Conta Loios

inferências

Rosto da Semana – Barreiro
Luciano Barata - o nascer do sonho da ESCOLA- TEATRO PROJÉCTOR

Rosto da Semana – Barreiro<br />
Luciano Barata -  o nascer do sonho da ESCOLA- TEATRO PROJÉCTOR O Grupo de Teatro Projéctor é indissociável de um nome: Luciano Barata. Actor. Encenador. Homem do teatro, que ama o teatro e vive para o teatro.
Luciano Barata é um nome, igualmente, indissociável da história do teatro no concelho do Barreiro e na região de Setúbal.

Luciano Barata, ao longo dos anos inscreveu seu nome, em diversos projectos, da Quinta da lomba ao Lavradio, do Barreiro a Palmela e, naturalmente, em diversos grupos do concelho e da região.

O Projéctor foi o seu grande sonho – o seu grupo – e, ao longo dos anos foi vagueando por diversos espaços, da SIR «Os Penicheiros», para a SDUB «Os Franceses», do Bairro Marques da Costa para a Verderena, sempre de casa às costas, nunca desistindo de ter, um dia um espaço próprio, onde dinamizasse um projecto cultural, ligando o teatro à cidade e à vida.
O Teatro Projéctor ao longo dos anos cresceu, evoluiu, teve retrocessos, viveu como todos os projectos crises internas, dores de crescimento, conflitos de visões culturais, problemas humanos, porque o teatro é uma arte que nasce nas raízes do ser humano, das máscaras, do viver personagens, do reinventar a vida.

Luciano Barata, ao longo de todos estes anos, quase três décadas, teve um sonho – o sonho de ter um espaço para o projector, como outros, com tal, foram abençoados.
E, pelo que sabemos, tudo começou na gestão CDU e agora concretizou-se nesta gestão PS, com a cedência, ao Teatro Projéctor, das instalações da antiga Escola Primária, na Rua Professor Vicente França.

Finalmente, o Teatro Projéctor tem uma casa própria, tem um espaço onde pode desenvolver um projecto teatral e cultural, um projecto de intervenção civica, um projecto de cidadania, que, desde já, no seu arranque tem dentro de si essa energia do voluntariado a erguer paredes, a levantar do chão as raízes do futuro.

O Teatro Projéctor tem agora pela frente o maior desafio de todos os tempos, ser capaz de colocar a ESCOLA- TEATRO PROJÉCTOR na agenda cultural da cidade e da região.
Luciano Barata, está de parabéns, porque nunca desistiu, porque lutou por um sonho, ter instalações, onde pode nascer um projecto, que não é só para uma realização pessoal, mas que, obviamente, tem que ser para a realização de um projecto cultural do Teatro Projéctor.

No dia 29 de Julho, com a peça encenada por Abilio Apolinário, com base em textos de Gil Vicente, pode dizer-se que, o Teatro Projéctor, iniciou o seu novo caminho com merecidos aplausos, com um grande espectáculo, belo na encenação e belo nas interpretações.
Foi um começo com chave de ouro!
Luciano Barata, actor, encenador, está de parabéns, aqui fica, pois, merecidamente, esta distinção de Rosto da Semana.

António Sousa Pereira

31.07.2022 - 13:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.