Conta Loios

inferências

«Rostos on line» assinala 18 anos de vida
Dignidade é a força que nos dá a Liberdade.

«Rostos on line» assinala 18 anos de vida<br>
Dignidade é a força que nos dá a Liberdade.   No dia 25 de Setembro de 2002 iniciámos a publicação da nossa edição digital. Fomos o segundo jornal com edição digital no distrito de Setúbal e o primeiro no concelho do Barreiro.
A nossa história está viva, com esta alegria de termos sido o primeiro título editado na região e no concelho no arranque do século XXI.

Abrimos as portas ao jornalismo no século XXI. A nossa edição impressa arrancou em Dezembro de 2001. No próximo ano vamos celebrar o nosso 20 º aniversário. Vai ser uma celebração com toda a nossa energia.

Estamos conscientes que todo este tempo vivido foi de uma luta constante, um acreditar, um sonhar. Sentimos as dificuldades e nunca baixámos os braços. Valeu a pena. Vale a pena.
Acreditem, por cá vamos continuar. Todos os dias, presentes no fazer jornalismo de proximidade, no fazer comunidade.

Há uma razão que nos move, essa, de facto, é a energia que dá força aos nossos dias, o sentirmos que contamos com milhares de leitores. Por muito que nos queiram calar e procurar silenciar.
A todos os nossos leitores o nosso obrigado. A todos que nos lêem e nos estimulam e reconhecem o nosso trabalho.

Sim, sabemos o que somos. Sabemos que somos pequenos, mas, somos grandes na dignidade. A dignidade é a força que nos dá a Liberdade.
Esse sentimento de sabermos que damos o nosso contributo para fazer democracia. O respeito pelas diferenças.
Não confundimos o ter opinião com o fazer noticia. As nossas páginas estão abertas a todos que nelas queiram partilhar opiniões.
Neste dia, que celebramos os 18 anos de vida da nossa presença on line, queremos deixar o nosso obrigado, do fundo do coração, aos nossos leitores, aos nossos colunistas e colaboradores, à equipa que somos, esses que são o braço direito, porque este não é o trabalho de uma pessoa, ele só é possivel porque conta com o trabalho de toda uma equipa.
Uma saudação também a todos os jornalistas que por aqui foram passando e, aqui, deram os seus primeiros passos no mundo do jornalismo. Todos são parte integrante da nossa memória, escreveram e escrevem a nossa história.

Igualmente, aqui registamos o nosso obrigado a todas as empresas, entidades e instituições que com o seu apoio, dão o seu contributo para mantermos este jornalismo de proximidade, vivo e activo.

Vamos continuar presentes na vida da região. Vamos continuar a dedicar a nossa paixão ao jornalismo local e regional. Vivos e activos com jornalismo de proximidade.
Vamos continuar, fazendo o melhor que conseguimos, com os recursos que temos. Sempre assim foi, sempre assim será, acreditem, é dificil, sim, mas o sonho comanda a vida.
Fazemos o que é possível, até um dia fazermos o impossivel.
Uma coisa sabemos, não abdicamos, nunca seremos submissos. Essa será sempre uma marca da nossa vivência quotidiana, fazer jornalismo com paixão ao serviço da comunidade.
Um jornalismo que se ergue do chão, e, todos os dias, ergue bem alto as palavras - Liberdade, Pluralismo, Independência.

A todos os que nos respeitam e nos dão força para fazer cidade e cidadania, escrever esta memória, porque nas nossas páginas estão as memórias de duas décadas da nossa comunidade.
Continuaremos- fazendo, porque, afinal, a vida faz-se fazendo, sonhando e lutando.
Do chão, com um sorriso no rostos, erguemos todos os dias os nossos passos. Pela Liberdade e pela democracia!
Obrigado a todos!

António Sousa Pereira

25.09.2020 - 00:15

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.