Conta Loios

postais

Barreiro – Rega da relva no Estádio Alfredo da Silva
Câmara vai subsidiar a construção de furo de captação de água

Barreiro – Rega da relva no Estádio Alfredo da Silva<br />
Câmara vai subsidiar a construção de furo de captação de água Hoje, na reunião da Câmara Municipal do Barreiro, Bruno Vitorino, apresentou proposta de atribuição de subsidio destinado a concretização de um furo de captação de água, destinada à rega do relvado natural do Estádio Alfredo da Silva. A proposta foi aprovada por unanimidade.

No decorrer da reunião, Bruno Vitorino sublinhou que o Grupo Desportivo Fabril cumpre o pagamento de toda a água que consome nas suas instalações, com excepção do sistema de rega da relva do estádio, existindo uma divida acumulada com alguns anos, matéria que está em análise visando encontrar uma solução.
Salientou que a solução apontada foi fruto de diálogo entre a autarquia e clube, visando encontrar uma solução para a sustentabilidade do equipamento. O subsidio será atribuido se a construção do furo for autorizada.
O autarca recordou que ao longo dos anos tem sido prejudicado por ter um equipamento, e não contou com apoios para os seus problemas de instalações.
Bruno Vitorino defendeu que nos critérios de apoio ao Movimento Associativo deviam existir apoios especificos para os clubes e associações com instalações próprias.
Sublinhou que uma solução para este assunto deve avançar e não deve continuar a ser adiado.
Recordou que o Grupo Desportivo Fabril não tem condições de pagar a divida, nem tem condições pagar a água se a rega continuar a ser paga.

Sofia Martins salientou que o complexo desportivo do Fabril é de grande importância para o concelho do Barreiro.
Salientou a necessidade de tornar o complexo sustentável e recordou os investimentos significativos feitos pela autarquia nas remodelações de rede e situações de rupturas.
Referiu que uma solução apontada visava separar a contagem da água da rega do campo de relva de forma que a mesma tenha leitura por outro contador.
Alertou para um conjunto de dificuldades que possam existir em torno da solução do furo de captação, e, referiu ser positivo o facto de existir um compromisso da Câmara para resolver este projecto e o parecer dos serviços .
Defendeu se não existir a solução do furo, a situação deverá ser resolvida por outra via. Esta situação tem que ter uma solução.

João Pintassilgo, salientou que a proposta ainda aguardará o licenciamento do furo, e, caso não seja aprovado, deverá existir outra solução, mesmo a hipótese de um tarifário especial.
Divulgou que o Grupo Desportivo Fabril já tem uma empresa envolvida para desenvolver um projecto para o furo de captação.
Assumiu que o compromisso politico é tudo fazer para que sejam criadas todas as condições para que se mantenha o relvado natural.
Recordou que a Câmara, na gestão CDU, gastou 50 mil euros nas melhorias e manutenção da rede de águas do complexo do Grupo Desportivo Fabril e, disse, que no ano 2014 a divida de água do clube foi reduzida a zero.

Rui Lopo, perante os problemas de alterações climáticas, e legislação actual que pode impedir a abertura de um furo de captação.
Defendeu a hipótese de uma solução B, perspectivando a criação de um relvado sintético, como alternativa ao relvado natural.

Frederico Rosa, salientou que o relvado natural é um activo da cidade, apontando que deve avançar-se com a decisão de resolver o problema.
Referiu que se queremos um relvado natural temos que resolver a situação de forma a por fim à facturação da água da rega do campo e também ao gerar de acumulação de divida.

18.12.2019 - 21:42

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.