Conta Loios

postais

Cerca de 500 escuteiros do concelho do Barreiro em Palhais
Celebram 84º Aniversário do Escutismo Católico barreirense

Cerca de 500 escuteiros do concelho do Barreiro em Palhais<br />
Celebram 84º Aniversário do Escutismo Católico barreirense Junto à Igreja de Palhais juntaram-se cerca de 500 escuteiros do concelho do Barreiro, para celebrar mais um aniversário da fundação do escutismo católico pelo Padre Abílio Mendes em 1936.


Manhã de frio e muita geada. Nos terrenos contíguos à Igreja de Palhais juntaram-se mais de quinhentos escuteiros, de todas as idades, para celebrar o aniversário do Corpo Nacional de Escutas no Barreiro. Os agrupamentos 74- Barreiro, 586-Palhais, 690-Nª Srª do Rosário, 927-Stº André, 1011 Lavradio, 1180-Stª Cruz e ainda o Núcleo de Santo André-Barreiro da Fraternidade Nuno Álvares abriram as atividades com uma formatura perante um palco estipulado para a data. Muita animação e competitividade entre grupos para mostrar quem gritava mais alto, enquanto algum transeunte desapercebido se admirava com tanta energia logo pela manhã. No palco, a Câmara Municipal do Barreiro fez-se representar pelos vereadores Rui Braga e Bruno Vitorino que, em conjunto com Ana Margarida Chagas, chefe regional de Setúbal, deram início aos festejos. A abertura contou ainda com a assinatura do acordo de parceria entre o CNE local e a Reserva Natural do sapal do rio Coina e Mata da Machada para usufruto de alguns espaços florestais com fins escutistas.

O programa foi diversificado e adequado às faixas etárias. Pelas freguesias de Palhais, Coina e Santo António foram vistos vários grupos em marcha e a jogar. Já na Mata da Machada concentram-se sobretudo as secções mais velhas, com idades superiores a 18 anos para limpeza do espaço envolvente à sede do Centro de Educação Ambiental. Muitos pais e mães também se juntaram à iniciativa florestal. Segundo Pedro Severo, chefe do Agrupamento 586 Palhais e um dos responsáveis pelo evento, este aniversário foi pensado para a missão que cada um dos cerca de 500 escuteiros presentes tem a cumprir, e a mesma será efetuada de acordo com a secção em que se encontra. Os caminheiros (adultos) tiveram de consertar a rede envolvente aos antigos viveiros, já muito deteriorada, enquanto os lobitos (6-10 anos) ocuparam o seu tempo com jogos de aprendizagem. Pela tarde, as actividades terminarão com a Eucaristia e jantar de convívio na Escola Básica de Santo António.

Texto: Gonçalo Graça - Fraternidade Nuno Álvares / Núcleo de Santo André-Barreiro
Foto: João Paulo Nunes - Agrupamento 927 Santo André / Comissão de Pais

12.01.2020 - 15:08

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.