Conta Loios

autarquias

Situação da Soflusa preocupa Câmara Municipal do Barreiro
Problemas são sentidos diariamente pelos Barreirenses afetando sua vida pessoal e profissional.

Situação da Soflusa preocupa Câmara Municipal do Barreiro<br />
Problemas são sentidos diariamente pelos Barreirenses afetando sua vida pessoal e profissional. "Anunciada a compra de novas embarcações, verificamos que a Soflusa foi afastada de qualquer tipo de renovação dos seus navios, nem se vislumbra manutenção aos que atualmente operam na ligação Barreiro – Lisboa", refere-se na moção aprovada, por unanimidade, ontem, na reunião da Câmara Municipal do Barreiro.

No texto sublinha-se que é necessário "insistir na resolução dos problemas já identificados, junto do Governo e Administração, com vista à efetiva melhoria da oferta de transporte fluvial de e para o Barreiro".

A moção apresentada, na reunião da Câmara Municipal do Barreiro, pelos vereadores da CDU já tinha sido apresentada por aquela força politica no passado mês de Julho, por duas vezes e por duas vezes foi retirada, por sugestão de Frederico Rosa, presidente, para que fosse elaborado um texto consensual, visando uma aprovação com a concordância das duas forças politicas que integram o executivo - PS e CDU.

Divulgamos o texto integral da moção, aprovada agora, por unanimidade, que recebemos do Gabinete da Vereação da CDU.

MOÇÃO
Em Defesa dos Transportes Públicos, Investir na Soflusa

A atual situação em que se encontra a Soflusa tem merecido a preocupação por parte da Câmara Municipal do Barreiro.
O serviço prestado não tem acolhido as reais necessidades dos Barreirenses, existem falhas constantes, supressões de ligações e atrasos. Desde fevereiro do corrente ano, 900 carreiras foram eliminadas por falta de trabalhadores, o que se traduz numa média de menos 20 por dia.

Anunciada a compra de novas embarcações, verificamos que a Soflusa foi afastada de qualquer tipo de renovação dos seus navios, nem se vislumbra manutenção aos que atualmente operam na ligação Barreiro – Lisboa.

Assiste-se a uma aparente falta de estratégia que não resolve os problemas atuais da Soflusa, nem perspetiva o seu futuro. Tem-se acentuado a carência de meios para proceder a uma manutenção adequada de embarcações e pontões, bem como à contratação de novos trabalhadores.

Entendemos que é imperativo o reforço de recursos humanos e a admissão de novos trabalhadores na Soflusa para a resolução de alguns dos problemas que são sentidos diariamente pelos Barreirenses, afetando a sua vida pessoal e profissional.

Atempada e repetidamente, os utentes e os trabalhadores alertaram para que a falta de novas contratações e de reforço do investimento na manutenção levariam a sucessivas supressões de serviços, acarretando enormes prejuízos para os utentes e colocando em causa a sua segurança.

Antes que se assista ao agravamento da situação na Soflusa, há que insistir na resolução dos problemas já identificados, junto do Governo e Administração, com vista à efetiva melhoria da oferta de transporte fluvial de e para o Barreiro.

Assim, face à necessidade do Governo e da Administração da Soflusa proteger e valorizar o normal funcionamento do transporte público fluvial, a Câmara Municipal do Barreiro, em Reunião Ordinária Pública, de 7 de setembro 2022, delibera intervir junto do Governo de modo que este se comprometa urgentemente a:

1) promover a admissão dos trabalhadores, de forma em que as carreiras se efetuem sem as supressões que se têm verificado;
2) investir na manutenção de navios, de modo a garantir a sua plena operacionalidade;
3) continuar o investimento nos terminais, em exemplo do que foi feito recentemente, continuando a melhorar as condições dos trabalhadores e dos utentes.

As Vereadoras
Mónica Duarte
Ana Catarina Fialho

08.09.2022 - 19:57

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.