Conta Loios

cultura

No Barreiro - Exposição de Bernard Jeunet
“Apanha-me também um poeta!” esculturas em papel com poesia

No Barreiro - Exposição de Bernard Jeunet <br>
“Apanha-me também um poeta!” esculturas em papel com poesia No âmbito da ILUSTRARTE - Bienal Internacional de Ilustração para a Infância do Barreiro e inserida no ciclo de exposições “A Arte na Página”, foi inaugurada, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, a exposição “Apanha-me também um poeta!”, papéis esculpidos de Bernard Jeunet,numa cerimónia que contou com a presença do autor, da Vereadora Regina Janeiro, responsável pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Barreiro e dos Comissários da Ilustrarte, Ju Godinho e Eduardo Filipe.

O acto inaugural de registar a leitura da história “A máquina de apanhar borboletas”, por um grupo de crianças que, de forma brilhante, prenderam a atenção de todos aqueles que se deslocaram ao local para partilhar momentos de encontro com o “rigor da composição e dos enquadramentos” presentes nos trabalhos expostos do criador Bernard Jeunet.
A exposição “Apanha-me também um poeta!” papeis esculpidos de Bernard Jeunet pode ser visitada, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, até ao próximo dia 31 de Julho.

A mostra, com entrada livre, está patente ao público de terça-feira a domingo, das 17 horas às 22 horas, conta com as ilustrações originais de quatro dos livros de Bernard Jeunet, bem como exemplos de um percurso artístico mais pessoal, num total de mais de 100 imagens.

O título da exposição, extraído de um poema de um dos seus livros, serviu de inspiração para nove poemas inéditos, escritos por nove poetas portugueses “apanhados“ para o efeito: Matilde Rosa Araújo, Luísa Ducla Soares, José Fanha, José Jorge Letria, Maria Alberta Menéres, Emílio Remelhe, António Torrado, Alice Vieira e Vergílio Alberto Vieira. Os poemas serão declamados na inauguração, na presença do artista.
Bernard Jeunet não pinta nem desenha as suas ilustrações.
As suas personagens são esculpidas em papel, a pose ensaiada sobre cenários, a composição ajustada com rigor, os elementos decorativos dispostos meticulosamente.
Todo o mobiliário, todos os objectos, da minúscula caixa de lápis ao minúsculo caderno, a luz e as sombras, os reflexos da luz na água. Tudo é papel !

Esta mostra é organizada pela Câmara Municipal do Barreiro em parceria com a Associação Ver p’ra Ler.

Consulte na Internet
www.cm-barreiro.pt e www.ilustrarte.web.pt.

27.5.2006 - 19:47

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.