Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Hoje é dia de Votar nas Eleições Europeias
Atenção às allterações das Leis Eleitorais
. Eliminação do Número de Eleitor


Horóscopos Diários
Dia 26 de Maio 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Todo o associativismo é presente


Rota 66 – Barreiro
Da iluminação da zona polis aos factos históricos do associativismo


Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»


Inferências
A Quinta de Braamcamp não é um território abandonado
. O proprietário é a CMB


COLUNISTAS
Guerra privada
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
No Lavradio há gatos por todo o lado.
Um atentado à saúde e um incómodo


BASTIDORES
Associação Montijo Primeiro
Casa cheia na apresentação pública


Graves problemas que afetam a supressão de carreiras fluviais da Soflusa e Transtejo.
Bloco de Esquerda reúne com Soflusa e mantêm motivos de p


CDS Barreiro considera situação actual da Soflusa
insustentável para os Barreirenses


Concelhia do Barreiro do PSD
Problema não é político partidário é dos Barreirenses e do Barreiro
. O caos na Soflusa


Atual momento da Soflusa
PS Barreiro apela ao bom senso e responsabilidade
para salvaguardar os que dependem do transporte no seu dia-a


ENTREVISTA
Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»


AS EMPRESAS
Ligação fluvial Barreiro – Lisboa
Na próxima 2ª feira de novo supressão de Carreiras


Transportes Colectivos do Barreiro
Reforço de Ligações Com a Estação Ferroviária de Coina


Barreiro - Validação e carregamento de títulos Zapping nos TCB
A partir de 1 de junho


DESPORTO
Barreiro - Barreirense vence Maia na final
Sagra-se Campeão Nacional da Pró-liga


Barreiro – Colégio Minerva
Campeão Distrital Futsal sub13 masculino


Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo André
Sagra-se campeão distrital de Basquetebol de Iniciados B


Patinagem Artística do Fabril do Barreiro
Conquista títulos de Campeã e vice-Campeã Distrital de Juniores.


Barreiro - GDESSA realizou Torneio de Minibasquete Feminino
Com a presença de 258 meninas dos 6 as 12 anos.



Barreiro - Santoantoniense vence nacional da 2ª Divisão
Conquista subida à 1ª divisão do Campeonato Nacional de Xadrez


Final da Taça da Associação de Futebol de Setúbal - Futsal
FC Barreirense - CD Cova da Piedade


PERSONALIDADES
Barreiro - Nuno Banza ex-vereador da CMB
Nomeado Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas


AS ESCOLAS
Barreiro - Agrupamento de escolas de Santo António
Conquista 1º lugar no Campeonato Regional de Basquetebol de Iniciados


No Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Clube de Teatro Augusto Cabrita apresenta «Tipo... Cenas Soltas»


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do IPS
Jornadas discutem as «múltiplas abordagens« da Bioinformática em Portugal


Parceria entre a Câmara Municipal do Barreiro e a Baía Tejo
Programa de Empreendedorismo nas Escolas já arrancou


Barreiro - Escola Secundária de Santo André
Prémio Floresta e Sustentabilidade 2019


Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos
Reconhecida como Escola Inovadora do ano
. Mérito grau ouro


REPORTAGEM
Barreiro – Carlos Alberto Correia Encontros «O autor e os livros»
A poesia nasceu como forma de indignação


Barreiro - Uma centena de participantes numa acção de voluntariado
Limpeza de todas as praias do concelho
. «Esta iniciativa é igual a u


Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal
Um grupo de trabalho com 36 anos de actividade


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


MOLDURA
No Mercado 1º de Maio do Barreiro
Celebra-se Dia Mundial da Criança


Carta Aberta à População do Barreiro
Quinta do Braamcamp, as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê


Barreiro – Festas Populares de Palhais
Bélito Campos encerra as festas em honra de Nossa Senhora da Graça


Barreiro - Exercício Europeu CASCADE de Proteção Civil
Maior de sempre em território nacional,
. De 28 de maio a 1 de junho


Moita - VII Feira da Saúde de Alhos Vedros:
«A Saúde Vai à Fonte da Prata»


BARREIRO - FESTAS DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA
No centro da localidade de 12 a 16 de Junho


Barreiro - Na Casa da Cultura da Baía do Tejo
Rita Guerra em Concerto


Moita - Os melhores nomes do blues português e internacional
BB Blues Fest regressa à Baixa da Banheira


Associação de Psicologia & Desenvolvimento Comunitário - Psi.Brr
Ciclo de Cinema Documental «Saúde Mental e Educação»
. Cine Clube do Ba


Barreiro - Preparar plano para a Mata da Machada
Vereador Bruno Vitorino reúne com entidades para prevenção de fogos florestais


AUTARQUIAS
Moita - Aumento significativo de procura da carreira 333
Reforço da carreira dos TST


Moita - Parque Zeca Afonso na Baixa da Banhiera
Piscinas Municipais do Parque da Zona Ribeirinha abrem a 1 de junho


Na Câmara Municipal do Barreiro
ACT promove ações de sensibilização
. Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho


Almada - Estratégia municipal de controlo de colónias de gatos
Inauguração de abrigo para colónias de gatos


OPINIÃO
Trabalho dos eurodeputados da CDU no Concelho da Moita
Por Vanda Figueiredo
Moita


Carta Aberta a António Costa
Pela justiça no acesso aos Fundos Comunitários na Península de Setúbal
Por Tiago Sousa Santos
Barrei


O aeroporto do Montijo. Dos mitos à realidade.
Por Carlos Matias Ramos, Carla Marina, José Encarnação, Nuno Cavaco


O PODER DO CAPITAL E A DEMOCRACIA, uma pequeníssima reflexão sobre a nossa cidade e tudo o resto.
Por André Carapinha
Barreiro


A Quinta Braamcamp é de todos e é para todos!
Por José Encarnação
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


ASSOCIATIVISMO
III Jornadas Técnicas da NÓS debatem ‘Olhar(es) pela Inclusão’
EST Barreiro recebe iniciativa a 7 de junho


Barreiro - No Mercado Mensal de Coina
Rastreio gratuito da Diabetes Tipo 2


Moita - Um stand com o tema «O que nos une»
CRIBB presente na Feira de Projetos Educativos


Lugares marcados por histórias
Exposição «Associativismo no Barreiro - Os lugares, os factos e as pessoas»


Barreiro - Formação Profissional RUMO
Qualificação profissional de Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade


Barreiro - Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Sessão Debate «Associativismo e Cooperativismo Pilares da Economia Social»
. 106º an


POSTAIS
Barreiro - Persona comemora 26º aniversário
Visita Exposição sobre associativismo


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


EUROPA
Rede Europeia Anti-Pobreza - Núcleo Distrital de Setúbal
ELEIÇÕES EUROPEIAS - Por uma Europa Livre de Pobreza!


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»

Barreiro – Por dentro dos dias<br />
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»Este «Observatório», na verdade, não tem objectivos de outra natureza qualquer – ideológicos, politicos, de organizção formal, visa apenas, e só, proporcionar uma abordagem regular de temas numa visão “académica”, que possa desenvolver “contributos subsidiários”, que através do diálogo, aproxime experiências da vida real à reflexão teórica.

O associativismo no Barreiro, certamente, como em outros lugares do nosso país, são os espaços onde, se juntam vontades, para dinamizar actividade, dar vida à comunidade, promover a cidadania e fazer cidade.
No Barreiro, nasceram as primeiras associações em plena Monarquia Constitucional e em torno do desenvolvimento ferroviário da vila, ou do crescimento da actividade agrícola.
No sáculo XIX, de facto, o movimento associativo é indissociável do desenvolvimento económico e cultural da comunidade. Uma vila com vida própria, que tinha no seu movimento associativo uma dimensão de “fazer cultura”, “fazer identidade”.
Um concelho com lugares com vida própria, onde, igualmente, as comunidades se identificavam com as dinâmicas associativas dos “sítios”, fosse no Alto da Paiva, Alto do Seixalinho, Lavradio, Quinta da Lomba, Palhais, Coina, Penalva ou Santo António da Charneca.

No século XX, com súbito crescimento urbano e aumento demográfico, uma nova “corrente associativa”, foi crescendo, ora na Cidade Sol, ora na Vila Chã, ora na Verderena, estes eram pontos de encontro, portas de inclusão, por onde se integravam na “cultura da comunidade”, muitos que viviam nesta margem e trabalhavam em Lisboa, A vertente dormitório que recusava ser dormitório.
Os JJB deram, também, um impulso a surgimento e muitas associações, algumas ainda hoje existem, muitas ficaram pelo caminho.

Do Barreiro com milhares de postos de trabalho, desde o sector ferroviário, passando pelo sector quimico, têxtil, marítimo, metalomecânico, que, naturalmente, impulsionava um comércio pujante, com lojas pioneiras – as cooperativas de consumo introduziram, com origem nos modelos suecos, os minimercados.
Era este Barreiro, com uma economia local sustentável que proporcionava uma intensa dinâmica associativa, que fazia da vila operária, o alfobre de criação de futebolistas que eram referência nos grandes nacionais – Benfica, Sporting ou Belenenses.
Era este Barreiro, com uma economia local pujante, que se divida entre uma vila com vida própria que sentia que “nem só de pão vive o homem”, e, por essa razão, era vila criativa, no teatro, na música, nas artes, no desporto.

O associativismo era o ponto de encontro de famílias, do fazer comunidade, da valorização do ser humano, de promoção cultural, de educação civica de encontro de gerações e interclassista.
O associativismo era um espaço de Liberdade e de sonho, onde se aspirava à construção de um mundo melhor, numa vila-cidade, que era, sem dúvida, uma terra de trabalho, da resistência, uma referência para o país. Afinal, era tudo nisso que germinava – “o tal orgulho de ser barreirense”.

Ao longo dos anos sempre ouvi falar em crise do associativismo. Cada época com o seu modelo de crise, fruto de circunstâncias, e mudanças de hábitos.
Por exemplo, se houve um tempo que a televisão foi importante para a vida associativa, dado que as famílias, juntavam-se nas associações para ver o novo m mundo nascer. Era rara a possibilidade financeira para ter televisão em casa. Esse foi um tempo.
Porque, quando nasceram as televisões privadas – SIC e TVI, aconteceu o inverso todas a gente tinha televisão em casa, e, de repente os espaços das associações – cafés pontos de encontro – transformaram-se, muitos deles, em lugares vazios.

Pensar o associativismo, é, naturalmente pensar a cidade, a sua evolução e as formas de sociabilidade e de relações culturais e sociais que contribuem para fazer cidade e cidadania.
Nos tempos de hoje, muitos de nós sentimos, como se está a perder o hábito de conversar, olhos nos olhos, e, igualmente, a perder-se a importância da vida associativa como espaços de fazer cidadania, promover o debate de ideias, construir e fazer a democracia.

Vem tudo isto a propósito de uma conversa, ontem, com dois associativistas, com quem partilhei experiências, vivemos contextos e, sentimos, como fazer e viver associativismo, faz-nos sentir a vida por dentro do coração.
O associativismo é uma forma se sentir mos o pulsar do tempo que vivemos.
Conversámos. Recordámos. Falámos dos tempos de hoje, e, de algumas preocupações, nomeadamente o vazio de debate de ideias, a falta de diálogo, a necessidade de pensar o associativismo e o seu papel no fazer Barreiro.
Isto, levou-nos a concluir que não basta avaliar as situações, é preciso debater e procurar abrir caminhos de futuro.
A nossa vontade resume-se, de alguma forma, no tentar juntar algumas vontades e, pouco a pouco, dinamizarmos um “grupo de reflexão”, que, de forma periódica converse, discute nas diferenças e abra portas para que o associativismo, nas suas diferenças histórias e epocais, na sua realidade Intergeracional e inter classes, seja uma dinâmica estruturante no dinamizar, construir, fazer cidade e viver cidadania.

Assim, nós os três – Alfredo Gonçalves, Artur Martins e António Sousa Pereira – assumimos a criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro». Vamos alargar o Grupo de Reflexão a outros convidados.
Entretanto, Álvaro Cidrais, um homem preocupado a questões de cidadania e relações colaborativas, aceitou integrar este núcleo. Já somos quatro.
De sublinhar que este «Observatório», na verdade, não tem objectivos de outra natureza qualquer – ideológicos, politicos, de organizção formal, visa apenas, e só, proporcionar uma abordagem regular de temas numa visão “académica”, que possa desenvolver “contributos subsidiários”, que através do diálogo, aproxime experiências da vida real à reflexão teórica.
Em suma, pensar o associativismo, querendo com esta reflexão, igualmente, pensar Barreiro. Viver a polis, sentir a polis.

Marcámos um novo encontro para Junho. A ideia é conversar. E, depois, veremos qual o contributo deste «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro», no fomentar um debate e lançamento de temas que possam contribuir para dar ao associativismo uma dimensão de vivência activa no fazer cidade.

António Sousa Pereira

16.05.2019 - 17:39
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
ENTRE 02 DE MAIO E 15 DE JULHO 2019

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND