Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 25 de Maio 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Todo o associativismo é presente


Rota 66 – Barreiro
Da iluminação da zona polis aos factos históricos do associativismo


Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»


Inferências
A Quinta de Braamcamp não é um território abandonado
. O proprietário é a CMB


COLUNISTAS
Guerra privada
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
No Lavradio há gatos por todo o lado.
Um atentado à saúde e um incómodo


BASTIDORES
Associação Montijo Primeiro
Casa cheia na apresentação pública


Graves problemas que afetam a supressão de carreiras fluviais da Soflusa e Transtejo.
Bloco de Esquerda reúne com Soflusa e mantêm motivos de p


Bloco de Esquerda vai reunir com a administração da Transtejo/Soflusa
por causa da grave degradação do serviço prestado à população da margem


CDS Barreiro considera situação actual da Soflusa
insustentável para os Barreirenses


Concelhia do Barreiro do PSD
Problema não é político partidário é dos Barreirenses e do Barreiro
. O caos na Soflusa


Atual momento da Soflusa
PS Barreiro apela ao bom senso e responsabilidade
para salvaguardar os que dependem do transporte no seu dia-a


ENTREVISTA
Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»


AS EMPRESAS
Transportes Colectivos do Barreiro
Reforço de Ligações Com a Estação Ferroviária de Coina


Barreiro - Validação e carregamento de títulos Zapping nos TCB
A partir de 1 de junho


DESPORTO
Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo André
Sagra-se campeão distrital de Basquetebol de Iniciados B


Barreiro - No Pavilhão Municipal Luís de Carvalho
Barreirense - Maia na final da Pró- Liga


No Ginásio Sede do Seixal Clube 1925
Fase Final da XXI Taça Nacional de Sub 19 Feminino


Patinagem Artística do Fabril do Barreiro
Conquista títulos de Campeã e vice-Campeã Distrital de Juniores.


Barreiro - GDESSA realizou Torneio de Minibasquete Feminino
Com a presença de 258 meninas dos 6 as 12 anos.



Barreiro - Santoantoniense vence nacional da 2ª Divisão
Conquista subida à 1ª divisão do Campeonato Nacional de Xadrez


Final da Taça da Associação de Futebol de Setúbal - Futsal
FC Barreirense - CD Cova da Piedade


PERSONALIDADES
Barreiro - Nuno Banza ex-vereador da CMB
Nomeado Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas


AS ESCOLAS
Barreiro - Agrupamento de escolas de Santo António
Conquista 1º lugar no Campeonato Regional de Basquetebol de Iniciados


No Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Clube de Teatro Augusto Cabrita apresenta «Tipo... Cenas Soltas»


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do IPS
Jornadas discutem as «múltiplas abordagens« da Bioinformática em Portugal


Parceria entre a Câmara Municipal do Barreiro e a Baía Tejo
Programa de Empreendedorismo nas Escolas já arrancou


Barreiro - Escola Secundária de Santo André
Prémio Floresta e Sustentabilidade 2019


Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos
Reconhecida como Escola Inovadora do ano
. Mérito grau ouro


Barreiro - Jantar de Antigos Alunos dos Casquilhos.
Reencontro de amigos para fortalecer amizades


REPORTAGEM
Barreiro – Carlos Alberto Correia Encontros «O autor e os livros»
A poesia nasceu como forma de indignação


Barreiro - Uma centena de participantes numa acção de voluntariado
Limpeza de todas as praias do concelho
. «Esta iniciativa é igual a u


Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal
Um grupo de trabalho com 36 anos de actividade


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


MOLDURA
Barreiro - Concerto na SFAL
«Cruzados» de regresso aos palcos


Centro Hospitalar de Setúbal
Laboratório de Hemodinâmica e Intervenção Coronária assinala 20º Aniversário


No Mercado 1º de Maio do Barreiro
Celebra-se Dia Mundial da Criança


Carta Aberta à População do Barreiro
Quinta do Braamcamp, as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê


Barreiro – Festas Populares de Palhais
Bélito Campos encerra as festas em honra de Nossa Senhora da Graça


Barreiro - Exercício Europeu CASCADE de Proteção Civil
Maior de sempre em território nacional,
. De 28 de maio a 1 de junho


Moita - VII Feira da Saúde de Alhos Vedros:
«A Saúde Vai à Fonte da Prata»


BARREIRO - FESTAS DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA
No centro da localidade de 12 a 16 de Junho


Barreiro - Na Casa da Cultura da Baía do Tejo
Rita Guerra em Concerto


Moita - Os melhores nomes do blues português e internacional
BB Blues Fest regressa à Baixa da Banheira


Associação de Psicologia & Desenvolvimento Comunitário - Psi.Brr
Ciclo de Cinema Documental «Saúde Mental e Educação»
. Cine Clube do Ba


Barreiro - Preparar plano para a Mata da Machada
Vereador Bruno Vitorino reúne com entidades para prevenção de fogos florestais


AUTARQUIAS
Moita - Aumento significativo de procura da carreira 333
Reforço da carreira dos TST


Moita - Parque Zeca Afonso na Baixa da Banhiera
Piscinas Municipais do Parque da Zona Ribeirinha abrem a 1 de junho


Na Câmara Municipal do Barreiro
ACT promove ações de sensibilização
. Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho


Almada - Estratégia municipal de controlo de colónias de gatos
Inauguração de abrigo para colónias de gatos


OPINIÃO
Trabalho dos eurodeputados da CDU no Concelho da Moita
Por Vanda Figueiredo
Moita


Carta Aberta a António Costa
Pela justiça no acesso aos Fundos Comunitários na Península de Setúbal
Por Tiago Sousa Santos
Barrei


O aeroporto do Montijo. Dos mitos à realidade.
Por Carlos Matias Ramos, Carla Marina, José Encarnação, Nuno Cavaco


O PODER DO CAPITAL E A DEMOCRACIA, uma pequeníssima reflexão sobre a nossa cidade e tudo o resto.
Por André Carapinha
Barreiro


A Quinta Braamcamp é de todos e é para todos!
Por José Encarnação
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


ASSOCIATIVISMO
III Jornadas Técnicas da NÓS debatem ‘Olhar(es) pela Inclusão’
EST Barreiro recebe iniciativa a 7 de junho


Barreiro - No Mercado Mensal de Coina
Rastreio gratuito da Diabetes Tipo 2


Moita - Um stand com o tema «O que nos une»
CRIBB presente na Feira de Projetos Educativos


Lugares marcados por histórias
Exposição «Associativismo no Barreiro - Os lugares, os factos e as pessoas»


Setúbal - 96º aniversário do CNE Corpo Nacional de Escutas
Cristo Rei em Almada recebe este ano as comemorações


Barreiro - Formação Profissional RUMO
Qualificação profissional de Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade


Barreiro - Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Sessão Debate «Associativismo e Cooperativismo Pilares da Economia Social»
. 106º an


POSTAIS
Barreiro - Persona comemora 26º aniversário
Visita Exposição sobre associativismo


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


EUROPA
Rede Europeia Anti-Pobreza - Núcleo Distrital de Setúbal
ELEIÇÕES EUROPEIAS - Por uma Europa Livre de Pobreza!


Alterações às Leis Eleitorais
Eliminação do Número de Eleitor


opinião rostos.pt - o seu diário digital

O Provedor do Preconceito
Por Tiago Coluna
Barreiro

O Provedor do Preconceito <br />
Por Tiago Coluna<br />
Barreiro O ódio e a intolerância nunca poderão ter lugar em sociedades civilizadas e democráticas e nunca serão compagináveis com uma “fuga para a frente” em nome da liberdade de expressão.

Por cá, no Barreiro, continuaremos a ser uma terra de gentes que sempre lutaram pela igualdade e pela liberdade.

Começou em 2017 com uma campanha autárquica que assumiu contornos polémicos ao defender, entre outras coisas, a municipalização das forças de segurança sem qualquer racional orgânico e financeiro para a escala de um município como o Barreiro e a videovigilância em algumas zonas da cidade, reforçando o preconceito e a estigmatização que já recaem sobre muitas delas. Mas, como se não bastasse, ainda defenderam publicamente a criação de brigadas para tudo e mais alguma coisa: para o cocó de cão, para o grafiti, etc...de repente, parecia que a solução mágica para todos os nossos problemas passava por colocar um fiscal em cada porta e uma patrulha em cada esquina, trazendo à memória algumas recordações tenebrosas como as milícias de rua que lançaram o terror em Itália e na Alemanha, durante os anos 20 e início dos anos 30, e que, como se sabe, foram a antecâmara para algo muito pior.

Ao assumir este discurso marcadamente securitário, o PSD de Bruno Vitorino visava explorar, pela primeira vez em muitos anos, um conjunto de preconceitos e estereótipos vulgarmente associados a alguns bairros considerados problemáticos no concelho. O objetivo era muito simples: criar alarme social, empolar a perceção de insegurança da população relativamente a algumas zonas do concelho, numa tentativa de arranjar bodes expiatórios a quem pudessem imputar parte do atraso em que o Barreiro se encontrava. Só por miopia política, poderíamos ser levados a analisar os casos endémicos de insegurança que existem em algumas destas comunidades, sem ter em linha de conta os problemas estruturais de pobreza e exclusão social que existem a montante. Será que, por exemplo, uma câmara de videovigilância em cada esquina, por si só, seria suficiente para resolver estes problemas? Tenho sérias dúvidas sobre isso.

E, no fundo, não interessava se, ao abrir esta autêntica caixa de pandora, a imagem do concelho ficaria prejudicada, alimentando velhos rótulos por demais injustos, se estaríamos a pôr uns contra os outros, barreirenses contra barreirenses, e sobretudo se estas soluções panfletárias iriam ou não resolver verdadeiramente os problemas das pessoas. A defesa de um estado policial e de um regime de apartheid em algumas zonas do concelho, como se houvesse barreirenses de primeira e de segunda, e a apologia de uma sociedade orwelliana, pondo em causa direitos, liberdades e garantias em nome da segurança, constituíram o ponto de partida de uma receita que sempre caracterizou historicamente os populismos e que conseguimos encontrar em todos os populistas contemporâneos: generalizar/rotular, criar alarme e instigar o medo, dividir em vez de unir e finalmente a formulação de soluções fáceis para problemas geralmente complexos.

Mas a esta história não acaba aqui. Ao longo destes últimos dois anos, foram várias as tentativas de aproveitamento político em torno de casos de violência mais ou menos mediáticos em que, apesar de unanimemente condenados pela sociedade, a autarquia tinha poucas ou nenhumas competências para poder intervir, naquilo que foi uma espécie de indignação inconsequente, que nunca deveria ser apanágio de quem tem responsabilidades políticas numa democracia madura, e uma tentativa de se fazer substituir às forças de segurança e às autoridades judiciárias, desconhecendo aparentemente o princípio da separação de poderes. Para além das várias tentativas de cavalgar inconsequentemente as oportunidades mediáticas que vão surgindo em busca de protagonismo fácil, o deputado Bruno Vitorino chegou a defender publicamente o regresso ao serviço militar obrigatório, declarações que nos deveriam fazer refletir, quando produzidas por quem é o vereador atualmente responsável pelo pelouro da juventude na Câmara Municipal do Barreiro.

De facto, temos visto de quase tudo nesta deriva populista em que o PSD Barreiro entrou há alguns anos e de que Bruno Vitorino é o rosto principal. Sabemos como começou, sabemos como tem evoluído, temo que não saibamos ainda como vai acabar, sobretudo depois das declarações incendiárias do vereador e deputado Bruno Vitorino que puseram em causa o trabalho desenvolvido por alunos e professores numa das principais comunidades educativas do nosso concelho. Em causa estava apenas e só isto: uma sessão de formação, organizada no âmbito da disciplina de educação para a cidadania, que pretendia sensibilizar os alunos para a discriminação baseada nas questões de género e de orientação sexual. Ficámos a saber que, para Bruno Vitorino, promover o respeito e a tolerância pela diferença é “uma porcaria” e uma forma de doutrinação, como se a orientação sexual fosse algo que se pudesse ensinar.

Com estas declarações, estaria provavelmente à espera de despoletar a indignação geral das turbas digitais a seu favor e capitalizar dividendos políticos de uma polémica que ele próprio alimentou, despertando os instintos mais primários e boçais que encontramos ocasionalmente nas redes sociais. Só que, desta vez, a sociedade civil mobilizou-se em nome da decência e contra um discurso de intolerância, fundado em preconceitos homofóbicos, que só contribuiu para desestabilizar uma comunidade educativa que se tem destacado nos últimos anos não só pelos seus resultados mas também pelo trabalho meritório que tem desenvolvido em matéria de cidadania e de abertura e ligação à comunidade. Aliás, o que podemos retirar desta polémica é a necessidade de não tornar o tema num tabu e continuar a investir na educação para a cidadania nas escolas, porque só assim podemos fazer a diferença no combate a todas as formas de discriminação e na promoção dos valores da igualdade e da tolerância. Não é nem nunca foi uma questão fraturante ou de minorias, mas sim uma questão estruturante que passa por defender direitos fundamentais inerentes a qualquer ser humano, independentemente do local onde nasça ou da condição social.

Bruno Vitorino tornou-se assim um digno representante de uma mentalidade retrógrada e de um Portugal ultramontano e trauliteiro que julgávamos ter ficado para trás em 45 anos de democracia. Este discurso não deve ser apenas uma preocupação para os militantes do PSD que continuam a encarar o seu partido como um partido moderado, é acima de tudo uma chamada de atenção para todos os democratas e para as forças progressistas de que o Trumpismo e a radicalização das sociedades não nascem apenas nas franjas do sistema ou com novas forças políticas, podendo despontar também nos partidos tradicionais. Pasme-se, ou não, ainda estamos à espera que o vereador assuma as responsabilidades pelas suas palavras em vez de se refugiar numa ficção de censura social e de se dizer vítima de uma ditadura do politicamente correto. O ódio e a intolerância nunca poderão ter lugar em sociedades civilizadas e democráticas e nunca serão compagináveis com uma “fuga para a frente” em nome da liberdade de expressão.

Por cá, no Barreiro, continuaremos a ser uma terra de gentes que sempre lutaram pela igualdade e pela liberdade. Uma terra de sonho e futuro, uma terra de oportunidades para tod@s, independentemente da cor da pele, do género, da orientação sexual, das convicções políticas, da religião ou condição social. Uma terra sem muros, onde tod@s podem encontrar o seu lugar para se realizarem enquanto pessoas e cidadãos. O Barreiro é e será sempre uma terra de inclusão, de abertura, de tolerância e de respeito pela diferença. É dessa diversidade, desse pluralismo, que é feita a nossa história. Foi isso de que Bruno Vitorino se esqueceu.

Tiago Coluna
Vice-Presidente da JS Barreiro
Autarca na União de Freguesias do Barreiro e Lavradio

14.03.2019 - 19:46
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
ENTRE 02 DE MAIO E 15 DE JULHO 2019

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND