Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 22 de Setembro 2018
Por Maria Helena


Barreiro / Moita - Edição impressa jornal «Rostos»
Baixa da Banheira das zonas que mais vai sofrer com instalação do aeroporto no Montijo


Inferências-Líder do PP espanhol defende TGV Lisboa - Madrid
Será de novo a margem sul e Barreiro na encruzilhada das indefinições da história?


Rota 66 - Barreiro
«A gente fala lá fora»


A(nota)mentos - Recuperação do património ferroviário do Concelho do Barreiro
Armazém de Víveres e o Dormitório da CP são trocos


Inferências - Barreiro
Quais as marcas dos mandatos autárquicos ? ( I)


Por dentro dos Dias
Barreiro - um tempo de percepções sem perspectivas


COLUNISTAS
A arte de mal gastar
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


A Retribuição Mínima Mensal Garantida
José Caria
Montijo


As pessoas ainda contam
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Descascando a cebola
Nuno Santa Clara
Barreiro


É falta de educação não responder às perguntas ou não cumprir o que se promete
Por Nuno Cavaco
Moita


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
Carta ao Director
Para quando a Câmara Municipal da Moita resolve está situação?


BASTIDORES
Redução do IMI no Barreiro
Aprovada proposta do PSD


Encontro de socialistas de todo o distrito de Setúbal
Grande comitiva nas Festas da Moita


HOSPITAL DO BARREIRO SEM ÁGUA DEVIDO A INTERVENÇÃO DA CMB
O INCRÍVEL ACONTECEU


Bloco de Esquerda - Moita
Em defesa da cultura ribeirinha do tejo


Barreiro - Obras de requalificação na ponte pedonal
PSD alerta para degradação da ponte pedonal da Recosta


CONVERSAS DE 2 MINUTOS
Barreiro – Alfaiate Borges com 92 anos
«Os fatos portugueses são os melhores do mundo»


Barreiro - «Má Raça» um dos rostos da arte in town>
Quando nasci estavam a construir a muralha da Avenida da Praia


ENTREVISTA
Moita - Nuno Cavaco, freguesia da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Balneários e relvado no campo do UDCB avançam sem apoio do Poder Central


José Figueiredo, Bombeiros Voluntários do Barreiro
«A minha maior alegria é estar a comandar este corpo de bombeiros»


Sara Oliveira, Provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro
«É muito difícil ver pessoas sofrer e sentirmos a impotência»


AS EMPRESAS
Estão previstos no Porto de Setúbal
Um total de 29 navios de mercadorias para o período de 24 a 28 de Setembro


No 2º Dia de greve dos enfermeiros
Adesão acima dos 80% no Distrito de Setúbal


Melhorar a oferta portuária de Setúbal
Permitindo a receção de navios maiores e mais modernos


ACT Barreiro promove ação de sensibilização na Riberalves na Moita
Promover a melhoria das condições nos locais de trabalho


Na Quinta da Margueira em Almada
1º Fórum Empresarial da AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal


DESPORTO
Meia e Mini Maratonas Ribeirinhas da Moita
Inscrições abertas


No Barreiro 97 atletas de todos os escalões
Participaram na 5ª Etapa do Circuito Nacional de Remo de Mar - 2018


Campeões Nacionais do Clube de Vela do Barreiro
Câmara Municipal aprova saudação por unanimidade


AS ESCOLAS
Barreiro - «A Escola Somos Todos Nós»
Visitas do Executivo Municipal aos Agrupamentos de Escolas do Concelho
. De 1 a 12 outubro


Setúbal - Ação orientada pela Ocean Alive integrando o programa de acolhimento
Novos estudantes do IPS mobilizam-se para limpeza do estuário d


Setúbal - Nova pós-graduação em Intervenção Social e Práticas Artísticas
Seminário de divulgação agendado para 26 de setembro


Setúbal - Obras científicas são lançadas na Fundação Gulbenkian
Investigadoras do IPS estudam voz cantada e a fala na primeira infância


Equipa da EST Barreiro /IPS conquista 3.º lugar com projeto na área da Biotecnologia
Politécnico de Setúbal sobe mais uma vez ao pódio do Polie


REPORTAGEM
Barreiro - Feira Quinhentista de Coina é para manter
Encontro com a história de forma lúdica.


Barreiro - Declarações Politicas das forças políticas
Criticada a ausência de maioria do executivo Municipal


Barreiro – Moções, recomendações e saudações
Aprovação por unanimidade na Assembleia Municipal


Psicologia deve ter um papel no desenvolvimento da comunidade
Psicólogos do Barreiro querem implementar programa de acção no concelho


Colocar o Barreiro no mapa da formação náutica
19 barreirenses receberam Certificado de Pescador


Sistema led em toda a iluminação pública do concelho do Barreiro
Actualmente o encargo anual com a iluminação pública são 850 mil euros


Barreiro - Plataforma Cívica BA6 - Montijo Não
Vai avançar com petição para o tema ser debatido nas Assembleias Municipais


MOLDURA
Barreiro / Moita - No dia 29 de Setembro pelas 10:00 horas
Marcha de Protesto contra infraestrutura aeroportuária na Base do Montijo


Na Cooperativa Cultural Popular Barreirense - Barreiro
Seminário «Patologia Mamária: uma causa de todas as mulheres»


Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro dias 5 e 6 de Outubro
Revelado o cartaz completo do OUT.FEST 2018


No Barreiro apresentação nacional do «Iberia Brass Quintet»
Quinteto do Conservatório de Amesterdão inclui barreirense João Canelas


Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro
Apresentação do livro «Tantas Cores Dentro de Mim»


Moita - Exposição e test-drive de três veículos elétricos
EDP Distribuição associa-se à Câmara na Semana Europeia da Mobilidade


Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete
Promovem «Passeios de Bicicleta»
. Dia 22 de Setembro


Barreiro - Mais de uma centena de pessoas participaram na 13ª edição da «Subida do Coina»
13 anos a valorizar o património do Rio Coina


AUTARQUIAS
Prémio Nacional «Mobilidade em Bicicleta» para Setúbal
Prémio confirma justeza das difíceis decisões para garantir a segurança das áreas balne


Concurso público estará concluído antes do final deste ano
BARREIRO AVANÇA COM ILUMINAÇÃO LED


OPINIÃO
D. Manuel Martins o inesquecível bispo
Por Eugénio Fonseca
Setúbal


Pela Valorização das Assembleias Municipais
Por Pedro Vasconcelos Almeida
Barreiro


Farmácias Solidárias: Finalmente uma realidade em Almada
Por Sara Machado Gomes


RESPECT
Por Rui Lopo
Barreiro


A falta de transparência municipal na concessão de apoios financeiros
Por Alcídio Torres
Montijo


Como melhorar a nossa Automotivação?
Por Sandra Pereira
Barreiro


O AÇAMBARCAMENTO DA OSTOMIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS FARMÁCIAS E O BUSINESS DA OSTOMIA
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Exploração do bar do Santoantoniense Futebol.
CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO


Barreiro - Associação de Mulheres com Patologia Mamária
Assembleia Geral no próximo dia 27 de Setembro.


POSTAIS
PS e CDU deviam terminar com o clima de crispação
Deviam tentar dialogar em prol do Barreiro.


PAN recomenda medidas para Barreiro Acessível
Campanha de sensibilização sobre ocupação abusiva de lugares de pessoas com deficiência


Bombeiros Voluntários do Barreiro – CSP
Aberto «Auto de Averiguações» ao caso de «Abertura de Porta»


Crónicas do Algarve
Acerca de medo, de medos e de fantasmas


Unanimidade sobre Pólo Ferroviário do Barreiro
Como elemento estratégico de desenvolvimento regional e do país


Barreiro – Encontro na Praceta Frei Luís de Sousa
Manter vivas as relações dos «jovens da praceta»


Barreiro - Vela no Desporto Escolar
Vai nascer Centro de Formação no Clube de Vela


Taxa de Analfabetismo no Barreiro é de 3,5%
Novos tipos de iliterados que são os info-excluídos


Barreiro - Obras no Moinho Pequeno
Funcionária da Câmara afirma que actual executivo limitou-se a levantar suspensão da obra


Terminal de Contentores do Barreiro
Estudo de Impacto Ambiental terá parecer positivo da Câmara


Barreiro - Aumento de acções de desinfestação
Pragas de baratas e ratos causam impacto financeiro


AGENDA
Barreiro - Com encenação de Diogo Infante
Teatro «O Deus da Carnificina» no AMAC


EUROPA
Comissão Europeia regista a iniciativa
«Acabar com a fome que afeta 8 % da população europeia»


Comissão Europeia regista iniciativa
sobre «Cidadania Permanente da União Europeia»


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - Barreiro
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal

Inferências -  Barreiro<br>
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal<br>
As recentes eleições autárquicas fizeram emergir essa realidade sociológica, desta vez, contribuindo para que, em diversos concelhos, inesperadamente, o PS conquistasse o Poder Local, com maiorias relativas, e noutros casos, retirasse as maiorias absolutas.

O fenómeno principal, na minha opinião, que se registou no Distrito de Setúbal, nas últimas eleições autárquicas foi a afirmação clara do «bloco central». Esta uma realidade existente, que, ao longo dos anos, emergia nos sucessivos resultados eleitorais, registando-se de forma regular o que sempre defini como «círculo pendular» - com o PS a ser a maior força politica nas eleições legislativas e o PCP/CDU a conquistar o Poder Local, com maiorias absolutas e um domínio total na região.

PCP/CDU continua a ser a força política na região

As recentes eleições autárquicas fizeram emergir essa realidade sociológica, desta vez, contribuindo para que, em diversos concelhos, inesperadamente, o PS conquistasse o Poder Local, com maiorias relativas, e noutros casos, retirasse as maiorias absolutas.
Estas autárquicas abriram espaço para que o «bloco central» na região possa ser uma nova realidade politica, porque vai obrigar o PCP/CDU a descer do seu pedestal das maiorias absolutas e ser, na verdade, obrigado a agir com nova estratégia.
Uma coisa é certa o PCP/CDU continua a ser a força politica na região com mais votos e com maior influência no território, no entanto, agora já tem o PS, ali, ao sprint, a dar luta directa, o que vai significar a necessidade do PCP/CDU reconhecer que o mundo mudou. Chegou um novo eleitorado, aquele nascido um pouco antes do 25 de Abril, ou mesmo depois do 25 de Abril, com outra visão do mundo, e, muitos deles sentiram na pele os efeitos das politicas da troika, e viveram de perto dramas sociais, que não querem voltar a conhecer, e, diga-se, estes não foram os dramas das bandeiras negras, dos anos 80, que contaram com protestos e, até, com a voz do falecido «Bispo Vermelho», D. Manuel Martins.
Esta nova realidade politica pode ser um dado positivo para a região, ao introduzir uma nova força politica a ter voz e campo de decisão politica sobre a vida das comunidades e na definição de estratégias de futuro.

Península de Setúbal uma área de expansão da AML

Não esqueço as palavras do Primeiro-Ministro António Costa, na sua primeira visita oficial ao Barreiro, onde reconheceu que este tem sido um distrito penalizado, ao longo de décadas, por ausência de grandes investimentos com base em fundos comunitários.
A região carece de um governo que olhe para esta região e contribua para resolver problemas estruturantes, essenciais ao desenvolvimento, sendo um deles o problema das acessibilidades, a resolução das carências ao nível de transportes fluviais, a mobilidade interurbana com a ampliação do Metro Sul do Tejo, a ligação rodoviária, por ponte, entre o Barreiro e Seixal, essenciais para cativar empresas e estimular o tecido económico, criando emprego e colocando, sem dúvidas, a Península de Setúbal como uma área de expansão e de referência na Área Metropolitana de Lisboa.

Consolidação do «Bloco Central» na região

Estas recentes eleições autárquicas ao consolidar o «Bloco Central» na região podem ser uma oportunidade, por um lado se o PCP/CDU não deixar de ser a força politica que sempre acreditou e lutou pela valorização da região, isto, tem que ser entendido, acima de conflitualidades partidárias, por outro lado, o PS, como força emergente, tem a responsabilidade politica de ser o motor de uma nova forma de fazer e estar na politica, deixando para trás as marcas do PREC.

Geringonça a força da região

Ficam aqui só estes números para reflexão – as forças politicas da geringonça obtiveram na região 251.296 votos, as força politicas da troika obtiveram 44.239 votos.
Uma região com o coração politico a pulsar à esquerda, que sentiu, ao longo de décadas, mais que uma vez os efeitos da fome, do desemprego e perda da esperança – da desindustrialização, passando pelos apertos do cinto, e as políticas de austeridade.

PCP/CDU perdeu as eleições

Tinha dúvidas e sempre considerei que o PCP/CDU seria a força politica vencedora no concelho do Barreiro. O trabalho realizado, as propostas reais que estão no terreno e que nos próximos anos serão concretizadas – por exemplo a renovação total da frota dos TCB – permitiam pensar num trabalho positivo.
Mas, como várias vezes, disse, duas coisas, nestas eleições eram novidade e, essas, deixavam em aberto algumas expectativas – por um lado o que eu definia, como «conflito de gerações», por outro o efeito do processo gerigonça.
Nunca decorreram eleições autárquicas com estes dois fenómenos políticos associados.
Por outro lado, também, existia o «caldo cultural» que foi gerado nos últimos anos, que foi atiçado nas redes sociais, de criar uma imagem negativa do concelho, partindo da ideia que as potencialidades do Barreiro, nunca foram potenciadas.
Estes fenómenos deixavam-me expectante e levavam-me a acreditar na vitória da CDU, até, porque não sentia o PS a afirmar-se como força politica alternativa.
O PS tinha, sem dúvida, um objectivo politico que acreditava e, seria, muito bom, para a sua estratégia de médio e longo prazo, que era retirar a maioria absoluta à CDU.
Inesperadamente, pela conjugação de diversos factos, os acima referidos, conquistou a presidência, não só na Câmara, mas, até nas freguesias, em todos os órgãos com maioria relativa.
O PCP/CDU perdeu as eleições, nas votações para a Câmara Municipal do Barreiro onde, refira-se, obteve menos votos que alcançou na Assembleia Municipal do Barreiro, e, no conjunto das votações nas freguesias, igualmente, obteve menor votação.
O PCP/CDU teve também, na verdade, excesso de confiança e não mediu com atenção as capacidades do adversário, nem ligou, ou não quis ligar, ao trabalho que foi feito de «formiguinha» durante cerca de três anos, com a «Plataforma 2830», e, com a ligação à vida local. Eram sempre os mesmos, mas estavam lá, na rua, nas caminhadas e nas redes sociais.
O PCP/CDU esqueceu aquilo que fez, durante cerca de um ano, quando recuperou a CMB a Emídio Xavier.

Os desafios de cumprir promessas

O PS agora tem pela frente diversos desafios. Cumprir as promessas. Nos próximos anos, até, vai beneficiar de um conjunto de projectos, que vai herdar do PCP/CDU, que estão em marcha que, no geral ser amplamente valorizadores da ligação da cidade ao rio, da resolução do problema das AUGI’s, do melhoramento do Parque escolar, da renovação total da frota de autocarros dos TCB, da renovação de instalações municipais.

PS a vitória surpresa

Frederico Rosa, eleito presidente da Câmara Municipal do Barreiro, conheço-o, conversei com ele várias vezes, considero amigo, mas, tinha as minhas dúvidas e continuo a ter, sobre o seu conhecimento sobre a máquina autárquica e as suas complexidades.
Sei que tem capacidades e até muita vontade de lutar por um Barreiro diferente, mas, vai defrontar-se, nos próximos anos com imensas dificuldades, pelos recursos da autarquia e pelas promessas eleitorais. As facturas vão ser cobradas.
Mas, o povo decidiu é ele, o novo líder do concelho. Há muita expectativa.
A maioria relativa vai obrigar a ter muita flexibilidade negocial e, nisso, pelo que conheço é perito.
Quer os que votaram, quer os que não votaram no Partido Socialista estão expectantes. Muitos colocam a pergunta se o PS veio para estar, como aconteceu anteriormente, quatro anos e depois, a autarquia voltar de novo à CDU.
Há muitos cenários pela frente, um deles será o resultado das próximas eleições legislativas. Vai contar muito.
Por outro lado, este PS, de hoje, não é o PS de há quatro anos, e, embora tenha nas mãos para gerir um «caldo cultural» onde ergueu a sua conquista, agora, mais que pensar os erros cometidos, terá que pensar futuro.

Plataforma 2830 morreu

Uma coisa é certa, também, a dita «Plataforma 2830» que esteve na génese do lançamento de Frederico Rosa, é uma das vitimas deste processo eleitoral – morreu – quando se assumiu como uma entidade, total e plenamente ao serviço da candidatura socialista. Agora quanto muito poderá transformar-se num grupo de estudos do PS Barreiro.
Como se costuma dizer é nos tempos de luta que os grandes líderes se afirmam, e, Frederico Rosa tem pela frente esse grande desafio de demonstrar que vai fazer a diferença e vai ser o protagonista de um Barreiro, que não esquecendo a sua história, vai escrever uma nova fase. Todos esperam que seja o melhor, pelo Barreiro e para bem do Barreiro.
Primeira tarefa, de facto, unir os barreirenses e limpar a imagem negativa da cidade.

PSD volta assumir o papel de charneira

Vai contar com Bruno Vitorino, um politico local experiente, que sempre aceitou pelouro e não é agora que vai recusar, até, porque tem nas suas mãos o papel de «charneira», que para a oposição PCP/CDU, quer para a força vencedora PS.
Ele apresentou um programa eleitoral e, certamente, vai querer, perante o seu eleitorado, demonstrar que o que prometeu é para cumprir, algumas coisas que o PS, na anterior gestão votou contra ao lado do PCP/CDU.
Bruno Vitorino viu reforçada a sua votação, o que lhe dá mais força e autoridade politica. Elegeu, por exemplo, mais um deputado na Assembleia Municipal do Barreiro.
Aliás, o vereador social democrata, um estratega e um dos melhores políticos do Barreiro, tem uma agenda politica no concelho, tem bandeiras e tem trabalho que todos reconhecem, se nas últimas eleições alguns eleitores do PSD, até votaram CDU, nestas foram muitos que regressaram ao PSD, passando por cima do PS, e, apostaram em dar força a Bruno Vitorino e evitar que o PSD perde-se o seu lugar no município.
O Bruno Vitorino é também um vencedor no concelho do Barreiro e um vencedor que vai ser, muitas vezes, decisivo nas opções e estratégias.

BE o fruto de uma hibernação de quatro anos

O Bloco de Esquerda reforçou a sua votação no concelho do Barreiro. A possibilidade de eleger vereador mais uma vez foi adiada, talvez, pela sua fraca campanha eleitoral, e, certamente, por ter cometido o erro de estar hibernado durante quase quatro anos.
Manteve os dois deputados na Assembleia Municipal do Barreiro.
Um erro que tem vindo a cometer participa nos actos eleitorais e depois a sua acção politica local é nula e sem consistência.

PAN a surpresa que pode fazer diferença

O PAN foi uma surpresa ao nível local. Uma força politica sem qualquer trabalho realizado no concelho, que nunca tinha concorrido ´no Barreiro, alcança uma votação que lhe permitiu eleger um deputado na Assembleia Municipal.
Um voto que pode, muitas vezes, ser decisivo nas deliberações da Assembleia Municipal, onde o PS elegeu 11 deputados, o PCP/CDU elegeu 10, PSD conta com 3 deputados, o BE com dois deputados.
É uma força politica que pode contribuir para uma nova dinâmica dos trabalhos da AMB, por ser nova e desligada das forças do sistema.

CDS/PP tudo como dantes

O CDS/PP não saiu da base eleitoral que sempre mantém na vida local, uma expressão do eleitorado entre os 500 eleitores nas autárquicas e na ordem dos 1000 nas legislativas.
Apresentou-se com alguma garra juvenil, mas, naturalmente, sofre dos mesmos efeitos, de só surgir para a vida politica nas eleições autárquicas.

PCTP/MRPP voltou às origens

O PCTP/MRPP que nas últimas eleições elegeu um deputado municipal, que marcou pela ausência ao longo de quase todo o mandato, perdeu votos e ficou-se por aquela votação que, afinal, sempre alcançou ao longo de sucessivas eleições.

PNR a presença do partido anti-sistema

Por fim referir o PNR, força politica que pela primeira vez concorreu ao nível autárquico no concelho do Barreiro e, sendo uma força politica anti-sistema, acabou por registar adesão de 392 votos. Uma votação simbólica, mas que dá para sentir a sua presença politica ao nível local.

Nulos e brancos optaram por votar

Outro fenómeno registado nestas eleições foi a redução para metade dos eleitores que votaram em branco e nulos. Um sinal que mais de mil eleitores que nas últimas eleições votaram e não votaram, desta vez, tomaram a decisão de escolher, e, certamente, que esta opção não foi para a força politica dominante, mas, obviamente, distribui-se por diversos partidos, quer os que surgiram pela primeira vez, quer numa escolha de mudança.


Bom, por hoje, fico por aqui, há outros aspectos que tenciono abordar, porque estas eleições são um verdadeiro «Laboratório do futuro» - ao nível local, regional e nacional.

António Sousa Pereira

07.10.2017 - 18:31
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2018 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND