Conta Loios

inferências

Barreiro - Rostos do Ano 2018
«Rosto do Ano na área CIDADANIA» atribuído a Eduardo Correia

Barreiro - Rostos do Ano 2018<br />
«Rosto do Ano na área CIDADANIA» atribuído a Eduardo CorreiaEduardo Correia, presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste, ao longo do ano de 2018 foi uma voz que se ergueu, de forma permanente, em defesa dos interesses do Barreiro e da população barreirense.

O Barreiro precisa de vozes que ergam em defesa das suas potencialidades e direitos. Isto é a cidadania plena.

Eduardo Correia é militante do PSD desde 1988, tendo desempenhado vários cargos de natureza política, quer a nível local, quer distrital. Tem 49 anos, é casado, com 2 filhos, nasceu e viveu no Concelho do Barreiro. Reside na Freguesia de Santo António da Charneca desde 2006.
É Engenheiro Electrotécnico, pelo Instituto Superior Técnico.

A política e o associativismo sempre motivaram uma participação activa a bem do Barreiro e dos barreirenses, tendo exercido mandatos autárquicos quer como Vogal do Executivo da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca, quer como Deputado na Assembleia Municipal do Barreiro. É Presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste (Barreiro).

Eduardo Correia, ao longo do ano de 2018 foi uma voz que se ergueu, de forma permanente, em defesa dos interesses do Barreiro e da população barreirense.
Por várias vezes, sem preocupações com o politicamente correcto, olhos nos olhos, expressou a sua indignação pelo facto do concelho não ter tratamento igual a outras situações no país, no que diz respeito a serviços de ambulância e dotações para aquisição de equipamentos..

Eduardo Correia sublinhou que o Barreiro é o município do país com pior rácio “ambulânciaINEM/ número de habitantes”.
Por essa razão afirmou que a solução para esta realidade, disse, “isto não vai lá com paninhos quentes; isto só lá vai com uma postura de vai ou racha”.

Eduardo Correia, deu exemplos concretos da marginalização do Barreiro a não aprovação de uma candidatura ao POSEUR, por falta de dotação orçamental, para aquisição de um veículo florestal de combate a incêndios rurais.

Recordou que, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação – VMER - sediada no Centro Hospitalar Barreiro – Montijo foi a última das 43 a ser implementada no país, 20 anos depois da primeira, isto, disse – “significou esquecer o Barreiro anos demais”.

O Barreiro é o município do país com pior rácio “ambulânciaINEM/ número de habitantes”, sublinhou em intervenções públicas, lamentando o facto de ao longo de décadas o Barreiro ser esquecido.
Uma luta que deu frutos e o assunto da VMER, assim como a criação da equipa GIP, foi solucionado. Este é um exemplo que, na verdade, só perde quem desiste de lutar e afirmar a sua cidadania.

O Barreiro precisa de vozes que ergam em defesa das suas potencialidades e direitos. Isto é a cidadania plena.

Por tudo este seu comportamento cívico, acima de submissões, pelo seu exemplo de luta contra a marginalização do Barreiro, não só em 2018, mas perante sucessivos governos, PSD/CDS ou PS, reconhecidamente é atribuída a distinção «Rosto do Ano na área da CIDADANIA » a Eduardo Correia.

De referir que a distinção ROSTO DO ANO, sendo uma iniciativa do jornal «Rostos», as decisões das escolhas são o resultado de uma reflexão conjunta de uma equipa composta por - Ana Lourenço Monteiro, ex-directora do Jornal do Barreiro; António Oliveira, jornalista barreirense, ao serviço da LUSA, e, António Sousa Pereira, Director do jornal «Rostos».

06.02.2019 - 16:11

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.