Conta Loios

cultura

Colóquio «Espanha, Portugal e o Caminho de Santiago. Caminhos do Caminho»
Reflexão em Palmela abriu novas perspetivas sobre o Caminho de Santiago

Colóquio «Espanha, Portugal e o Caminho de Santiago. Caminhos do Caminho» <br />
Reflexão em Palmela abriu novas perspetivas sobre o Caminho de Santiago Palmela recebeu, a 30 de outubro, o Colóquio “Espanha, Portugal e o Caminho de Santiago. Caminhos do Caminho”, integrado na Mostra Espanha e nas comemorações do Ano Jacobeu, proporcionando às/aos mais de uma centena de participantes uma jornada enriquecedora, de grande qualidade e interesse.

A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Palmela (através do GEsOS - Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago) e o Ministério da Cultura e Desporto de Espanha, pretendeu ser um dia de descoberta e reflexão em torno dos muitos caminhos do Caminho de Santiago. As sessões teóricas, no Cine-Teatro S. João, estiveram a cargo de especialistas dos dois países, que ofereceram um vasto panorama sobre este elemento, que tem unido Portugal e Espanha desde o século XII.

«É tanto o que partilhamos com os nossos vizinhos e irmãos, que a nossa relação com Espanha só pode ser mutuamente enriquecedora e é essa relação que queremos aprofundar. A Mostra Espanha é disso um bom exemplo», salientou a Vereadora da área do Património Cultural, Maria João Camolas, na sessão de abertura do Colóquio.

A Vereadora considera esta iniciativa «particularmente pertinente no contexto do processo em curso de integração do território de Palmela no Caminho de Santiago». O Município, lembrou, «trabalhou afincadamente no objetivo de fazer rever o Caminho de Santiago na região, dando sequência a uma ambição antiga das nossas gentes, que sempre se sentiram intimamente ligadas ao Caminho e orgulhosas desta herança, ou não tivesse Palmela sido sede do ramo português da Ordem de Santiago até ao século XIX».
A coordenação do Colóquio esteve a cargo de Isabel Cristina F. Fernandes e Feliciano Novoa Portela, para quem «foi um prazer voltar a Palmela com um tema que fala do passado e do presente desta vila».

Também Faustino Fortuny, Sub-diretor Geral de Relações Internacionais do Ministério da Cultura e Desporto de Espanha, se mostrou «encantado de voltar a Palmela e especialmente satisfeito», já que este é «um tema muito querido de todos». Faustino Fortuny acredita que o Colóquio contribuiu para «avançar no sentido de um maior conhecimento e difusão deste património comum».

Para além das sessões teóricas, o Colóquio terminou com duas iniciativas na Igreja de Santiago (Castelo de Palmela): a inauguração da Exposição “O Caminho Ilustrado. Uma viagem pintada por Alicia Aradilla”, que pode ser visitada até 2 de dezembro, e o Concerto “Lorca Peregrino”, por Samuel Diz (Guitarra Clássica Galega), com a participação do Tenor Jonatan Alvarado.
Este tema vai continuar em destaque na próxima edição do Fórum Turismo Palmela, a 11 de novembro, no Cine-Teatro S. João, que tem como tema “Palmela na Rota de Peregrinação do Caminho de Santiago”.

Fonte - CMP

03.11.2021 - 13:18

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.