Conta Loios

opinião

Como eu queria deixar um pais diferente que este à Ritinha.
Por Humberto Faísca
Barreiro

Como eu queria deixar um pais  diferente que este à Ritinha.<br />
Por Humberto Faísca<br />
Barreiro Em conversa com o meu amigo Rafael , , um abraço Rafa, veio à conversa que já passaram 26 anos do assassinato do Alcindo.
Parece que foi ontem, mas já passaram todos esses anos
Quase três décadas passaram em que estavas no sitio certo à hora certa, tu estavas no lugar certo, aqueles que te mataram é que estavam no lugar errado à muito tempo.

Mas todos assobiavam para o lado tal como agora muitos continuam a assobiar, negando o inegável.
Assobiam nos programas escolares escondendo seculos de escravatura .
Assobiam para o lado quando negam haver um racismo estrutural em Portugal, tipo é um racismo fofinho a maior parte do Tempo, como se houvesse racismo fofinho.
A frase mais ouvida, eu até tenho amigos pretos…

Não pá, tu não tens amigos pretos tens amigos ponto, dizes isso como se fosse uma coisa importante a cor dos teus amigos, esse amigo infelizmente serve apenas muitas vezes para validar as opiniões e atitudes muitas vezes merdosas que tens no dia a dia.

Mas ,infelizmente, nem mesmo a geração mais formada academicamente conseguiu banir entre ela o racismo, o preconceito e menos “educar” a geração mais antiga.
Somos o pais do racismo e preconceito fofinho
O chinês do car…
O preto de merd…
O maricas filho da pu…
A Fufa mal fodi…
E assim vamos, com esta coisa fofinha e vamos até com algum um orgulho na negação, depois às vezes acontece a desgraça mas muitos ( 1 era demasiado) vão logo lestos a argumentar que isto e aquilo para esconder o que realmente aconteceu e o real motivo.

Os racistas/preconceituosos tendem a agrupar pessoas pelo pais origem, pela cor, pelo status, pela orientação sexual…e a inventar características de grupo na pessoa…
Aquela frase batida …os chineses são todos …e por ai adiante.
Aquela coisa do império, aquela coisa da guerra
A negação faz , muitas vezes sem dar mos conta, espirrar aquela coisa feia e sem explicação plausível e lógica, foi sem intenção dizemos.

Depois á mistura disto tudo aparece o preconceito ideológico, esse muitas vezes patrocinado, pelas tvs que faz com que quem não pense como tu seja rotulado de isto e aquilo
“ fosse a menina dos meus olhos puta fornicara com a televisão”
Mas voltando ao Alcindo e a todos os Alcindos , devias estar cá , quem não devia estar eram aqueles que já à muito andam pelo sitio errado.
E assim se vai no pais das Ritinhas que no alto da sua infancia apenas têm amigos apenas vêm pessoas, saibamos nós não as estragar.

Humberto Faísca
Barreirense


.


11.06.2022 - 09:35

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.