Conta Loios

inferências

Carlos Rabaçal vereador da Câmara Municipal de Setúbal
Considera falsas as acusações feitas pela Associação Nacional de Bombeiros Profissionais

Carlos Rabaçal vereador da Câmara Municipal de Setúbal<br>
Considera falsas as acusações feitas pela Associação Nacional de Bombeiros Profissionais O vereador Carlos Rabaçal condenou ontem, em declaração lida na reunião pública da Câmara Municipal de Setúbal, as acusações feitas pela Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) sobre a protecção e socorro no Concelho, classificando-as de “falsas”.

A Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal (CBSS) “tem o número de bombeiros que, em cada momento, a Câmara entende necessário e adequado”, explicou o vereador da Protecção Civil.

Refutando as críticas da ANBP sobre o facto de a Autarquia não ter um efectivo de 150 bombeiros na CBSS, o vereador esclareceu que, apesar de o mapa de pessoal prever esse número máximo de elementos, “não significa que exista, obrigatoriamente”, o total destes operacionais.

“É uma acusação sem sentido e não sustentada, em especial porque, desde 2002, entraram para a CBSS 40 novos bombeiros, o que significa que, até este ano, o contingente de sapadores era muito mais reduzido do que é hoje”, sublinhou. “Esta é uma das evidências da forma como a Autarquia investe e aposta nos meios de socorro às populações.”

Carlos Rabaçal adiantou que a Autarquia “aguarda uma resposta a uma candidatura a fundos comunitários” que “permitirá dotar a CBSS com novas viaturas e outros meios de combate a incêndios”.

O autarca esclareceu ainda que a CBSS “é o departamento municipal receptor de maiores investimentos camarários, estimando-se que tenha um custo anual de cerca de 4,5 milhões de euros”, ao qual é necessário adicionar o investimento em novos equipamentos.

O edil clarificou que é falsa a acusação da ANBP de que a salvaguarda de vidas e bens das populações está em risco devido ao regime dos horários de trabalho em prática na CBSS.

“Além de falsa, esta é uma acusação irresponsável e caluniosa que favorece um alarme social perfeitamente dispensável”, alertou, indicando que a ANBP “tem de provar o que afirma, o que lhe é difícil, pois é mentira”.

O sistema de cinco turnos, tal como o anterior que esteve em vigor, “não é perfeito mas está e funcionar em pleno”, pois a própria ANBP não conseguiu “dar um único exemplo em que nos últimos meses a protecção e socorro não tivesse sido assegurada à população”, esclareceu o edil, apontando que a CBSS é reconhecida “por todo o universo de bombeiros portugueses” como o corpo que mais aposta na formação, o que o torna num dos mais capacitados do País.

Carlos Rabaçal refutou igualmente a acusação de que a Câmara Municipal de Setúbal não repara as viaturas dos Bombeiros Sapadores nas oficinas municipais para poder arranjar as dos Bombeiros Voluntários. Adiantou que a Autarquia gastou, desde 2008, mais de 64 mil euros em reparações das viaturas dos Sapadores e instituiu a regra de dar sempre prioridade aos veículos da CBSS.

Sobre a acusação de a Autarquia não criar melhores condições para o destacamento da CBSS em Azeitão, o vereador da Protecção Civil recordou que, em 2001, o destacamento funcionava numa velha e exígua escola primária, depois transferido para as instalações da AERSET em Azeitão, onde as condições não eram ainda as ideais e que funciona agora num edifício fabril desactivado com importantes mais-valias em relação aos espaços anteriores.

A Autarquia, anunciou, tem um projecto para construir de raiz um espaço destinado apenas aos bombeiros, com todas as características necessárias ao seu pleno funcionamento, “no quadro da nova centralidade a criar em Brejos de Azeitão”.

“Em síntese”, referiu o vereador, a ANBP, “por razões de estrito interesse partidário, ao serviço da estratégia do Partido Socialista na Câmara Municipal, falseou, omitiu e caluniou” a edilidade setubalense, um caminho “que qualifica bem quem assim actua”.

Carlos Rabaçal frisou que a Câmara Municipal de Setúbal continuará a assegurar a protecção e socorro da população, em parceria com os outros agentes da protecção civil e socorro do município, num aperfeiçoamento contínuo do trabalho em curso, com “a dedicação que caracteriza os Bombeiros Sapadores de Setúbal”.

Foto - CMS

21.4.2011 - 13:58

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.