Conta Loios

autarquias

Amarsul reforça rede de ecopontos
Moita de 21,8 kg/habitante/ano em 2018 para 27,3 Kg em 2019

Amarsul reforça rede de ecopontos<br />
Moita de 21,8 kg/habitante/ano em 2018 para 27,3 Kg em 2019 Com o objetivo de tornar mais cómoda a separação e deposição de resíduos e aproximar os contentores para recicláveis da população, a Amarsul, entidade responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos municípios da Península de Setúbal, tem vindo a reforçar a sua rede de ecopontos nos últimos meses, no concelho.

Segundo dados da Amarsul, “no arranque do projeto, em dezembro de 2018, o Município da Moita apresentava uma capitação de 21,8 kg/habitante/ano e, em abril de 2019, demonstrou um aumento para 27,3 Kg/habitante/ano, o que representa um aumento nos hábitos de separação de resíduos e encaminhamento para reciclagem”, embora ainda insuficiente, pois muitos dos resíduos recicláveis continuam a ser depositados nos contentores normais.

Só no concelho da Moita, cerca de 400 pontos de recolha seletiva foram já contemplados com gares e/ou suportes de fixação. Nesta fase da operação, está prevista a colocação de cerca de 1300 contentores de 1100l de capacidade para deposição seletiva (50% para papel/cartão e 50% para embalagens de plástico e metal) e de 225 vidrões de 1,5m3 de capacidade, na área urbana. Anteriormente a este projeto, em todo o concelho, existiam 202 ecopontos.

De salientar que a correta separação de recicláveis pelos cidadãos faz com que menos resíduos sejam encaminhados para aterro. Assim, além de ser um contributo para a melhoria ambiental, serão menos as toneladas de resíduos sujeitas a taxa de deposição paga pelos Municípios e serão mais as quantidades recolhidas seletivamente pela Amarsul.

18.08.2019 - 10:50

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.