e, sendo uma força politica anti-sistema, acabou por registar adesão de 392 votos. Uma votação simbólica, mas que dá para sentir a sua presença politica ao nível local.

Nulos e brancos optaram por votar

Outro fenómeno registado nestas eleições foi a redução para metade dos eleitores que votaram em branco e nulos. Um sinal que mais de mil eleitores que nas últimas eleições votaram e não votaram, desta vez, tomaram a decisão de escolher, e, certamente, que esta opção não foi para a força politica dominante, mas, obviamente, distribui-se por diversos partidos, quer os que surgiram pela primeira vez, quer numa escolha de mudança.


Bom, por hoje, fico por aqui, há outros aspectos que tenciono abordar, porque estas eleições são um verdadeiro «Laboratório do futuro» - ao nível local, regional e nacional.

António Sousa Pereira

07.10.2017 - 18:31
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND