Conta Loios

inferências

ROSTOS DO ANO 2018
Reconhecimento aos que contribuíram para valorizar o concelho do Barreiro
. ROSTO DO ANO António Cordeiro

ROSTOS DO ANO 2018<br>
Reconhecimento aos que contribuíram para valorizar o concelho do Barreiro<br>
. ROSTO DO ANO António CordeiroA distinção «Rosto do Ano» é atribuída anualmente a personalidades ou instituições que, pelo seu trabalho e acção social, contribuíram para dignificar e valorizar a vida do concelho do Barreiro.

Aqui fica o registo dos distinguidos como Rostos do Ano 2018. Afinal, uma cidade é feita de rostos...

ROSTOS DO ANO 2018

ROSTO DO ANO
António Cordeiro

António Cordeiro, nasceu em Pias, no Alentejo, em 18 de Maio de 1959. Veio viver para o Barreiro no ano de 1966. Aqui frequentou o Liceu Nacional do Barreiro.
Foi no Barreiro que descobriu o seu gosto pelo mundo do espectáculo, motivado por dois amigos de juventude, Rui Santos e Telmo Caria, que dinamizaram um Grupo de Teatro «A Tribuna», no Clube 31 de Janeiro.
A sua entrega plena ao teatro, que abraçou para a vida, com paixão e grande dedicação, começou em colaboração com “com um grande actor” – Carlos Miguel – o Fininho do 123.

António Cordeiro, é um rosto conhecido da televisão, um actor de referência, que deu vida a personagens que, de facto, para sempre estão inscritas na história da televisão em Portugal - o detetive Claxon, ou o Coronel que fazia a vida negra ao Major Alvega.
Foi personagem de diversas telenovelas, uma das suas mais recentes intervenções foi no «Mar Salgado».
No Barreiro, foi homenageado no âmbito da 13ª edição da Mostra de Teatro do Lavradio /SFAL.
António Cordeiro, tem o seu nome inscrito na história do teatro e da televisão em Portugal, um homem que tem o teatro e a cultura no seu coração, merecidamente recebe a distinção «ROSTO DO ANO 2018»~

«Rosto do Ano na área Música - Cantora»
Beatriz Nunes

Beatriz Nunes, uma jovem barreirense de 30 anos, conhecida como a voz dos Madredeus desde 2011.
A cantora barreirense tem vindo a afirmar a sua voz no mundo do jazz. No ano 2018, deu um grande passo na sua carreira com a edição do seu primeiro álbum «Canto Primeiro».
O seu álbum «Canto Primeiro» foi amplamente reconhecido ao nível nacional, tendo realizado concertos em Lisboa, no CCB , no Porto, em Setúbal, um pouco por todo o país. O seu trabalho foi aplaudido pela, reconhecendo-se que este espelha a sua paixão pelo jazz, pela música popular portuguesa, por Zeca Afonso e pela música clássica.
De referir que o nome de Beatriz Nunes é indissociável da história da Escola de Jazz do Barreiro, onde dá aulas, e, da Big Band da Escola de Jazz do Barreiro.

No seu primeiro disco «Canto Primeiro», Beatriz Nunes contou com a colaboração de Luís Barrigas (piano), Mário Franco (contrabaixo) e Jorge Moniz (bateria).
Beatriz Nunes, estudou técnica vocal com Kim Nazarian, assim como, composição com Lauren Kinhan e Peter Eldridge, da Berklee College of Music.
Foi membro efectivo do Coro de Câmara Lisboa Cantat e tem participação em coros de ópera.
No seu curriculum de registar a participação em workshops de Circle Singing liderados por Rizumik, professor do Omega Institute, NY (EUA) e Sofia Ribeiro. Frequentou o Mestrado em Ensino da Música na Escola Superior de Música de Lisboa.
Em 2018 foi escolhida pela European Jazz Network para participar na conferência On The Edge que decorreu em Lisboa.
Beatriz Nunes, merecidamente recebe a distinção Rosto do Ano 2018 na área da Música – Cantora.

«Rosto do Ano na área INOVAÇÃO»
APP Turismo /CMB

A Câmara Municipal do Barreiro apresentou, em Fevereiro de 2018, na Bolsa de Turismo de Lisboa a APP do Turismo, associada a um inovador sistema de beacons, no âmbito da qual numa primeira fase, foi instalado no circuito Art in Town.
Esta aplicação permite uma série de interações no que respeita a eventos, oferta hoteleira, pontos de interesse, com especial enfoque, como referimos, numa primeira fase, na arte urbana, e permite igualmente uma ‘navegação’ personalizada. A APP pode ser descarregada no google play em VisitBarreiro.
Nuno Valente, da empresa White Road, foi quem desenvolveu a APP do Turismo do Barreiro.
Este um projecto inovador que contribui para valorizar a imagem do Barreiro na região.
Esta a razão da atribuição do ROSTO DO ANO 2108 na área de INOVAÇÃO a APP Turismo/ Câmara Municipal do Barreiro.

«Rosto do Ano na área ASSOCIATIVISMO»
Associação de Basquetebol de Setúbal

A Associação de Basquetebol com sede no Barreiro foi sempre um elemento de referência, um estímulo para fazer do Barreiro «a capital do basquetebol», e o maior polo de desenvolvimento da modalidade ao sul do Tejo.
A Associação de Basquetebol de Setúbal, foi fundada em 12 de Novembro de 1943, no ano 2018, completou 75 anos de vida.
Na história da associação refere-se que esta teve a sua génese na Associação do Barreiro, formada em 11 de Dezembro de 1937, através da acção desenvolvida pelo Futebol Clube Barreirense.

O Futebol Clube Barreirense, em 1926, esteva filiado na Associação de Lisboa, e, posteriormente conjuntamente com o Luso Futebol Clube, Ferroviários, S.L. e Barreiro, Império Barreirense e G.D. Os Celtas, formaram a Associação regional do Barreiro, que mais tarde foi extinta, dando origem à Associação de Basquetebol de Setúbal.
Em 1943, filiaram-se o Grupo Desportivo da CUF, Associação Académica do Barreiro, o Vitória de Setúbal e o Clube Naval Setubalense.

O Barreiro foi sempre uma vila e cidade, onde o basquetebol foi uma modalidade em destaque, um importante centro de prática e de promoção do Basquetebol, com uma posição de grande prestigio ao nível nacional.
O Barreiro foi a cidade onde pela primeira vez a RTP fez uma transmissão em directo de um jogo de basquetebol : Barreirense – Real Madrid.
A Associação de Basquetebol com sede no Barreiro foi sempre um elemento de referência, um estímulo para fazer do Barreiro «a capital do basquetebol», e o maior polo de desenvolvimento da modalidade ao sul do Tejo.
Por todo o seu trabalho, pela valorização do desporto e o seu papel na promoção do Basquetebol no Distrito, fazendo desta uma modalidade de referência, é atribuída a distinção «Rosto do Ano 2018, na área do ASSOCIATIVISMO à Associação de Basquetebol de Setúbal.

«Rosto do Ano na área EMPRESA»
FORUM BARREIRO

O Forum Barreiro é, hoje, um espaço comercial, social, cultural e habitacional que marca o centro da cidade do Barreiro.
Os apartamentos no seu espaço que estiveram anos fechados,no ano 2018, foram adquiridos e estão todos com residentes, na sua maioria barreirenses.
O Forum Barreiro é um projecto icónico para a cidade, é um projecto fundamental para o presente e para o futuro da cidade.
Nasceu no dia 4 de Novembro de 2008, completaram-se ontem dez anos. Abriu as portas em festa, a sua inauguração foi aplaudida por milhares de pessoas, nas ruas, num ambiente de festa cosmopolita. O seu espaço foi invadido por milhares de pessoas.
O Natal de 2008 foi apoteótico, com o Pai Natal a descer de helicóptero, na Praça da Paz. O Forum Barreiro é um espaço que marcou na última década o centro da cidade.

Nos dias de hoje, em termos totais, incluindo funcionários de lojas, pode apontar-se que existem mais de 400, perto dos 500 postos de trabalho, no Forum Barreiro.
No ano, de 2018, o Forum do Barreiro, pelos dados recolhidos, até ao momento, vai superar os 3 milhões de visitantes.
A crise que afectou o país, também afectou a vida no concelho do Barreiro. Hoje, o Forum Barreiro continua a trabalhar diariamente para se afirmar como um projecto, para o Barreiro e para os barreirenses, procurando consolidar a sua ligação com a cidade. A abertura do Ginásio da Fitness Hut é um sinal de futuro.

Pelo seu exemplo de resiliência, pela vontade de agir e dinamizar um espaço comercial, social e cultural, de referência no centro da cidade, merecidamente, é atribuída a distinção «Rosto do Ano 2018 na área Empresa».

«Rosto do Ano na área SOLIDARIEDADE SOCIAL»
PERSONA

A Persona foi fundada em 1993 tendo, no ano 2018, comemorado o seu 25º aniversário.
A Persona - Associação para a Promoção da Saúde Mental, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) que presta apoio à pessoa portadora de doença mental de evolução prolongada.
A Persona é uma Ipss (Instituições Particulares de Solidariedade Social) sediada no Barreiro, no Bairro Operário da Baía do Tejo, cujo âmbito geográfico de intervenção são os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete.
O principal objectivo da sua acção é dirigida para a área da saúde mental, visando providenciar aos utentes da Associação oportunidades de aprendizagem contínua que tenham um impacto positivo ao nível da saúde mental de cada indivíduo, e ao nível da construção do projecto de vida de cada um, para uma maior participação/inclusão ao nível de emprego, desempenho de outros papeis sociais e cidadania.

Para além dos utentes que vão diariamente viver actividades e regressam a suas casas para conviver com as famílias, ali, nas instalações, vivem a tempo inteiro vários utentes.
Naquelas instalações, em pleno Bairro Operário da Baía do Tejo, onde funciona a sede social da Persona, ali, é, também, a sua residência permanente, têm os seus quartos, sala de estar e espaços para actividades.
Uma casa-lar onde vivem a vida e fazem parte do pulsar da cidade, num espaço renovado e melhorado, permitindo qualidade de vida.
Por todas estas razões a PRERSONA recebe, merecidamente a distinção ROSTO DO ANO 2018 na área da Solidariedade Social.

«Rosto do Ano na área MEMÓRIA»
Cardoso Ferreira

José Manuel Cardoso Ferreira, faleceu a 23 de junho de 2018. Nasceu a 23 de abril de 1942, na Cruz Quebrada, concelho de Oeiras.
Entre 1957 e 1962 foi atleta de basquetebol, na Sociedade de Instrução Musical e Escolar da Cruz Quebrada (SIMECQ).

Completou, no ano de 1964, o Bacharelato em Engenharia Eletrotécnica, pelo Instituto Industrial de Lisboa. Entre 1964 e 1966, cumpriu o Serviço militar em Moçambique
Após o serviço militar entre 1967 e 1997, assumiu a sua actividade profissional como Engenheiro Eletrotécnico, na INDELMA / SIEMENS, no Seixal.

Foi no ano de 1970, em dezembro, que casou e adoptou o Barreiro como sua terra.
Após o 25 de Abril, no ano de 1979, aderiu ao Partido Socialista, desempenhando diversos cargos nas organizações local e concelhia e representando o PS como Deputado na Assembleia Municipal do Barreiro, por diferentes mandatos entre 1982 e 2009.
Foi um dos fundadores e diretores da Rádio Sul e Sueste (1987-1995), uma das duas primeiras rádios locais do Barreiro.

Foi durante vários anos Presidente da Direção da Cooperativa de Solidariedade Social e Cultural Operária Barreirense - " Os Corticeiros " (COB). Foi nessa qualidade que, em 1999, esteve na génese da Escola de Jazz do Barreiro, um projeto de que foi um dos mais ativos dinamizadores. Uma escola de referência ao nível nacional.

Em dezembro de 2018, a Assembleia Geral da COB decidiu atribuir formalmente à escola o nome "Cardoso Ferreira", num reconhecimento de duas décadas de dedicação ao ensino e divulgação da música Jazz no Barreiro.

Um homem que deu de si ao Barreiro, que serviu a comunidade, e, com a sua acção contribuiu para valorizar a cidade e criar futuro.
Reconhecidamente, recebe a distinção «Rosto do Ano 2018», na área MEMÓRIA.

«Rosto do Ano na área ESCRITOR»
Paulo Matias

Paulo Matias, Engenheiro civil, foi professor do Ensino Secundário e do Politécnico, analista de sistemas e gestor.
Actualmente é Quadro Superior da empresa Baía do Tejo, do sector empresarial do Estado. Um dos homens que contribuiu para fazer nascer o Museu Industrial do Barreiro.

Em 2018, lançou o romance «Alma Danada», com a chancela da Editora Parsifal.
Um romance que faz uma abordagem das relações entre a vida e morte de um homem admirado por todas as pessoas, que pode considerar-se como uma metáfora do “moderno cacique local”, e, uma visão de Portugal do século XXI.

Paulo Matias, vive e trabalha no Barreiro, com a publicação deste seu romance «Alma Danada», reencontrou o prazer de escrever e o gozo pela criatividade, dando vida a personagens, desenvolvendo contextos e situações, num permanente confronto entre o real e a ficção.
Merecidamente recebe a distinção de «Rosto do Ano na área Escritor».

De referir que a distinção ROSTO DO ANO, sendo uma iniciativa do jornal «Rostos», as decisões das escolhas são o resultado de uma reflexão conjunta de uma equipa composta por - Ana Lourenço Monteiro, ex-directora do Jornal do Barreiro; António Oliveira, jornalista barreirense, ao serviço da LUSA, e, António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

«Rosto do Ano na área VETERANO»
Mário Durval

Mário Durval, natural de Aviz, no coração do Alentejo, há décadas que vive no Barreiro, terra onde construiu a sua vida.
Um activista social, médico, assumiu durante anos a função de Delegado de Saúde Pública no concelho do Barreiro.
Construtor de solidariedade, assumiu a presidência da Direcção da PERSONA e da NÓS, instituições de apoio a cidadãos com deficiência.
Homem de cultura e das artes, subiu aos palcos como actor do grupo de Teatro Projéctor e do Grupo Singular. Cultiva a poesia.

Homem de lutas sociais e acção politica, candidato à presidência da Câmara Municipal do Barreiro, pelo Bloco de Esquerda. Eleito deputado da Assembleia Municipal do Barreiro.
Inscreveu seu nome como dinamizador e grande impulsionador do Movimento de âmbito nacional «Cidades dos Afectos», com génese numa parceria desenvolvida entre os concelhos de Caldas da Rainha e Barreiro.

Ao longo da sua carreira recebeu diversos reconhecimentos, como a Menção Honrosa no Prémio Ricardo Jorge de Saúde Pública, pelo Prémio da Qualidade nos Serviços Públicos na ARS de Beja, o Prémio da Qualidade nos Serviços Públicos no Centro de Saúde da Amora, a atribuição da Medalha de Serviços Distintos do Ministério da Saúde, grau prata, e, também o Prémio excelência em SaúdeAmbiental 2013..
Actualmente exerce a função de Delegado Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.
Uma vida activa, marcada pela entrega à comunidade, pela prestação do serviço público com paixão.
O Barreiro é uma terra inscrita no seu coração, que Mário Durval serviu e com as suas práticas valorizou.
Merecidamente recebe a distinção de «Rosto do Ano na área Veterano».

«Rosto do Ano na área COMUNICAÇÃO SOCIAL»
Armando Seixas Ferreira

Nasceu no Barreiro, vive no Barreiro, aqui tem as suas raízes, jornalista da RTP, um rosto que nos habituámos a comentar: “é do Barreiro”.
Frequentou as escolas secundárias Alfredo da Silva e Casquilhos. Trabalhou no Jornal do Barreiro. Um rosto da cidade.

Breve biografia
Armando José Cabrita Seixas de Brito Ferreira nasceu no Barreiro a 16 de maio de 1973. Filho da médica Maria Laura Cabrita Seixas e do engenheiro Armando António de Brito Ferreira. É neto do professor José Joaquim Rita Seixas. Percurso académico: Frequentou o externato Barreirense do avô, a escola número 2 e o concluiu o ciclo preparatório na antiga Mendonça Furtado, atualmente Escola Professor José Joaquim Rita Seixas.

Frequentou as escolas secundárias Alfredo da Silva e Casquilhos. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade Autónoma de Lisboa em 1996. Estudou a língua Árabe na Faculdade de Letras em 2011. Estudou História da Arte e concluiu uma Pós-Graduação em Mercado da Arte e Colecionismo na Universidade Nova de Lisboa em 2018.
Percurso profissional: Entre 1993 e 1996 a trabalhou no Jornal do Barreiro. Entre 1995 e 1998 integrou a redação do Jornal Público na secção Local. Em 1997 foi selecionado num concurso de jornalistas para trabalhar na RTP. Em 1998 vai viver para Lisboa. Na televisão integra a redação do Telejornal onde se especializa na área da Defesa, Poítica e Sociedade. Enviado especial à guerra do Iraque em 2003, a bordo do porta-aviões americano Theodore Roosevelt e em Nassíria junto dos soldados da GNR. Também assina reportagens na Bosnia, Kosovo, Líbano, Timor, Colômbia e Afeganistão.

Em 2004 é distinguido com o Rostos do Ano na área da Comunicação Social, em 2006 vence o Prémio Nacional de Paridade de Jornalismo com a grande reportagem "Mulheres à Prova de Bala" que retrata a vida das para-quedistas portuguesas no Kosovo. Em 2007 entrevista o realizador Manoel de Oliveira ao serviço da cadeia de televisão árabe Aljazeera.
Em 2010 realizou a primeira reportagem através de um telemóvel num Telejornal.

Em 2011 entrevista o secretário geral da NATO em Lisboa. Desde 2015 que integra a equipa do Linha da Frente, o programa de grande reportagem da RTP1. Nesse ano realiza no Barreiro a reportagem "Entre a vida e o lodo" a propósito do drama dos mariscadores do Tejo.
Em 2013 realizei a grande reportagem "A Ilha de Cristo" sobre a Semana Santa nas Flores, a única ilha católica no maior país muçulmano do mundo, a Indonésia. O programa foi emitido na RTP1 e na rádio Antena 1.

Em 2016 entrevista o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, nas ilhas Selvagens. Em 2018 assina a reportagem "Estado de Abandono" sobre património cultural abandonado. Na sequência dessa denuncia o governo autorizou a recuperação do Forte de Santo António da Barra no Estoril. Em 2018, aos 45 anos, Armando Seixas Ferreira decide voltar a viver no Barreiro.
Em 2018, tomou a decisão de voltar a viver no Barreiro, a sua terra natal. Um jornalista que nasceu na imprensa regional do Barreiro e, nos dias de hoje, é uma referência na comunicação social nacional, na RTP.
Pelo seu percurso de vida, pela forma como vive, com paixão, a profissão que abraçou, fazendo o que gosta, merecidamente, recebe a distinção Rosto do Ano 2018 na área da COMUNICAÇÃO SOCIAL.

«Rosto do Ano na área AUTARCA»
Isabel Ferreira

Isabel Ferreira, funcionária da Câmara Municipal do Barreiro, tem 63 anos, vive há mais de 40 anos na freguesia de Santo António da Charneca. Já residiu na Cidade Sol, agora reside na Vila Chã.
Santo António da Charneca é a sua freguesia, afinal, foi nesta comunidade que construiu a sua vida.
Nas últimas eleições autárquicas, candidata pelo Partido Socialista, foi eleita presidente da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca, reconquistando o PS, de novo, esta freguesia à CDU.

Conhecedora da vida local, tem mantido uma relação de proximidade com a população, com simplicidade e total dedicação.
Em diálogo com autarcas da CDU, da Baixa da Banheira, do concelho da Moita, resolveu problemas comuns, sendo este um exemplo real do seu respeito pelas diferenças e capacidade de diálogo institucional.

Procurou, envolver a Câmara Municipal do Barreiro, na resolução de acções visando a recuperação de património.
Dinamizou as Festas de Santo António da Charneca, em diálogo com o comércio local, retomando a realização do evento nas ruas centrais da freguesia.
Promoveu as Feiras da Bagageira e outros eventos, sempre, em colaboração com o movimento associativo.
Uma autarca que no dia-a-dia mete mãos à obra, arregaça as mangas, vai para o terreno ao lado das populações, com o objectivo de melhorar a vida local, apostando mais no fazer que dizer.
Merecidamente, recebe a distinção de «Rosto do Ano 2018 na área Autarca».

«Rosto do Ano na área POLITICA»
Bruno Vitorino

Bruno Vitorino, vereador da Câmara Municipal do Barreiro, eleito pelo Partido Social Democrata, tem um papel de referência no garantir a governação da autarquia. É um protagonista de referência na vida politica local e regional.
O seu papel de charneira, na vida politica autárquica no concelho do Barreiro, permite-lhe influenciar muitas decisões e, de facto, ser, muitas vezes, o protagonista decisivo nos resultados de algumas votações, quer pelo não, quer pelo sim, ou, até mesmo, com a sua abstenção, permitir que o Presidente da Câmara tenha a decisão final, com o recurso ao voto de qualidade.
Bruno Vitorino, poder afirmar-se é um protagonista politico de referência na vida politica local. A sua opinião conta e, é, muitas vezes, decisiva.

Bruno Jorge Viegas Vitorino, 46 anos, Deputado à Assembleia da República. Licenciado em Ciência Política.
Como Vereador na Câmara Municipal do Barreiro, tem a responsabilidade da Reserva Natural Local da Mata da Machada, e das áreas da educação ambiental: Centro Educação ambiental, Eco-escolas, da Juventude e da Família.
É um dos rostos que contribuiu para o desenvolvimento da S.Energia – Agência Local de Energia.

Bruno Vitorino, como deputado do PSD, sempre procurou influenciar muitas decisões de Governos que têm sido importantes para as populações e para o concelho, desde a construção do Centro de Saúde de Santo António da Charneca, o Posto da GNR para a Cidade Sol, ou o Posto da PSP, no Barreiro Velho, assim como, no apoio a muitas colectividades e instituições sociais.
Bruno Vitorino é o líder do PSD no distrito de Setúbal, falar do PSD no distrito é indissociável da sua liderança histórica.

Bruno Vitorino pela sua experiência, pela sua capacidade discursiva, no ano 2018, no seu papel de charneira na vida municipal, tem tido um papel na valorização do discurso político na vida local.
Justamente é atribuída a distinção Rosto do Ano na área Politica a Bruno Vitorino.

«Rosto do Ano na área EMPRESA / PME»
Auto Acessórios das Palmeiras

“Auto Acessórios das Palmeiras” é a empresa liderada por Vítor Pires, uma loja de acessórios de automóveis, reconhecida como a mais antiga do concelho.
Vítor Pires, administrador da Auto Acessórios das Palmeiras, é um “filho da terra”, nascido e criado no Bairro Operário. Estudou na escola da CUF e, mais tarde, na Escola Secundária Alfredo da Silva, aos 17 anos, deixou a escola e iniciou-se no mundo do trabalho.
Três anos mais tarde, aos 21 anos, abriu o seu próprio negócio - Auto Acessórios das Palmeiras - e, actualmente, é um empresário que faz parte da história do concelho do Barreiro e contribui para o desenvolvimento local.

Em Junho de 2018 a “Auto Acessórios das Palmeiras” completou 45 anos, uma história feita de muita luta, muitos sonhos, muitos sacrifícios.
Pode dizer-se que hoje, é uma empresa estável, uma marca de uma referência na vida económica local, um exemplo de resiliência, uma obra de um homem que sempre arregaçou as mangas e lançou-se ao trabalho, contribuindo para fazer cidade.
Merecidamente, é atribuída a distinção de Rosto do Ano na área EMPRESA/PME à “Auto Acessórios das Palmeiras.

«Rosto do Ano na área MODERNIZAÇÃO»
Baía do Tejo

O ano de 2018, ficará para sempre como memória futura, marcado pelo alargamento da cidade ao Parque Empresarial da Baía do Tejo, com a inauguração da nova alameda da Rua da União e obra do artista Alexandre Farto, “AKA” Vhils, junto ao Bairro de Sta Bárbara.
Esta obra é uma marca na modernização e requalificação Urbanística dos territórios que a Baía do Tejo e da cidade do Barreiro. Um projecto que significou um investimento de 1,5 milhões de euros.

A obra do artista Vhils, que se estende por cerca de 150 metros – o maior mural do artista, com obras espalhadas por todo o mundo - no "Sobe e Desce" do Bairro de Sta. Bárbara, vai marcar para sempre esta zona da cidade e consuma plena abertura do Parque Empresarial da Baía do Tejo ao centro do Barreiro.
A arte de Vhils é, já hoje, uma referência na área metropolitana de Lisbo e marca aquela Alameda da CUF com um espaço de excelência.
O Bairro Operário renasce imponente, por cima do mural de Vhils, abraçando a cidade.
A Baía do Tejo é bem merecedora da distinção «Rosto do Ano MODERNIZAÇÃO», por todo o seu contributo de manter viva a relação da cidade com a sua antiga zona industrial.

De referir que a distinção ROSTO DO ANO, sendo uma iniciativa do jornal «Rostos», as decisões das escolhas são o resultado de uma reflexão conjunta de uma equipa composta por - Ana Lourenço Monteiro, ex-directora do Jornal do Barreiro; António Oliveira, jornalista barreirense, ao serviço da LUSA, e, António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

«Rosto do Ano na área CIDADANIA»
Eduardo Correia

Eduardo Correia é militante do PSD desde 1988, tendo desempenhado vários cargos de natureza política, quer a nível local, quer distrital. Tem 49 anos, é casado, com 2 filhos, nasceu e viveu no Concelho do Barreiro. Reside na Freguesia de Santo António da Charneca desde 2006.
É Engenheiro Electrotécnico, pelo Instituto Superior Técnico.

A política e o associativismo sempre motivaram uma participação activa a bem do Barreiro e dos barreirenses, tendo exercido mandatos autárquicos quer como Vogal do Executivo da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca, quer como Deputado na Assembleia Municipal do Barreiro. É Presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste (Barreiro).

Eduardo Correia, ao longo do ano de 2018 foi uma voz que se ergueu, de forma permanente, em defesa dos interesses do Barreiro e da população barreirense.
Por várias vezes, sem preocupações com o politicamente correcto, olhos nos olhos, expressou a sua indignação pelo facto do concelho não ter tratamento igual a outras situações no país, no que diz respeito a serviços de ambulância e dotações para aquisição de equipamentos..

Eduardo Correia sublinhou que o Barreiro é o município do país com pior rácio “ambulânciaINEM/ número de habitantes”.
Por essa razão afirmou que a solução para esta realidade, disse, “isto não vai lá com paninhos quentes; isto só lá vai com uma postura de vai ou racha”.

Eduardo Correia, deu exemplos concretos da marginalização do Barreiro a não aprovação de uma candidatura ao POSEUR, por falta de dotação orçamental, para aquisição de um veículo florestal de combate a incêndios rurais.

Recordou que, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação – VMER - sediada no Centro Hospitalar Barreiro – Montijo foi a última das 43 a ser implementada no país, 20 anos depois da primeira, isto, disse – “significou esquecer o Barreiro anos demais”.

O Barreiro é o município do país com pior rácio “ambulânciaINEM/ número de habitantes”, sublinhou em intervenções públicas, lamentando o facto de ao longo de décadas o Barreiro ser esquecido.
Uma luta que deu frutos e o assunto da VMER, assim como a criação da equipa GIP, foi solucionado. Este é um exemplo que, na verdade, só perde quem desiste de lutar e afirmar a sua cidadania.

O Barreiro precisa de vozes que ergam em defesa das suas potencialidades e direitos. Isto é a cidadania plena.

Por tudo este seu comportamento cívico, acima de submissões, pelo seu exemplo de luta contra a marginalização do Barreiro, não só em 2018, mas perante sucessivos governos, PSD/CDS ou PS, reconhecidamente é atribuída a distinção «Rosto do Ano na área da CIDADANIA » a Eduardo Correia.

De referir que a distinção ROSTO DO ANO, sendo uma iniciativa do jornal «Rostos», as decisões das escolhas são o resultado de uma reflexão conjunta de uma equipa composta por - Ana Lourenço Monteiro, ex-directora do Jornal do Barreiro; António Oliveira, jornalista barreirense, ao serviço da LUSA, e, António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

«Rosto do Ano na área DESPORTO»
Inês Gonçalves

Inês Gonçalves, conquistou a Medalha de bronze no Mundial Universitário 2018, de futsal feminino.
Inês é um exemplo de como o Barreiro é, de forma permanente, uma cidade de formação na vida desportiva do Barreiro.
Recorde-se que Inês Gonçalves, foi eleita a melhor jogadora do ano 2015 de futsal universitário 1 divisão sénior.

A jovem atleta barreirense começou a sua vida desportiva no ano de 2003, no Desporto Escolar, praticando futebol benjamins distritais, no Externato Manuel de Mello.
Em 2005, estava ao serviço do Futebol Clube Barreirense, no futebol infantis distritais.

Em 2006, na Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense (SFAL), integrou a equipa de futsal infantis distritais.
O futsal passa a fazer parte da sua vida e vive a modalidade como uma verdadeira paixão, no Sport Clube Samouco, na Faculdade de Motricidade Humana (FMH), integrando a equipa de futsal universitário nacional sénior.
Passou pelo Sport Lisboa Benfica e União Atlético Povoense, no futsal nacional sénior.

Conquistou diversos Troféus: Três campeonatos distritais de futsal júnior; 1 Torneio nacional Mc Donald’s , futsal júnior. Foi Vice campeã campeonato Ibérico de futebol júnior.
Conquistou 1 campeonato de futebol sénior 2ª divisão nacional, 1 Taça de Portugal futsal sénior, 1 Taça Nacional de futsal sénior e 1 campeonato de futsal sénior (2ª divisão nacional).

Recebeu o Troféu de melhor marcadora (Torneio do Norte de futsal sénior) e o Troféu de melhor jogadora de futsal Universitário.
Também, foi campeã em vários torneios nacionais e distritais pelas selecções de Setúbal e Lisboa.
Em 2018, foi Medalha de Bronze Mundial de futsal Universitário (sénior)
Merecidamente, atribuímos a Inês Gonçalves, a distinção «Rosto do Ano», na área do Desporto.

«Rosto do Ano na área AMBIENTE»
SIMARSUL

O ano de 2018 fica assinalado pela entrada em fase de conclusão da ligação à ETAR intermunicipal do Barreiro Moita das infraestruturas de saneamento do concelho do Barreiro.
A obra realizada no Parque empresarial da Baía do Tejo fecha o ciclo de ligação da rede de saneamento do concelho do Barreiro ao sistema da ETAR da Simarsul.
Na verdade, diversas foram as obras que a SIMARSUL realizou no concelho do Barreiro, desde a Recosta até Coina, na Avenida Bento Gonçalves, um permanente trabalho realizado em cooperação com a Câmara Municipal do Barreiro, de forma a estabelecer a ligação de toda a rede ao sistema da ETAR.
A obra com o valor superior a 1 milhão de euros, da responsabilidade da Baía do Tejo, foi o culminar do encaminhamento de toda a rede para o sistema da ETAR da Simarsul. Uma obra que permite encaminhar todo o efluente produzido não só pelas cerca de 200 empresas instaladas no Parque empresarial da Baía do Tejo, mas ainda o proveniente de algumas zonas da cidade do Barreiro.

O sistema da Simarsul, a sua ligação à rede de saneamento concelhia, e, agora do Parque Empresarial da Baía do Tejo, tem dado um contributo de grande dimensão para a valorização da qualidade de vida, do ambiente, das zonas ribeirinhas, essencial para a requalificação urbana e ambiental do território do concelho do Barreiro.
Por estas razões, merecidamente, atribuímos à SIMARSUL a distinção Rosto do Ano na área do Ambiente.

«Rosto do Ano na área CULTURA»
associação EPHEMERA

A “Ephemera, Biblioteca e Arquivo de Pacheco Pereira”, é uma nova referência do Parque Empresarial da Baía do Tejo.
A Ephemera deu um contributo decisivo para aprofundar o conceito de «cluster de industrias criativas», como um dos nichos e dinâmicas de desenvolvimento do território da Baía do Tejo e sua ligação à cidade, à região, e, à Área Metropolitana de Lisboa.

A presença da Ephemera no Parque Empresarial do Barreiro da Baía do Tejo, tem contribuído para a abertura de contactos diversos com agentes da vida cultural, ali já se deslocaram Ministros da Cultura, o próprio Primeiro Ministro e muitos rostos de referência no mundo do jornalismo e da cultura.
O desenvolvimento regular de várias iniciativas de índole cultural, abertas e disponíveis a toda a comunidade, contribuíram para que a Ephemera, mostre o seu trabalho, se afirme como um dinamizador de eventos que podem atrais as populações dos concelhos do Arco Ribeirinho Sul e da Grande Lisboa. Isso tem acontecido.

A associação cultural Ephemera é, cada vez mais, uma referência na vida cultural do concelho do Barreiro, tendo com a sua presença e acção dado um contributo, cujo valor é, sem dúvida, incalculável para projectar a imagem de uma cidade moderna e cosmopolita, esta cidade que está a abrir novos caminhos ao seu antigo espaço industrial e no fazer cidade.
Merecidamente, é atribuído á associação EPHEMERA a distinção de ROSTO DO ANO 2018 na área da CULTURA.

«Rosto do Ano na área da Música»
CORAL TAB

O Grupo Coral TAB tem sido nestes seus 25 anos de actividade um divulgador do Barreiro, por diversos cantos do país e do mundo. Ainda no final de 2018, foi um dos três grupos corais de Portugal que marcou presença no Vaticano, tendo sido o Coral TAB, o grupo português escolhido para a recepção com o Papa Francisco.

O Grupo Coral TAB, é uma família, a família TAB, juntando-se ao Coral TAB, o Coral B Voice, o MINI TAB, e, a Orquestra de Cavaquinhos.
Uma família que tem crescido ao longo destes 25 anos tendo como timoneiro o Maestro Manuel Gonçalves.
O Grupo Coral TAB é uma referência no concelho do Barreiro, como promotor de actividade cultural e de divulgação da música, um trabalho que tem por base um permanente trabalho no âmbito da formação musical.
Merecidamente recebe a distinção de Rosto do Ano na área da Música.

«Rosto do Ano na área do ENSINO»
Colóquio dos Jovens Filósofos

Arrancou no ano de 2007, numa sala na Escola Secundária de Casquilhos, e, de facto, ao longo dos anos, faz parte da agenda do ensino no concelho do Barreiro.
O Colóquio dos Jovens Filósofos, no ano 2018 realizou a sua 12ª edição, este evento desde a primeira hora organizado pelo Grupo de Filosofia da Escola Secundária de Casquilhos.
Uma iniciativa que vai para além da escola, que envolve outras escolas do concelho, e, tem envolvido escolas do distrito de Setúbal e, até, de outros pontos do país.

O Colóquio dos Jovens Filósofos tem sido uma importante ferramenta pedagógica para cultivar e motivar para a importância do estudo da filosofia.
Este, na verdade, é um projecto que se mantém vivo – ‘activo no pensamento’ – porque é fruto de uma paixão, aquela que dá felicidade, quando se vive de forma simples a fazer o que se gosta.
Afinal, é isso que muitas vezes leva – ‘a não desistir”. E, continuar a ser uma realidade viva.

O Colóquio dos Jovens Filósofos é uma marca do Barreiro, um exemplo de uma cidade que sempre soube viver a pensar, que sabe que viver não é só estar, mas, é, acima de tudo, pensar, porque, afinal, é pelo pensar que somos, afirmamos a nossa individualidade, a nossa liberdade e construímos comunidade.
O Colóquio dos Jovens Filósofos é um projecto feito de muita dedicação, de uma entrega plena de ‘amor à filosofia’, ‘amor ao ensino’, ‘amor à felicidade’.

Saliente-se que Emilia Santos, professora de Filosofia, ao longo dos anos tem sido o rosto, o motor, a líder do Colóquio dos Jovens Filósofos.
Merecidamente o «Rosto do Ano 2018, na área do ensino» é atribuído ao projecto «Colóquio dos Jovens Filósofos».

«Rosto do Ano na área JOVEM»
Inês Costa

No ano 2018, ao ser a primeira mulher a integrar o Rotary Club do Barreiro, escreveu uma página da história do club barreirense.
Inês Costa, 30 anos, nasceu no Barreiro, viveu a sua vida entre Santo António da Charneca e Santo André.
Frequentou a Escola Secundária de Santo André, depois seguiu para a Faculdade, primeiro optou por Farmácia, depois mudou para Medicina.
Actualmente exerce a actividade de Médica Familiar, em Serpa.

Nos tempos de estudante foi um dos alunos contemplados no concelho do Barreiro com a participação, na Turquia, num Campo de Férias, promovido pelo Rotary Club do Barreiro.
Foi este o seu primeiro contacto com o mundo rotário.
Depois, anos passados, o Rotary Club do Barreiro promoveu um jantar para o qual convidou os vários jovens que participaram em diferentes Campos de Férias.
Nesse jantar foi lançado o desafio. aos interessados, para a criação do Rotaract – um clube jovem rotário.
Foi assim que começou a sua ligação aos rotários, sendo uma das fundadoras do Rotaract.

No decorrer da 24ª reunião rotária do ano 2018, a jovem médica barreirense, passou a integrar o Rotary Clube do Barreiro, sendo a primeira mulher na história do Club. Escreveu uma página da história.
Merecidamente, recebe a distinção ROSTO DO ANO JOVEM, pelo seu percurso de vida e dedicação ao movimento rotário e à comunidade.

NOTA

De referir que a distinção ROSTO DO ANO, sendo uma iniciativa do jornal «Rostos», as decisões das escolhas são o resultado de uma reflexão conjunta de uma equipa composta por - Ana Lourenço Monteiro, ex-directora do Jornal do Barreiro; António Oliveira, jornalista barreirense, ao serviço da LUSA, e, António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

Vamos continuar a divulgar os «Rostos do Ano 2018»...

05.02.2019 - 16:20

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.