Conta Loios

inferências

Rota 66 – Barreiro
Escola Conde Ferreira - um abandono à espera de que futuro anunciado?

Rota 66 – Barreiro<br>
Escola Conde Ferreira - um abandono à espera de que futuro anunciado?<br>
Um destes dias ao passar na Escola Conde Ferreira e observei o «estado de abandono», o desleixo daquele equipamento público, onde há 150 anos nasceu o ensino primário no concelho do Barreiro. Fiquei triste.

“Não vou deixar de ter os amigos que quiser no facebook”, concluia. Escutei. Olhei o Tejo. Sorri.

Os dias, todos os dias, são noticia e podem fazer noticia, basta querer sentir as palavras e os sinais da vida que pulsam no quotidiano.

Lá se foi a «casa comum do associativismo»

Em tempos idos, naquelas minhas reflexões que nascem nas coisas que a vida proporciona para pensar a realidade, senti, ou pensei, que na Escola Conde Ferreira, tal como na ADAO, estavam a emergir dois projectos de acção interassociativa, de colaboração entre grupos formais e informais, que seriam, ou poderiam ser observados como experiências inovadoras do estar e fazer associativismo. Um associativismo de «casa comum», uma «holding associativa». Um caminhar para novas experiências.
Um destes dias ao passar na Escola Conde Ferreira e observei o «estado de abandono», o desleixo daquele equipamento público, onde há 150 anos nasceu o ensino primário no concelho do Barreiro. Fiquei triste. Afinal, ali, pelo menos ali, a experiência fracassou, talvez, porque vai ficar à espera de um investidor que olhe aquele espaço e...pronto!
Bolas, com tantas ligações ao Poder Central, até podiam tentar fazer a diferença da CDU, e, se acham que a «casa comum do associativismo» não faz sentido, então, talvez, fazer nascer um «Centro Interpretativo do Tejo», ou uma Pousada da Juventude...façam um concurso de ideias.
Assim como está é muito triste...
Metam cá aulas da UTIB! Metam cá jovens!
Usem-me, porra!

Cuidado com os amigos que tens no facebook

Estava sentado numa esplanada e, nestas circunstâncias, mesmo com o distanciamento fisico, entre as mesas, numa mesa ao lado três jovens conversavam descontraidamente.
Em certo momento, que olhei para o Tejo a distrair os olhos das páginas do jornal, escutei os sons que ecoavam, misturados com o som dos pássaros.
Uma das jovens, referia que, na sua vida profissional, uma chefia disse-lhe para ter cuidado com os amigos que tinha no facebook. Alertando-a, que, “eles reparam nisso”. Vigiam quem são as pessoas que são amigas e as conversas.
“Não vou deixar de ter os amigos que quiser no facebook”, concluia. Escutei. Olhei o Tejo. Sorri.
Fiquei a pensar que mundo é este que estamos a construir, afinal, já não são precisos «bufos» para espiar as nossas vidas, os nossos relacionamentos e conversas.
E isto, hoje, ano 2020, Julho, acontece, na cidade dos cravos e da Liberdade, como, afinal, um pouco por todo o mundo!

Leitura – O tacho garantido

“Em Portugal, há sempre solução para tudo. Tanto se arranja um lugar no aparelho de Estado para quem tem currículo e conflito de interesses, como se arranja um lugar no aparelho de Estado para quem não tem conflito de interesses nem currículo. A única coisa que se tem de ter é isto: uma relação de amizade ou de dependência estratégica com quem está no poder. Garantido isto, há sempre tacho e há sempre justificações para o tacho, por mais espatafúrdias que elas sejam.”
In crónica - «O respeitinho não é bonito», de João Miguel Tavares, no jornal «Público», de 9 de Julho de 2020.

Recordando...assim vai o mundo!

A República Popular da China criou o Gabinete para a Salvaguarda da Segurança Nacional do Governo Central na Região Administrativa Especial de Hong Kong, com função de controlar o cumprimento da Lei de Segurança Nacional, e, monitorizar as condutas que incorram na prática de crimes, desde o «terrorismo» à «conspiração com potência estrangeira». As condenações podem ir até à prisão perpétua.

António Sousa Pereira

09.07.2020 - 13:21

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.