Conta Loios

postais

Cerca de duas mil pessoas do Barreiro e Moita de «mãos abertas»
«Cancro da mama. Mais apoio, menos violência. Esta é uma luta que nos une!»

Cerca de duas mil pessoas do Barreiro e Moita de «mãos abertas» <br />
«Cancro da mama. Mais apoio, menos violência. Esta é uma luta que nos une!»<br />
Hoje, pela manhã, cerca de duas mil pessoas, numa daquelas que foli das maiores marchas” promvida pela pela AMPM – Associação de Mulheres com Patologia Mamária, percorreram ruas dos concelhos do Barreiro e Moita, este ano, com o mote «Cancro da mama. Mais apoio, menos violência. Esta é uma luta que nos une!».

Foi a 11ª Marcha Solidária promovida pela AMPM – Associação de Mulheres com Patologia Mamária, pela primeira vez com duas partidas em simultâneo, do Parque da Cidade, no Barreiro ,e, do Parque Zeca Afonso, na Baixa da Banheira.

As duas correntes humanas com t-shirt – de mãos abertas – uniram-se no ponto de enocntro, ali, no conhecido Largo da Santa, no Alto do Seixlainho, seguindo para o Largo do Mercado 1º de Maio.
Após as intervenções de Fernanda Ventura, presidente da AMPM – Associação de Mulheres de Patologia Mamária, de Vivina Nunes, vereadora da Câmara Muniicpal da Moita, e, Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal da Moita, o encontro encerou com uma aula de proporcionada pelo Vivi Fit.

O evento organizado pela AMPM, contou com os apoios das Câmaras Municipais do Barreiro e da Moita e da União das Freguesias de Barreiro e Lavradio. O padrinho da Marcha foi Carlos Oliveira «Boia», atleta olimpico.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156521227472681

27.10.2019 - 13:25

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.