Conta Loios

opinião

Fica bonito, claro que fica!
Por Rui Lopo
Barreiro

Fica bonito, claro que fica!<br />
Por Rui Lopo<br />
Barreiro A segunda reflexão rápida (3 minutos) sobre a Quinta da Braamcamp que proponho é:


Mas alguém achava que a proposta para a Quinta do Braamcamp escolhida pela gestão da câmara fosse uma opção “feia” / esteticamente desagradável?

É com alguma surpresa que assisti comentários de espanto pelos supostos aspetos positivos desta proposta, a única proposta que pelos vistos cumpriu os critérios emanados pela joint venture PS + PSD na câmara do Barreiro. Sim eram 2 concorrentes que propuseram valores muito semelhantes e bastante perto do preço base do concurso, mas um deles foi desclassificado por não cumprir o caderno de encargos.

Mas alguém estava á espera que nos fosse apresentado uma proposta, umas imagens, uns vídeos, que não fossem só aspetos magníficos, grandes espaços verdes, tudo “coisas boas?”

E o mais surpreendente é que de facto a vida demonstra que poucos aprendem com os erros:

- A melhor forma de propor algo que possa ser interpretado como melhor do que existe ou do que temos, é não fazer nada pelo que já existe…

Convenhamos, se o que temos já não for bom, se deixarmos que fique pior, e se alimentarmos a narrativa de que está abandonado há anos e que está em ruína, claro que qualquer imagem pintada de verde é profundamente entusiasmante!

Exemplo:

A esquadra do Barreiro velho está por acabar há 3 anos. Várias tropelias, avanços e recuos. Continua por ser concretizada.

Recentemente, o que começou por aparecer escrito nas redes sociais: O Barreiro vai ter a esquadra da polícia mais bonita do país, e que é acompanhada por uma imagem do café Barreiro, que nem é do resultado final da execução do projeto!

Ora se queremos ser enganados, é simples. Ignora-se o facto de se estar há 3 anos com a esquadra da polícia por fazer, mas sobressai-se com o facto de eventualmente a esquadra poder ser “bonita” (como se uma esquadra da polícia se queira bonita – é um pouco indiferente – importa que seja funcional, melhor se for bonita).

Com a Quinta do Braamcamp é exatamente o mesmo

Foi escriturada em Dezembro de 2016 e entre esta data e as eleições de Outubro 2017 foram gastos mais de 100 mil euros de fundos comunitários para a recolha de entulhos da antiga fábrica de cortiça… e quase outro tanto em projetos de reabilitação que candidatamos a fundos comunitários.

Depois das eleições de 2017 fez-se … zero, propositadamente!?!?

E desde então até hoje junho de 2020, nem lixo e entulho a câmara municipal do Barreiro recolhe. Para quê? Para se dizer que está abandonada, em ruínas!



E agora somos todos confrontados com 30 prédios em condomínio fechado, apresentado em vídeos 3D com muito verde, com a caldeira limpinha e arranjadinha, sem o Barreiro real em pano de fundo, sem integração com a zona histórica do Barreiro, portanto uma montagem!



Haverá quem goste de montagens, até quem goste de ser enganado e até quem goste de ser enganado só porque o que interessa afirmar a mentira de que o Barreiro está igual desde há 40 anos: o que é falso e todos sabemos que é falso, mesmo sabendo que a câmara já foi gerida pelo Partido Socialista entre 2001 e 2005.

Mas até nesse mandato se concluiu por exemplo o AMAC, lançado em obra no mandato anterior, e não foi por essa razão que o presidente da altura, parou o projeto ou achou que deveria fazer guerrilha partidária. Nesse mesmo mandato, comprou-se (e bem) o café Barreiro, edifício onde ficará a esquadra do Barreiro Velho e isso não fez com que o Presidente Carlos Humberto não propusesse à PSP que ali instalasse a bonita esquadra… e bem porque a responsabilidade institucional de trabalharmos nos caminhos estratégicos que outros, mesmo não sendo das mesmas cores partidárias, trilharam, deve ser respeitada.

Rui Lopo, vereador eleito pela CDU na câmara Municipal do Barreiro

23.06.2020 - 14:35

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.