Conta Loios

autarquias

Autocarros na área metropolitana de Lisboa
A partir de dia 1 de julho a oferta rodoviária vai ser reforçada para 90%

Autocarros na área metropolitana de Lisboa<br />
A partir de dia 1 de julho a oferta rodoviária vai ser reforçada para 90% “A ideia é, nesta fase, consolidar uma oferta de 90%. Depois, em cima desses 90%, iremos estar atentos para reforçar aquilo que
vier a ser preciso, tendo em conta, naturalmente, a própria capacidade de resposta de cada um dos operadores privados”, referiu Carlos Humberto de Carvalho, primeiro-secretário da Área Metropolitana de Lisboa.

A partir de dia 1 de julho, a oferta rodoviária de transporte público de passageiros na região metropolitana de Lisboa vai ser reforçada
para 90%, relativamente à existente no período pré-pandémico.

A decisão de reforçar esta oferta foi hoje anunciada aos 18 autarcas da área metropolitana, no decorrer da reunião do Conselho
Metropolitano de Lisboa.

“A ideia é, nesta fase, consolidar uma oferta de 90%. Depois, em cima desses 90%, iremos estar atentos para reforçar aquilo que vier a ser preciso, tendo em conta, naturalmente, a própria capacidade de resposta de cada um dos operadores privados”, referiu Carlos Humberto de Carvalho, primeiro-secretário da Área Metropolitana de Lisboa.

A partir de amanhã, sexta-feira, serão, por isso, feitos reforços de oferta pontuais, para dar resposta às situações mais urgentes.
“Este reforço só é possível graças à convergência de ideias entre o governo, as autarquias, a Área Metropolitana de Lisboa e os
operadores, e implica um esforço financeiro suplementar de cerca de dez milhões de euros, por mês, incluindo-se aqui todos os modos de transporte, públicos e privados, acrescidos aos mais 10 milhões já investidos mensalmente no sistema de transportes
públicos, através do PART - Programa de Apoio à Redução Tarifária”, adiantou Carlos Humberto de Carvalho.

O reforço agora conseguido é transversal a todos os operadores rodoviários privados de transporte público de passageiros, e
representa uma melhoria substancial da oferta (dos atuais 60%, para cerca de 90%).

Carlos Humberto de Carvalho destacou ainda que tanto os autarcas como os operadores estarão "mais atentos", e que a Área
Metropolitana de Lisboa analisará “linha a linha, percurso a percurso, horário a horário, para perceber onde é necessário
fazer um reforço adicional”.

25.06.2020 - 19:59

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.