Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 25 de Maio 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Todo o associativismo é presente


Rota 66 – Barreiro
Da iluminação da zona polis aos factos históricos do associativismo


Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»


Inferências
A Quinta de Braamcamp não é um território abandonado
. O proprietário é a CMB


COLUNISTAS
Guerra privada
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
No Lavradio há gatos por todo o lado.
Um atentado à saúde e um incómodo


BASTIDORES
Associação Montijo Primeiro
Casa cheia na apresentação pública


Graves problemas que afetam a supressão de carreiras fluviais da Soflusa e Transtejo.
Bloco de Esquerda reúne com Soflusa e mantêm motivos de p


Bloco de Esquerda vai reunir com a administração da Transtejo/Soflusa
por causa da grave degradação do serviço prestado à população da margem


CDS Barreiro considera situação actual da Soflusa
insustentável para os Barreirenses


Concelhia do Barreiro do PSD
Problema não é político partidário é dos Barreirenses e do Barreiro
. O caos na Soflusa


Atual momento da Soflusa
PS Barreiro apela ao bom senso e responsabilidade
para salvaguardar os que dependem do transporte no seu dia-a


ENTREVISTA
Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»


AS EMPRESAS
Transportes Colectivos do Barreiro
Reforço de Ligações Com a Estação Ferroviária de Coina


Barreiro - Validação e carregamento de títulos Zapping nos TCB
A partir de 1 de junho


DESPORTO
Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo André
Sagra-se campeão distrital de Basquetebol de Iniciados B


Barreiro - No Pavilhão Municipal Luís de Carvalho
Barreirense - Maia na final da Pró- Liga


No Ginásio Sede do Seixal Clube 1925
Fase Final da XXI Taça Nacional de Sub 19 Feminino


Patinagem Artística do Fabril do Barreiro
Conquista títulos de Campeã e vice-Campeã Distrital de Juniores.


Barreiro - GDESSA realizou Torneio de Minibasquete Feminino
Com a presença de 258 meninas dos 6 as 12 anos.



Barreiro - Santoantoniense vence nacional da 2ª Divisão
Conquista subida à 1ª divisão do Campeonato Nacional de Xadrez


Final da Taça da Associação de Futebol de Setúbal - Futsal
FC Barreirense - CD Cova da Piedade


PERSONALIDADES
Barreiro - Nuno Banza ex-vereador da CMB
Nomeado Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas


AS ESCOLAS
Barreiro - Agrupamento de escolas de Santo António
Conquista 1º lugar no Campeonato Regional de Basquetebol de Iniciados


No Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Clube de Teatro Augusto Cabrita apresenta «Tipo... Cenas Soltas»


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do IPS
Jornadas discutem as «múltiplas abordagens« da Bioinformática em Portugal


Parceria entre a Câmara Municipal do Barreiro e a Baía Tejo
Programa de Empreendedorismo nas Escolas já arrancou


Barreiro - Escola Secundária de Santo André
Prémio Floresta e Sustentabilidade 2019


Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos
Reconhecida como Escola Inovadora do ano
. Mérito grau ouro


Barreiro - Jantar de Antigos Alunos dos Casquilhos.
Reencontro de amigos para fortalecer amizades


REPORTAGEM
Barreiro – Carlos Alberto Correia Encontros «O autor e os livros»
A poesia nasceu como forma de indignação


Barreiro - Uma centena de participantes numa acção de voluntariado
Limpeza de todas as praias do concelho
. «Esta iniciativa é igual a u


Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal
Um grupo de trabalho com 36 anos de actividade


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


MOLDURA
Barreiro - Concerto na SFAL
«Cruzados» de regresso aos palcos


Centro Hospitalar de Setúbal
Laboratório de Hemodinâmica e Intervenção Coronária assinala 20º Aniversário


No Mercado 1º de Maio do Barreiro
Celebra-se Dia Mundial da Criança


Carta Aberta à População do Barreiro
Quinta do Braamcamp, as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê


Barreiro – Festas Populares de Palhais
Bélito Campos encerra as festas em honra de Nossa Senhora da Graça


Barreiro - Exercício Europeu CASCADE de Proteção Civil
Maior de sempre em território nacional,
. De 28 de maio a 1 de junho


Moita - VII Feira da Saúde de Alhos Vedros:
«A Saúde Vai à Fonte da Prata»


BARREIRO - FESTAS DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA
No centro da localidade de 12 a 16 de Junho


Barreiro - Na Casa da Cultura da Baía do Tejo
Rita Guerra em Concerto


Moita - Os melhores nomes do blues português e internacional
BB Blues Fest regressa à Baixa da Banheira


Associação de Psicologia & Desenvolvimento Comunitário - Psi.Brr
Ciclo de Cinema Documental «Saúde Mental e Educação»
. Cine Clube do Ba


Barreiro - Preparar plano para a Mata da Machada
Vereador Bruno Vitorino reúne com entidades para prevenção de fogos florestais


AUTARQUIAS
Moita - Aumento significativo de procura da carreira 333
Reforço da carreira dos TST


Moita - Parque Zeca Afonso na Baixa da Banhiera
Piscinas Municipais do Parque da Zona Ribeirinha abrem a 1 de junho


Na Câmara Municipal do Barreiro
ACT promove ações de sensibilização
. Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho


Almada - Estratégia municipal de controlo de colónias de gatos
Inauguração de abrigo para colónias de gatos


OPINIÃO
Trabalho dos eurodeputados da CDU no Concelho da Moita
Por Vanda Figueiredo
Moita


Carta Aberta a António Costa
Pela justiça no acesso aos Fundos Comunitários na Península de Setúbal
Por Tiago Sousa Santos
Barrei


O aeroporto do Montijo. Dos mitos à realidade.
Por Carlos Matias Ramos, Carla Marina, José Encarnação, Nuno Cavaco


O PODER DO CAPITAL E A DEMOCRACIA, uma pequeníssima reflexão sobre a nossa cidade e tudo o resto.
Por André Carapinha
Barreiro


A Quinta Braamcamp é de todos e é para todos!
Por José Encarnação
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


ASSOCIATIVISMO
III Jornadas Técnicas da NÓS debatem ‘Olhar(es) pela Inclusão’
EST Barreiro recebe iniciativa a 7 de junho


Barreiro - No Mercado Mensal de Coina
Rastreio gratuito da Diabetes Tipo 2


Moita - Um stand com o tema «O que nos une»
CRIBB presente na Feira de Projetos Educativos


Lugares marcados por histórias
Exposição «Associativismo no Barreiro - Os lugares, os factos e as pessoas»


Setúbal - 96º aniversário do CNE Corpo Nacional de Escutas
Cristo Rei em Almada recebe este ano as comemorações


Barreiro - Formação Profissional RUMO
Qualificação profissional de Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade


Barreiro - Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Sessão Debate «Associativismo e Cooperativismo Pilares da Economia Social»
. 106º an


POSTAIS
Barreiro - Persona comemora 26º aniversário
Visita Exposição sobre associativismo


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


EUROPA
Rede Europeia Anti-Pobreza - Núcleo Distrital de Setúbal
ELEIÇÕES EUROPEIAS - Por uma Europa Livre de Pobreza!


Alterações às Leis Eleitorais
Eliminação do Número de Eleitor


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Inferências - Barreiro
«O que é de todos por todos deve ser decidido»

Inferências - Barreiro<br>
«O que é de todos por todos deve ser decidido»<br>
A definição de uma estratégia para este território da Quinta de Braamcamp e envolventes não é uma matéria exclusiva do PCP/CDU e do PS.
Esta matéria como se dizia, nos finais do século XX - «o que é de todos por todos deve ser decidido».

Por motivos de saúde, praticamente desde o princípio de Fevereiro que andei um pouco afastado das vivências do quotidiano da cidade. Fui acompanhando os acontecimentos pelos filtros das redes sociais. Um mundo virtual, que, de facto, espelha as ditas «percepções» do sentir cidade.
A temática da Quinta de Braamcamp foi uma matéria que fui acompanhando, porque considero este assunto como sendo o “nó górdio”, que vai marcar muito da estratégia de desenvolvimento da cidade e seu futuro.

Depois da ETRI, nos finais do século XX, que abriu o caminho para gerar uma nova visão, forma de pensar e projectar o território da antiga CUF – situação que só nos últimos doze anos começou a ganhar forma com a sua abertura ao tecido urbano – agora, neste começo do século XXI, a definição de uma estratégia para o território que vai de Alburrica, Mexilhoeiro e Quinta de Braamcamp, incluindo a estação Fluvial do Barreiro- Mar, o desatar deste nó, os conceitos urbanísticos que sejam definidos, irão marcar a cidade que queremos ser no contexto da área metropolitana de Lisboa.

Tenho registado que em torno deste assunto tem vindo a gerar-se um debate centrado num conflito partidário que coloca em confronto as duas forças politicas com mais presença na vida do concelho, aquelas, de facto, em torno das quais ao longo dos anos o eleitorado opta por escolher quem gere os destinos do concelho. Na realidade, a base eleitoral do concelho, de esquerda, divide-se entre o PCP/CDU e PS. São estas as forças políticas que marcam a alternância.

Mas, a definição de uma estratégia para este território da Quinta de Braamcamp e envolventes não é uma matéria exclusiva do PCP/CDU e do PS. Esta matéria como se dizia, nos finais do século XX - «o que é de todos por todos deve ser decidido».
Reduzir esta reflexão estratégica sobre o concelho e a cidade a um conflito PCP/CDU versus PS, retira aos cidadãos espaço de escolha e debate de ideias.
A Quinta Braamcamp foi adquirida pelo município, ela pertence aos munícipes barreirenses, não é uma propriedade do PCP/CDU, força politica que protagonizou a sua compra, nem é propriedade do PS, que gere nos dias de hoje a gestão municipal.

Nunca ninguém na campanha eleitoral, nem o PCP/CDU, nem o PS, colocaram aos eleitores o cenário de venda da Quinta de Braamcamp.
Apresentaram-se visões. E diga-se, nunca foi descartado, nem pelo PCP/CDU, nem pelo PS, o cenário de naquele território serem realizados investimentos em parceria com privados.

Por isso não vejo qual é o drama de serem projectados investimentos privados, nem nunca senti, por parte do anterior executivo municipal qualquer problema de “dogmas ideológicos”, como também não o vejo no actual executivo municipal.
Afinal, isto dos “dogmas ideológicos”, por vezes, parece que é uma carapuça que só se pretende aplicar ao PCP/CDU. Sim, é isso, os outros não têm «dogmas ideológicos», esses, o que têm são “verdades ideológicas”. É diferente.

Enquanto o debate sobre a Quinta de Braamcamp se mantiver nestes domínios, com artimanhas de estéreis confrontos ideológicos, quem vai perder sempre, são os barreirenses e o Barreiro.
«O que é de todos por todos deve ser decidido». A Quinta de Braamcamp não é para uso de comunistas, de socialistas, de sociais democratas, de bloquistas, de democratas cristãos – que também existem, mesmo sem ter assento na Assembleia Municipal, ou outros sem opções politicas partidárias, mas com opções de cidadania, homens e mulheres que gostam de viver aqui, neste canto à beira tejo plantado.
A Quinta Braamcamp é estruturante para o futuro.

No debate que assisti ontem, na reunião da Câmara Municipal do Barreiro, registei como muito positivas duas intervenções – de Bruno Vitorino (PSD) e Rui Lopo (Os Verdes) – estas posições podem ser o ponto de partida para uma ampla reflexão, aberta, sem dogmas, com seriedade para de facto abrir caminhos.
A discussão percebi não está fechada. É um caminho que a partir de agora vai ser percorrido, como disse, e bem, Rui Braga (PS).

A discussão só se aprofundará se forem colocados de lado os “esqueletos ideológicos”, porque esses desvirtuam o debate de ideias e colocam apenas o foco num objectivo – debater a Quinta de Braamcamp como uma tema que será decisivo para conquistas eleitorais.
Este é o erro do debate – o foco estar nas eleições.
O foco do debate tem que estar na estratégia, na definição de visão para o território e o seu impacto nas envolventes, como sublinhou Bruno Vitorino.
O foco tem que estar, igualmente, nessa reflexão, colocada por Rui Lopo, que contestou a «VENDA INTEGRAL” – ou seja, deixando em aberto o debate, sobre se será necessário a venda total da Quinta de Braamcamp para atrair investidores, sem dogmas, nem verdades ideológicas.
Deve o município abdicar de ter, no futuro uma decisão sobre aquele território, sem ter que obrigatoriamente negociar com um investidor privado. Vamos criar naquela zona do concelho uma outra Baía do Tejo, só que em vez de ser do estado é de um privado.
São matérias a reflectir. Um debate que deve ser salutar, próprio de cidadãos de uma cidade livre e emancipada, que sempre se orgulhou de arregaçar as mangas trabalhar e não aceitar caciquismos, em suma, uma discussão interpartidária e entre políticos que querem o melhor para o futuro do Barreiro.

O esforço que foi feito nos últimos anos, desde Pedro Canário, Emídio Xavier e Carlos Humberto, para comprar e colocar aquele território no domínio público, tendo todos eles legado este património aos barreirenses, aproximando a cidade do rio, merece um debate que abra caminhos de futuro, e não ser um instrumento de confronto entre os barreirenses e um conflito de gerações. Tal como disse, Bruno Vitorino – este processo deve unir-nos a todos.

Então, que se desenvolva um Plano Urbanístico que envolva a Quinta de Braamcamp e as suas envolventes, que se discuta, que se promova o debate público – este é o legado mais importante da actual geração às futuras gerações.

É uma falácia dizer-se que não se pode ficar a discutir mais 15, 20, 25 ou 40 anos, sobre o que se quer para este território, ou até mesmo que, ou aproveitamos esta «janela de oportunidade», ou estamos perdidos.
A verdade, sem dogmas, é que compra da Quinta de Braamcamp não foi há décadas, concretizou-se em Dezembro de 2016 e janelas de oportunidade não faltarão. Uma pérola como esta na AML vale mesmo milhões.

O que me interrogo é o que faz correr para sua venda, sem que exista uma definição estratégica e a definição do seu papel no fazer cidade? Ou, até mesmo o seu enquadramento no falado “corredor do Tejo e Coina”?
Por mim, sou defensor que - «o que é de todos por todos deve ser decidido»!
Sem dogmas e sem estigmas!

António Sousa Pereira

07.03.2019 - 16:00
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
ENTRE 02 DE MAIO E 15 DE JULHO 2019

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND