Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 18 de Fevereiro 2019
Por Maria Helena


Barreiro - Rostos do Ano 2018
«Rosto do Ano na área MEMÓRIA» atribuído a Cardoso Ferreira


Barreiro - Rostos do Ano 2018
«Rosto do Ano na área ESCRITOR» atribuído a Paulo Matias


Barreiro - Rostos do Ano 2018
«Rosto do Ano na área VETERANO» atribuído a Mário Durval


Barreiro - Rostos do Ano 2018
«Rosto do Ano na área COMUNICAÇÃO SOCIAL» atribuído a Armando Seixas Ferreira


Barreiro - Por dentro dos dias
As ruas são o miradouro da vida!


ROSTOS DO ANO 2018
Reconhecimento aos que contribuíram para valorizar o concelho do Barreiro


Rota 66
«Acordo de Geminação das Memórias» entre Peniche e Barreiro


A(nota)mentos - Barreiro
Pensar e projectar a construção de uma nova Biblioteca


Inferências - «Habemus Terminal»!
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»


COLUNISTAS
Objetivo
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Silêncios supersónicos, o estranho caso do apeadeiro aéreo do Montijo
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BEM VINDO 2019
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Unidade de Depósito e Transformação de Bivalves do Rio Tejo no Barreiro
Recebe visita da Ministra do Mar


Federação de Setúbal saúda escolha de Pedro Marques
«Distrito de Setúbal é testemunha do benefício da sua ação para as populações»


Na Assembleia Municipal de Almada
CDS-PP vai propor atribuição do nome de Zé Pedro (Xutos e Pontapés) a uma rua


Na Casa da Cultura da Baía do Tejo - Barreiro
10.ª Assembleia da Organização Regional de Setúbal do Partido Comunista Português


Setúbal - Presidente da Distrital do PSD, Bruno Vitorino
Não entende a opção por embarcações a gás natural para fazer a travessia do Tejo


Secretariado da Concelhia do Partido Socialista da Moita
A lei para o PCP é a do Quero, Posso e Mando


ENTREVISTA
Barreiro - TCB pode alargar serviço a concelhos limítrofes
Colaborar na mobilidade de Sesimbra, Palmela e Seixal para além da Moita
. Novos au


Desconstruir aquela ideia do Barreiro coitadinho
Projecto «Start XXI» uma aposta no desenvolvimento económico


AS EMPRESAS
WEC Lines com 4 serviços no Porto de Setúbal
Uma crescente complementaridade de serviços


Soflusa muda de empresa e desocupa trabalhadores
Substituídos por trabalhadores de outra empresa


Administração da SIMARSUL
Dedica a distinção «Rostos do Ano na área do ambiente» a todos os seus trabalhadores


Lançado pelo Grupo AdP – Águas de Portugal e dinamizado pela SIMARSUL
Jogo de sensibilização online desafia comunidade escolar e população para o


DESPORTO
No Torneio «Twist Acro Cup» em Cascais
Par junior do ACROSFAL conquista 2º lugar na competição


Academia de Judo do Barreiro / Grupo Desportivo Fabril do Barreiro
Excelente participação no Open de Juvenis da Associação Distrital de Judo de


Barreiro - Neemias Queta,ex-jogador do Futebol Clube Barreirense
Poderá ser o primeiro português a ingressar na liga NBA.


CNB Coimbra 2019

Na 2ª Prova Apuramento Nacional 420
Clube de Vela do Barreiro coloca 2 tripulações nos 5 primeiros lugares


Academia de Judo do Barreiro / Grupo Desportivo Fabril
Excelente participação na Copa de Espanha


Barreiro – Remo do Clube Naval Barreirense
Deslocou 8 atletas ao «Abierto de Andalucia» em Sevilha


PERSONALIDADES
Joana Niza Braga do Barreiro distinguida em Los Angeles
Recebe prémio «Cinema Audio Society Awards»


AS ESCOLAS
Ciclo promovido pelo Politécnico de Setúbal cumpre segundo debate
Roteiro reúne investigadores, educadores e escritores negros


Ranking de Escolas do Ensino Básico
Colégio Minerva 1º lugar no concelho do Barreiro


Ranking de Escolas no Secundário
Colégio Minerva 1º lugar no concelho do Barreiro


Barreiro - «A tua Europa, a tua voz« YEYS 2019
Colégio Minerva representará Portugal no Forum do Comité Económico e Social Europeu.


Politécnico de Setúbal inaugura programa do 40.º aniversário
«Fado com poesia» com Tiago Correia abre comemorações a 22 de fevereiro


Barreiro - Desfiles de Carnaval das Escolas
Realizam-se nos dias 28 de fevereiro e 1 de março


REPORTAGEM
A MOCA – associação ‘Movimento Organizado Cultural e Artístico’
«A Moita é uma nascente artística»


António Bravo, Maestro da Banda Filarmónica da Moita
«A música abre caminhos ao encontro de gerações»


Kira deu muito ao Barreiro, o Barreiro deve ajudar o Kira.
Um atelier e uma casa para viver com dignidade


Barreiro - Na Região de Setúbal serão assinalados 96 anos do CNE – Corpo Nacional de Escutas
Preparar os jovens para as profissões que ainda nã


Top Leitores da Biblioteca 2018
Todos premiados receberam «Uma viagem pelo Barreiro» de Bruno Vieira Amaral


Barreiro - «Sonhos...e ilusões» um livro onde as palavras se cruzam e florescem
Ler e conhecer...«um coração onde muitas marés bateram»


MOLDURA
Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados
Conferência sobre «Violência Doméstica» no Seixal


OUT.FEST - Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro
É finalista dos Iberian Festival Awards e renova selo EFFE


Casos de Policia na Península de Setúbal
Em Almada detido indivíduo por posse de 90 doses de haxixe


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Implementa alerta de consulta por SMS


Barreiro - Comédia «Os Vizinhos de Cima»
Nova sessão dia 24 de março no AMAC


NO FORUM BARREIRO
EXPOSIÇÃO PEQUENOS FORMATOS DO ARTISTA KIRA


No salão da Igreja de Santo António da Charneca - Barreiro
Robertinho Marques em ação solidária


AUTARQUIAS
Barreiro – Pista de Gelo instalada no Parque da Cidade
Município entregou 13.215€ da venda de ingressos às IPPSS’s do Concelho.


Barreiro - Receita do Concerto Solidário de José Cid
Município entregou 3090€ às corporações de Bombeiros
“Que haja mais iniciativas de


Barreiro - No Auditório Municipal Augusto Cabrita
Sessão de Esclarecimento sobre Quinta do Braamcamp


Moita aposta na eficiência energética
Substituição da iluminação pública existente por iluminação LED


Barreiro - Na Sala de Sessões dos Paços do Concelho
Reunião Pública de Câmara
. Dia 20 fevereiro


Moita | Tomada de Posição dos Presidentes das Assembleias e Juntas de Freguesia do Concelho

«Queremos tornar o Barreiro um concelho com boas práticas dirigidas às famílias»
Bruno Vitorino apresenta candidatura ao programa «Autarquia F


Ao longo do ano no Barreiro Ciclo «Novos Desafios do Poder Local»
«Democracia Participativa à Escala Local» é o tema do 2º Seminário


OPINIÃO
Gestão com e para as pessoas
Por Alexandra Serra
Sesimbra


QUINTA BRAAMCAMP, EM TERRAS DE ESPLENDOR
Por Armando Teixeira
Barreiro


Quanto vale a Quinta do Braamcamp? ( 2 )
Por Rui Lopo
Barreiro


Quanto vale a Quinta do Braamcamp?
Por Rui Lopo
Barreiro


OS ERROS EM POLÍTICA PAGAM-SE CAROS (1)
Por José Bastos
Montijo


Ignorar a realidade
Por Alcídio Torres
Montijo


O mito «No Barreiro não há nada para ver!»
Por Gonçalo Brito Graça
Barreiro


Gripe e a sua prevenção
Por Joana Peralta e Inês Silva
Barreiro


Viver plena_mente: Mindfullness
Por Sandra Pereira
Barreiro


Era uma vez … uma promessa, um centro de saúde, mais médicos e a credibilidade …
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - XI Jornada de Recolha de Medicamentos do Banco Farmacêutico
Contribuir com medicamentos sem receita médica ou produtos de saúde


Nos 170 anos comemorar a Classificação do Património Ferroviário do Barreiro
De Interesse Nacional e a implantação do Núcleo Museológico


Barreiro - MELLITUS CRIANÇA DISTINGUIDA INTERNACIONALMENTE
Donativo do NATO Charity Bazaar destinado à aquisição de dispositivo para medição da


POSTAIS
Biblioteca Municipal do Barreiro divulga autores barreirenses
Ciclo Encontros «OAUTOR E OS LIVROS»


No Distrito de Setúbal não temos condições de acolhimento para crianças
No nosso sistema de tutela não temos Unidades Terapêuticas


Barreiro - Em Portugal as perturbações psicóticas atingem mais as mulheres
Uma em cada quatro pessoas vive com doenças mentais


Barreiro - Arteviva «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»
Estão ali pessoas reais…em personagens reais!


ARTES
ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
Em cena «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»


EUROPA
Europa - Previsões económicas de inverno de 2019
Moderação do crescimento devido a incertezas a nível mundial


Combate à incitação ilegal ao ódio em linha
Código de Conduta da União Europeia garante uma resposta rápida


opinião rostos.pt - o seu diário digital

A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro

A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS<br />
Por Vitor Bento Munhão<br />
BarreiroPortugal tem sido até ao momento um país de tabus e limitações, evitando tocar num assunto tão pert inente como é a condição social e f ísica da Pessoa com Ostomia de El iminação que, e cada vez mais aumenta no seu número e at inge cada vez mais uma faixa etária mais nova .

Quando se fala em direitos sociais do doente, existe o hábito de se generalizar e nunca especificar as necessidades especiais de cada patologia ou condição fisica, no caso em assunto o contexto social da pessoa com ostomia de eliminação.
Portugal tem sido até ao momento um país de tabus e limitações, evitando tocar num assunto tão pertinente como é a condição social e física da Pessoa com Ostomia de El iminação que, e cada vez mais aumenta no seu número e atinge cada vez mais uma faixa etária mais nova .

Para percebermos do que e de quem falamos é necessário ir para o terreno, conversar com a comunidade, perceber as razões a que levam a construção de um ostoma e perceber quais as suas implicações no dia-a-dia. Perceber a comunidade em si e a pessoa ao nivel individual e fami liar , o contexto clínico deixamos para quem de sua competencia deverá explicar , ao Médico e ao Enfermeiro.
Falamos de uma comunidade que se calcula entre os 16 e os 17 mi l indivíduos e onde mais de 72.9% são do sexo masculino e mais de 80% com idade acima dos 65 anos. A baixa eliteracia prevalece, onde a maioria possuie apenas a antiga 4ª classe e onde o rendimento mensal se situa entre os €199.53 e os +/- €380 ( referencia de 2017). Falamos de uma população maioritariamente numa condição de reforma ou aposentação por força da sua idade, reforçado pelo factor da construção do estoma ao qual lhe é atribuida por norma uma pensão por invalidez acima dos 60%.

O impacto desta mudança fisica acarreta incontáveis alterações , nomeadamente os planos de futuro e responsabilidades, bem como os padrões de interacção. De facto, toda a família é envolvida numa eminente situação de crise, sendo que a condição do ostomizado provoca obrigatoriamente uma alteração toda a dinâmica habitual do dia-a-dia.

Reabil itar esta pessoa torna-se a meta principal da equipa multidisciplinar , composta por médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais entre outros que assistem o ostomizado, na sua (re) integração na sociedade, identificando e ultrapassando os obstáculos que possam impedir a sua adaptação ou reabilitação.
Para este cidadão, a qualidade de vida e o bem-estar é o alcance máximo na medida em que ao ser intervencionada poderá deixar de estar sujeito aos pesados tratamentos de radioterapia ou quimioterapia, com as consequências inevitáveis destes tratamentos e onde em alguns casos muito em particular o Ostomizado opta por não autorizar a reconstrução do intestino.

O regresso às actividades diárias torna -se uma prior idade o que leva o próprio individuo a avaliar essa qual idade, em alguns casos melhor do que antes. A part i r daí , os cuidados com higiene e alimentação asseguram a melhor ia na sua vida diária, assim como algum tipo de controlo sobre as consequências da ostomia.
Quando se começa a entender de Quem falamos, devemos então tentar perceber quais as politicas sociais e de saúde disponíveis para a comunidade sabendo que tem existido de forma continuada uma ausencia de estratégia social e de saúde por parte das entidades reguladoras do Estado onde o contexto financeiro sobe mais uma vez ao topo dos seus pensamentos e onde se aplicam medidas sem que se observem quais os efeitos secundários sejam eles sociais, logisticos ou financeiros e onde a recusa de diálogo com as entidades representativas não só de referência mas também com experiencia é uma constante!

É de facto um passo social e económico mui to importante para a pessoa com ostomia, a alteração da comparticipação de 90% para os 100% (Portaria 286/2016) do seu material de ostomia, onde na esmagadora maior ia dos casos, os 10% que estariam a cargo do ostomizado implicavam um esforço financeiro insustentável muitas vezes acima de 25 ou 45 euros conforme a referencia do produto, para quem aufere de uma pensão de € 1 9 9 . 5 3 , adicionando transportes , medicação, alimentação, etc . , conforme exemplo demonstrativo (. . ) Exemplo estudado em 2011: Valor de comparticipação pelo ostomizado entre os € 2 0 , 2 5 e os € 3 0 , 3 5 , para quem tem pensões de € 1 5 5 , 1 6 , considerando um universo de 713,340 Pensionistas (2012), é mais que previsível que e acumulando as restantes despesas correntes do mês , água, luz, alimentação, medicação e habitação é complicada a sua sustentabilidade financeira. (. . . ) . Apesar do valor médio que se apresenta ser eliminado surgem outros acréscimos que, será em bom rigor de se salientar e em especial quando exemplificamos o caso de um ostomizado no interior de portugal onde a
mobilidade e acessibilidade é mais reduzida e o custo dos transportes mais elevado. (. . . )

Exemplo estudado em 2013; Transporte em autocarro, num percurso no interior Alentejano e num percurso na ordem de 20 km utilizando a Rodoviaria do Alentejo pode custar +/ - € 2 9 não contabilizando o tempo e espaço temporal para o regresso a casa já que estes percursos não são escalonados de igual forma como nas grandes cidades, tempo de percurso +/ - 90 minutos (ida e volta) com intervalo de horário entre 2 a 4 horas .
Se por um lado julgamos positiva parte desta medida, por outro estranhamos não existi r um a justificação sobre a não inclusão dos dispositivos médicos pediátricos onde os casos sociais são uma presença constante, assim este ponto a seu tempo será questionado junto do Sr . Ministro da Saúde e entidades responsáveis, nomeadamente a ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde.

No contexto legal digamos que, imposto pelo Ministério da Saúde e entidade reguladora do medicamento (INFARMED) onde as dúvidas quer pela sua intenção quer inclusive pelo momento temporal em que é publicada a circular (CI046), podemos considerar -la um atentado, ao Direito da Livre Escolha por parte do Ostomizado, mas, será esta uma matéria a ser discutida nas instâncias apropriadas e em tempo oportuno onde algumas instituições já tomaram a sua posição ,
nomeadamente a entrega de uma Providência cautelar de suspensão de eficácia de normas com pedido de decretamento provisório cont ra: Ministério da Saúde, e Ex.mo Sr. Minist ro da Saúde e Ex.mo Sr. Secretário de Estado Adjunto e da Saúde , a qual foi deferida a favor da Associação pelo Tribunal Administrativo de Almada.

Com esta acção, a Associação Internacional para a Defesa da Pessoa com Ostomia pretende demonstrar que está atenta e preparada para a luta pelos direitos da pessoa com ostomia em Portugal e demonstrar que a esmagadora maior ia dos Ostomizados está a sofrer um incremento nas suas despesas mensais muito em especial por aqueles que residem no interior do país. Onde o facto de terem que se deslocar todos os meses ao médico de familia para solicitar a receita em muitos casos, provoca um aumento da despesa pessoal na ordem de +/-€29 (ex: interior Alentejano) em transportes obrigando-se a encomendar previamente junto da farmácia da sua área de residência, caso contrário sujeita -se a não ter o seu dispositivo disponível no próprio dia .

É óbvio que a Associação defende o controlo dos dispositivos médicos pelo Estado, não pela Associação Nacional das Farmácias, que a todo o custo e sem olhar a meios tenta esvaziar as competências do Serviço Nacional de Saúde, nesta e noutras áreas. Áreas que para além de consideramos de enorme especificidade técnica e clínica devem obrigatoriamente ser exercidas por pessoal com competências académicas e profissionais para tal.

Para além dos custos acrescidos ao ostomizado, suspeitamos que esta alteração da lei em beneficio da Associação Nacional d as Farmácias provoca um aumento dos custos ao Serviço Nacional de Saúde, na ordem dos 35 a 40%, face ao custo de anos anteriores querendo isto dizer que o estado ao concordar com a “exclusividade” ,da venda dos dispositivos médicos para as farmácias, vai suportar de forma legal as farmácias, com custos insustentáveis e onde o ostomizado não usufrui de qualquer beneficio, muito pelo contrário , esses custos vão repercutir -
se na pessoa com ostomia.
O Ministério da Saúde, ACSS e INFARMED continua a teimar n a aplicação de políticas que pouco ou nada promovem a qualidade de vida e o bem-estar da pessoa com ostomia, continuando a esquecer propositadamente factores tão importantes como maximizar a proximidade ás respostas sociais e clínicas. Existem população onde a farmácia de maior proximidade está a 25 quilómetros e onde a distribuição era realizada gratuitamente pelas instituições de solidariedade que faziam chegar à sua porta e sem custo s adicionais todo o material que necessitavam ou mesmo através das muitas visitas domiciliárias levadas a cabo por Enfermeiras voluntárias dessas instituições.


Vitor Bento Munhão
l icenciado em Serviço Social – ULHT / Pós-graduado em Gestão de Unidades Sociais e de Bem-estar –
ULHT / Doutorando em Serviço Social - ISCTE / Member of the Asso ciação dos Prof issionais de Serviço
Social (APSS) / Member of the Br i t ish Associat ion of Social Worker (BASW) / Member of the Br i t ish Col lege
of Social Work (BCSW) / Member of the Internat ional Associat ion for the defense of the Ostomy Person
(AIDPO) / Member of the Wor ld Counci l of Enterostomal Therapists (WCET)

30.09.2018 - 12:47
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND