Conta Loios

opinião

Psicologia - Notas Reflexivas
A PRIMEIRA PAIXÃO
(Sentimento e Emocionalidade descritiva)
Por Rui Grilo
Barreiro

Psicologia - Notas Reflexivas<br />
A PRIMEIRA PAIXÃO <br />
(Sentimento e Emocionalidade descritiva)<br />
Por Rui Grilo<br />
Barreiro Que sentimento forte este, que desperta a nossa emocionalidade para o desconhecido... A primeira paixão...

A lógica deixa de estar presente, dando lugar a sentimentos de desejo irrefletido... Sensações estranhas assombram o nosso estômago, enquanto palpitações e suores frios revelam-se persistentes...
A insónia desmedida acontece noite após noite, acompanhada de musicas que vão rotular este momento para sempre...

Foi "amor" à primeira vista!!!
Contudo, esta atração é sobretudo quimica e avassaladora, potenciada pelo aspeto fisico e cheiro, que desencadeia uma reação sensitiva e imediata...

Nesta fase, entra em ação a testosterona que é responsável pelo desejo... seguida da dopamina que traz a sensação de prazer e bem-estar... a adrenalina que aumenta a frequência cardíaca... e a noradrenalina, que promove a existência de mais energia para o corpo. Entretanto, a serotonina acaba por alterar o nosso estado de humor, passando da fantasia e do desejo, para a consciencialização do real e da razao...

Ora... nao foi amor!!!
Foi atração à primeira vista.

A primeira paixão, promove fascinio e comportamentos obsessivos de desejo... o pensamento fica dominado pelo outro e pela vida que o mesmo leva... por onde anda... com quem está...
E em última instância... perguntas desconcertantes nos acercam como...
Será que pensa em mim?
Será que se apercebe que eu existo?.... Perguntas essas, que nos deixam sem controlo, perdidos e desorganizados afetivamente...

Para este sentimento não existe razão...

É perante a ausência, que se elaboram planos para o que se vai dizer... para a forma como vamos agir e pela capacidade que vamos ter para enfrentar os nossos desejos e receios...

Todavia, chega o momento e a insegurança volta novamente... mas uma insegurança repleta de boas sensações "borboleteanas"... típica dos contos de fadas com príncipes e princesas...

Em todo este processo, ficam as imagens retratadas como fotografias, que se vão desvanecendo com o passar dos anos, mas que perante determinados estimulos, apelam a uma reminiscência sensitiva.

Que tenhamos a sensibilidade de nos permitirmos sentir a primeira paixão, porque vai ser basilar para a estruturação da nossa vida mental afetiva...

Um bem haja.
Rui Grilo

20.11.2021 - 15:01

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.