Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Janeiro 2019
Por Maria Helena


Rosto da Semana – Barreiro
OUT.RA – associação cultural : um exemplo do fazer cultura


Rota 66 – Barreiro
«Podem ampliar aqui no Lavradio»


Rota 66
«Acordo de Geminação das Memórias» entre Peniche e Barreiro


A(nota)mentos - Barreiro
Pensar e projectar a construção de uma nova Biblioteca


Por dentro dos dias - Barreiro
Há dez anos o espaço murado da fábrica abriu-se à cidade.


Barreiro - Uma cidade com rostos é uma cidade com vida!
Sim, dava um filme…


Inferências - «Habemus Terminal»!
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»


COLUNISTAS
Lamento
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Silêncios supersónicos, o estranho caso do apeadeiro aéreo do Montijo
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BEM VINDO 2019
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Presidente do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino
Violência contra a PSP no Bairro da Bela Vista em Setúbal é um «ataque ao estado de di


Pedro Vasconcelos Almeida do Barreiro
Eleito Secretário Nacional da Juventude Socialista


Encerramento dos serviços de urgência dos hospitais do Barreiro e Setúbal
Nuno Magalhães quer esclarecimentos


Concurso para a aquisição de dez novos navios para a Transtejo
Juventude Popular do Barreiro acusa o Governo de enganar os barreirenses


Construção do futuro aeroporto do Montijo excelente notícia para distrito de Setúbal.
Número de postos de trabalho diretos e indiretos será superi


Sobre a decisão do Governo relativa ao Aeroporto do Montijo
PEV marca Debate de Atualidade
. Para a próxima 5ª feira


ENTREVISTA
Barreiro - TCB pode alargar serviço a concelhos limítrofes
Colaborar na mobilidade de Sesimbra, Palmela e Seixal para além da Moita
. Novos au


Desconstruir aquela ideia do Barreiro coitadinho
Projecto «Start XXI» uma aposta no desenvolvimento económico


DESPORTO
Na Gala da Federação de Triatlo de Portugal em Alcobaça
Cinco atletas do concelho de Palmela distinguidos


Boccia no Concelho de Palmela
Promove inclusão pelo desporto


Animação contagiante no Barreiro
2.° ENCONTRO DISTRITAL «JOGA +» AF SETÚBAL


Moita - Cerimónia de Entrega de Méritos Desportivos 2018
Valorizar atletas, treinadores e clubes do concelho


Barreiro – Remo do Clube Naval Barreirense
Deslocou 8 atletas ao «Abierto de Andalucia» em Sevilha


Equipa de Badminton do Luso Futebol Clube - Barreiro
Conquista 3º lugar no Torneio Regional de Equipas.


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu João Nunes Feijão
Um nome indissociável da história da FRATER.


AS ESCOLAS
Setúbal - No anfiteatro da Escola Superior de Educação (ESE/IPS)
Secretário de Estado da Educação em conferência sobre inclusão


Barreiro - Alfredo da Silva! Já são 72 anos!!
É um orgulho fazer parte destas celebrações na escola mais antiga do concelho


Politécnico de Setúbal desafia jovens a gerir uma empresa hoteleira
4.º Jogo de Gestão Interescolas mobiliza 184 alunos de todo o País


Politécnico de Setúbal debate «Pobreza, Exclusão Social e Saúde»
Seminário agendado para os dias 1 e 2 de fevereiro


Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro
Percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus


REPORTAGEM
Kira deu muito ao Barreiro, o Barreiro deve ajudar o Kira.
Um atelier e uma casa para viver com dignidade


Barreiro - Na Região de Setúbal serão assinalados 96 anos do CNE – Corpo Nacional de Escutas
Preparar os jovens para as profissões que ainda nã


Top Leitores da Biblioteca 2018
Todos premiados receberam «Uma viagem pelo Barreiro» de Bruno Vieira Amaral


Criação do Gabinete de Apoio à Vitima no Barreiro e Moita
Concretiza décima resposta no Distrito de Setúbal na Rede Nacional de Apoio às Vítima


Barreiro - «Sonhos...e ilusões» um livro onde as palavras se cruzam e florescem
Ler e conhecer...«um coração onde muitas marés bateram»


Barreiro - Gala da Diferença
«Prémio Personalidade» atribuído a Angelina Marques
. Uma noite de emoções fortes


MOLDURA
Setúbal - «António Maria Eusébio, o Calafate. Vida e Obra»
Memórias da vida do poeta popular setubalense


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
Espectáculo Solidário António Cordeiro
. JOSÉ MATIAS


Setúbal - Dez grandes livros do século XX em análise na comunidade de leitores
Dinamizada e orientada pelo escritor Gonçalo M. Tavares


Durante a madrugada foram apreendida 220 quilos de ameijola em Setúbal
Identificado por captura ilegal de bivalves em Reserva Natural


Moita - Comissão de Utentes de Saúde da Baixa da Banheira promoveu sessão pública
Condições de atendimento no Hospital do Barreiro um dos temas


Moita - Cinema no Fórum Cultural - Baixa da Banheira:
«Ruth» de António Pinhão Botelho


Ordem dos Advogados - Delegação do Barreiro
Conferência «Justiça e a Saúde Mental»


No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Bruno Nogueira com espetáculo «Depois do Medo»


Moita - Centro de Experimentação Artística – Vale da Amoreira
Oficina de Movimento e Muay Thai «Se Queres Saber Pergunta!»


Sessão comemorativa 160 Anos dos Comboios no Barreiro
«Complexo Ferroviário do Barreiro, que Futuro?»


No CINE TEATRO S. JOÃO em PALMELA
«O CORCUNDA DE NOTRE DAME» sobe ao palco no mês de FEVEREIRO


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Oncologia renova certificação pela Direção-Geral da Saúde


Iberia em concerto no Fórum Cultural na Baixa da Banheira
Um espetáculo eletroacústico mais intimista


AUTARQUIAS
Em Alburrica no Concelho do Barreiro
Instalado equipamento de Street Workout para a prática do exercício físico


Barreiro - Concessão de Direitos e Benefícios Sociais aos Bombeiros Voluntários
Projeto de Regulamento está em Consulta Pública


Seixal - Preocupações sobre os impactos ambientais da Siderurgia
Autarquia reúne-se com ministro do Ambiente


Município da Moita recusa transferência de competências
Defende que descentralização deve ter em conta a criação das regiões administrativas


OPINIÃO
O mito «No Barreiro não há nada para ver!»
Por Gonçalo Brito Graça
Barreiro


A Importância do comércio tradicional
Por Sara Machado Gomes
Almada


A propósito da IV Gala da Diferença.
Por Marco Binhã
Barreiro


Gripe e a sua prevenção
Por Joana Peralta e Inês Silva
Barreiro


Viver plena_mente: Mindfullness
Por Sandra Pereira
Barreiro


Mobilidade: um problema prioritário
Tiago Sousa Santos
Barreiro


Era uma vez … uma promessa, um centro de saúde, mais médicos e a credibilidade …
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Núcleo de Pinhal Novo da Liga dos Combatentes
Contribuir para o engrandecimento do Concelho de Palmela


Ministro da Educação na nova sede da Federação de Xadrez
Inauguração em dia do 92º aniversário


Barreiro - Clube Dramático de Instrução e Recreio 31 de Janeiro «Os Celtas»
Sessão Solene comemorativa do 87º aniversário


Federação das Colectividades do Distrito de Setúbal
Comemoração do 16.º aniversário em Almada


Clube de Fotógrafos do Barreiro
Eleitos Corpos Gerentes para biénio 2019- 2020
. Anabela Carreira Presidente da Direcção


Sociedade de Cultura e Recreio 1º Agosto Paivense - Barreiro
Elegeu corpos gerentes para o ano de 2019.


LIVROS
Na Casa da Cultura em Setúbal
Apresentação do romance «A Noite Passada» de Alice Brito


Barreiro - Escritor Carlos Alberto Correia
Publica «URBI - poemas datados»


POSTAIS
Barreiro - Arteviva «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»
Estão ali pessoas reais…em personagens reais!


Jogos da Primavera 2019 em Abril no Barreiro
Participam cerca de 4 mil escuteiros da região de Setúbal


Expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa no Montijo
Vai marcar a modernização do país e a internacionalização da região.


Carlos Moreira, Presidente da Direcção dos Bombeiros Voluntários do Barreiro
Concretizar remodelação do quartel


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Uma bela moldura humana enriqueceu a sessão de entrega de Rostos do Ano


Rotary Club do Barreiro integra primeira mulher
Inês Costa escreve uma página na história


Barreiro – Arte Viva leva a cena peça infantil «Pinóquio»
Uma peça hilariante que envolve o público – crianças e adultos


ARTES
ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
Em cena «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»


EUROPA
Comissão Europeia aprova regime de 320 milhões de euros
para apoiar instalações de energia de biomassa próximas das florestas em risco de incê


Volume do comércio a retalho aumenta 0,6 % na área do euro
0,7 % na União Europeia e 1,6 % em Portugal


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - «Habemus Terminal»!
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»

Inferências - «Habemus Terminal»!<br>
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»<br>
É por isso, apenas por isso, que hoje o Barreiro, vai ser transformado na Mitrena de Lisboa. Pior. Porque a Mitrena de Setúbal, é um Porto multimodal, com projectos de futuro, que não colide, em nada, com outras dimensões da cidade, nem com a sua qualidade de vida.

No ano de 2015, entrevistei Ramalho Nascimento, uma personalidade que conhece, por dentro e por fora, a realidade portuária do Barreiro, um perito, que desenvolve a sua actividade no Barreiro, desde os tempos do Porto da CUF, quando tinha mais de 300 postos de trabalho directos, até, aos dias de hoje, naquele, que é, agora, o Porto da Atlanport, onde existem um pouco mais de uma dezena de postos de trabalho directos.

Essa entrevista foi, para mim, sempre uma referência, quando se tratava de reflectir, ou escutar as conversas em torno dos projectos de aumento da capacidade portuária no Barreiro.
Recordava as palavras, daquele senhor, especialista na matéria que, nas vivências da realidade, integrava os quadros de gestão de topo, de um porto a funcionar, aqui no Barreiro, gerido pelo maior grupo de actividade portuária em Portugal.

Outra nota, que tinha na minha mente, era uma conversa que foi promovida pelo Grupo de Reflexão Barreirense, ligado ao Partido Socialista, onde se questionou : uma actividade como esta é, ou não compatível com o Barreiro? Temos ou não temos modelo de desenvolvimento para o Barreiro?
Nessa conversa, considerou-se necessário reflectir sobre o “modelo de desenvolvimento” que se pretendia para o Barreiro e se, a vinda do porto, iria contribuir para esse desenvolvimento.
Referia-se, então, que era “possível construir um Terminal de Contentores no Barreiro”, mas, estava em aberto as dificuldades que podiam existir ao nível de infraestruturas – rodoviárias e ferroviárias.
Igualmente, ali, foram colocadas dúvidas sobre os impactos ambientais, questionando-se, se o Terminal de Contentores seria uma solução, ou se, seria o agravar dos problemas no Rio Tejo, não como um problema do Barreiro, mas um problema da região.


Estas eram reflexões que colocava na minha mente, ao escutar Ministros, Secretários de Estado, Bastonários, Autarcas, engenheiros, doutores, todos os que comentavam e teorizavam em torno desta temática.
E, foi, assim que senti a evolução do conceito, inicialmente, falava-se em Terminal de Contentores do Barreiro, depois começou a falar-se em Terminal Intermodal, um conceito acarinhado pela APL e pela CMB. Um modelo?! Uma visão?!

A questão central era pensar um modelo de cidade, um projecto de cidade, e, de que forma, a actividade portuária acrescentava cidade à cidade.

Hoje, após todos os debates que acompanhei e, até, moderei, sobre esta matéria da actividade portuária, continuo a pensar que o problema do Barreiro, no seu pós-industrialização é, que, até aos dias de hoje, não foi capaz de pensar um projecto de cidade. Que cidade quer ser na região? Que cidade pode ser na região?

Foram lançadas achas, especulações, visões, essas que foram nascendo, sempre, no calor das lutas pelo poder, no ser poder, no querer tomar o poder. Depois, ponto final. Tudo começa de novo. Do nada, porque não há nada, apenas experimentação.
Gostei de um dia, numa entrevista, registar aquela frase do então candidato à presidência da Câmara, agora presidente, Frederico Rosa, que não era o Barreiro que tinha que se adaptar à estratégia do Terminal, mas era o Terminal que tinha que se adaptar à estratégia do Barreiro. Aplaudi. Subscrevi.

E, de facto, o que acontece a uma cidade que se digladia em torno de lutas de conveniência, resta-lhe viver em torno de circunstâncias de conveniência. Porque não sabe o que quer ser, nem para onde vai…está, vai indo…!

Por fim, quem pensa a região, quem pensa o país, olha para um território que está nesta margem – um potencial – e vê, imagina, como pode dar a este espaço alguma utilidade para a capital do país, no âmbito de uma estratégia nacional, que quer valorizar Portugal como plataforma atlântica. É natural.

É por isso, apenas por isso, que hoje o Barreiro, vai ser transformado na Mitrena de Lisboa. Pior. Porque a Mitrena de Setúbal, é um Porto multimodal, com projectos de futuro, que não colide, em nada, com outras dimensões da cidade, nem com a sua qualidade de vida.
O Terminal de Contentores do Barreiro vai ser isso, e, apenas isso, uma plataforma de transição de cargas e descargas, com barcaças a transportar para a margem sul. Cá estaremos para ver quando chegarem os estudos de mobilidade.

E, nos dias de hoje, quem ousar estar contra este «modelo», que não significa estar contra o Terminal, está feito – “é um velho do restelo”, era a favor, agora é contra. Incoerência. Não foi o projecto que mudou. Foram os «Velhos do Restelo», que estavam aziados, e, agora, estão com diarreia.
É assim, tudo se resolve facilmente, primeiro reduzindo os debates e os confrontos de ideias a “doses de azia”, ou, agora mais recentemente, com outra dimensão mais profunda, regista-se, que o debate de ideias, já está no patamar das “doses de diarreia”.
Ninguém liga, até, ao facto de novas realidades que emergem na região, mesmo, no plano imobiliário, na atracção de empresas de serviços, que pode ser uma alavanca para repensar o revitalizar e requalificar todo território do Barreiro, até mesmo, o nascer do nosso Parque das Nações. Visões!

Quando escutei Bruno Vitorino, na reunião de Câmara até pensei que ia votar contra, o mesmo quando escutei o discurso da CDU. Só o “executivo socialista”, estava convicto que este projecto faz parte do seu projecto de cidade e da cidade do século XXI.
Mas, enfim, lá foi aprovado o parecer favorável ao Estudo Impacto Ambiental, com um – “sim-sim”, com «‘sim’» e com um «nim». Tudo está bem, quando acaba em bem, afinal, o Terminal vai ser uma das «âncoras» do novo modelo de cidade pós-industrial.

Voltando, às reflexões iniciais, sublinho o que era o discurso da APL, da CMB, do Governo do PSD/CDS-PP, a defesa inequívoca e convicta, não de um Terminal de Contentores do Barreiro, mas, sim de um «Terminal Multimodal do Barreiro».
Um Terminal que, como defendia Ramalho Nascimento, “a ser construído”, deveria servir “para todo o tipo de cargas”, porque se for só dedicado a contentores não via nele sustentabilidade – “porque só movimenta produtos acabados”. Talvez, por esta razão, agora, os grandes interessados são os chineses. Lá tem que ser.

E, nesta fase, após o fim do período do estudo de impacto ambiental, com a aprovação do Parecer Positivo, por parte da Câmara Municipal do Barreiro, numa reunião com uma animada discussão, que, sem dúvida – vai servir de memória futura.
A posição do executivo municipal é favorável ao Terminal de Contentores do Barreiro – com os votos favoráveis do PS e PSD, e, a abstenção da CDU.
O assunto está encerrado. Habemus Terminal!

Recordo, ainda, na tal entrevista a Ramalho Nascimento, que citei, é dito que o Porto da Atlanport tem contrato até 2025, e, que tem, ou tinha, um programa de investimentos, para aumentar a capacidade, recuperar as infraestruturas e equipamentos.
Pelo que se observa nos desenhos do Estudo de Impacto Ambiental, este porto vai continuar a manter a sua a actividade, em paralelo com a instalação do Terminal de Contentores do Barreiro.
“Gostava que se desenvolve-se um Porto a sério no Barreiro, mas tem que ser mais que um Porto de Terminal de Contentores, tem que ser um Porto Multimodal. Se for multimodal tem pernas para andar ”, afirmava Ramalho Nascimento, nessa entrevista, aqui fica, para memória futura.
“Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério”. disse, Ramalho Nascimento. Registe-se.

Não sei se estou contra, nem sei se estou a favor. Começo a pensar que me é indiferente. Já vou viver pouco futuro. Tentei. Entrevistei. Comentei. Agi. Participei em debates. Tudo sempre com a ideia de ajudar a fazer Barreiro, um Barreiro que tinha que se reencontrar com um novo projecto de cidade.
Continuo a pensar que nós, barreirenses, naturais ou aqui residentes, que fizemos desta terra a nossa terra, fomos incapazes de pensar, discutir e fazer Barreiro, conceptualizar um modelo de cidade. Muita parra e pouca uva. Muitos culpados e poucos actores.
Fomos incapazes de largar amarras e construir uma nova cidade que, crescesse nesta sua pequena dimensão territorial, da Barra-a-Barra até Coina. Um território lindo. Um laboratório do fazer cidade.
Optámos sempre por fazer Barreiro com a memória da CUF, com o território da CUF. É isso que, talvez, vamos ter no século XXI. Hoje, como no passado a CUF, mais uma vez, o Tejo vai sendo aterrado.
Que lindo foi o Masterplan!
Que lindo o Plano de Urbanização do Território da Quimiparque e zonas adjacentes!
Que lindo que era o Terminal rodo-ferro- fluvial no território da Baía do Tejo.
Que linda a marina na zona do Terminal Ferro-rodo –fluvial, ali no Coina, que afinal, vai avançar no Seixal.
Que linda aquela estação ferroviária – estilo estação oriente – na zona do Lavradio!
Que lindo o cluster de artes criativas?
Tudo lindo…uma visão! Cansei-me de filmes.

Porque, afinal, digo-vos, mesmo com todas estas conversas – só vendo! Vamos lá ver se ainda vivo para ver. Talvez.
Para já, isto tudo, que se diz e escreve, é, sem dúvida, o politicamente correcto. Depois dos processos eleitorais veremos. Tudo depende dos chineses.

Afinal, para manter o clima em suspense, foi sempre mais fácil arranjar um bode expiatório. É sempre mais fácil, assim, tudo se resolve, seja pela azia ou pela diarreia. Agora está mais ao nível da diarreia.

Entretanto vamos adiando o Barreiro. Uma cidade sem projecto de cidade. Uma cidade sem estratégia.
Uma cidade que se autoflagela. Uma cidade onde o maior empregador é o estado.
Uma cidade envelhecida, que vive à conta do estado. Uma cidade de filhos e netos de comunistas, socialistas e anarquistas, que acusam os pais e avós de todos os males do mundo.
Uma cidade que vive à sombra do que foi, de saudades e recordações. Que lindo que era o Barreiro, com milhares de postos de trabalho e milhares de pessoas nas ruas nestes dias de natal.
“É Nataaal É Nataaal”, ainda escuto aquela voz do ceguinho, ali, na Rua Miguel Bombarda, no meio de uma azáfama enorme de gente.

Uma cidade destruída no seu tecido empresarial ferroviário, químico, metalomecânico, sem que fossem criadas alternativas.
Uma cidade cujo comércio foi destruído pela crise da desindustrialização e, hoje, a culpa, é o Forum Barreiro, apontado como o causador dos males do comércio local. Haja um culpado, tudo se resolve.
Uma cidade que há dez anos atrás era uma das que tinha dos mais elevados índices de licenciados na AML, e, até, um dos mais altos índices de poder de compra per capita, e, hoje, é um dos concelhos, no país, com mais baixo índice de poder de compra «per capita».

Uma cidade onde, apesar de tudo, há homens e mulheres resilientes, que lutam, sonham e acreditam…nós vamos conseguir!
Está a nascer um Barreiro novo. O meu desejo é que sejam felizes!
«Habemus Terminal»! Feliz ano novo!

António Sousa Pereira

09.12.2018 - 19:08
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND