Conta Loios

inferências

Inferências - Concelho do Barreiro nos Censos de 2021
Continua na via de envelhecimento e de perda de população
É urgente inverter esta situação

Inferências - Concelho do Barreiro nos Censos de 2021<br>
Continua na via de envelhecimento e de perda de população<br>
É urgente inverter esta situação Os Censos de 2021 são uma das matérias mais interessantes que o ano que ficou para trás deixa para reflectirmos, são um legado que permite abrir caminho para pensarmos a nossa realidade sociológica, e, muito particularmente avaliarmos as consequências sobre o território do concelho do Barreiro, quer os originados pela desindustrialização que arrastou consigo a descomercialização, quer da desferroviarização que nos colocou num gueto.

Nos resultados provisórios dos Censos de 2021, divulgado pelo INE, constatamos que em Abril de 2021 residiam no concelho do Barreiro 78.764 indivíduos, sendo 36.708 de homens e 41.651 de mulheres, registando-se de uma descida demográfica de 0,5% comparativamente aos Censos de 2011. Quanto a homens a descida foi de 1.7% (eram 37.347, em 2011) e, no que diz respeito a mulheres a descida foi de 0,6% ( eram 41,417, em 2011).
Na verdade comparativamente a 2011 continua a verificar-se um maior índice de mulheres na população residente.

Assim como em Portugal comparativamente com 2011 a população residente reduziu-se em 217 376 pessoas, representando um decréscimo populacional de 2,1%, o mesmo fenómeno verifica-se no concelho do Barreiro. Esta realidade da perda de população no concelho do Barreiro durante muitos anos foi uma arma de arremesso das forças de oposição ao PCP/CDU, força politica dominante.
Apesar de nos últimos anos no concelho do Barreiro se registar uma aumento de população estrangeira residente, tal não contribuiu para que se registasse a redução de população, apenas, certamente, contribuiu para estagnar o aumento do saldo negativo.

População com mais de 65 anos aumenta 17,8%

No concelho do Barreiro regista-se o mesmo fenómeno de envelhecimento da população do país, verificando-se um crescimento de 17,8%, na população com 65 e mais idade, comparativamente a 2011.
Nos Censos de 2021, residiam 8.435 homens, com 65 e mais idade, enquanto, em 2011 residiam 7.426, uma diferença de 13,6%.
No que diz respeito a mulheres, com 65 e mais idade, nos censos de 2021, eram 11.592, enquanto, em 2011 eram 9585, um aumento de 20,9%. No global a população residente com 65 anos ou mais registou um aumento de 17,8%.
Este fenómeno de envelhecimento da população também foi outra das armas de arremesso, durante décadas, das forças da oposição à força politica dominante PCP/CDU.

Ligeiro crescimento de alojamentos e descida no número de edifícios

No que respeita ao parque habitacional o concelho do Barreiro registou um ligeiro crescimento do número de alojamentos, na ordem de 0,1%, sendo nos censos de 2021 um total de 41.827 alojamentos, mas, no que diz respeito a edifícios, registou-se uma diminuição de – 1,2%, existindo nos censos de 2021 um total de 10.871 edificios destinados à habitação.

População com idades entre 25 e 64 anos desceu 7,8%

Ainda no que diz respeito à população residente, com idades entre os 25 e 64 anos, nos censos de 2021, registou-se uma descida de 7,7% .
Em 2011,entre os 25 e 64 anos, residiam 20.448 homens, enquanto em 2021, o valor baixou para os 18.850, menos 7,8%.
No que diz respeito a mulheres, em 2011, residiam 22.664, enquanto que em 2021, o valor desceu para 20.318, um decréscimo de 7,7%. No global, a população residente entre os 25 r 64 anos registou um decréscimo de 7.8%.

População entre os 0 e 14 anos reduz 8%

Ainda ao nível demográfico é importante verificar que nos censos de 2021, no que diz respeito a população residente com idades entre os 0 e 14 anos, igualmente, comparativamente a 2011, registou-se um decréscimo populacional de 8%.
Em 2011, com idade entre 0 e 14 anos, residiam 5.717 homens, enquanto, em 2021, registou-se um total de 5.279 homens, menos 7,7%.
Em 2021, residiam nesta faixa etária 5.046 mulheres, enquanto, em 2011 registavam-se o número de 5.504, verificando-se um decréscimo de 8.3%. No global, a população residente com idades entre 0 e 14 anos diminuiu 8%.

Nas idades entre 15 e 24 anos regista-se um aumento de 11%

Por fim, ainda de cordo com os dados provisórios divulgados pelo INE, nas idades entre 15 e 24 anos, regista-se um aumento de 11%.
Nos censos de 2021, residiam no concelho do Barreiro, com idades entre 15 e 24 anos, 4.144 homens, enquanto em 2011, eram 3.756, um aumento de 10,3%,
No que diz respeito a mulheres, em 2021, residiam 4.094, enquanto nos censos de 2011 registava-se o valor de 3.664, comparativamente verifica-se um aumento de 11,7%.

O Barreiro precisa de encontrar caminhos para se pensar.

O economista Luis Tavares Bravo, actual líder do PSD no concelho do Barreiro, nas últimas eleições autárquicas tentou colocar este tema em debate, mas esbarrou num muro de silêncio, no entanto, este é um tema actual, um tema que está estreitamente ligado à estratégia do PDM - que nunca mais sai da gaveta - do modelo de cidade e de concelho real, e não daqui a 500 anos, e, debater afinal, se o crescimento demográfico é indissociável apenas do crescimento imobiliário ou deve, sem dúvidas, passar pela atracção de empresas e encontrar soluções para os vazios urbanos gerados pela desindustrialização.
Na verdade, o Barreiro precisa de encontrar caminhos para se pensar.

António Sousa Pereira

01.01.2022 - 20:09

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.