Conta Loios

autarquias

Fórum Turismo Palmela
Luís Miguel Calha destacou a importância da participação de todos os agentes turísticos

Fórum Turismo Palmela<br />
Luís Miguel Calha destacou a importância da participação de todos os agentes turísticos O Fórum Turismo Palmela 2020 terminou esta quinta-feira, com uma segunda sessão em formato webinar. Este ano com o tema “Reinventar o Turismo - Cooperação para o Desenvolvimento”, a iniciativa contou com cerca de 200 participantes, que assistiram online às sessões dos dias 19 e 26 de novembro.

No encerramento da iniciativa, o Vereador da Câmara Municipal de Palmela, Luís Miguel Calha, destacou a importância da participação de todos os agentes turísticos. «Acreditamos muito neste caminho de reflexão conjunta e troca de experiências, pois só assim é possível desenvolver o turismo e ir ao encontro das expetativas das pessoas», realçou. O Vereador deixou também votos de que este Fórum «tenha dado ânimo, esperança e confiança para, em conjunto, podermos almejar um futuro diferente», numa altura em este setor está a ser um dos mais afetados pela pandemia COVID-19.

Na sua intervenção, com o tema “Sustentabilidade do Destino e Diversificação da Oferta Turística”, Luís Miguel Calha referiu que, face ao momento muito difícil que a atividade turística atravessa, «é incontornável planear o futuro, implementando uma estratégia para a retoma que considere princípios e práticas de sustentabilidade».

A estratégia municipal por um turismo mais sustentável passa, desde logo, pela aplicação de medidas de sustentabilidade ambiental, como a Candidatura da Arrábida a Património da UNESCO; a qualificação da acessibilidade ao Castelo de Palmela, da visitação aos sítios arqueológicos e do percurso pela Serra do Louro; a Pequena Rota Jardins de Vinhas, que está a ser sinalizada em Fernando Pó; ou o Plano de Ação Municipal para a Mobilidade, que aposta na rede ciclável.

Igualmente fundamentais são as medidas de sustentabilidade económica e social. Do trabalho que o Município está a desenvolver nesta área, o Vereador destacou, por exemplo, o Projeto de Valorização e Defesa da Raça Saloia; a isenção do pagamento de taxas de ocupação do espaço público para a ampliação de esplanadas e novas esplanadas; a edição Palmela Experiências com Sabor Especial Natal; as campanhas temáticas de promoção dos produtos gastronómicos tradicionais; a promoção de webinares; a campanha turística nacional “O que seria da Vida sem a Viagem?”; ou a abertura da Incubadora de Empresas de Pinhal Novo.

Organizado pelo Município, com o apoio da ERTRL - Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa e da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, o Fórum contou com os contributos de oradoras/es a nível nacional e internacional, em representação de municípios e outras entidades que, com a sua experiência e conhecimento, aceitaram partilhar os seus projetos.
Depois de a primeira sessão ter abordado o tema “A Cooperação em Projetos Turísticos Transversais”, a sessão final refletiu sobre “Territórios Turísticos - Reinventar e Dinamizar os Destinos”. Moderada por Joaquim Carapeto, da Associação para o Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal, contou com as intervenções de Paulo Lourenço, do Município de Silves, sobre “As Rotas da Rota da Laranja. Promoção ou reinvenção de um conceito?”; da Vereadora do Município de Guimarães, Sofi¬a Ferreira, sobre “O Turismo Verde como produto diferenciador da oferta turística em Guimarães”; do Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Jávea, Antonio Miragall Espasa, acerca de “Gestión sostenible como estratégia del destino turístico”; e do Presidente da Câmara Municipal de Tollo (Itália), Angelo Radica.

27.11.2020 - 16:18

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.