Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 27 de Maio 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Todo o associativismo é presente


Rota 66 – Barreiro
Da iluminação da zona polis aos factos históricos do associativismo


Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»


Inferências
A Quinta de Braamcamp não é um território abandonado
. O proprietário é a CMB


COLUNISTAS
Falo, hoje, de Paixão…
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Guerra privada
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
No Lavradio há gatos por todo o lado.
Um atentado à saúde e um incómodo


BASTIDORES
Eleições europeias no concelho do Barreiro
PS foi o vencedor com 36,35% obtendo 9.843 votos
. CDU obteve 6.431 votos


Barreiro - União das freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
PS vence com 37,94% obtendo 5.415 votos
. CDU 3.465 votos


União das freguesias de Barreiro e Lavradio
PS vence com 34,29% obtendo 2.663 votos
. CDU alcança 1.898 votos


Europeias no concelho da Moita
Vitória do PS com 34,01% obtendo 6.587 votos
. CDU 25,83% com 5.003 votos


Moita - União das freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
PS vence europeias com 36,21%, obtendo 3.044 votos
. CDU 2.306 votos


Freguesia da Moita
Partido Socialista vence com 32,53% obtendo 1.730 votos
. CDU 23,52%, com 1.251 votos


Moita - União das freguesias de Gaio-Rosário e Sarilhos Pequenos
CDU vence as europeias 36,47% - 310 votos
. PS 34,47%- 293 votos


Moita - Freguesia Alhos Vedros
PS vence as europeias com 31.72% - 1.520 votos
. CDU 1.136 votos


Barreiro - Freguesia de Santo António da Charneca
PS obteve 1.336 votos - 36,67%
. CDU 695 votos - 19,08


Barreiro - União das freguesias de Palhais e Coina
Partido Socialista 429 votos - 30,75%
. CDU 26,74% - 373 votos


Associação Montijo Primeiro
Casa cheia na apresentação pública


Graves problemas que afetam a supressão de carreiras fluviais da Soflusa e Transtejo.
Bloco de Esquerda reúne com Soflusa e mantêm motivos de p


Concelhia do Barreiro do PSD
Problema não é político partidário é dos Barreirenses e do Barreiro
. O caos na Soflusa


Atual momento da Soflusa
PS Barreiro apela ao bom senso e responsabilidade
para salvaguardar os que dependem do transporte no seu dia-a


ENTREVISTA
Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»


AS EMPRESAS
Ligação fluvial Barreiro – Lisboa
Na próxima 2ª feira de novo supressão de Carreiras


Transportes Colectivos do Barreiro
Reforço de Ligações Com a Estação Ferroviária de Coina


Barreiro - Validação e carregamento de títulos Zapping nos TCB
A partir de 1 de junho


DESPORTO
Barreiro - Barreirense vence Maia na final
Sagra-se Campeão Nacional da Pró-liga


Barreiro – Colégio Minerva
Campeão Distrital Futsal sub13 masculino


Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo André
Sagra-se campeão distrital de Basquetebol de Iniciados B


Patinagem Artística do Fabril do Barreiro
Conquista títulos de Campeã e vice-Campeã Distrital de Juniores.


Barreiro - GDESSA realizou Torneio de Minibasquete Feminino
Com a presença de 258 meninas dos 6 as 12 anos.



Barreiro - Santoantoniense vence nacional da 2ª Divisão
Conquista subida à 1ª divisão do Campeonato Nacional de Xadrez


Final da Taça da Associação de Futebol de Setúbal - Futsal
FC Barreirense - CD Cova da Piedade


PERSONALIDADES
Barreiro - Nuno Banza ex-vereador da CMB
Nomeado Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas


AS ESCOLAS
Barreiro - Agrupamento de escolas de Santo António
Conquista 1º lugar no Campeonato Regional de Basquetebol de Iniciados


No Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Clube de Teatro Augusto Cabrita apresenta «Tipo... Cenas Soltas»


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do IPS
Jornadas discutem as «múltiplas abordagens« da Bioinformática em Portugal


Barreiro - Escola Secundária de Santo André
Prémio Floresta e Sustentabilidade 2019


Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos
Reconhecida como Escola Inovadora do ano
. Mérito grau ouro


REPORTAGEM
Barreiro / Moita - Gala Solidária assinala 26º aniversário da Persona
Uma noite de emoções para apoiar a inclusão social


Barreiro – Carlos Alberto Correia Encontros «O autor e os livros»
A poesia nasceu como forma de indignação


Barreiro - Uma centena de participantes numa acção de voluntariado
Limpeza de todas as praias do concelho
. «Esta iniciativa é igual a u


Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal
Um grupo de trabalho com 36 anos de actividade


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


MOLDURA
No Mercado 1º de Maio do Barreiro
Celebra-se Dia Mundial da Criança


Carta Aberta à População do Barreiro
Quinta do Braamcamp, as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê


Barreiro – Festas Populares de Palhais
Bélito Campos encerra as festas em honra de Nossa Senhora da Graça


Barreiro - Exercício Europeu CASCADE de Proteção Civil
Maior de sempre em território nacional,
. De 28 de maio a 1 de junho


Moita - VII Feira da Saúde de Alhos Vedros:
«A Saúde Vai à Fonte da Prata»


BARREIRO - FESTAS DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA
No centro da localidade de 12 a 16 de Junho


Barreiro - Na Casa da Cultura da Baía do Tejo
Rita Guerra em Concerto


Moita - Os melhores nomes do blues português e internacional
BB Blues Fest regressa à Baixa da Banheira


Associação de Psicologia & Desenvolvimento Comunitário - Psi.Brr
Ciclo de Cinema Documental «Saúde Mental e Educação»
. Cine Clube do Ba


Fuzileiros em ações de vigilância em Setúbal e Faro
Foram colocados em elevada prontidão quatro pelotões


Barreiro - Preparar plano para a Mata da Machada
Vereador Bruno Vitorino reúne com entidades para prevenção de fogos florestais


AUTARQUIAS
Moita - Aumento significativo de procura da carreira 333
Reforço da carreira dos TST


Moita - Parque Zeca Afonso na Baixa da Banhiera
Piscinas Municipais do Parque da Zona Ribeirinha abrem a 1 de junho


Almada - Estratégia municipal de controlo de colónias de gatos
Inauguração de abrigo para colónias de gatos


OPINIÃO
O aeroporto do Montijo. Dos mitos à realidade.
Por Carlos Matias Ramos, Carla Marina, José Encarnação, Nuno Cavaco


O PODER DO CAPITAL E A DEMOCRACIA, uma pequeníssima reflexão sobre a nossa cidade e tudo o resto.
Por André Carapinha
Barreiro


A Quinta Braamcamp é de todos e é para todos!
Por José Encarnação
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


ASSOCIATIVISMO
GRUPO DESPORTIVO FABRIL DO BARREIRO
Venda dos terrenos do Complexo Alfredo da Silva
Cedência dos Direitos de Superfície e Aquisição do


III Jornadas Técnicas da NÓS debatem ‘Olhar(es) pela Inclusão’
EST Barreiro recebe iniciativa a 7 de junho


Barreiro - No Mercado Mensal de Coina
Rastreio gratuito da Diabetes Tipo 2


Moita - Um stand com o tema «O que nos une»
CRIBB presente na Feira de Projetos Educativos


Lugares marcados por histórias
Exposição «Associativismo no Barreiro - Os lugares, os factos e as pessoas»


Barreiro - Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Sessão Debate «Associativismo e Cooperativismo Pilares da Economia Social»
. 106º an


POSTAIS
Barreiro - Bancos Alimentares contra a Fome
Promovem Campanha de Recolha de Alimentos


Barreiro - Persona comemora 26º aniversário
Visita Exposição sobre associativismo


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


EUROPA
Rede Europeia Anti-Pobreza - Núcleo Distrital de Setúbal
ELEIÇÕES EUROPEIAS - Por uma Europa Livre de Pobreza!


opinião rostos.pt - o seu diário digital

O BARREIRO E A QUINTA DO BRAAMCAMP
Por André Carapinha
Barreiro

O BARREIRO E A QUINTA DO BRAAMCAMP<br />
Por André Carapinha<br />
BarreiroEmbora na verdade seja discutível se este executivo realmente tem um plano para o Barreiro, se realmente se fascinou desse modo pela imagem da mãe-Lisboa, ou se apenas navega à vista dos seus preconceitos ideológicos e do seu calendário eleitoral...

Está na ordem do dia no Barreiro a questão da Quinta do Braamcamp. Trata-se de um espaço com 21 hectares (o tamanho de 21 campos de futebol), entre a Escola Alfredo da Silva e a Praia de Alburrica, e que esteve décadas no domínio privado, escondendo uma área de natureza, de ecossistema e de fruição natural. A Câmara Municipal do Barreiro adquiriu este espaço em 2015 com o intuito de o devolver aos barreirenses e de criar uma área em que o seu carácter público fosse a âncora para um projecto que o valorizasse como o espaço nobre que é de todos, apesar de ter sido demasiado tempo coutada de uns (muito) poucos.

É importante notar que a compra da Quinta do Braamcamp foi aprovada por unanimidade de todas as forças políticas em sessão camarária. É igualmente importante lembrar que essa sessão camarária aprovou por unanimidade um conjunto de princípios sobre esse espaço, designadamente o seu uso, que foi definido público e integrado no território de Alburrica. A compra da Braamcamp, um espaço nobre em todos os sentidos e com um potencial transformador para a cidade, foi considerada à altura uma excelente opção estratégica da Câmara Municipal do Barreiro, por uma unanimidade que raramente se encontra nas discussões autárquicas da nossa terra.

Neste momento os barreirenses são subitamente confrontados com planos para a Quinta do Braamcamp que contrariam em absoluto o uso que unanimemente à época se considerou, e bem, o adequado para um espaço tão importante: deseja-se a sua privatização rápida, com o argumento de que o negócio será rentável para os cofres da autarquia, e de que os privados são mais habilitados a realizar o interesse público num espaço público do que os poderes públicos. Para além de esta narrativa vir acompanhada de pressupostos na sua maioria falaciosos, e de argumentos meramente contabilísticos e ainda para mais falsos (uma vez que existem fundos aprovados e planos em discussão para um uso público da Braamcamp que permitem outro tipo de intervenção), interessa-me pensar mais um pouco sobre a lógica ou a falta dela que envolve este tipo de ideias tão habituais no novo executivo camarário: as de que o que falta ao Barreiro é investimento privado, de que o Barreiro esteve “privado” do investimento privado durante anos devido à ideologia dos executivos anteriores, e corolário dessas, a de que os problemas do Barreiro, em especial da tal zona do Barreiro que é simultaneamente o seu maior problema e a sua maior oportunidade (a zona velha e a toda a sua área ribeirinha), se resolverão pela abertura ao “investimento privado”

As três ou quatro pessoas que leram os artigos que publiquei neste jornal sabem que sou insuspeito de concordância com o aquilo que considerei ser o modelo de desenvolvimento para esta cidade que o executivo anterior considerava com a sua âncora, e que oportunamente chamei de “a ilusão dos mega-projectos” (título de dois artigos meus anteriores neste jornal, em que particularmente abordei o projecto do Terminal de Contentores, que nessa altura parecia ser unanimemente o maná de todos os problemas do Barreiro – os da falta de emprego, do desinvestimento, da criação de actividade económica). Curiosamente, agora que nos confrontamos com a realidade dos mega-projectos que nos aguardam, o Terminal de Contentores e depois o Aeroporto, muita gente percebe que obras não querem dizer necessariamente desenvolvimento, e que negócio não quer dizer necessariamente bem-estar.

Este novo executivo camarário, para além de afinal se ter apaixonado por todos estes mega-projectos de que o partido que o apoia uma ou outra vez na oposição foi crítico sem entusiamos especiais, tem decalcado uma estratégia de “desenvolvimento” que parece nascer de uma identificação talvez psicanalítica, à “Grande Lisboa”. Que assenta assim numa numa má fotocópia do infeliz modelo paternal-central de “turistificação”, e “gentrificação”: um fenómeno de transformação socio-económica com potencialidades para o turismo, e um processo de valorização imobiliária de uma zona urbana, acompanhada da deslocação dos residentes com menor poder económico para outro local e da entrada de residentes com maior poder económico. Os lisboetas, os que lá vivem ou viviam, e não os outros para quem aquilo é tudo só negócio e dinheirinho, são testemunhas para todos nós do que tem sido estes últimos anos.

Embora na verdade seja discutível se este executivo realmente tem um plano para o Barreiro, se realmente se fascinou desse modo pela imagem da mãe-Lisboa, ou se apenas navega à vista dos seus preconceitos ideológicos e do seu calendário eleitoral, o resultado tanto da sua acção como da sua omissão, e em especial para essas tais zonas que são simultaneamente o maior problema e a maior oportunidade do Barreiro (a zona velha e a toda a sua área ribeirinha) é o de que parece que as grandes oportunidades para a replicação no Barreiro destas estratégias-âncora da fixação da actividade económica são, helas, o turismo e o investimento imobiliário.

Esta estratégia-réplica tem dois problemas: em primeiro lugar, como estratégia-réplica, está condenada ao fracasso na medida em que a cópia nunca substitui o original: ou seja, é uma ilusão pensar que se pode gentrificar o Barreiro Velho da mesma forma que se vão gentrificando os diversos bairros lisboetas: a cidade-mãe está longe, os turistas também não parece que andem muito por aqui, e o investimento privado na requalificação será o que o mercado dite (mais ou menos o que se tem visto, ou seja, quase nada). Em segundo lugar, e isto é o mais importante, esta pseudo-estratégia, mesmo quando se revela uma estupidez, assenta na ideia de que devemos expulsar os barreirenses que vivem nessas zonas e substituí-los por outros que não se sabem bem quem sejam, e portanto vai fazer tanto mais mal à cidade quanto vai abrir feridas em vez de as fechar e quanto vai agravar problemas sociais em vez de os resolver.

São possíveis outros modelos de desenvolvimento para a cidade, e a Quinta do Braamcamp pode e deve ser uma oportunidade para pensarmos a cidade de outra forma.

André Carapinha

02.03.2019 - 12:10
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
ENTRE 02 DE MAIO E 15 DE JULHO 2019

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND