Conta Loios

autarquias

Rui Garcia, Presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal
«Portugal é hoje mais dependente, menos soberano»

Rui Garcia, Presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal<br />
«Portugal é hoje mais dependente, menos soberano»  . Portugueses sofrem a precariedade, os baixos salários, as pensões e reformas insuficientes.

"Comemorar 45 anos do início da Revolução de Abril é honrar os que lutaram, continuando a luta pela Liberdade, pela Democracia, pela Justiça Social, pelo Progresso, enfim, pelo Portugal que Abril antecipou.", refere Rui Garcia, Presidente da AMRS - Associação de Municípios da Região de Setúbal.

MENSAGEM DE RUI GARCIA, PRESIDENTE DA AMRS – ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL
SOBRE O 45º ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL

Comemorar o 45º aniversário do 25 de Abril de 1974 requer reconhecer o enorme salto em frente que as conquistas da Revolução de Abril representaram para Portugal: liberdade, democracia, paz, soberania; a melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo com a criação ou generalização de direitos como o salário mínimo, os contratos colectivos de trabalho, férias pagas, protecção na doença, protecção social; o Ensino Público, o Sistema Nacional de Saúde e o Sistema Nacional de Segurança Social; o desenvolvimento económico assente no controlo público dos sectores estratégicos e a promoção do crescimento económico assente na produção nacional; o papel do Estado, dos Serviços Públicos e em particular do Poder Local Democrático na transformação do País e da vida dos portugueses, promovendo o combate às desigualdades e o desenvolvimento regional e local.

Comemorar os 45 anos passados sobre o desencadear da Revolução dos Cravos é reconhecer que muitos sonhos e ambições que floresceram em Abril, não se concretizaram. Portugal continua amarrado a desigualdades, injustiças, assimetrias sociais e territoriais que permanecem e se agravam. Houve retrocessos: Portugal é hoje mais dependente, menos soberano; muitos portugueses sofrem a precariedade, os baixos salários, as pensões e reformas insuficientes.

Comemorar 45 anos do início da Revolução de Abril é honrar os que lutaram, continuando a luta pela Liberdade, pela Democracia, pela Justiça Social, pelo Progresso, enfim, pelo Portugal que Abril antecipou.

Setúbal, 23 de abril de 2019

23.04.2019 - 12:10

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.