Conta Loios

autarquias

Projeto-piloto de recolha de biorresíduos porta-à- porta no Município da Moita
Ações de Sensibilização nas escolas das zonas abrangidas

Projeto-piloto de recolha de biorresíduos porta-à- porta no Município da Moita <br />
Ações de Sensibilização nas escolas das zonas abrangidas No âmbito do projeto-piloto de recolha de biorresíduos porta-à-porta que o Município da Moita está a implementar em várias zonas do concelho, estão também a ser realizadas ações de sensibilização nas escolas das zonas abrangidas por este projeto municipal. O objetivo destas sessões é cativar as crianças para esta temática e disseminar junto das famílias as boas práticas ambientais, nomeadamente no que respeita à necessidade de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos urbanos.

Através de uma abordagem lúdica e pedagógica, é explicada a forma correta de separar estes resíduos, bem como o processo de transformação dos resíduos orgânicos em fertilizante para agricultura e jardinagem, chamando-se a atenção para a importância de todos colaborarmos. No final de cada sessão, é oferecido às crianças um pequeno vaso com o produto final da transformação dos biorresíduos, ou seja, o composto, no qual semeiam ervas aromáticas ou outras plantas autóctones fáceis de germinar, para que percebam bem todo o ciclo de recolha e valorização dos biorresíduos. Tem sido muito positiva a recetividade dos alunos a esta iniciativa que, de uma forma geral, os professores consideram uma mais-valia para o ensino e aprendizagem das temáticas ambientais e para a criação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, no futuro.
Recorde-se que a recolha de biorresíduos porta-à-porta pela Câmara Municipal teve início em janeiro, nas zonas do Chão Duro e Broega (Freguesia da Moita), em cerca de 240 habitações unifamiliares de munícipes que já aderiram ao novo projeto municipal. Nesta primeira fase, o projeto abrangerá também, além da freguesia da Moita (Chão Duro e Broega), Sarilhos Pequenos, Gaio-Rosário e Alhos Vedros (Arroteias, Bairro Francisco Pires, Rego d’Água e Cabeço Verde). Os moradores destas zonas irão ser contactados por técnicos devidamente identificados da empresa SUMA, contratada pela Câmara Municipal para assegurar a entrega dos contentores e o esclarecimento de todas as dúvidas relativas ao novo processo de recolha.
A recolha de biorresíduos (restos de comida e resíduos de jardim) porta-à-porta será efetuada pela Câmara Municipal duas vezes por semana, nos dias comunicados aos moradores aderentes.
Este projeto resulta de uma candidatura do Município da Moita ao POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) e é cofinanciado pelo Fundo de Coesão no âmbito do Programa Portugal 2020, tendo por principais objetivos o cumprimento das metas europeias e nacionais de recolha seletiva de resíduos, a valorização dos resíduos enquanto recurso ou “produto”, a redução de gases com efeito de estufa, a promoção da economia circular e o envolvimento dos cidadãos na adoção de práticas mais sustentáveis e amigas do Ambiente.

Foto - Escola Básica do Chão Duro

26.01.2022 - 16:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.