Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Hoje é dia de Votar nas Eleições Europeias
Atenção às allterações das Leis Eleitorais
. Eliminação do Número de Eleitor


Horóscopos Diários
Dia 26 de Maio 2019
Por Maria Helena


A(nota)mentos
Todo o associativismo é presente


Rota 66 – Barreiro
Da iluminação da zona polis aos factos históricos do associativismo


Barreiro – Por dentro dos dias
Criação do «Observatório Pensar o Associativismo no Barreiro»


Inferências
A Quinta de Braamcamp não é um território abandonado
. O proprietário é a CMB


COLUNISTAS
Guerra privada
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Falam, falam, falam e não fazem nada…
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


Quadro Comunitário de Apoio para o período 2021-2027
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


CARTA AO DIRECTOR
No Lavradio há gatos por todo o lado.
Um atentado à saúde e um incómodo


BASTIDORES
Associação Montijo Primeiro
Casa cheia na apresentação pública


Graves problemas que afetam a supressão de carreiras fluviais da Soflusa e Transtejo.
Bloco de Esquerda reúne com Soflusa e mantêm motivos de p


CDS Barreiro considera situação actual da Soflusa
insustentável para os Barreirenses


Concelhia do Barreiro do PSD
Problema não é político partidário é dos Barreirenses e do Barreiro
. O caos na Soflusa


Atual momento da Soflusa
PS Barreiro apela ao bom senso e responsabilidade
para salvaguardar os que dependem do transporte no seu dia-a


ENTREVISTA
Barreiro - Faustino Mestre, Presidente da Direcção do GD Fabril
«Esta casa tem que estar destinada a andar nos campeonatos nacionais»


AS EMPRESAS
Ligação fluvial Barreiro – Lisboa
Na próxima 2ª feira de novo supressão de Carreiras


Transportes Colectivos do Barreiro
Reforço de Ligações Com a Estação Ferroviária de Coina


Barreiro - Validação e carregamento de títulos Zapping nos TCB
A partir de 1 de junho


DESPORTO
Barreiro - Barreirense vence Maia na final
Sagra-se Campeão Nacional da Pró-liga


Barreiro – Colégio Minerva
Campeão Distrital Futsal sub13 masculino


Barreiro - Agrupamento de Escolas de Santo André
Sagra-se campeão distrital de Basquetebol de Iniciados B


Patinagem Artística do Fabril do Barreiro
Conquista títulos de Campeã e vice-Campeã Distrital de Juniores.


Barreiro - GDESSA realizou Torneio de Minibasquete Feminino
Com a presença de 258 meninas dos 6 as 12 anos.



Barreiro - Santoantoniense vence nacional da 2ª Divisão
Conquista subida à 1ª divisão do Campeonato Nacional de Xadrez


Final da Taça da Associação de Futebol de Setúbal - Futsal
FC Barreirense - CD Cova da Piedade


PERSONALIDADES
Barreiro - Nuno Banza ex-vereador da CMB
Nomeado Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas


AS ESCOLAS
Barreiro - Agrupamento de escolas de Santo António
Conquista 1º lugar no Campeonato Regional de Basquetebol de Iniciados


No Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Clube de Teatro Augusto Cabrita apresenta «Tipo... Cenas Soltas»


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do IPS
Jornadas discutem as «múltiplas abordagens« da Bioinformática em Portugal


Parceria entre a Câmara Municipal do Barreiro e a Baía Tejo
Programa de Empreendedorismo nas Escolas já arrancou


Barreiro - Escola Secundária de Santo André
Prémio Floresta e Sustentabilidade 2019


Barreiro - Escola Secundária de Casquilhos
Reconhecida como Escola Inovadora do ano
. Mérito grau ouro


REPORTAGEM
Barreiro – Carlos Alberto Correia Encontros «O autor e os livros»
A poesia nasceu como forma de indignação


Barreiro - Uma centena de participantes numa acção de voluntariado
Limpeza de todas as praias do concelho
. «Esta iniciativa é igual a u


Rede Intermunicipal de Bibliotecas da Região de Setúbal
Um grupo de trabalho com 36 anos de actividade


Barreiro - Escola de Música do Penalvense
Onde se aprende música fazendo música


MOLDURA
No Mercado 1º de Maio do Barreiro
Celebra-se Dia Mundial da Criança


Carta Aberta à População do Barreiro
Quinta do Braamcamp, as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê


Barreiro – Festas Populares de Palhais
Bélito Campos encerra as festas em honra de Nossa Senhora da Graça


Barreiro - Exercício Europeu CASCADE de Proteção Civil
Maior de sempre em território nacional,
. De 28 de maio a 1 de junho


Moita - VII Feira da Saúde de Alhos Vedros:
«A Saúde Vai à Fonte da Prata»


BARREIRO - FESTAS DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA
No centro da localidade de 12 a 16 de Junho


Barreiro - Na Casa da Cultura da Baía do Tejo
Rita Guerra em Concerto


Moita - Os melhores nomes do blues português e internacional
BB Blues Fest regressa à Baixa da Banheira


Associação de Psicologia & Desenvolvimento Comunitário - Psi.Brr
Ciclo de Cinema Documental «Saúde Mental e Educação»
. Cine Clube do Ba


Barreiro - Preparar plano para a Mata da Machada
Vereador Bruno Vitorino reúne com entidades para prevenção de fogos florestais


AUTARQUIAS
Moita - Aumento significativo de procura da carreira 333
Reforço da carreira dos TST


Moita - Parque Zeca Afonso na Baixa da Banhiera
Piscinas Municipais do Parque da Zona Ribeirinha abrem a 1 de junho


Na Câmara Municipal do Barreiro
ACT promove ações de sensibilização
. Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho


Almada - Estratégia municipal de controlo de colónias de gatos
Inauguração de abrigo para colónias de gatos


OPINIÃO
Trabalho dos eurodeputados da CDU no Concelho da Moita
Por Vanda Figueiredo
Moita


Carta Aberta a António Costa
Pela justiça no acesso aos Fundos Comunitários na Península de Setúbal
Por Tiago Sousa Santos
Barrei


O aeroporto do Montijo. Dos mitos à realidade.
Por Carlos Matias Ramos, Carla Marina, José Encarnação, Nuno Cavaco


O PODER DO CAPITAL E A DEMOCRACIA, uma pequeníssima reflexão sobre a nossa cidade e tudo o resto.
Por André Carapinha
Barreiro


A Quinta Braamcamp é de todos e é para todos!
Por José Encarnação
Barreiro


Autarquia Em Modo Off
Por Alexandra Serra
Sesimbra


ASSOCIATIVISMO
III Jornadas Técnicas da NÓS debatem ‘Olhar(es) pela Inclusão’
EST Barreiro recebe iniciativa a 7 de junho


Barreiro - No Mercado Mensal de Coina
Rastreio gratuito da Diabetes Tipo 2


Moita - Um stand com o tema «O que nos une»
CRIBB presente na Feira de Projetos Educativos


Lugares marcados por histórias
Exposição «Associativismo no Barreiro - Os lugares, os factos e as pessoas»


Barreiro - Formação Profissional RUMO
Qualificação profissional de Pessoas com Deficiência e/ou Incapacidade


Barreiro - Cooperativa Cultural Popular Barreirense
Sessão Debate «Associativismo e Cooperativismo Pilares da Economia Social»
. 106º an


POSTAIS
Barreiro - Persona comemora 26º aniversário
Visita Exposição sobre associativismo


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
«O Animador» - onde começa o mundo real e acaba a ficção?


Barreiro - Grupo Recreativo União Penalvense
Um ponto de encontro de gerações
. Polo de animação da Penalva


EUROPA
Rede Europeia Anti-Pobreza - Núcleo Distrital de Setúbal
ELEIÇÕES EUROPEIAS - Por uma Europa Livre de Pobreza!


opinião rostos.pt - o seu diário digital

«A QUINTA BRANCAAMP É DE TODOS!»[3]
Por Armando Sousa Teixeira
Barreiro

«A QUINTA BRANCAAMP É DE TODOS!»[3]<br />
Por Armando Sousa Teixeira<br />
BarreiroOs barreirenses de nascimento ou de opção, necessitam de um espaço amplo de recreio, lazer, desporto, diversão – um Parque Público Natural – gerido pelos seus eleitos, com participação associativa e popular, incluindo a iniciativa privada.

A HISTÓRIA NÃO SE ALIENA!
O PRESENTE NÃO SE RESUME AO LUCRO!
O FUTURO NÃO PODE SER POSTERGADO!

A. INTRODUÇÃO

- A quinta está abandonada, porque não se vende e pronto! – argumenta a Lisete , amiga de infância.
O contacto directo com a população para a recolha de apoios para a Petição, permite ouvir opiniões diversas, usufruir da riqueza do diálogo ao vivo que nunca nenhuma máquina cibernética proporcionará.

- A iniciativa privada resolve coisas que as autarquias não conseguem! – argumenta o Nelson, um amigo mais velho com experiência na matéria.
A conversa olhos nos olhos possibilita o entendimento da idiossincrasia dos interlocutores, do seu argumentário. Saber ouvir e contrapor de forma rigorosa, mostrando que no caso vertente aquelas não são as melhores soluções, é fundamental para ganhar para esta causa justa diversas camadas da população.

B. RESUMO DOS ARTIGOS ANTERIORES

Nos dois artigos anteriores abordámos as questões fulcrais colocadas pelo presente e o futuro de Alburrica, particularmente a área da Quinta Braamcamp:

1 – As características únicas de um território excepcional, a secular apropriação privada e o seu aproveitamento para fins industriais.

2 – A crise da Indústria Corticeira e a tentativa de especulação imobiliária, antes e depois do 25 de Abril.

3 – A desavisada decisão autárquica admitindo a construção de habitação, a necessária revisão do PDM de 1994 e a mudança de paradigma com a aquisição dos terrenos pela CMB em 2016.

4 – A Quinta Braamcamp é parte integrante do esplendoroso território de Alburrica/Mexilhoeiro, necessitando de decisões estratégicas para o futuro, não passando nunca pela sua venda!

C. FALTA DE SENSIBILIDADE HISTÓRICA

Tropeçamos amiúde com decisões e situações em que, no afã do sucesso imediato de um certo “pragmatismo tecnocrático”, se cometem autênticos actos de lesa património. Exemplos não faltam, começando pela nossa terra (a reconstrução neo-modernista do Moinho Pequeno!).
É justo porém considerarmos que nos últimos decénios, encontramos a nível nacional cada vez mais exemplos de inteligência arquitectónica aliada à sensibilidade histórica. Como disse M. Yourcenar: “Quando se gosta da vida, gosta-se do passado porque ele é o presente tal como sobreviveu na nossa memória”.

A propósito da Quinta do Braamcamp e da vandalização de que foi alvo pelo fogo criminoso, reproduzimos um pensamento inspirador, motivado pela anunciada recuperação da Catedral de Notre-Dame, cuja destruição constituiu uma dor de alma: “ Deve consolidar-se o testemunho na sua autenticidade, o que resta da sua matéria original, e não promover a acção de desvirtuar essa autenticidade com a acção de “refazer”.

O território e o património da quinta devem ser preservados na sua autenticidade como parque natural, ecológico e patrimonial. Alienar para a construção de prédios, qualquer que seja a área e a volumetria, é um erro tremendo, revelador de falta de sensibilidade histórica.

D. O PRAGMATISMO TECNOCRÁTICO

Querer vender a todo o custo a Quinta Braamcamp (pior se meter concurso público porque seria uma alienação irreversível), não é uma boa medida de gestão autárquica, reveladora de falta de coragem e de perspectiva para ordenar e organizar o território, não assumindo as responsabilidades outorgadas pela população.
Gerir uma autarquia como se fosse uma empresa em que o “sucesso” dos gestores se mede pela remuneração do capital, é sintoma de incompetência na direcção da vida presente e futura da edilidade.

Os barreirenses de nascimento ou de opção, necessitam de um espaço amplo de recreio, lazer, desporto, diversão – um Parque Público Natural – gerido pelos seus eleitos, com participação associativa e popular, incluindo a iniciativa privada.
Vender é fácil! Preservar, ordenar, recuperar, gerir no interesse de todos é um verdadeiro desafio cívico e municipalista, infinitamente mais valioso do que qualquer êxito financeiro do “pragmatismo tecnocrático” que anima o actual executivo camarário.

E. FALTA DE PENSAMENTO ESTRATÉGICO

No ordenamento do território, tendo em vista a integração da complexa diversidade de questões, é necessário desenvolver um pensamento estratégico. No caso concreto do excepcional território de Alburrica/Mexilhoeiro, em que coexistem a História, a Cultura, o Património, o Ambiente, a Ecologia, o Passado e o Futuro, essa visão estratégica integrada é fundamental, elaborada multidisciplinarmente, discutida com os interessados e com a população em geral.

“A memória é a consciência inserida no tempo”, reflexão atribuída a Fernando Pessoa. Consciência de que estamos perante uma questão que desafia o presente, não admite decisões casuísticas, muito menos em função do sucesso financeiro do negócio. Insistir em tal é sinal de falta de pensamento estratégico.

F. O QUE ESTÁ EM CAUSA? DEFENDER O SANTUÁRIO DE AVES

Em toda a zona de Alburrica, lato senso até à Estação Ferro-Fluvial antiga, está colocado um enorme desafio à capacidade de planificação e de intervenção integrada. O que fazer? Como fazer? Quando fazer? Com que meios? Com que apoios? Onde intervir prioritariamente?

Os vectores direcionai são muitos, o planeamento estratégico complexo: Instalações desportivas do Clube Naval e Praia Norte, com os necessários apoios; O aldeamento “lacustre” do Mexilhoeiro e os apoios de pesca; Istmo dunar do Mexilhoeiro, sua defesa; Caldeira e Moinho do Braamcamp; Margem sul da caldeira dos “Ingleses”, santuário de aves; Ruinas da mansão e das instalações de apoio da quinta; Área verde, constituição de um Parque Natural; Praia de Alburrica e seus apoios privados; Caldeira e ruinas do Moinho do Cabo; Moinhos de Vento de Alburrica (3); Caldeira do Moinho da Serração, recuperação da moagem; Caldeira do Moinho Pequeno, recuperação da moagem; Margem poente da Rua Miguel Pais até à doca da CP; Avenida de Sapadores, cais da cortiça e estação ferro-fluvial.

Não cabe neste trabalho entrar em propostas de pormenor que também as temos. Terminamos com uma referência urgente. Adivinhávamos a importância da margem da caldeira ao vermos as asas brancas no verde luxuriante do arvoredo. A visita de dia 30/4/19, durante o dia da “Quinta do Braamcamp é de todos!”, deixou-nos o coração a bater forte de emoção ao constatarmos que o bosque existente na margem com um micro-clima fantástico é um verdadeiro santuário de aves. Não apenas a colónia de garças de bico preto que ali vivem quase todo o ano, como outras espécies que correm um risco sério com a actual profanação indisciplinada do território.

Enquanto não avança o necessário Plano de Ordenamento da quinta é urgente a tomada de algumas medidas de que faço público apelo:

- Vedar de forma efectiva toda a margem arborizada da “Caldeira dos Ingleses”, para preservar o excepcional local de sobrevivência e nidificação de várias espécies de aves.

- Impedir o acesso de todo e qualquer veículo motorizado à quinta.

- Promover com as escolas do concelho um programa de divulgação e visitação da Quinta Braamcamp, fomentando a consciência da defesa ambiental e do amor à natureza e aos animais.

Armando Sousa Teixeira

23.04.2019 - 22:58
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

AVISO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS
ENTRE 02 DE MAIO E 15 DE JULHO 2019

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND