Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 23 de Janeiro 2019
Por Maria Helena


Rosto da Semana – Barreiro
OUT.RA – associação cultural : um exemplo do fazer cultura


Rota 66 – Barreiro
«Podem ampliar aqui no Lavradio»


Rota 66
«Acordo de Geminação das Memórias» entre Peniche e Barreiro


A(nota)mentos - Barreiro
Pensar e projectar a construção de uma nova Biblioteca


Por dentro dos dias - Barreiro
Há dez anos o espaço murado da fábrica abriu-se à cidade.


Barreiro - Uma cidade com rostos é uma cidade com vida!
Sim, dava um filme…


Inferências - «Habemus Terminal»!
«Gostava de ver, no Barreiro, um Porto a sério»


COLUNISTAS
Lamento
Por Nuno Santa Clara
Barreiro


Silêncios supersónicos, o estranho caso do apeadeiro aéreo do Montijo
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BEM VINDO 2019
Por José Caria
Montijo


Até amanhã Sr. Alexandre. Bom Natal
Por Jorge Fagundes
Barreiro


A UBER AGRADECE
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


O Barreiro está um pouco mais pobre!
Por Nuno Banza
Barreiro


BASTIDORES
Presidente do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino
Violência contra a PSP no Bairro da Bela Vista em Setúbal é um «ataque ao estado de di


Pedro Vasconcelos Almeida do Barreiro
Eleito Secretário Nacional da Juventude Socialista


Encerramento dos serviços de urgência dos hospitais do Barreiro e Setúbal
Nuno Magalhães quer esclarecimentos


Concurso para a aquisição de dez novos navios para a Transtejo
Juventude Popular do Barreiro acusa o Governo de enganar os barreirenses


Construção do futuro aeroporto do Montijo excelente notícia para distrito de Setúbal.
Número de postos de trabalho diretos e indiretos será superi


Sobre a decisão do Governo relativa ao Aeroporto do Montijo
PEV marca Debate de Atualidade
. Para a próxima 5ª feira


ENTREVISTA
Barreiro - TCB pode alargar serviço a concelhos limítrofes
Colaborar na mobilidade de Sesimbra, Palmela e Seixal para além da Moita
. Novos au


Desconstruir aquela ideia do Barreiro coitadinho
Projecto «Start XXI» uma aposta no desenvolvimento económico


DESPORTO
Na Gala da Federação de Triatlo de Portugal em Alcobaça
Cinco atletas do concelho de Palmela distinguidos


Boccia no Concelho de Palmela
Promove inclusão pelo desporto


Animação contagiante no Barreiro
2.° ENCONTRO DISTRITAL «JOGA +» AF SETÚBAL


Moita - Cerimónia de Entrega de Méritos Desportivos 2018
Valorizar atletas, treinadores e clubes do concelho


Barreiro – Remo do Clube Naval Barreirense
Deslocou 8 atletas ao «Abierto de Andalucia» em Sevilha


Equipa de Badminton do Luso Futebol Clube - Barreiro
Conquista 3º lugar no Torneio Regional de Equipas.


PERSONALIDADES
Barreiro - Faleceu João Nunes Feijão
Um nome indissociável da história da FRATER.


AS ESCOLAS
Setúbal - No anfiteatro da Escola Superior de Educação (ESE/IPS)
Secretário de Estado da Educação em conferência sobre inclusão


Barreiro - Alfredo da Silva! Já são 72 anos!!
É um orgulho fazer parte destas celebrações na escola mais antiga do concelho


Politécnico de Setúbal desafia jovens a gerir uma empresa hoteleira
4.º Jogo de Gestão Interescolas mobiliza 184 alunos de todo o País


Politécnico de Setúbal debate «Pobreza, Exclusão Social e Saúde»
Seminário agendado para os dias 1 e 2 de fevereiro


Escola Secundária de Casquilhos - Barreiro
Percurso por terras helénicas a partir do Projeto Erasmus


REPORTAGEM
Kira deu muito ao Barreiro, o Barreiro deve ajudar o Kira.
Um atelier e uma casa para viver com dignidade


Barreiro - Na Região de Setúbal serão assinalados 96 anos do CNE – Corpo Nacional de Escutas
Preparar os jovens para as profissões que ainda nã


Top Leitores da Biblioteca 2018
Todos premiados receberam «Uma viagem pelo Barreiro» de Bruno Vieira Amaral


Criação do Gabinete de Apoio à Vitima no Barreiro e Moita
Concretiza décima resposta no Distrito de Setúbal na Rede Nacional de Apoio às Vítima


Barreiro - «Sonhos...e ilusões» um livro onde as palavras se cruzam e florescem
Ler e conhecer...«um coração onde muitas marés bateram»


Barreiro - Gala da Diferença
«Prémio Personalidade» atribuído a Angelina Marques
. Uma noite de emoções fortes


MOLDURA
Setúbal - «António Maria Eusébio, o Calafate. Vida e Obra»
Memórias da vida do poeta popular setubalense


ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
Espectáculo Solidário António Cordeiro
. JOSÉ MATIAS


Setúbal - Dez grandes livros do século XX em análise na comunidade de leitores
Dinamizada e orientada pelo escritor Gonçalo M. Tavares


Durante a madrugada foram apreendida 220 quilos de ameijola em Setúbal
Identificado por captura ilegal de bivalves em Reserva Natural


Moita - Comissão de Utentes de Saúde da Baixa da Banheira promoveu sessão pública
Condições de atendimento no Hospital do Barreiro um dos temas


Moita - Cinema no Fórum Cultural - Baixa da Banheira:
«Ruth» de António Pinhão Botelho


Ordem dos Advogados - Delegação do Barreiro
Conferência «Justiça e a Saúde Mental»


No Auditório Municipal Augusto Cabrita - Barreiro
Bruno Nogueira com espetáculo «Depois do Medo»


Moita - Centro de Experimentação Artística – Vale da Amoreira
Oficina de Movimento e Muay Thai «Se Queres Saber Pergunta!»


Sessão comemorativa 160 Anos dos Comboios no Barreiro
«Complexo Ferroviário do Barreiro, que Futuro?»


No CINE TEATRO S. JOÃO em PALMELA
«O CORCUNDA DE NOTRE DAME» sobe ao palco no mês de FEVEREIRO


Centro Hospitalar Barreiro Montijo
Oncologia renova certificação pela Direção-Geral da Saúde


Iberia em concerto no Fórum Cultural na Baixa da Banheira
Um espetáculo eletroacústico mais intimista


AUTARQUIAS
Em Alburrica no Concelho do Barreiro
Instalado equipamento de Street Workout para a prática do exercício físico


Barreiro - Concessão de Direitos e Benefícios Sociais aos Bombeiros Voluntários
Projeto de Regulamento está em Consulta Pública


Seixal - Preocupações sobre os impactos ambientais da Siderurgia
Autarquia reúne-se com ministro do Ambiente


Município da Moita recusa transferência de competências
Defende que descentralização deve ter em conta a criação das regiões administrativas


OPINIÃO
O mito «No Barreiro não há nada para ver!»
Por Gonçalo Brito Graça
Barreiro


A Importância do comércio tradicional
Por Sara Machado Gomes
Almada


A propósito da IV Gala da Diferença.
Por Marco Binhã
Barreiro


Gripe e a sua prevenção
Por Joana Peralta e Inês Silva
Barreiro


Viver plena_mente: Mindfullness
Por Sandra Pereira
Barreiro


Mobilidade: um problema prioritário
Tiago Sousa Santos
Barreiro


Era uma vez … uma promessa, um centro de saúde, mais médicos e a credibilidade …
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


A DEFESA DOS DIREITOS E PROMOÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA DO OSTOMIZADO UM NEGÓCIO DE DÚVIDAS
Por Vitor Bento Munhão
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Núcleo de Pinhal Novo da Liga dos Combatentes
Contribuir para o engrandecimento do Concelho de Palmela


Ministro da Educação na nova sede da Federação de Xadrez
Inauguração em dia do 92º aniversário


Barreiro - Clube Dramático de Instrução e Recreio 31 de Janeiro «Os Celtas»
Sessão Solene comemorativa do 87º aniversário


Federação das Colectividades do Distrito de Setúbal
Comemoração do 16.º aniversário em Almada


Clube de Fotógrafos do Barreiro
Eleitos Corpos Gerentes para biénio 2019- 2020
. Anabela Carreira Presidente da Direcção


Sociedade de Cultura e Recreio 1º Agosto Paivense - Barreiro
Elegeu corpos gerentes para o ano de 2019.


LIVROS
Na Casa da Cultura em Setúbal
Apresentação do romance «A Noite Passada» de Alice Brito


Barreiro - Escritor Carlos Alberto Correia
Publica «URBI - poemas datados»


POSTAIS
Barreiro - Arteviva «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»
Estão ali pessoas reais…em personagens reais!


Jogos da Primavera 2019 em Abril no Barreiro
Participam cerca de 4 mil escuteiros da região de Setúbal


Expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa no Montijo
Vai marcar a modernização do país e a internacionalização da região.


Carlos Moreira, Presidente da Direcção dos Bombeiros Voluntários do Barreiro
Concretizar remodelação do quartel


Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro
Uma bela moldura humana enriqueceu a sessão de entrega de Rostos do Ano


Rotary Club do Barreiro integra primeira mulher
Inês Costa escreve uma página na história


Barreiro – Arte Viva leva a cena peça infantil «Pinóquio»
Uma peça hilariante que envolve o público – crianças e adultos


ARTES
ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro
Em cena «JOSÉ MATIAS, entretém para quatro mulheres»


EUROPA
Comissão Europeia aprova regime de 320 milhões de euros
para apoiar instalações de energia de biomassa próximas das florestas em risco de incê


Volume do comércio a retalho aumenta 0,6 % na área do euro
0,7 % na União Europeia e 1,6 % em Portugal


inferências rostos.pt - o seu diário digital

Crónica do Palácio
Vai nascer o “Movimento dos Alfredinhos”

Crónica do Palácio<br>
Vai nascer o “Movimento dos Alfredinhos”A ideia de colocar a estátua do Alfredo, no Mexilhoeiro, foi dito, insere-se numa estratégia, de afirmação do Barreiro, perante Lisboa – frente ao Terreiro do Paço – e com a ideia- força de dinamizar o conceito de “cidade de duas margens”.

Mas, foi acrescentado, é, igualmente um meio de corporizar a concepção mitológica de José Caro Proença, que defende que o Barreiro nasceu no mar. Logo, se o Barreiro nasceu no mar, o nosso criador – o Alfredo – deve ser colocado nas margens do Tejo.

O pessoal juntou-se como é habitual, à sexta-feira, para o almoço da Tertúlia do Palácio. Um ponto de encontro para falar, sorrir e comentar a vida da cidade.
A conversa esteve mesmo muito animada. Os nove convivas que desta vez apareceram viveram uma refeição, verdadeiramente , “iconeclástica”.
O tema, empolgante, obviamente, a Estátua Alfredo da Silva.
Sim, é verdade, também entrou para a conversa uma profunda reflexão sobre a Igreja-Taberna da Telha.
Houve mesmo quem sugerisse que fosse lançada uma campanha tendo como lema : “Taberneiros de todo o mundo, uni-vos”.
Claro, em defesa da capela dos “descobrimentos” – degradada e sem qualquer sentido de obra epocal – mas cujo altar está destinado, há muitos anos, às pipas de vinho e, como tal, deve ser um orgulho de todos os taberneiros. Isto é coisa rara que deve ser preservada, em nome da cultura da cidade.
Sim, foi referido, ali, a pinga é abençoada pelos céus. O Proença não gostou da brincadeira. Mas, enfim, aguentou-se à pedalada do pessoal.
Mas, sublinhe-se o pessoal, concorda que o local seja referenciado com um “memorial”, assinalando a existência da referida capela.

Mas, a conversa animou mais, muito mais, quando o pessoal decidiu criar o “Movimento dos Alfredinhos”.
O Proença desta gostou. Até porque, recentemente, expressou a sua indignação por se afirmar por aí, aos quatro ventos, que foi o Alfredo que nos criou.
A primeira acção que o “Movimento dos Alfredinhos” vai desenvolver, foi decidido, é fazer um abaixo assinado – um inquérito, dizia o Mário Durval – para que a Estátua de Alfredo, seja colocada junto à ponta do Mexilhoeiro.
“Seria a nossa estátua da Liberdade” – comentou alguém.
Logo, de imediato, o Kira disse que no quadro que vai pintar, para dar uma visão do enquadramento da estátua, naquele espaço, colocaria o Alfredo de punho erguido e em vez de uma tocha teria uma chaminé da CUF.
O Kira prontificou-se a nunca mais pintar Moinhos de Alburrica. Vai criar tudo tendo como inspiração o “Alfredinho”.
A ideia de colocar a estátua do Alfredo, no Mexilhoeiro, foi dito, insere-se numa estratégia, de afirmação do Barreiro, perante Lisboa – frente ao Terreiro do Paço – e com a ideia- força de dinamizar o conceito de “cidade de duas margens”.
Mas, foi acrescentado, é, igualmente um meio de corporizar a concepção mitológica de José Caro Proença, que defende que o Barreiro nasceu no mar. Logo, se o Barreiro nasceu no mar, o nosso criador – o Alfredo – deve ser colocado nas margens do Tejo.

O Nuno Banza não gostou da ideia porque, ali, no Mexilhoeiro, são as gaivotas - os ratos do ar – que vão sobrevoar a estátua do Alfredo, enquanto, no lugar “mítico de referência da night”, são os pombos que esvoaçam e dão outro sentido “ecológico” ao espaço.
Mas, o Nuno, grande defensor do “Movimento dos Alfredinhos” ficou de arrancar com a produção de t-shirts, onde, deverá ser inscrita a frase : “Alfredo amigo, o povo está contigo”!

Entretanto, para fazer fundos para o “Movimento dos Alfredinhos” foi decidido mandar fazer porta chaves, com a estátua em miniatura, que, diga-se, a longo prazo poderá tornar-se um elemento de projecção da imagem do concelho. Um ícone.
Assim, pouco a pouco, iríamos transformando o Barreiro numa cidade cosmopolita, tal como, quando o pessoal vai a Bruxelas, foi dito, compra aqueles porta chaves do “menino a fazer xixi ”, aqui o pessoal passava a comprar o porta chaves do “alfredinho”.
O Kira também sugeriu que fosse feito um “alfredinho” do estilo daqueles do Santo António de Lisboa, que se puxa um cordel.
Alguém, disse, penso que foi o Carlos Correia, que poderia ser um “bonequito” estilo da Ilha da Madeira.

Enfim, o pessoal estava todo entusiasmado com a criação do “Movimento dos Alfredinhos”.
O Carlos Correia referiu que aquele fado do “Alfredo quando tu cantas” devia ser o hino do Movimento.
O pessoal concordou, até, porque é um fado cantado à desgarrada com o Fernando Farinha, um barreirense, para quem não sabe.
Logo, um má língua disse, que isso da desgarrada parece o que aconteceu na Assembleia, o velho e o novo, em disputa. O Velho seria o PS. O novo o PCP.
Logo, o Nuno Banza discordou, sempre do contra : “Não, isso é melhor ficar pela história, do velho, o rapaz e o burro”.

Ah, é verdade, também foi sugerido que fossem produzidas “bolinhas anti stress”. Seriam denominadas as “bolinhas do Alfredo”.
O Proença sentia-se satisfeito. Porque afinal este Movimento era um verdadeiro reconhecimento do criador, que fez a obra.
O Mário Durval, logo, comentou que um criador faz sempre uma boa obra. E, não percebemos porquê sorria, repetindo – “a obra…obra”.
O Proença, aproveitou para esclarecer que o Largo das Obras, tem esta designação, porque o Alfredo, dali, comentou : “Esta é a minha obra”.
E, por essa razão, discordou que a estátua do Alfredo fosse para o Mexilhoeiro, expressando a sua opinião que devia ficar no “largo da obra”. O Durval concordou. Mas exigiu um inquérito.
O Miguel, médico, recém chegado ao Barreiro, dizia : “Aqui faz-se, rapidamente, um curso intensivo sobre a história do Barreiro”.
O Figueiredo ainda falou do Bico da Passadeira, por ser mais perto do “Xangai” – vulgo Baixa da Banheira – que como todos sabemos também foi uma criação do Alfredo.

O “Movimento dos Alfredinhos” foi ganhando forma e objectivos.
Foi referido que este “movimento” será supra partidário dado que estavam, na sua criação, presentes pessoas do BE; PCP; PS, PSD e sem partido.
Diga-se, quase todos licenciados ou com frequência universitária, não muito velhos, sendo portanto, pessoas cuja opinião pode servir para ter uma ideia - um pulsar de opinião – sobre a memória, os ícones da memória. Uma senhora que estava na mesa comentou : “Vejam como falam”. Porque o Nuno não se calava com os ícones.
Alguém lhe disse que, ícones, com fartura, encontrava na Festa do Avante.
Mas, na conversa, o Proença, com uma grande memória, até disse que, com a colocação da estátua, na época, lhe retiraram a “pista de bicicletas”. Portanto, conclui-se, há memória da cidade.

Diga-se, foi sublinhado que a criação do “Movimento dos Alfredinhos” acima de tudo visa criar uma corrente de opinião que contribua para fazer a catarse dos fantasmas e da esquizofrenia.
O Nuno discordou – “Esquizofrenia não, comportamento bipolar!”.
OK. Disse alguém – “É isso o pensar a preto branco”
Claro que não faltou a frase: “Freud explica isso”.

Para lançar o Movimento o pessoal vai montar umas bancas nas ruas da cidade, para divulgar os objectivos e, também, visando angariar fundos, serão vendidos porta chaves “o alfredinho”, uma gravação do fado “Alfredo quando tu cantas/ Já não tens a voz de outrora/Mas quando cantas ainda cantas/ junto aos fadistas de agora”.
O Carlos que demonstrou ter boa voz cantando o “Adamo” vai gravar o CD, dando a sua própria voz.

Foi um almoço de loucos. Gargalhadas não faltaram. E faltaram alguns que costumam animar a festa.
Mas, para a semana há mais…o “Movimento dos Alfredinhos” é irreversível – todos pelo criador e pela sua obra!
“Mas vocês esqueceram-se dos ferroviários” – dizia o Durval, acrescentando – “Foi por existir Caminhos de Ferro que o Alfredo veio para aqui…”
Pronto, para a semana é esse o tema – “Os Alfredinhos perante a consciência ferroviária”.

Um abraço.
SP

Nota Posterior – O Movimento dos Alfredinhos vai procurar fomentar uma corrente de pensamento, que poderá ser identificada como “o alfedrismo”.
No essencial esta corrente de pensamento defende que as pessoas podem ter ideias diferentes, formas diferentes de olhar a vida, percorrer caminhos diferentes, mas, sabem ou sentem necessidade de cultivar o carácter e a amizade.
Ser “alfedrista” é acreditar que quem está contra nós, também está a favor de nós. Ajuda-nos a crescer.
Um Movimento de operários e doutores – interclassista. Um Movimento que está consciente vamos todos parar ao mesmo sítio – “uns vão para o Céu, outros apenas vão até Vila Chã.”
Um Movimento que acredita em valores como o respeito democrático, a liberdade de pensar e dizer, os valores de viver uma cidadania activa e plena.
Um Movimento que está aí para lutar por um Barreiro do século XXI, com orgulho nas memórias do séculos XIX e XX; mas que acredita…a felicidade constrói-se vivendo hoje, porque, todos sabemos - amanhã será tarde… para viver!

17.5.2008 - 11:37
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

nome: kira
comentario: e terá por lema (o senhor director esqueceu-se): "todos fazem parte do movimento, mesmo aqueles que estão contra." obrigado.
nome: A Mecinha do Vison
comentario: Concordo perfeitamente com a solução apontada, da colocação da estátua no Mexilhoeiro. Só que se fosse ao estilo Manneken Pis ou das Caldas, era capaz de ferir susceptibilidades e teriamos o Padre Zé Manel e as beatas barreirenses, a fazer o movimento anti-Alfredo. Ou daí, talvez não. As beatas do Barreiro têm todas cara de quem gosta muito. Como aderente incondicional ao movimento, preferia um Alfredo da Silva ao estilo do Zé Povinho de Bordalo Pinheiro. Virado para o mundo, fazendo um grande "manguito", como que a dizer a todos aqueles que já se esqueceram da sua obra: "Toma!".
nome: Pensador
comentario: Este Barreiro já não tem remédio!!! E são estes intelectuais de pacotilha que temos!!! Perdoai-lhes Senhor!!!
nome: "prensador"
comentario: Se este BARREIRO já não tem remédio que se funda a estátua do ADS e que se transforme o bronze em pilulas. Remédio santo.
nome: Barreirense 2
comentario: O Barreiro tem muito que agradecer ao comunismo e aos comunistas, consegiram mesmo "destruir" com todas as grandes empresas do distrito de Setubal, onde o Barreiro não foi exepção, infelizmente...
nome: MARGARIDA PATRÍCIO
comentario: NÃO TENHO INTERESSE POLÍTICO NEM NOS POLÍTICOS MAS VEJO QUE O NOSSO POVO DO (BARREIRO,MOITA E AFINS)NÃO PODE NEM DEVE POIS ISSO IRÁ DEFENIR A NOSSA QUALIDADE DE VIDA, FICAR DE BRAÇOS CRUZADOS PERANTE ESTAS OPORTUNIDADES DE DESENVOLVIMENTO,VEJAM ALMADA, CASCAIS, PARQUE DAS NAÇÕES QUE TEM UM ENVOLVENTE FEIO,TODAS ELAS A APROVEITAREM OS RECURSOS NATURAIS (SUA MARAVILHOSA COSTA).A NOSSA ESPLENDOROSA CIDADE DE SETÚBAL O BARREIRO,MOITA,MONTIJO E PEQUENAS TERRAS PELO MEIO TÊM DE LEVANTAR AS VOZES,UNIRMO-NOS (POPULAÇÃO,COM OS INFLUENTES NA FRENTE) MOVIMENTANDO-NOS EM PROL DA MODERNIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO À SEMELHANÇA DAS TERRAS ATRÁS MENCIONADAS.MUITO IMPORTANTE NÃO ESQUECER QUE TEMOS MAIS AINDA, O BOM CLIMA QUE ESTÁ VANTAJOSAMENTE DO NOSSO LADO, SE NÃO FORMOS NÓS POPULAÇÃO (TU E EU) ELES (POLÍTICOS) NÃO CONSEGUEM SÓZINHOS, VAMOS DAR UM GRANDE EMPURRÃO?!
nome: incognito
comentario: Pelo menos ja se pode dizer que toda esta historia de retirar a estatua ja teve um grande ponto positivo: Toda a gente discute quem foi ALfredo da Silva e a sua importancia para o Barreiro. ANtes a estatua tava la esquecida. Agora todos tem uma opiniao.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

PUB.

PUB.

ROSTOS APOIA

PUB.

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND