Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 18 de Outubro 2017
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Kira – um artista com o Barreiro escrito no seu sangue


Rosto da Semana – Barreiro
Augusto Sousa – um exemplo do fazer cidadania


Por dentro dos dias - Barreiro
“Felizmente há luar”!


Inferências - Barreiro
A afirmação do «bloco central» da região de Setúbal


COLUNISTAS
Vigiar e intervir antes de ser tarde demais!
Por Nuno Banza
Barreiro


Coerências
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


AUTARQUIAS e CONTABILIDADE DE CUSTOS
por José Caria
Montijo


Sobre maiorias e nem tanto
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Notas soltas
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Baixa da Banheira, uma questão de memória
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BASTIDORES
PSD Barreiro
Retira propaganda eleitoral


Continuar a intervir pelas aspirações dos trabalhadores e do povo do Barreiro
Resultados eleitorais verificados não reduzem a determinação do P


CDU vence as eleições autárquicas em todas as autarquias do Concelho da Moita
Merecendo uma vez mais a confiança do povo do nosso concelho


Situação da EMEF no Barreiro
PCP questionou Governo


Bloco de Esquerda nas Autárquicas no Concelho da Moita
Aumentou número de votos em todos os órgãos autárquicos e autarcas eleitos


Concelhia do Barreiro do Bloco de Esquerda
«Subiu a votação quer em número de votos, quer em termos percentuais»


Construir um melhor Barreiro em conjunto com todos quantos queiram colaborar neste objetivo.
Move-nos a ambição de dar futuro à terra que amamo


Com a vitória do PS o distrito de Setúbal
Ganhou condições para afirmar-se como um distrito moderno e cosmopolita


CDU é a força mais votada na Região de Setúbal
sublinha a Organização Regional de Setúbal do PCP


CDS Barreiro apela ao entendimento no futuro executivo camarário
De forma à obtenção de uma solução estável e promotora do crescimento


ENTREVISTA
Dois jovens de Huelva para o Barreiro
«Nós nos enamorámos pelo Barreiro»



AS EMPRESAS
Setúbal - Diversas empresas e instituições da região marcam presença
Mostra de Oportunidades de Emprego e Empreendedorismo


Palmela - Porto de Setúbal já exporta novo modelo da Volkswagen
1800 T – ROC tiveram primeiro embarque


Seixal - Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas
Propõe 18 medidas para Orçamento de Estado 2018


No Museu Industrial da Baía do Tejo - Barreiro
Meeting de Manutenção Industrial


DESPORTO
Moita - 1º Passeio de BTT CRI/abreOLHOS
Inscrições estão abertas


Um regresso de equipas do Barreiro a competições internacionais
GDESSA nas competições europeias de clubes


A 1ª Regata de Remo de Mar no Barreiro no Clube Naval Barreirense
4ª Etapa do Circuito Nacional de Remo de Mar - Fundação do Desporto - 2017


Clube de Vela do Barreiro
Maria Tavares termina no 4º lugar da geral (3º feminino) no Nacional de Iniciados


PERSONALIDADES
Setúbal - O «bispo vermelho» esteve quando foi necessário «no lado certo da história»
D. Manuel Martins «fica para sempre na memória de todos o


»Regina Janeiro - Aprendi tanto que o Barreiro tinha para me ensinar»
Esta Terra também me marcou e passou a fazer parte da minha vida


AS ESCOLAS
Barreiro - Duas turmas do 2º ano da Escola Básica Telha Nova 1 colocaram a ‘mão na massa’
«Cozinhar a Brincar» na Escola


Barreiro - «A Escola Somos Todos Nós 2017/18»
Subordinada ao tema «Os Nossos Moinhos»


Semana dedicada ao empreendedorismo no Politécnico de Setúbal
Turismo e novas tecnologias debatidos na 12.ª Business Week


Setúbal - Ciclo «Música e Ciência» vai passar pelo IPS
Concerto/conferência tem lugar a 19 de outubro, pelas 15 horas, no auditório nobre


Setúbal - IPS recebe 24.º Congresso Internacional de Animação Sociocultural
Abertura, no dia 19, é dedicada ao valor patrimonial do edifício da


Divulgação dos recursos educativos disponibilizados pelo Município da Moita
Quinzena da Educação marca arranque do ano letivo no concelho


REPORTAGEM
«Obrigado, por tudo o que fez pelo Barreiro»
palavras do Chefe do Estado Maior da Armada.


Doação do Espólio de Augusto Valegas
Honrado por ser um dos meus últimos actos com Presidente da CM do Barreiro


Barreiro - No ano dos 150 anos da velhinha lavradiense
O «Hino da SFAL» tocado por três bandas foi vivido com muita emoção


Barreiro - Concurso de Fotografia
António Mendes Rosa foi o vencedor
. Premiados Filipe Cardeira e Joaquina Coelho Bernardo


MOLDURA
Casos de Policia na Península de Setúbal
No Seixal detido individuo pelo crime de resistência e coacção sobre elemento Policial.


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Assinala Dia Mundial da Alimentação


Resgate de praticantes de parapente em Sesimbra
O praticante caíu na água.


Barreiro - Ateliê «Artistas a Brincar»
Inscrições abertas


Barreiro - OUT.RA - Associação Cultural
Retorna com uma das verdadeiras lendas vivas do jazz mundial


Setúbal - Quebra Nozes regressa ao Forum Luísa Todi
A MAGIA do NATAL ESTÁ A CHEGAR!


Barreiro - Salão de Arte Postal
Promover uma cultura para a paz


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
NOVA FORMA DE CONTACTO COM OS UTENTES


Barreiro Rocks
Dias 3 e 4 de novembro


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe
Fado enCante – Mestre António Chainho & Monda


Barreiro - Auditório Municipal Augusto Cabrita
Concerto com João Pedro Pais


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
IX Jornadas do Serviço de Medicina Interna do CHBM


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
IV JORNADAS DO DIA MUNDIAL DA DIABETES


AUTARQUIAS
Barreiro - União de Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
Tomada de Posse


Moita - União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Tomada de Posse dos Órgãos Autárquicos


Moita
Instalação dos Novos Órgãos Autárquicos


Montijo - Tomada de Posse dos Titulares dos Órgãos Autárquicos
Dia 20 de outubro no Salão Nobre dos Paços do Concelho.


No AMAC – Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Vai decorrer a tomada de posse do novo executivo Municipal


OPINIÃO
D. Manuel Martins fez-me «nascer de novo».
Por Eugénio Fonseca
Setúbal


Sobre o processo Autoeuropa Volkswagen
O antes e o agora, falta o depois!
Por Fernando Sequeira
Palmela


DIREITOS GARANTIDOS E NÃO TEMPORÁRIOS
Por Francisco Oliveira
Barreiro


ACÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL E O OSTOMIZADO, INTERNACIONALIZAR O NOSSO CONHECIMENTO
Potr Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Moita / Barreiro - NO Ginásio Atlético Clube da Baixa da Banheira
Isabel Angelino apresenta «Cante P’ra NÓS» a 21 de outubro


Barreiro – Na SFAL Sociedade Filarmónica Agrícola Lavradiense
Noite de Fados dia 28 de Outubro


Barreiro - Marcha Solidária da Associação de Mulheres com Patologia Mamária
Vai «pintar» o Barreiro de verde no dia 22 de Outubro


LIVROS
Na Casa da Cultura em Setúbal
Apresentação do romance «Coração Mais que Perfeito» de Sérgio Godinmho


POSTAIS
Barreiro – Ardeu autocarro dos TCB
Estava parado e sem passageiros


Barreiro - Um abraço a Augusto Sousa na hora da despedida
Porque a vida é sempre...uma aprendizagem em todo o tempo que vivemos


Barreiro - Associação Vem Vencer
A nova carrinha já está ao serviço da comunidade


«Aqui na margem sul - no Barreiro - encontrei um grande Mestre»
Salientou Sei Miguel na abertura do segundo espectáculo do OUT.FEST


Barreiro - Uma noite que nos convidou a sentir os sons
Casa cheia na Igreja de Santa Maria aplaudiu espectáculo de abertura do OUT.FEST


ARTES
Igreja de Nossa Senhora do Rosário do Barreiro
Concerto de Canto e Órgão


TAS - Teatro Animação de Setúbal
«A Noite dos Poetas»


AGENDA
FORUM BARREIRO
Castello Lopes Cinemas
Programação Semanal


No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
AMAC Júnior


EUROPA
Rede Europeia de Cidades do Vinho
Vai promover o Dia Europeu do Enoturismo


opinião rostos.pt - o seu diário digital

Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual
Por Jorge Moniz
Barreiro

Cidade não oferece qualidade de vida – reflexões sobre o Barreiro actual<br />
Por Jorge Moniz<br />
BarreiroO Barreiro actual continua a ser uma cidade com um espaço público altamente degradado e vandalizado.
Para além de altamente politizada, a cultura da cidade encontra-se fechada em si mesma e ausente de parcerias nas várias vertentes de expressão artística.

O Barreiro actual continua a ser uma cidade com um espaço público altamente degradado e vandalizado. Como consequências de um panorama de deserto empresarial e de um baixo poder de compra, o comércio local, com algumas excepções, não oferece qualidade, e o sentimento de insegurança devido a uma crescente descaracterização e degradação social é elevado. As instalações desportivas estão cada vez mais deslocalizadas do centro e os equipamentos de lazer são diminutos. Tudo isto contribui para uma descaracterização da cidade e para um êxodo igualmente crescente para cidades próximas que garantem melhor qualidade de vida. Os jovens estão cada vez mais ausentes do dia-a-dia da cidade e abandonam-na à primeira oportunidade face ao desinteresse laboral e cultural que aqui se vive. Alguém dizia que o Barreiro não se pode tornar na terra onde vimos visitar os nossos pais e os nossos avós. Infelizmente já o é em parte. A principal razão assenta na pouca oferta empregadora que tem originado uma debandada da classe média, fruto, não só de uma politica nacional castigadora do nosso concelho mas também de factores internos e de uma politica camarária pouco entusiasmante e de desconfiança face ao meio empresarial, especialmente o privado, visto até hoje, ao que parece, como um bem menor. Vamos por partes:

Ausência de politica cultural:
Para além de altamente politizada, a cultura da cidade encontra-se fechada em si mesma e ausente de parcerias nas várias vertentes de expressão artística. A descentralização de eventos da grande capital não chega ao Barreiro, ao contrário do que acontece com cidades vizinhas. Dois exemplos na área do cinema: festa do cinema francês e italiano. A dinâmica da cultura local, com base na atribuição de subsídios, é salva por associações culturais independentes do poder autárquico, que, apesar dos parcos recursos, desempenham o papel de autênticos milagreiros, fruto da competência dos seus impulsionadores. Dois exemplos na área da música: Barreiro Rocks e Outfest. Os espaços de lazer e a vida nocturna, com pequenas excepções, há muito se tornaram decadentes. A oferta de qualidade é escassa. A vida nocturna barreirense há muito que não faz parte dos planos do grosso dos seus habitantes. As famílias sentem uma forte necessidade de procurar nos concelhos vizinhos o que persiste em não existir na cidade. A cidade é cada vez mais um dormitório e cada vez mais desinteressante do ponto de vista cultural e a falta de um grande evento que a coloque no mapa e que atraia novos visitantes impulsionando o comércio e empresários locais continua a não existir. A cidade nem dispõe de um pavilhão multiusos. Veja-se o que aconteceu com Sines através do seu festival Músicas do Mundo. Ou das várias feiras organizadas pela Câmara Municipal de Grândola.

Poluição visual e falta de tratamento do espaço público:
A vandalização de paredes, encontra-se, possivelmente, já fora de controlo. Nem o edifício da câmara escapa, parecendo proporcionar, pelo tempo em que se encontra neste estado, uma convivência harmoniosa com os actuais responsáveis camarários. Veja-se o estado da estação do Barreiro-A ou da passagem desnivelada. Já alguém se terá preocupado em resolver a situação? A actual poluição visual transmitirá conforto e prazer aos seus habitantes? Ou, pelo contrário, identifica a cidade com um sentimento de permanente insegurança?
O mesmo se pode dizer da situação descontrolada, degradante e gravíssima que se vive no Barreiro velho, já bastante descaracterizado, e que não pode ser explicada exclusivamente com a ausência da esquadra no bairro, mas antes, por um abandono total e desinvestimento por parte da autarquia relativamente à zona, nomeadamente através da ausência de zonas pedonais e de incentivos à criação de espaços lúdicos na zona. Já imaginaram as ruas interiores do Barreiro velho floridas, com esplanadas, galerias de arte? Hoje em dia temos ruas que são parques de estacionamento. A cidade vive numa atmosfera sem rei nem roque e de anarquia.
As infra-estruturas desportivas são diminutas e de pouca qualidade. A última grande infra-estrutura desportiva construída na cidade terá sido, imagine-se, a construção do Estádio Alfredo da Silva, já com mais de 50 anos. Até hoje, pouco ou nada de grande dimensão e que responda às necessidades das populações foi feito. A piscina existente data do pré 25 Abril. O que foi feito até agora? Um tanque no Lavradio? Continuamos a não dispor de uma pista de atletismo em condições. Não será este também um meio de cativar populações?
Todos estes factores dão origem a um ciclo vicioso entre a fuga de habitantes e a existência de uma oferta lúdica que os prenda à cidade. Seja qual for a próxima força política a habitar o edifício da câmara municipal a partir da próximas eleições autárquicas, mesmo que perdure a continuidade, deverá ter alguns destes aspectos em conta. Apesar da importância de alguns dos projectos que estão na calha para os tempos mais próximos, e de poderem proporcionar uma inversão de sentido do que até aqui foi dito, pouco reflexo terão na vida dos habitantes da cidade se não se inverter a actual (falta de) política de cativação empresarial, correndo-se o risco de se governar a câmara para um vazio populacional cada vez mais acentuado.
Resta-nos continuar o perpétuo discurso do potencial desaproveitado e de que a culpa é sempre dos diabos que vêm de fora?... ainda alguém acredita nisto?

Jorge Moniz

11.02.2017 - 15:45
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: José Manuel Almeida
comentario: Excelente análise. Recuando ao tempo em que o Barreiro era o centro da revolução industrial - protagonizado pelo Sr. Alfredo da Silva - regressamos a um tempo em que a Cidade está estagnada, seja do ponto de vista empresarial (referida no texto) seja num dos aspectos que me parece de fundamental importância: a necessária inclusão do Barreiro na Rota Turística da Península de Setúbal. São necessárias obras que promovam o incremento de actividades desportivas de grande importância, a par de outras que permitam, por exemplo, concentrar eventos em formato de Congressos, Exposições, permitindo a fixação de unidades hoteleiras - que como os Barreirenses sabem, não existem! Há fortes razões para mudar de liderança e a mudança passa inevitavelmente pela renovação. Na verdade a bem do Barreiro - Terra Portuguesa - já se vislumbram novos horizontes de esperança. Não conheço o Sr. Jorge Moniz pessoalmente mas as suas palavras posso entendê-las como uma lufada de ar fresco que faz falta. Há mais para ser dito e escrito.Bem haja!
nome: João Pintassilgo
comentario: Brilhante análise, Caro Jorge Moniz. Já são muitos os Barreirenses a terem a mesma opinião. A questão que se coloca neste momento é que chegou a hora de contribuirmos todos para promover a mudança necessária. A CDU e o actual executivo já demonstraram não serem capazes de darem satisfação ao desejo de muitos Barreirense em transformar a nossa terra num Concelho dinâmico com actividade económica e uma Cidade moderna que retenha a nossa juventude.
nome: Orlando Grilo
comentario: Srº Jorge Moniz:sem o conhecer penso como o Srº!!! Parabéns pelo texto e verdade escrita sem mentiras!!! Foi sócio do F.C.Barreirense durante 23 anos e "chorei" aquando a sua demoluição pelos motivos que muitos sabem...de quem a culpa?Polis?Muito bonito junto ao rio...e o resto?Será que o IMI vai beneficiar a etnia cigana na avenida da praia?Vista para o mar e tal...Coina é só buracos e flores para tapar a boca de quem lá vive...temos stand´s ilegais nas rotuntas Retail Park em Coina(aonde a G.N.R faz operações STOP escondidos) outro ilegal na rotunda das "bandeiras" nas Covas de Coina(Santinha),mais outro no Sucateiro das Covas de Coina(mais um sitio de Operações Stop)...será que ninguem pensa quem ganha com isto???Pensem!!!Gosto muito do Barreiro como cidade,nasci,cresci,estudei ,casei e desiti!!!
nome: Maria Marques
comentario: Concordo contigo Jorge, de facto os jovens há muito emigraram e migraram, o Barreiro Velho é o triste ícone desta cidade., e o que mais custa, é que há coisas que não custam dinheiro, apenas criatividade. O exemplo que deste do edifício da Câmara, é por demais evidente, o cartão de visista de qualquer terra, normalmete é o edifício do Município, aqui é a nossa vergonha. Será que ao menos no dia "B", não haveria uma latinha de tinta caridosa que pusesse fim àquela degradação?

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

PUB. - ANUNCIO

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND