Conta Loios

autarquias

Projeto de investigação sobre desempenhos escolares na etnia cigana.
Câmara de Setúbal aprovou protocolo de colaboração com o ISCTE

Projeto de investigação sobre desempenhos escolares na etnia cigana.<br />
Câmara de Setúbal aprovou protocolo de colaboração com o ISCTE <br />
<br />
A Câmara Municipal de Setúbal aprovou, em reunião pública, a celebração de um protocolo de colaboração com o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa no âmbito do desenvolvimento de um projeto de investigação sobre desempenhos escolares na etnia cigana.

O EduCig – “Desempenhos escolares entre os Ciganos: investigação-ação e projeto de co-design”, desenvolvido pelo ISCTE e financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, pretende identificar e compreender as trajetórias de estudantes ciganos integrados no ensino secundário nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto e as respetivas aspirações de acesso ao ensino superior.

O projeto contempla a realização de atividades de formação, nomeadamente um currículo comum que certifique profissionalmente e com o 12.º ano estudantes ciganos e não ciganos que deixaram o sistema escolar, bem como formação certificada sobre história, cultura e modos de vida ciganos dirigida a escolas, agentes educativos e outros técnicos.

O ISCTE convidou o município de Setúbal a participar no projeto através da integração na Rede EduCig – Plataforma Colaborativa sobre Políticas Públicas e Ciganos Portugueses/Roma.

Esta rede visa estimular o contacto e a cooperação entre diferentes entidades e atores para a partilha de conhecimento, recursos e boas práticas e para disseminação de resultados científicos que contribuam para melhorar a inclusão das pessoas e famílias ciganas, particularmente na área das políticas públicas, sobretudo em domínios como a educação, formação, empregabilidade e habitação.

Numa primeira fase, a colaboração da autarquia na Rede EduCig consiste na “divulgação de atividades e outputs relevantes do projeto, sobretudo das ofertas formativas, através dos meios de comunicação disponíveis e de parceiros estratégicos”, indica a deliberação camarária.

Já o ISCTE assegura a realização de ações de capacitação sobre história, cultura e modos de vida ciganos dirigidas a profissionais e técnicos que desenvolvam atividade na área da educação e, eventualmente, a técnicos que trabalhem na área social e da habitação.

A médio-longo prazo, de acordo com o interesse dos vários intervenientes, pretende-se que a Rede EduCig mantenha a atividade com ações e objetivos mais abrangentes, como, por exemplo, a coprodução e partilha de informação científica e técnica acerca da formação e educação dos jovens ciganos em Portugal e das suas condições de empregabilidade e a reflexão conjunta sobre implicações políticas e práticas dessa informação.

15.01.2022 - 19:59

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.