Conta Loios

inferências

Barreiro - Por dentro dos dias
FIQUE EM CASA...EM SUA CASA COMEÇA A CA(U)SA QUE É DE TODOS.

Barreiro - Por dentro dos dias<br>
FIQUE EM CASA...EM SUA CASA COMEÇA A CA(U)SA QUE É DE TODOS. Esta é uma hora que precisamos que cada um de nós, individualmente, faz parte de uma acção comum e comunitária, que não é de um país, de facto, nunca o tal - pensar local, pensar global - fez tanto sentido.

Vivemos um tempo difícil. Um tempo que exige de todos nós, mais que protagonismos, exige que tenhamos o bom senso de sabermos como o papel de cada um é essencial nesta batalha que temos pela frente.
Este é um tempo que exige de cada um de nós que saibamos o que é a responsabilidade social e vivermos o sentido real das palavras solidariedade e comunidade.
É o tempo de sentir o valor do bem comum, esse bem comum que começa num gesto simples, muito simples – FIQUE EM CASA...EM SUA CASA COMEÇA A CA(U)SA QUE É DE TODOS.

Com este gesto simples, assumimos um gesto de amor por nós mesmos e por todos aqueles que, nesta hora, por obrigação profissional, assumem a linha da frente, saindo de casa e deixando os seus para trás, saindo de casa para darem o seu contributo fundamental nesta luta contra um inimigo invisível.
O nosso gesto de ficar em casa é um gesto por nós, pelos nossos, pela comunidade, e por eles, solidariamente.
Este, afinal, é, o tal momento real de sermos povo, de sermos gente com consciência social – solidários na solidão.

Evite divulgar noticias que recebe sem ser de fontes credíveis. Evite com esse seu gesto que acha importante estar a contribuir para ampliar a ansiedade.
Esta é uma hora que não precisamos de protagonistas, precisamos de trabalho de equipas, de coordenação de esforços, de vontades unidas, de partilha de recursos e de ajudas solidárias.
Esta é uma hora que precisamos que cada um de nós, individualmente, objectivamente, perceba que faz parte de uma acção comum e comunitária, que não é de um país, pois, de facto, aqui e agora, nunca o tal - agir local, pensar global - fez tanto sentido.
Cada um de nós é um átomo de humanidade, por isso, cada um de nós pode dar o seu contributo – não difundindo noticias falsas, e, assumindo-se como um agente de protecção civil, para tal, basta um gesto, um simples gesto - FIQUE EM CASA...EM SUA CASA COMEÇA A CA(U)SA QUE É DE TODOS.

Estou em casa, vou continuar em casa.
Este é um tempo que vai ficar nas memórias de todos aqueles que vivem, este agora, este é um tempo que nos faz pensar e sentir como somos pequenos e somos grandes, sendo humanos, apenas humanos, vivendo os sonhos que comandam a vida de cada um e de todos- comunidade!
Um obrigado enorme a todos os que estão na linha da frente.
Um abraço.
Fique em casa...em casa começa a ca(u)sa que é de todos!

António Sousa Pereira

17.03.2020 - 17:35

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.