Conta Loios

postais

Barreiro – Estudo da ARX sobre «Quinta Braamcamp»
«Devia ser público» defende Bruno Vitorino
«Nunca li o estudo da ARX», sublinhou

Barreiro – Estudo da ARX sobre «Quinta Braamcamp» <br />
«Devia ser público» defende Bruno Vitorino<br />
«Nunca li o estudo da ARX», sublinhou. “O projecto como está apresentado dizemos que não”, disse Bruno Vitorino.

O autarca eleito pelo PSD na Câmara Municipal do Barreiro, ontem à noite, salientou que sobre este assunto não foi feita qualquer discussão pública, nem na sessão de Câmara foi feita qualquer discussão.

O estudo da empresa ARX, foi promovido pela anterior gestão CDU,avalia aspectos diversos no plano ambiental e apresenta ideias para o enquadramento estratégico daquele território no tecido urbano.

Ontem à noite, no decorrer do evento do PSD, sobre a Quinta de Braamcamp, a propósito de ser referida a inexistência de ideias ou projectos para a Quinta Braamcamp, nomeadamente do anterior executivo municipal, lideraddo pela CDU, foi feita a pergunta a Bruno Vitorino se tinha conhecimento do estudo elaborado pela empresa ARX.
“Nunca li o estudo da ARX”, sublinhou o autarca social democrata.
Na sua opinião se esse existe esse estudo – “devia ser público”.
Refira-se, pelo que foi salientado no decorrer do debate de ontem à noite que o estudo da empresa ARX, avalia aspectos diversos no plano ambiental e apresenta ideias para o enquadramento estratégico daquele território no tecido urbano.

Vai ser concretizada um «operação de loteamento»

Bruno Vitorino, referiu que na recente apresentação pública das ideias do executivo socialista para a Quinta de Braamcamp, foi referido que vai ser concretizada um «operação de loteamento» naquele espaço.
O autarca eleito pelo PSD na Câmara Municipal do Barreiro, salientou que sobre este assunto não foi feita qualquer discussão pública, nem na sessão de Câmara foi feita qualquer discussão.
“O projecto como está apresentado dizemos que não”, disse Bruno Vitorino.
“O enfoque não deve ser na construção”, disse, defendendo que o enfoque deve centrar-se no ambiente.

Compreendo o movimento Braamcamp é de todos

Bruno Vitorino, sublinhou que “não há mais nenhum projecto” para a Quinta Braamcamp, só sendo conhecida a proposta do executivo socialista, por essa razão, afirmou que compreende a posição do movimento de cidadãos – “A Braamcamp é de todos”, mas, acrescentou, “não consigo compreender o movimento de cidadãos – “não venda a Braamcamp”.

01.10.2019 - 14:42

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.