Conta Loios

autarquias

Na Mata da Machada – Barreiro
Descoberto novo Forno de Cerâmica da época dos Descobrimentos

Na Mata da Machada – Barreiro<br>
Descoberto novo Forno de Cerâmica da época dos Descobrimentos. Abordada a importância de ser efectuada uma profunda discussão sobre a gestão da Mata da Machada, se deve, ou não, passar para a responsabilidade da Câmara Municipal do Barreiro

No decorrer da reunião pública da Câmara Municipal do Barreiro, realizada ontem, em Coina, o Vereador Bruno Vitorino, revelou que foi “achado” um novo forno de cerâmica na Mata da Machada.
Esta nova descoberta está a ser investigada pelo Núcleo do Património e Arqueologia da Câmara Municipal do Barreiro e terá sido comunicado ao IPAR, tendo por objectivo ser efectuada uma avaliação da nova descoberta, reconhecida como sendo de grande valor patrimonial para o Barreiro e para o país.

Bruno Vitorino salientou que esta nova descoberta arqueológica é mais um importante contributo para o reconhecimento da Mata da Machada, quer para a história do concelho, quer para a história do país.
O novo achado, sublinhou, vem enriquecer o património arquitectónico da Mata da Machada, onde, nos anos 80, foram desenvolvidos diversos trabalhos de intervenção arqueológica, nos Fornos de Cerâmica, ali localizados, datados dos anos 1450 a 1530, sendo classificados como das poucas olarias conhecidas em Portugal no período dos descobrimentos.

Mata da Machada gerida pela Câmara

Bruno Vitorino, na circunstância, colocou a necessidade de ser aprofundada a discussão sobre a gestão da Mata da Machada, matéria que já foi objecto de apresentação de um relatório.
O autarca referiu que esta deve ser “uma discussão séria, profunda que a Câmara deve fazer”, dado que, neste momento “temos uma oportunidade para decidir”, porque, “havendo abertura do Governo não podemos desperdiçar esta oportunidade”.
“É a Câmara Municipal do Barreiro quem mais investe naquele espaço” – salientou Bruno Vitorino.
O autarca sublinhou que a Mata da Machada para além do seu valor ambiental e valor patrimonial – “é um pólo de dimensão económica para o concelho”.

Uma discussão que tem que ser séria e profunda

O Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto, sobre esta matéria, referiu que de facto “é a Câmara Municipal do Barreiro quem mais investe na Mata da Machada, não sendo esta da sua competência”.
O autarca reconheceu que a decisão de autarquia assumir a gestão da Mata da Machada deve ser “uma discussão que tem que ser séria e profunda”, acrescentando que tem que ser “uma decisão ponderada”.

30.7.2009 - 0:36

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.