Conta Loios

inferências

Rota 66 – Barreiro
O modelo de reunião de Câmara com formato do século XIX

Rota 66 – Barreiro <br />
O modelo de reunião de Câmara com formato do século XIX O auditório da biblioteca municipal tem espaço suficiente, mais que suficiente para que a reunião da Câmara Municipal do Barreiro possa ter como modelo de funcionamento o «U».

A Câmara Municipal do Barreiro nas suas últimas reuniões, apenas transmitidas pela internet, a partir do Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro, não permitindo a presença de público, nem sabemos se eventualmente dos órgão de comunicação social, tem uma característica muito especifica, funciona com base no formato de sala de aula, oriundo do século XIX, no período da revolução industrial.
A reunião utiliza o formato do dito modelo do «quadro negro», esse, que coloca o mestre junto ao quadro e os alunos todos de frente para o Mestre e, naturalmente, com os olhos no quadro negro.
Na reunião o órgão presidência assume o lugar do mestre e os vereadores o lugar de alunos.

E, naturalmente, cada vez que um vereador pretende usar a palavra tem que se levantar e «ir ao quadro», diga-se ao púlpito. O único que se mantém inamovível do seu lugar durante toda a reunião, com plano de imagem, quase permanente a ser transmitido é o órgão presidência.

Para quem acompanha reuniões, para quem sabe o que deve ser o funcionamento de um órgão colegial, de um executivo municipal, é óbvio que a participação de todos os eleitos deve merecer um tratamento de igual dignidade, e, a reunião deve sempre funcionar com um modelo em que a relação comunicacional que proporcione interacção, não distinguindo.
Perante esta situação, verifiquei o modelo utilizado por diversas autarquias da região, observando as suas transmissões via net, e, de facto, o registo de funcionamento das reuniões tem por base o conhecido modelo em «U». Esta sem dúvida a correcta.

Na realidade, esta opção de funcionamento da reunião com o modelo em «U», não retira a visibilidade, que, eventualmente, se pode querer dar ao «órgão presidência», que é um órgão importante, e, portanto, pela sua grande importância, é merecedor de um destaque de referência quer no plano da comunicação de promover a sua imagem, quer em relação ao restantes vereadores.
O funcionamento em «U» permitia, sem dúvida, tornar a reunião mais operacional, proporcionava mais interacção, melhor comunicação entre os membros do executivo, sem gerar ruídos, quer devido às paragens originadas pelas movimentações da «carteira» para o púlpito, situação essa que, até, tapa o ângulo das cameras, cortando as imagens que estão a transmitir para a comunidade.

O auditório da biblioteca municipal tem espaço suficiente, mais que suficiente para que a reunião possa ter como modelo de funcionamento o «U».
E, já agora, a decisão sobre o modelo de funcionamento da reunião devia ter sido matéria de conversas prévias com os restantes participantes, faz parte das regras das vivências democráticas, obter a opinião de forma consensual.
Na reunião de Câmara todos os eleitos são representantes de sectores, eleitos por uma parcela da comunidade. Não há eleitos de primeira e eleitos de segunda.

Quando estou a assistir à reunião incomoda aquele movimento de levantar, sentar, levantar, tornar a sentar, isso seria desnecessário num modelo de funcionamento em «U».
E, já agora, num tempo que são construídas no concelho do Barreiro rotundas de «união», e, num tempo que exige a «união» da comunidade, nesta, coisa simples da forma como funciona o executivo municipal emerge a real realidade da dita união.

Foi por essa razão que decidi tecer esta nota, porque não basta dizer que se quer união e falar de união, ou querer juntar vontades, quando o executivo municipal tem este modelo de funcionamento na da colegial, nada de união, mas, de formas de trabalho que pararam no tempo, este, modelo do século XIX, com origem na era da Revolução Industrial.

S.P.

17.05.2020 - 22:43

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.