Conta Loios

inferências

A(nota)mentos - Barreiro
OBRIGADO AOS QUE FIZERAM ABRIL!

A(nota)mentos - Barreiro<br />
OBRIGADO AOS QUE FIZERAM ABRIL! Uma comunidade que resistiu, uma comunidade que lutou, pessoas de muitas opções ideológicas – comunistas, socialistas, anarquistas, católicos, sem religião,sem partido – homens e mulheres que amavam a Liberdade, que senti no seu coração pulsar a democracia.

Foi lindo sentir que 46 anos após o 25 de Abril, esta data histórica, continua a estar presente e viva no coração de uma comunidade.
Uma comunidade que resistiu, uma comunidade que lutou, pessoas de muitas opções ideológicas – comunistas, socialistas, anarquistas, católicos, sem religião,sem partido – homens e mulheres que amavam a Liberdade, que senti no seu coração pulsar a democracia.
Foram eles, com uma luta, marcada de muita dor, de prisões, de fome, de desemprego, de greves, de gente que não vergava, gente vertical, que, por todos os cantos do país, de dedo em riste, eram apontados como um perigo para a nação.
Gente que tinha orgulho em dizer : SOU DO BARREIRO, porque ser do Barreiro era ser culto, democrata, livre, lutador, apaixonados pela vida. Operários. Empregados de Escritório. Ferroviários. Comerciantes. Professores. Médicos. Padres.
Gente de muitas cores que rasgou caminhos para fazer Abril acontecer, e , permitir que hoje, vivermos em democracia.
É um gesto de gratidão. Não é um gesto politico, nem partidário, nem de guerrilhas politicas, é isso, apenas isso – OBRIGADO.

Esse abril que nasceu, no Programa do MFA, com três dês - DEMOCRATIZAR, DESCOLONIZAR, DESENVOLVER.

A Democracia - está aí com defeitos virtudes, existe, é marcada por escolhas, pelo direito à diferença. Tem defeitos. Tem virtudes. Por vezes com excesso de partidocracia, que abafa a democracia. Mas existe, está viva, e acredito, ainda há muito para aprender porque democracia é isso mesmo, um confronto de ideologias.

A Descolonização - foi feita, acabou a Guerra Colonial. Existiram erros. Mas foi feita, até, com a honra de termos feito nascer o primeiro país do século XXI.

O Desenvolvimento, esse foi tanto, que só quem não tem memória é que não vê as mudanças. Na Escola. Na Saúde. Nos Direitos Humanos. No Poder Local. No saneamento básico. No abastecimento de água. Na mobilidade. Nas estradas. Nas novas tecnologias. Nas energias alternativas. Sim, falhamos na ferrovia mas isso, é outra história, de muitas histórias.
Sou dos que acredita que - Valeu a pena o 25 de Abril. Lá dizia o poeta - tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

E a encerrar, com orgulho nesta terra que é a terra dos meus filhos, aqui fica um enorme Um OBRIGADO AOS HOMENS E MULHERES, Comunistas, socialistas, anarquistas, católicos, sem partidos sem religiões, que nas prisões, lutaram e perderam a vida para lançar as sementes de Abril e estarmos hoje, aqui e agora, a viver com esperança e, até, beneficiando de uma das grandes conquistas de Abril - com erros e virtudes - o Serviço Nacional de Saúde.
OBRIGADO AOS QUE FIZERAM ABRIL.

OBRIGADO AOS BARREIRENSES, AQUI NASCIDOS, OU QUE DESTA FIZERAM A SUA TERRA, POR DURANTE DÉCADAS ASSUMIREM A LINHA DA FRENTE, NA LUTA PELA LIBERDADE.
OBRIGADO POR AMAREM A LIBERDADE.

25 de Abril SEMPRE
FELIZ ANO NOVO, QUE AGORA COMEÇA, O ANO 47 DA ERA DA LIBERDADE!

António Sousa Pereira

25.04.2020 - 23:19

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.