Conta Loios

postais

Barreiro - Recomendação aprovada por unanimidade
Sugere disponibilização na Biblioteca Municipal de material sobre temáticas LGBTI

Barreiro - Recomendação aprovada por unanimidade<br />
Sugere disponibilização na Biblioteca Municipal de material sobre temáticas LGBTI <br />
Na reunião da Assembleia Municipal do Barreiro, realizada ontem à noite, foi aprovada por unanimidade, uma recomendação apresentada por Jeorgete Teixeira, do Bloco de Esquerda, que perspectiva quer na Biblioteca Municipal do Barreiro exista “equididade com restante documentos” e seja garantida a “disponibilização de material literário e/ou audiovisual que aborde temáticas LGBTI – lésbica, gay, bissexual, transexual e intersexo”.

A recomendação apresentada pela deputada municipal Jeorgete Teixeira, do Bloco de Esquerda, refere que – “nas Bibliotecas públicas, como noutras instituições culturais, podem entrar e permanecer formas de preconceito e discriminação que são hoje em dia inaceitáveis e que, por vezes, entram mesmo em conflito com os avanços legislativos e sociais registados na sociedade portuguesa”.
Sublinha-se que as Bibliotecas devem – “criar atmosferas inclusivas” que facilitem o acesso a todas/os independentemente do seu sexo, identidade de género ou orientação sexual.
Recorda-se que – “têm sido produzidos diversos documentos impressos e audiovisuais que abordam e incluem a diversidade da dimensão lésbica, gay, bissexual, transsexual e intersexo – LGBTI”.
“Documentos esses que deverão estar presentes na Biblioteca Municipal do Barreiro e aí serem disponibilizados em equidade com os restantes materiais de leitura”, é sublinhado.

Disponibilização de material que aborde temáticas LGBTI

Nesse sentido os deputados municipais, aprovaram por unanimidade – PCP/CDU, PS, PSD, BE e MCI – recomendar que a Biblioteca Municipal do Barreiro – “crie secções que permitam a disponibilização de material literário e/ou audiovisual que aborde temáticas LGBTI em equidade com outros documentos”.
Por outro lado, que a criação desta secção seja implementada – “assegurando que a classificação documental bem como o arranjo espacial dessa colecção consagre um direito de cidadania e não uma discriminação”.

01.07.2015 - 03:49

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.